OPINIÃO: O MAL- CARATISMO DOS POLÍTICOS É ASSUSTADORAMENTE PREVISÍVEL

O toque de recolher, a voz de prisão e a violação de cláusulas pétreas da Constituição Federal

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Há poucos dias eu escrevi que o retorno às aulas seria um ótimo pretexto para decretarem um novo lockdown. A intenção era muito clara e as narrativas que surgiam na imprensa não deixavam dúvidas. O mau-caratismo dos políticos brasileiros é assustadoramente previsível.

Começou! Nem precisou esperar muito tempo. Nem deram tempo, aliás, de voltarem às aulas efetivamente. Conseguiram culpar o “colapso do sistema de saúde”, que já deveria estar adequado à pandemia HÁ UM ANO. Cidades do interior de São Paulo puxaram a fila; a capital, que desativou um hospital de campanha inteiro por falta de pacientes, anunciou novas medidas a partir de quinta-feira e nos outros estados já existem cidades emitindo decretos.

As “regras” estabelecidas pelos prefeitos, inclusive já distribuídas em boletins internos da Policia Militar, deixariam Kim Jong Un morrendo de inveja.

Estamos falando de “Toque de Recolher”, desde o início da noite, 19:00 ou 20:00, dependendo da cidade, até o amanhecer do dia seguinte; proibição de vendas de bebidas alcoólicas, serviços de delivery e até abastecimento de veículos particulares; além de presença de guarnições nas ruas com ordens de PRENDER os cidadãos que descumprirem as determinações, permitindo a circulação apenas de trabalhadores de “setores essenciais” ou cidadãos em emergência.

Sim! A ordem das autoridades é para dar VOZ DE PRISÃO para quem for abordado sem uma receita médica, cupom fiscal de medicamento ou atestado de atendimento em unidade de saúde.

É bizarro. Vivemos em um país que considera um “tabu” falar sobre o AI-5, que prende manifestantes que “atentam contra as instituições”, mas que cidadãos podem ser algemados por saírem nas ruas, em praças ou praias; que prefeitos, como aval do STF, violam cláusulas pétreas da Constituição Federal e decretam medidas que fariam Costa e Silva parecer um liberal.

Bolsonaro, que tanto foi acusado de pretender instalar uma “ditadura”, é o ÚNICO político do país que ainda levanta a voz para defender a liberdade do povo. Um povo apavorado, acovardado e desarmado, que está aceitando bovinamente tornar-se prisioneiro.

Não adianta reclamar. Ou daremos uma resposta DEFINITIVA, mostrando que atingimos o limite da tolerância, ou esses filhos das putas não vão parar até que o último pequeno negócio brasileiro tenha fechado as portas e o povo não tenha mais qualquer resquício de liberdade.

Já faz um ano que estão usando politicamente a pandemia. Já faz um ano que, como ovelhas, aceitamos todos os desmandos de prefeitos e governadores. ELES QUEREM O CAOS. Isso já ficou mais do que claro, para qualquer um com o mínimo de capacidade de raciocínio. Querem um país quebrado e um povo dependente. Querem o fracasso do Governo Federal e a criação de um cenário onde o assistencialismo canhoto seja um argumento eleitoral decisivo. Cabe a nós permitirmos ou não que eles consigam.

 

“Estou firmemente convencido que só se perde a liberdade por culpa da própria fraqueza.” (GANDHI)

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O MAL- CARATISMO DOS POLÍTICOS É ASSUSTADORAMENTE PREVISÍVEL

OPINIÃO: ESPELHANDO-SE NOS EXEMPLOS DO STF E SE ACHANDO AUTORIDADE ABSOLUTA, JUIZ FEDERAL DEU 72 HORAS PARA O PRESIDENTE EXPLICAR TROCA DE COMANDO DA PETROBRÁS

Todas as respostas para o juiz de 1ª instância que quer explicações do presidente sobre a troca no comando da Petrobras

O Juiz Federal André Prado de Vasconcelos, da 7ª Vara Federal de Minas Gerais, espelhando-se nos exemplos do STF e achando-se autoridade absoluta, deu um prazo de 72 horas para a maior autoridade do país, o Presidente da República, “explicar” por que é que trocou o comando da Petrobrás.

Não sou porta-voz do Presidente, mas ele não precisa explicar nada. Deixa que eu explico.

Primeiro, senhor Juiz, porque ele quis e ninguém tem nada a ver com isso, muito menos o senhor. Se está faltando trabalho na vara federal em que o senhor trabalha, a ponto de sobrar tempo para pedir que uma autoridade do Executivo “se explique”, então precisamos rever o seu salário.

Segundo, senhor Juiz, ele o fez porque essa é uma atribuição exclusiva do Presidente da República, e que, por estar escrito na Constituição Federal (o senhor conhece? É um livrinho! Eu recomendo a leitura!) ele não precisa dar explicações a ninguém, muito menos a um Juiz de primeira instância.

Terceiro, senhor, juiz, não há ato ilícito algum para ser questionado, arguido, explicado ou interrogado. A preocupação deveria ser com os que roubam o país e não com aqueles que querem impedir o roubo, o senhor não acha?

Quarto, se cada Juiz do Brasil resolver “questionar” os atos executivos do Presidente da República, e o Presidente perder seu tempo tendo que “se explicar”, o país vai se tornar ingovernável. Tá certo que a justiça é lenta, não anda, juiz tem férias duas vezes por ano, muitos acumulam processos e muitos crimes prescrevem por falta de julgamento… Mas nós não queremos isso para o executivo causado por falta de tempo para trabalhar, por ter que ficar se explicando, não é mesmo?

Quinto, senhor Juiz, embora alguns juízes achem que no Brasil a pulga manda no cachorro, as coisas não funcionam assim. Pulgas continuam sendo pulgas e devem ter consciência do quão minúsculas e insignificantes elas são perto dos cachorros.

Presidente… Se há alguém para quem o senhor realmente deve explicações dos seus atos, é para os milhões de brasileiros que votaram no senhor. O resto que leia a Constituição ou entenda pelos jornais.

Foto de Marcelo Rates Quaranta

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: ESPELHANDO-SE NOS EXEMPLOS DO STF E SE ACHANDO AUTORIDADE ABSOLUTA, JUIZ FEDERAL DEU 72 HORAS PARA O PRESIDENTE EXPLICAR TROCA DE COMANDO DA PETROBRÁS

OPINIÃO: O STF E OS GRAVES ERROS JURÍDICOS QUE CONFLITAM COM A CONSTITUIÇÃO

STF e Poder Absoluto: Tempos Imprevisíveis

Fotomontagem: JCO

Neste artigo, fica fácil compreender os graves erros jurídicos que conflitam com a Constituição e com as leis no Caso da Prisão do Deputado Daniel Silveira. Senão vejamos.

Imaginemos a figura de um homicida que executou seus atos com requintes de crueldade. Sem as garantias legais ele é julgado e preso, sem ser interrogado, dado a gravidade de seu crime! Isto é possível?

Vamos refletir, a atitude dele foi repugnante pela sociedade, mas em nome disto podemos desfazer das garantias constitucionais? De verificar as provas efetivas? De verificar se o tipo (delito) mais grave é aplicável ao caso? Se ele pode ser preso pelos requisitos da prisão preventiva? Se as qualificadoras e causas de aumento de pena estão comprovadas?

Pois é, o direito serve pra isso: estabilidade e paz social julgando-se conforme a Constituição e as leis! E neste ponto o juiz é um sujeito imparcial, exatamente para que haja um julgamento justo, mesmo que repugnante a atitude do acusado.

Qualquer ato diverso abre brecha para outras ilegalidades! Ao juiz é dado aplicar a lei e a Constituição.

Vejamos que, o fato em si não pode ser julgado a revelia da forma, caso contrario estaremos diante de uma abusividade, de uma arbitrariedade.

Os Advogados, por exemplo, possuem prerrogativas legais, não é permitido que em uma defesa ou numa exposição oral hajam exageros, mas isso pode ocorrer e nem por isso perdemos nossas prerrogativas, posto que assim determina a lei, para que haja uma paridade entre juiz, Advogado, Promotor, e impossibilite que a parte num processo seja prejudicada por um ataque a sua defesa técnica (O Advogado).

De outra feita, fica claro que não há possibilidade do julgador ser a própria vitima e acusador! Isso por um motivo óbvio, se é vítima, está tomado pela emoção, e não será imparcial, aplicará a “lei de talião” (olho por olho, dente por dente), ou seja não deixará de realizar uma “vingança pessoal”.

A brecha foi aberta! Estamos diante de tempos imprevisíveis! O Poder Judiciário agora tem carta branca para suas decisões, uma vez que os outros poderes se eximiram no dever de velar pela Constituição!

Prestemos atenção no seguinte! No caso em tela, o Deputado poderia ser punido até com a Cassação de seu Mandado, mas pela Casa legislativa. Poderia sofrer processo penal a ser iniciado pelo PGR, de acordo com a opinio delict do titular da ação penal (O Promotor de justiça).

Portanto, não se está defendendo ofensas ou injúrias, mas sim a forma, e o respeito ao sistema do acusatório, a Constituição e as leis penais!

O que foi feito claramente foi num sentido de “vingança pessoal” o que nunca pode partir de um julgador! O que, por conseguinte, foi Referendado pela Câmara, que, como informou a emissora CNN possui 1/3 de deputados investigados pelo STF!!!

O povo está cansado de decisões incompreensíveis do STF, da sua omissão no caso dos processos de EXPURGOS DE POUPANÇA que até hoje não foram julgados, mais de 10 anos parados sem uma decisão enquanto os idosos a que tinham direito a tal ação estão morrendo. Este é apenas um dos exemplos de tantos outros!

E o mais perigoso para o Estado de Direito é a irrecorribilidade das decisões proferidas pela Suprema Corte! Pois a quem podemos recorrer quando a decisão provém do STF, ou a sua omissão?

De fato a prisão foi ilegal posto que está em dissonância da forma, do sistema acusatório, sem as cautelas da lei e da constituição.

O que estava em jogo não era a grosseria, ou a forma repugnante como o Deputado falou, mas a regularidade de termos Poderes com funções definidas, respeitadas e protegidas sem que houvesse a permissão para transgressão a lei e à Constituição.

Por fim, o totalitarismo provém daquele que dita as normas e os demais obedecem, o poder absoluto próprio das Ditaduras deriva da falta de controle e liberdade de opinião.

Neste sentido vemos que a forma com que se deu a Prisão do Deputado foi ditatorial proveniente de sentimentos de “vingança pessoal”, sem observância das competências legais, da forma, do sistema do acusatório, da razoabilidade de respeito a Separação dos Poderes! De fato, nenhum poder pode ser absoluto.

Diante disto o que esperarmos do futuro? Infelizmente nos remete a tempos imprevisíveis, perigosos e sombrios.

Rodrigo Salgado Martins. Presidente do Instituto Nacional de Advocacia (INAD)

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O STF E OS GRAVES ERROS JURÍDICOS QUE CONFLITAM COM A CONSTITUIÇÃO

SERÁ QUE A IGREJA CATÓLICA ESTÁ SENDO MANIPULADA NA CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2021?

Campanha da Fraternidade de 2021: Estão querendo manipular a Igreja Católica

Imagem em destaque

Os católicos sabem da importância aqui no Brasil da Campanha da Fraternidade, que ocorre todos os anos no período da Quaresma, como meio de conversão e evangelização popular.

Nesse contexto, a CNBB – Confederação Nacional dos Bispos do Brasil publicou o texto-base da Campanha da Fraternidade de 2021, que incluiu a ideologia de gênero e agenda LGBT.

Isso é um completo absurdo.

É a comprovação evidente do sucesso de um velho plano comunista idealizado por Kruschev no final dos anos 50.

Simples assim!

Não relativizemos isso. Não procuremos justificativas para tolerar o intolerável. Não confundamos o pensamento secular dogmático da Igreja Católica, construído por pessoas como Agostinho e Tomás de Aquino, com os ativismos baratos de militantes de esquerda cuja única função é implodir a Igreja por dentro, enfraquecendo-a.

Que me perdoem pelo que afirmo: os bispos da CNBB responsáveis por uma campanha dessa não são homens santos, movidos pela “imitação de Cristo”, como ensinado lá na Idade Média pelo padre Tomás de Kempis. São meros “agentes da transformação”, com a missão de implementar o plano de desinformação comunista clássica no seio da Igreja.

Mais atual do que nunca se apresenta o artigo constante do meu livro, “escritos conservadores”, chamado “a infiltração marxista na Igreja Católica” (pp. 72-75), onde analisei o fenômeno.

Cada vez mais me convenço de que esse meu livro é, em certo ponto, profético.

Foto de Guillermo Federico Piacesi Ramos

Guillermo Federico Piacaense Ramos

Fonte: Jornal da cidade Online

Continuar lendo SERÁ QUE A IGREJA CATÓLICA ESTÁ SENDO MANIPULADA NA CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2021?

OPINIÃO: MINISTROS DO STF TREMEM NA BASE COM A INDICAÇÃO DE BIA KICIS PARA A CCJ

Caro(a) leitor(a),

A cada dia fica mais explícito e claro as “segundas intenções” dos ministros do Supremo Tribunal Federal e arrisco a dizer má fé, com relação a natureza de seus julgamentos, de suas atitudes subversivas e da total desobediência a algo que deveriam ser guardiões: a Constituição. Primeiro, se eles observassem realmente a Constituição não existiriam pedidos de Impeachment no Senado. Segundo, o fato de Davi Alcolumbre ter, ao apagar das luzes, arquivado todos eles só confirma o conluio entre  legislativo e judiciário, além de mostrar que tais pedidos têm fundamento. Terceiro, a reação de desconforto dos ministros a indicação da deputada Bia Kicis para presidente da CCJ só confirma que o STF está mais para uma ORCRIM do que para uma instituição cuja função é manter a lei e a ordem à luz da Constituição brasileira.

Alvos de pedido de impeachment, ministros do STF reagem à indicação de Bia Kicis à CCJ, diz colunista

Publicado em 04.02.2021

Marcello Casal Jr. | Agência Brasil

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), reagiram o nome indicado para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados (CCJ).

Trata-se da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), aliada do governo Jair Bolsonaro.

Segundo a coluna de Andreia Sadi, do G1, alguns ministros foram ouvidos por ela e disseram que a indicação de Bia “desmoralizaria” os trabalhos da comissão que cuida exatamente da legalidade de propostas, como emendas constitucionais.

Vale frisar que Bia Kicis é uma das deputadas mais leais a Jair Bolsonaro. Desde que foi eleita, a parlamentar segue defendendo diuturnamente a agenda conservadora que foi responsável por eleger o presidente da República em 2018.

Ela, inclusive, já pediu impeachment de Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, ambos ministros do STF.

Conforme registrou o Conexão Política, antes de ingressar na carreira política, Bia Kicis foi procuradora de Justiça no Distrito Federal durante 24 anos.

A indicação da deputada foi aprovada ontem à tarde pela bancada do PSL. A escolha ainda precisa ser sancionada pelos demais integrantes da CCJ.

É necessário o voto da maioria para a parlamentar assumir o posto.

Continuar lendo OPINIÃO: MINISTROS DO STF TREMEM NA BASE COM A INDICAÇÃO DE BIA KICIS PARA A CCJ

OPINIÃO: A HIPOCRISIA AVANÇA A PASSOS LARGOS E NIGUÉM ESTÁ FAZENDO NADA

Caro(a) leitor(a),

A manchete a seguir já diz tudo sobre o comportamento da esquerda que vem assolando não só o nosso país, mas boa parte dos países onde a democracia imperava soberana há muito tempo, como é o caso dos Estados Unidos. A hipocrisia é patente e explícita. E o pior é que eles agem assim com a cara e a coragem e estão ganhando terreno. A direita e os liberais  precisam aprendera lutar e combater esses sangue-sugas  que estão tentando destruir todas as conquistas da democracia. Não podemos ficar inertes, de braços cruzados. Temo de fazer a nossa parte. Eu já estou fazendo a minha e você?

Bispos respondem à hipocrisia de Biden: ‘Pare de financiar abortos ou pare de alegar ser católico’

Publicado em 01.02.2021

 

O bispo da cidade texana de Tyler, Joseph Strickland, enviou uma mensagem a Joe Biden, instando-o a parar de usar fundos federais para promover e financiar o aborto em todo o mundo. “Você alega ser católico, mas obviamente está ignorando os ensinamentos princípios básicos da fé católica. Por favor, tome a decisão de seguir o ensino católico ou pare de alegar ser católico”, disse ele no Twitter.

“Presidente Biden, por favor, pare de gastar nossos dólares de impostos para financiar abortos em todo o mundo. Você afirma ser católico, mas obviamente está ignorando os ensinamentos básicos da fé católica. Por favor, tome a decisão de seguir o ensino católico ou parar de alegar ser católico”, escreveu o Bispo J. Strickland, em 30 de janeiro.

 

Não foi a primeira que autoridades católicas se expressaram a respeito da hipocrisia da “fé” de Biden.

Na semana passada, o arcebispo americano Joseph F. Naumann, presidente do Comitê de Atividades Pró-Vida da Conferência dos Bispos dos EUA, e David J. Malloy, presidente do Comitê Internacional de Justiça e Paz, expressaram sua firme oposição à nova ordem executiva assinada por Biden que reverte o legado pró-vida de Donald Trump e permite o envio de fundos financiados pelos contribuintes para ONGs que promovem e fornecem abortos em outros países.

Ambos denunciaram que a decisão do Governo Biden, que anula a chamada “Política da Cidade do México“, que separa o aborto das atividades de planejamento familiar, impedindo entidades que oferecem aconselhamento ou promovem o aborto de receber financiamento público, viola a dignidade humana e é incompatível com o ensino católico.

A Política da Cidade do México foi criada pelo presidente Ronald Reagan para proteger os bebês em gestação do aborto. Todo presidente democrata reverteu a regra, usando dinheiro dos EUA para promover o aborto. E todo presidente republicano restabeleceu a política.

Nesse sentido, os bispos lamentaram que “um dos primeiros atos oficiais de Biden como presidente promova ativamente a destruição de vidas humanas nos países em desenvolvimento”. “Esta ordem é incompatível com o ensino católico”, disseram eles, enquanto conclamavam Biden a priorizar “os mais vulneráveis, incluindo os nascituros”.

Biden, que foi vice-presidente junto a Barack Obama em um mandato no qual organizações pró-aborto como a Planned Parenthood recebia 4.000 milhões de dólares em recursos federais, também eliminou a proibição de que recursos públicos sejam usados ​​para subsidiar clínicas de abortistas e encaminhar pacientes para o aborto.

Joseph F. Naumann também falou sobre a decisão de Joe Biden, chamando-a de “perturbadora e trágica” por negar aos nascituros seu direito humano mais básico, o direito à vida. Naumann lembrou que “desde o primeiro século, a Igreja afirma o mal moral de cada aborto provocado, um ensinamento que não mudou e permanece o mesmo”.

“A remoção das restrições do Estado pavimentou o caminho para a morte violenta de mais de 62 milhões de crianças não-nascidas e de inúmeras mulheres que experimentam a dor da perda, do abandono e da violência”, acrescentou.

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Continuar lendo OPINIÃO: A HIPOCRISIA AVANÇA A PASSOS LARGOS E NIGUÉM ESTÁ FAZENDO NADA

OPINIÃO: DA CARTEIRADA AO FURA-FILA ESSA DE LEVAR VANTAGEM EM TUDO TEM QUE ACABAR

Caro(a) leitor(a),

A elite brasileira não se emenda mesmo. Parece que vamos ter de esperar muito tempo ainda para ver as pessoas respeitando os direitos individuais dos cidadãos e agindo com honestidade e transparência. É incrível, mas depois de tudo que passamos nesse país esses indivíduos que se valem dos cargos públicos e do poder ainda não aprenderam a lição. O texto a seguir do nosso colaborador Ricardo Paz diz tudo e representa a indignação de uma grande parcela da população brasileira.

FLAGRANTE DE HIPOCRISIA

Não tem cabimento a quantidade de VIPs no Brasil, incluindo políticos, altos assessores e endinheirados em geral, que está furando a fila para receber a vacina do coronavírus. E o povo simplesmente não se revolta! A atitude elitista, desrespeitando os grupos de prioridade, expõe o (mau) caráter de quem se acha mais importante do que os outros (algumas autoridades tentam justificar o “primeiro eu” com a conversa mole de que é para incentivar as pessoas a tomar a vacina). Essa atitude lembra as cenas do filme Titanic, quando os riquinhos se achavam no direito de passar na frente dos demais passageiros para adentrar os barcos salva-vidas. É isso que está acontecendo em várias cidades do país. E o povo, historicamente condicionado a se sentir inferior aos “doutores” da aristocracia brasileira (como diria o antropólogo Roberto Damatta), assiste passivamente a mais uma sabotagem pelos compatriotas abastados. Não fossem os MPEs (nos estados onde os promotores de justiça realmente atuam em prol do bem de todos!) e o MPF, não haveria qualquer possibilidade de consequência a esses canalhas furadores de fila. Até quando o povo brasileiro terá o governo, e as elites, que (não) merece?
Ricardo Paz
Trabalhador
Continuar lendo OPINIÃO: DA CARTEIRADA AO FURA-FILA ESSA DE LEVAR VANTAGEM EM TUDO TEM QUE ACABAR

OPINIÃO: ALEXANDRE DE MORAES PROÍBE EUSTÁQUIO DE SE COMUNICAR ATÉ COM UM MORTO

Em decisão estapafúrdia, Moraes proíbe Eustáquio até de se comunicar com um morto

Fotomontagem: Oswaldo Eustáquio e a esposa. E o saudoso senador Arolde de Oliveira.Fotomontagem: Oswaldo Eustáquio e a esposa. E o saudoso senador Arolde de Oliveira.

A decisão do ministro Alexandre de Moraes em que muda o regime prisional do jornalista Oswaldo Eustáquio, passando de fechado para domiciliar, além de mais um atentado a Constituição, é eivada de erros e de uma determinação esdrúxula e absolutamente absurda.

Anote-se que o “benefício” alcançado pelo jornalista, só ocorreu porque no período em que ficou preso em regime fechado, Eustáquio perdeu o movimento dos seus membros inferiores.

Está impossibilitado de andar.

Por outro lado, o jornalista está proibido de frequentar toda e qualquer rede social em nome próprio ou ainda através de sua assessoria, ou de qualquer outra pessoa física ou jurídica.

Sim. É esta a decisão do ministro. Um absurdo. Eustáquio não possui sequer condenação. A injustiça é ainda maior agora, quando a Polícia Federal acaba de enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF), um relatório informando que, ao término de dezenas de diligências realizadas, não encontrou elementos suficientes para indiciar pessoas pela realização ou financiamento dos tais atos antidemocráticos.

Parece que nessa história, “antidemocrático” é o inquérito instaurado pelo STF. Aliás. “Tirânico” seria a melhor definição.

Eis o item “3” do despacho de Alexandre de Moraes:

Imagem em destaque

Noutras palavras, Eustáquio está impossibilitado de andar e ‘proibido’ de falar.

Todavia existe algo ainda pior na decisão.

Moraes citou nominalmente um cidadão já falecido e proibiu Eustáquio de se comunicar com ele.

Trata-se do honrado e saudoso senador Arolde de Oliveira.

Eis o item “2” da missiva tirânica:

Pois é, o senador faleceu no dia 21 de outubro do ano passado.

Caso Eustáquio seja ‘médium’ não poderá manter contato com Arolde.

Tudo isso só demonstra a enorme fragilidade da decisão de Moraes.

A rigor, um atentado contra o estado democrático de direito.

Estranho é o silêncio generalizado.

Gonçalo Mendes Neto. Jornalista.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: ALEXANDRE DE MORAES PROÍBE EUSTÁQUIO DE SE COMUNICAR ATÉ COM UM MORTO

OPINIÃO: A UTILIZAÇÃO DA MASSA COMO UM EXÉRCITO DE IDIOTAS ÚTEIS APTOS A TRABALHAREM PELO PATRULHAMENTO DAS MIUDEZAS E COISAS IRRELEVANTES

Consequências de um povo que já perdeu o senso de proporções

Fotomontagem ilustrativaFotomontagem ilustrativa

1. O Brasil é o país com o maior número de recuperados do covid no mundo (ou um dos maiores, se não for o maior). Mas as pessoas se apegam apenas aos números absolutos de mortes com o vírus no corpo (e não necessariamente pelo vírus), de 216.000, equivalente a 0,1% da população brasileira (simplesmente não enxergam que o nosso país tem 216.000.000 de habitantes, uma das maiores populações do mundo).

2. Um desembargador, em seu discurso de posse como Presidente do Tribunal de Justiça de seu Estado, fala o óbvio ululante, que as pessoas precisam voltar ao seu trabalho e pararem de virar refém do medo, nessa questão do coronavírus, espalhado de maneira politizada pela mídia, e é chamado de “negacionista” pelos veículos de comunicação.

3. O Brasil é um país com dimensão continental, no qual existem milhares de colégios e instituições de ensino públicas, espalhados por todas as regiões. Nesse sentido, o Governo Federal compra leite condensado para abastecer os estabelecimentos com o insumo que depois virará pudim, a ser servido como sobremesa para crianças, adolescentes e jovens, e quando as pessoas “descobrem” que o dinheiro público foi gasto com a aquisição do produto ficam horrorizadas, achando que ele foi adquirido para o uso pessoal do Presidente da República, apenas porque na época da campanha ele disse gostar de comer a iguaria.

3.1 Da mesma forma se dá com os chicletes aquiridos para os integrantes da Força Aérea do país. Todo mundo que já andou de avião sabe que o ouvido entope por causa da pressão, e que mascar chicletes ajuda a desentupi-lo. Pessoas ficam indignadas com o gasto de milhões de reais em chicletes, quando não enxergam o valor unitário de cada produto, de míseros R$ 0,20.

A falta de percepção da realidade ao redor, pela corrupção da inteligência feita por anos de doutrinação, provoca exatamente isso que vivemos hoje: a utilização da massa como um exército de idiotas úteis, aptos a trabalharem pelo patrulhamento das miudezas e das coisas irrelevantes.

As pessoas não conseguem mais assimilar os fatos, que dão lugar apenas às “sensações”, ao “emocional”. Falam tanto sobre “racionalidade”, mas são escravos das próprias sensações, estimuladas e direcionadas por aqueles que as utilizam como massa de manobra na perversão das proporcionalidades.

A esquerda trabalha muito bem com essa estratégia: “se quando estivemos no Governo nos chamaram de corruptos e perdulários, pelos nossos desvios e gastos, vamos chamá-los disso também. A mídia nos apoiará, e o povo, no final, não saberá distinguir um do outro.”

A esquerda – política e midiática – é criminosa, e como tal deve ser tratada.

FONTE: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: A UTILIZAÇÃO DA MASSA COMO UM EXÉRCITO DE IDIOTAS ÚTEIS APTOS A TRABALHAREM PELO PATRULHAMENTO DAS MIUDEZAS E COISAS IRRELEVANTES

PONTO DE VISTA: O GRANDE DITADOR CONTINUA NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA

Caro(a) leitor(a),

Cumprindo a minha promessa de acompanhar de perto todos os passos desse impostor chamado João Dória, vulgo Ditadoria, não poderia deixar passar essa oportunidade de trazer a baila um fato importantíssimo que a grande imprensa da esquerda não fala nada. Um levantamento feito pela Revista Oeste que considera o estado de São Paulo um país fictício para elaborar uma lista das nações com o maior número de mortes por milhão de habitantes, com base nos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mostrou um ranking liderado pela Bélgica, seguida por Eslovênia, República Tcheca, Itália, Bósnia e Herzegovina, Reino Unido, Macedônia, Bulgária, Hungria, Estados Unidos, Peru, Espanha, Croácia, São Paulo, Panamá, México, França, Suécia, Armênia, Argentina e Brasil (desconsiderando o estado paulista). Segundo a publicação, São Paulo teria 1.137 mortes por milhão de habitantes, ante 973 do Brasil. Diante destes números, qual a explicação do Ditadoria , que falou tanto em ciência, em fique em casa, que provocou rigorosas quarentenas no Estado de São Paulo e que a partir de segunda-feira pretende decretar uma rigorosa restrição, com toque de recolher, como ocorreu e ainda ocorre, nas grandes ditaduras. Portanto, está mais do que claro que este impostor nunca se baseou na ciência para manter São Paulo sob o seu total controle, inclusive com a obrigatoriedade da vacinação. O que você acha disso? Se concorda e gostou, por favor divulgue esta postagem!

Doria coloca todo o estado de SP na Fase Vermelha durante noite e finais de semana

Publicado em 22.01.2021

Por  

 

Arquivo | Governo do Estado de São Paulo

Com as taxas de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTI) acima de 71% por causa do vírus chinês, o governo de São Paulo decidiu colocar todo o estado em quarentena aos finais de semana, feriados e no período noturno, sempre após as 20h nos dias úteis. A medida passa a valer na segunda-feira (25). A quarentena deve durar, pelo menos, até o dia 7 de fevereiro.

Aos sábados, domingos, feriados e após as 20h nos dias úteis, só poderão funcionar os serviços considerados essenciais das áreas de logística, saúde, segurança e abastecimento. O restante das atividades econômicas, tal como o comércio, terá que ser fechado nesses dias e horários.

A quarentena já vale para o feriado do dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo.

Essa foi a terceira reclassificação do Plano São Paulo somente neste mês de janeiro. A primeira ocorreu no dia 8 de janeiro e a expectativa do governo era de que a próxima seria somente no dia 5 de fevereiro. No entanto, o governo acabou fazendo uma nova reclassificação no plano na última sexta-feira (15).

Na última reclassificação, apenas a região de Marília havia ficado na fase 1-vermelha. Agora, com a nova alteração no Plano São Paulo, sete regiões vão ficar na fase 1-vermelha e só poderão reabrir os serviços considerados essenciais. São elas: Marília, Presidente Prudente, Bauru, Sorocaba, Taubaté, Franca e Barretos.

As demais regiões do estado, incluindo a Grande São Paulo e a capital paulista, vão ficar na fase 2-laranja. Na fase 2-laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% e encerramento às 20h. O consumo local em bares está proibido nessa fase.

O governo determinou ainda que nenhuma região passará para as fases 3-amarela ou 4-verde até o dia 8 de fevereiro.

Sem essas mudanças no Plano São Paulo, restringindo mais a circulação das pessoas, e com o atual ritmo de crescimento de infecções pela covid-19, o governador João Doria (PSDB) acredita que em 28 dias o estado poderia ter um esgotamento dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTI), segundo informações da Agência Brasil.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O GRANDE DITADOR CONTINUA NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA

OPINIÃO: O DIA QUE A CHINA COMEÇAR A CAIR, A QUEDA SERÁ RÁPIDA E FORTE

O acerto de contas

Xi JinpingXi Jinping

O dia que a China começar a cair, a queda será rápida e forte.

Estamos de fato sob a 3ª onda revolucionária comunista, da dominação econômica chinesa, como eu sempre falo.

Mas essa ação chinesa é patrocinada/facilitada por outros poderes obscuros, que a usam para no final tirar proveito da situação futuramente

Ela tem dia e hora para acabar.

Quando a China não for mais útil à elite global, como está sendo agora no remanejamento do tabuleiro mundial, será mastigada e cuspida fora.

Vai ser um acerto de contas épico, que gerará um verdadeiro “expurgo” nos tempos modernos.

Quem viver, verá.

O problema é que no meio disso tudo ficaremos nós, o dito “mundo livre”, que sofre agora com a 3ª onda revolucionária comunista e continuará sofrendo depois do acerto de contas global com os chineses.

Foto de Guillermo Federico Piacesi Ramos

Guillermo Federico Piacesi Ramos

Advogado e escritor.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O DIA QUE A CHINA COMEÇAR A CAIR, A QUEDA SERÁ RÁPIDA E FORTE

OPINIÃO: A GANÂNCIA DE UM GESTOR PODE SER O COMEÇO DE SUA RUÍNA

O “erro crucial” de João Doria

João DoriaJoão Doria

João Doria pode se ferrar, de verde e amarelo, com a falta de insumos da China.

Aliás, Doria mostrou que a ganância de um gestor pode ser o início de sua ruína.

Doria assinou um contrato com a fábrica da Coronavac sem valor determinado.

Ou seja, não há preço estipulado.

Para piorar, com sua vontade de sair como herói, vendeu tudo o que comprou por um preço determinado ao governo federal.

Ou seja: ele pode ter que pagar muito mais pela vacina do que o preço que vendeu.

Isso caracteriza ainda mais um crime de responsabilidade.

E isso é causa de impeachment e inelegibilidade.

Por isso o desespero de responsabilizar o governo federal, falando que a falta era por questões políticas.

Mas esqueceu de combinar com o embaixador chinês…

Pode ser o fim da linha de Doria.

Flavia Ferronato. Advogada. Coordenadora Nacional do Movimento Advogados do Brasil.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: A GANÂNCIA DE UM GESTOR PODE SER O COMEÇO DE SUA RUÍNA

OPINIÃO: UMA QUESTÃO DO ENEM ESCANCARA A DOUTRINAÇÃO DOS FALSOS EDUCADORES

A doutrinação dos falsos educadores escancarada em uma questão do Enem

Foto reprodução

A prova do Enem do dia 17 de janeiro de 2021 trouxe uma questão cujo enunciado descrevia a grande diferença de remuneração entre os jogadores de futebol Marta e Neymar. Comparava a quantidade de gols de cada um pela seleção e o salário anual de ambos. Uma foto montagem com os dois traz a pergunta no alto: “Quanto vale o gol?”, insinuando que a remuneração deveria variar em razão do número de gols marcados pela seleção.

Ao final, o enunciado afirma que “O esporte é uma manifestação cultural na qual se estabelecem relações sociais. Considerando o texto, o futebol é uma modalidade que”. Em seguida vem cinco opções de resposta que constrangem o candidato a concordar que é a identidade masculina do futebol que confere maior remuneração aos jogadores homens.

A leitura dessa questão gera algumas preocupações:

A primeira, é constatar que os professores que formam a banca da mais importante prova do país não conseguiram entender que o futebol é uma atividade profissional e empresarial, que gera remunerações proporcionais ao retorno de público e mídia que os atletas trazem para suas equipes e patrocinadores.

O aspecto cultural do futebol nada tem a ver com o padrão de remuneração, mas o enunciado e as opções da questão induzem os candidatos a afirmarem que a diferença de remuneração é meramente identitária (identidade masculina), e não uma consequência lógica do maior interesse dos expectadores em assistirem o Neymar e sua equipe.

O segundo, e mais grave fator de preocupação, é ver os candidatos ao ingresso nas universidades serem induzidos a concluir que estudar não é tão importante, pois a resposta dessa e de outras questões decorre de uma leitura superficial do texto. A possibilidade de acertar facilmente sem qualquer conhecimento prévio desmoraliza o esforço do aluno, que é essencial para sua evolução. Parece ser esse um dos objetivos dos elaboradores de questões como essa.

Por fim, é preocupante constatar que os alunos são estimulados a pensarem de forma elitista e leviana. Por que comparar apenas a remuneração das estrelas e não dos demais jogadores, homens e mulheres?

Por que escolher o critério dos gols marcados para avaliar a remuneração, se o futebol é um esporte coletivo em que a maioria dos jogadores não tem a função precípua de marcar gols, mas de prepará-los ou evitá-los?

E, principalmente, qual o sentido de escolher os gols marcados pela seleção como critério para aferir a justiça das remunerações se não é a CBF que paga os salários e se a grande maioria dos jogadores, homens e mulheres, não chega à seleção?

A questão induz ao raciocínio simplório, leviano e assistemático, típico dos falsos educadores que imperam nas escolas e universidades brasileiras. A utilização da posição de poder para induzir milhares de alunos a optarem por distorções como essa representa um grande abuso de poder e desserviço à educação brasileira. Não é à toa que a colocação do Brasil nas avaliações do PNUD é repetidamente humilhante.

Fernando Lemme Weiss. Advogado. Mestre e doutor em Direito Público pela UERJ

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: UMA QUESTÃO DO ENEM ESCANCARA A DOUTRINAÇÃO DOS FALSOS EDUCADORES

OPINIÃO: O GRANDE MAL DA HUMANIDA É A IGNORÂNCIA

Ignorância, o grande mal da humanidade

Imagem em destaque

Depois de assistir tantos conflitos devido à pandemia do Coronavírus, dentre os quais, brigas por vacinas, imposição de máscaras, “fica em casa”, não ao tratamento precoce, e outros mais, que possivelmente vão surgir enquanto a “torneira das verbas” estiver aberta, tenho a certeza que o grande mal da humanidade é a ignorância.

Basta parar para observar comentários nas redes sociais ou participar de uma breve conversa com amigos, que logo percebo o quanto as pessoas sofrem, não pela falta de remédios ou mesmo pela pandemia, e sim por desconhecerem a verdade. Uma hora não querem tomar determinado remédio ou vacina, outra hora querem. Como a falta de conhecimento deixa o povo vulnerável à manipulação!

Contudo, não vejo a falta de conhecimento por comodismo, e sim por medo. Medo de adoecer, medo de sofrer, medo da morte. Medo de descobrirem a verdade e perceberem o quanto foram e estão sendo enganados, pelo simples fato de se deixarem adoecer pela ignorância.

Grande parte da população brasileira, quiçá mundial, não sabe o real motivo dessa guerra “invisível”, porém perceptível. Muitos acreditam que é porque o povo quer sair e se divertir. Outros porque pensam que as pessoas são desobedientes às leis, e tem aqueles que só precisam de um motivo para serem do contra.

Somos todos escravos da nossa própria estupidez. Nos tornamos sórdidos com nossos amigos, familiares, colegas de trabalho e até mesmo com os poucos que lutam por nossa liberdade. Não a liberdade das correntes, e sim a liberdade da falta de conhecimento.

Ficamos ouvindo mídias que poluem nossos ouvidos e visões com desinformação em benefício próprio. Acordos entre mídias, políticos e “impérios” arrecadam bilhões para nos manterem desinformados, alienados, escravos de propagandas enganosas, modismo, sofismo, promessas e demagogias.

Quando vamos perceber que nosso pensamento não tem legenda?

Quando vamos perceber que somos donos de nossas ideias e sentimentos?

Quando vamos perceber que basta apertar um botão para desligar qualquer canal de televisão e dar um basta em poluidores de mentes.

Nossa liberdade não precisa de chaves para tirar as algemas. Nossa liberdade precisa de leitura, de sermos curiosos para descobrir o que está por trás das cortinas desse teatro chamado vida.

Podemos nos ajudar a sermos todos livres, independentes. Quem sabe ler, ensine a ler, quem sabe a verdade mostre-a aquele que está próximo, sem imposições, sem lados.

Nem esquerda e nem direita. Sem protecionismo. Precisamos de equilíbrio. Não é o povo que precisa ser expurgado para sermos livres, e sim aqueles que noticiam, que fazem e aplicam as leis.

É hora de nos unir, pensar em nossas famílias, nossas crianças, em nossa vida. Nossa liberdade está em nossas escolhas.

Podemos estabelecer a paz em nossas vidas a partir do momento que temos conhecimento e esclarecimento que, nós, o povo que vota, que escolhe, que trabalha, que mantém um país, somos a raiz da liberdade. Vamos sacudir nosso tronco para que os frutos podres e as folhas mortas caiam e não prejudiquem mais nossa evolução.

Nossa saúde está na coragem de lutarmos pelo que acreditamos.

Tenhamos fé e estabeleçamos uma nova aliança com Ele, que é quem verdadeiramente nos guia.

Para tanto, é necessário eliminarmos o grande mal que nos assola, a ignorância, e só assim estaremos imunes à perversidade da Nova Ordem Mundial.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O GRANDE MAL DA HUMANIDA É A IGNORÂNCIA

OPINIÃO: NÃO PODEMOS PERMITIR A EXPANSÃO DO IMPERIALISMO EUROPEU SOBRE A ÁFRICA

Enquanto as civilizações admitirem déspotas como Emmanuel Macron no poder caminharemos a passos de formiga e sem vontade em direção ao caos político e a degradação das sociedades. Palavras como as que ele proferiu, retratadas no texto a seguir deixa muito claro o seu perfil de colonizador, explorador e sanguessuga. É assim que raciocinam e agem os ditadores, opressores e facínoras que escravizam povos nos países do 3º mundo. Isso precisa acabar. É o que está impedindo a humanidade de evoluir a passos largos rumo a 5ª Dimensão. É preciso tolher o avanço da esquerda, do comunismo, do fascismo e do socialismo diabólicos. Portanto, vamos divulgar e expandir o pensamento contrário o máximo possível! 

*O presidente francês Emmanuel Macron disse: “Com uma família que tem sete, oito filhos na África, mesmo se você investir bilhões, nada vai mudar, porque o desafio da África é civilizacional”.
O sociólogo guineense Amadou Douno, professor do  Universidade Ahmadou-Dieng de Conacri, responde a ele: “Os africanos não precisam da sua civilização debochada. Porque com a sua civilização: um homem pode dormir com um homem; uma mulher pode dormir com uma mulher; um único presidente pode ter duas amantes ao mesmo tempo; uma mulher pode dormir com seu cachorro;  uma criança pode insultar seu pai e sua mãe sem problemas; uma criança pode aprisionar seus pais. Com sua civilização, quando os pais estão envelhecendo, eles são levados para o lar de idosos e, finalmente, com sua civilização, um jovem pode viver com uma mulher da idade de sua mãe ou de sua avó sem problemas. Seu caso é uma ilustração perfeita! Os africanos não têm lição de civilização a receber de pessoas como você!  A África é de longe o continente mais rico do mundo, com sua enorme riqueza mineral. O que está atrasando este continente é a pilhagem em larga escala de seus recursos por as grandes potências, a França na liderança!. Toda a miséria da África vem deste país que realiza suas ambições nas costas dos africanos, com a cumplicidade desses traidores que não hesitam em sacrificar gerações inteiras entregando seus países ao antigo poder colonizador. Eles confiam todos os setores-chave de suas economias à França.  Na realidade, eles lideram a estratégia ou visão política desejada pelo ex-colono.  Isso contribui para levar suas populações à miséria e à extrema pobreza. Esta é a causa de golpes de estado, guerras civis, genocídios, fomes,  déspotas à frente desses países que são mantidos no poder pela França, porque atende a todos os seus requisitos! A França não é nada sem a África! No dia em que os países africanos derem as costas à França, este país mergulhará no caos! Enquanto os países africanos não abandonarem esse domínio da antiga potência colonial, assumindo o controle de seu próprio destino, como fizeram os países asiáticos, será muito difícil sair do abismo. O desafio para a África é se livrar da França, porque este último não é a solução para seu subdesenvolvimento, está no coração do problema!”
Continuar lendo OPINIÃO: NÃO PODEMOS PERMITIR A EXPANSÃO DO IMPERIALISMO EUROPEU SOBRE A ÁFRICA

OPINIÃO: BENESSES E PROTEÇÃO É A FORMA DE DISFARCE DO FASCISMO

O fascismo sempre vem disfarçado de benesses e de proteção

Fotomontagem ilustrativa: Atila IamarinoFotomontagem ilustrativa: Atila Iamarino

De vez em quando vemos alguém perguntando por que diante de tantas atrocidades cometidas por governos autoritários no século passado, ninguém tenha feito nada quando os tiranos estavam se instalando?

Por que as pessoas ficavam caladas quando alguém como Hitler subia ao poder?

Na verdade, muitos se opuseram, muitos denunciaram, muitos lutaram contra, antes mesmo do regime ter força para matar opositores ou questionadores. O problema é que, boa parte da população, tratava esses avisos como teoria da conspiração. Como exageros de mentes excessivamente preocupadas. Afinal, que mal uma pessoa que só quer nosso bem pode fazer?

Sim, o Fascismo nunca é introduzido debaixo de chicote e pontapés. O Fascismo vem disfarçado de benesses e de proteção. Vem na forma de preocupação com o bem comum, reluzente sob o verniz das boas intenções.

E quando você menos espera, está pedindo autorização de um burocrata estatal para comprar comida ou abraçar seus pais.

E não fique muito assanhado ao relembrar seus tempos de liberdade, para o fascista, nada mais justificável do que eliminar rebeldes que coloquem a sociedade em risco.

Atila Iamarino, o biólogo dos “1 milhão de mortos no Brasil até agosto”, por algum motivo ainda é levado a sério pela grande mídia e pelo marketing do TSE. Atila viu seu canal do YouTube explodir e hoje ganha dezenas de milhares de reais por mês graças às suas previsões “precisas”.

E agora, o queridinho dos alarmistas e dos tiranos, vem advogar pelo autoritarismo com todas as letras.

Está dividido entre calar brasileiros ou a coagir cidadãos.

Eu poderia dizer que discursos assim, onde o ser humano não é visto como um indivíduo, mas sim como propriedade do Estado, é o mesmo discurso base de todos os Regimes Totalitários que mataram milhões no século passado.

Mas é melhor parar. Se eu continuar refutando as previsões de Atila com fatos históricos, acabarei sendo acusado de ser um teórico da conspiração.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: BENESSES E PROTEÇÃO É A FORMA DE DISFARCE DO FASCISMO

OPINIÃO: UMA ESQUERDA CONSCIENTE E RESPONSÁVEL NÃO PODE CONCORDAR COM ESSA CENSURA SOBRE TRUMP

Caro(a) leitor(a),

Qualquer ativista político consciente e responsável sabe que o principal alicerce da Democracia é a liberdade, no seu mais amplo sentido e a liberdade de expressão é não apenas um símbolo disso, mas o seu maior legado. Mas não podemos confundir “liberdade” com libertinagem. Libertinagem tem vários sentidos e um deles é depravação. A depravação no seu mais amplo sentido é falta de limites. Então, a “liberdade” para ser plenamente exercida, quando em sociedade, possui seus limites, que estão expressos em uma legislação. Ao tomar a decisão de bloquear Donald Trump em suas redes sociais seus diretores excederam ou extrapolaram essa legislação e cometeram o crime de cerceamento da liberdade de expressão do líder americano. E qualquer que seja o crime cometido por um cidadão, seja aqui, na China ou no Japão deve ser punido dentro da lei. Portanto, apesar de ser uma contumaz esquerdista, até mesmo a líder alemã, Angela Merkel, não poupou os responsáveis pelos ataques a Donald Trump de cometerem um desatino à liberdade de expressão, mostrando claramente a ameaça ditatorial se insurgindo sempre que tem uma oportunidade e isso nós não podemos permitir! 

O repúdio de Angela Merkel aos ataques sofridos por Donald Trump

Publicado em 

Reuters

Conforme registramos mais cedo, a censura sofrida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está gerando debates entre autoridades globais.

Angela Merkel foi uma das líderes que criticou duramente a decisão do Twitter de banir o republicano.

Para a chanceler alemã, as medidas contra Trump trata-se de uma ‘problemática’ do ‘direito fundamental à liberdade de expressão’.

“É possível interferir na liberdade de expressão, mas de acordo com os limites definidos pela legislação”, afirmou o porta-voz da chanceler, Steffen Seibert, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (11).

“Não baseando-se na decisão da direção de uma empresa”, prosseguiu.

E completou: “É por isso que a chanceler considera problemático que as contas do presidente dos Estados Unidos nas redes sociais sejam fechadas definitivamente”.

Donald Trump foi banido permanentemente do Twitter na última sexta-feira, 8, dois dias após os conflitos que ocorreram no edifício do Capitólio.

A empresa disse que suspendeu a conta do líder norte-americano por temer que ele pudesse incitar mais violência.

O Facebook, por sua vez, suspendeu a conta do presidente por alguns dias.

A previsão é que o bloqueio prevaleça até a posse de Joe Biden, marcada para 20 de janeiro.

Porém, para Merkel, o governo dos EUA deveria seguir o exemplo da Alemanha na adoção de leis que restringem o incitamento online, em vez de deixar que plataformas como Twitter e Facebook definam suas próprias regras.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo OPINIÃO: UMA ESQUERDA CONSCIENTE E RESPONSÁVEL NÃO PODE CONCORDAR COM ESSA CENSURA SOBRE TRUMP

OPINIÃO: CRIME LEGAL, POR DIVALDO FRANCO

Caro(a) leitor(a),

Não poderia de forma alguma deixar passar em branco o triste e degradante episódio ocorrido na Argentina na semana passada, que legitimou o crime de assassinato de embriões e fetos humanos até a décima quarta semana em prol do conforto e bem estar de mulheres que querem apenas gozar a vida sem sair da zona de conforto. Isso chega a ser um ato de crueldade sem precedentes na história da humanidade. E nesse sentido o Professor Divlado Franco tem toda a razão quando diz que “em não distante tempo, pessoas insensíveis legalizarão a eutanásia, matando os pais que deles venham a depender ou simplesmente pessoas idosas, cujas existências pesem na economia ou futilidades da sociedade”. Por isso lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

CRIME LEGAL

Por Divaldo Franco – Professor, médium e conferencista espírita
Entre os acontecimentos infaustos que assinalaram o ano de 2020, no breve tempo em que se encerravam as narrações das suas desventuras, uma notícia terrivelmente infeliz atingiu-nos a todas criaturas: a Argentina, através do seu Senado, legalizava o aborto até a décima quarta semana de gestação.
A alegria que invadiu o país na madrugada, em que multidão muito volumosa gritava enlouquecida pelas ruas de Buenos Aires – registrada pelas câmaras fotográficas das redes sociais –, sem máscaras nem distância preventiva, numa infernal correria ao prazer, apoiava o crime de morte em detrimento da grandeza da vida.
Aos berros de exaltação do infanticídio sucedeu-se um grande silêncio, e uma nuvem representando a barbárie coletiva desceu sobre o grande país, que a partir de agora se compromete a matar os embriões e fetos humanos até a décima quarta semana.
Neste ritmo em que o conforto da mulher exige a eliminação do filho que não deseja, mas permitiu gerar, quando existem muitos recursos morais e legais que impedem a fecundação, em não distante tempo, pessoas insensíveis legalizarão a eutanásia, matando os pais que deles venham a depender ou simplesmente pessoas idosas, cujas existências pesem na economia ou futilidades da sociedade. Aliás, já tem havido algumas tentativas a esse respeito, que estão aguardando o momento selvagem para o homicídio.
Esquecem-se estes que assim pensam que à juventude sucede a velhice, por mais disfarces estéticos e recursos para a longevidade…
O ato desafiador produzido pelos argentinos assinala a decadência moral deste período cultural e espiritual da humanidade, em que a vida, especialmente a humana, perdeu o significado, voltando aos antiquíssimos padrões da ferocidade e da violência. Os vários milênios de cultura, ética e civilização desaparecem, sucedidos pela brutalidade e paixões ferozes de governantes bárbaros.
Sob todo e qualquer aspecto, é lamentável esse passo, dito legal, na Constituição do país vizinho. No entanto, repetindo Martin Luther King Jr.: “O pior não é o atrevimento dos maus, porém o silêncio dos bons”.
É exatamente o que está acontecendo em relação ao aborto legal e perversamente sempre imoral.
Têm sido poucas as reações de indivíduos e grupamentos religiosos, que tecnicamente respeitam a vida. Sua Santidade, o Papa Francisco, que defende as árvores da Amazônia, está silencioso ante o crime hediondo, desconsiderando o Mandamento “não matarás”, e principalmente aquele que não se pode defender.
Ao vivermos numa sociedade na qual se matam crianças por nascer, apenas por prazer, devemos sentir um grande constrangimento.
Matar é crime nefasto, e tudo devemos realizar para que o amor e suas leis substituam a sua hediondez.
Fonte:
Artigo publicado no jornal A Tarde (BAHIA), coluna Opinião, em 7 de janeiro de 2021.
#divaldofranco #espiritismo #jornalatarde #aborto #argentina
Continuar lendo OPINIÃO: CRIME LEGAL, POR DIVALDO FRANCO

OPINIÃO: EM DEFESA DO PLANEJAMENTO FAMILIAR E CONTRA O ABORTO

Contra o aborto e em defesa do ‘planejamento familiar natural’

Foto IlustrativaFoto Ilustrativa

Diante da aprovação, pelo senado argentino, da prática do aborto, o qual, em verdade, é o assassinato de uma vida humana individual no início de seu desenvolvimento, muitas abordagens podem ser feitas. Primeiramente, como coloquei acima, o aborto é o assassinato de um indivíduo humano. E, cabe enfatizar, essa é uma realidade física, corpórea.

Basta uma breve análise do que sabemos a partir da embriologia para constatarmos o óbvio: desde a concepção o que há é uma vida humana individual. Já tratei desse ponto aqui:

Em segundo lugar, há também a perspectiva da nossa degenerescência cultural. Uma vez que vivemos em uma cultura crescentemente hedonista, egocêntrica, imediatista e relativista, os valores morais foram sendo, intencional e gradualmente, esquecidos. Mesmo a vida humana passou a ser relativizada.

Por essa razão sequer surpreende que, em cartazes de feministas (ditas “antiespecistas”: não apenas não reconhecem a superioridade moral e intelectual humana, mas, mesmo, colocam os demais animais como mais importantes) celebrando a aprovação do aborto na Argentina, pudéssemos ler mensagens hediondas como, por exemplo, que “as vidas para serem salvas estão nas granjas e nos matadouros, não em nossos úteros”. Para esse tipo de feminismo, um ovo de galinha é mais importante, digno de ser preservado, do que um embrião ou feto humano.

Consequentemente, seguindo esse “raciocínio” obtuso, para essa ideologia anti-humana uma galinha é mais importante, “digna”, do que uma pessoa humana.

Mas também vou me eximir de discorrer sobre esse ponto, pois o que quero ressalvar, aqui, é a importância do “planejamento familiar natural” (PFN), o qual é uma forma de regular naturalmente a natalidade. A meu ver, o ponto central que deveria ser trazido ao debate se refere à questão do sexo no contexto matrimonial e do PFN como meio de regular a natividade.

Abordei a questão das razões para que a união sexual ocorra dentro do casamento aqui:

Em outros termos, o PFN, diferentemente do que ocorre seja com as práticas contraceptivas hoje amplamente aceitas seja com o aborto, seria uma maneira de regular naturalmente os nascimentos sem qualquer violação do bem humano ‘vida’.

Assim, tomemos como ponto de partida nossa Constituição, na qual lemos o seguinte:

“Fundado nos princípios da dignidade da pessoa humana e da paternidade responsável, o planejamento familiar é livre decisão do casal, competindo ao Estado propiciar recursos educacionais e científicos para o exercício desse direito, vedada qualquer forma coercitiva por parte de instituições oficiais ou privadas”.

Com efeito, a Constituição se refere ao “planejamento familiar” de maneira abrangente, de tal forma que ela inclui tanto métodos artificiais anti-natalidade (violadores do bem humano básico vida) quanto métodos naturais, dos quais destaco o PFN.

Desse modo, o mero “planejamento familiar” é sempre uma forma de ação que intencionalmente age contra a vida. Com a aprovação do aborto, por exemplo, a sua prática, agora legalmente autorizada também na Argentina, passou a ser uma espécie de planejamento familiar. Mas, em casos menos extremos, temos, por exemplo, os métodos contraceptivos artificialmente criados, como preservativos, DIU, dentre outros.

Sem embargo, todos esses “métodos” possuem algo em comum: pretendem, ativa e intencionalmente, impedir o desenvolvimento de uma vida humana individual.

E isso por várias razões, das quais destaco desde seu aspecto eugenista originário até o fomento da hedonia, da busca do prazer supostamente sem consequências. Trata-se de eugenia pois sempre se considerou tanto o aborto quanto a contracepção ou, mesmo, a esterilização, um mecanismo de controle populacional, especialmente daqueles grupos considerados “indesejados”.

Seja por concepções equivocadas oriundas de mentes como a de Thomas Malthus, para o qual a população cresceria a um ponto de não haver mais alimentos para todos (uma tese empiricamente equivocada, mas que retorna frequentemente), seja por preconceito, o controle populacional sempre esteve presente na agenda de uma elite interessada em eliminar os “indesejáveis” (fazendo parte, atualmente, da agenda globalista).

Hoje alguns países simplesmente assassinam minorias indesejadas. Por exemplo, Uigures e seguidores do Falun Gong são notória e brutalmente perseguidos na China. Além disso, o aborto se tornou uma maneira eficiente de extermínio baseada em um preconceito abjeto. Basta observarmos que a maior instituição de abortos do mundo, a ‘Planned Parenthood’, foi fundada por Margaret Sanger, que iniciou suas atividades em defesa da eugenia participando de grupos como Ku Klux Klan. Sim, da hedionda KKK.

Por essa razão mais de 80% das clínicas da ‘Planned Parenthood’ se situam próximas a bairros negros e hispânicos: desde o início a ideia era eliminar essas populações, definidas por Sanger como “ervas daninhas”. Não surpreende que ela tenha sido uma influência presente sobre a nefasta ideologia eugenista do nazismo.

Portanto, algumas ideias perversas sempre estiveram por detrás da defesa do aborto e da criação de métodos contraceptivos. E elas avançaram se associando a um dos vícios humanos fundamentais: a busca desregrada (não inteligente) pelo intercurso sexual. Afinal, ou podemos buscar o prazer inteligentemente, como quando associamos a alimentação ao bem vida (saúde), nos alimentando de forma saudável, ou o buscamos de forma não inteligente, como quando nos alimentamos com alimentos tóxicos ao nosso organismo.

Algo similar ocorre no intercurso sexual, em que ou o buscamos de forma não inteligente (desregrada), como no sexo pré-marital motivado pela busca do prazer, ou o buscamos de forma inteligente, o associando ao matrimônio e à vida (abertura à vida, o que não significa que ele tenha como propósito unicamente a procriação). Afinal, não somos meros animais sencientes, mas indivíduos inteligentes.

De qualquer forma, diferentemente do que ocorre com as práticas que poderíamos denominar apenas de “planejamento familiar”, o PFN não atenta contra a vida e contra a dignidade da pessoa humana. Por essa razão ele está em acordo seja com o direito natural, seja com a concepção cristã, particularmente com a católica.

Nesse sentido, como lemos na ‘Humanae Vitae’ (1968), do Papa Paulo VI (1897-1978), “se, portanto, existem motivos sérios para distanciar os nascimentos, que derivem ou das condições físicas ou psicológicas dos cônjuges, ou de circunstâncias exteriores, a Igreja ensina que então é lícito ter em conta os ritmos naturais imanentes às funções geradoras, para usar do matrimônio só nos períodos infecundos e, deste modo, regular a natalidade, sem ofender os princípios morais que acabamos de recordar”.

Noutra parte lemos, ainda:

“a Igreja é coerente consigo própria, quando assim considera lícito o recurso aos períodos infecundos, ao mesmo tempo que condena sempre como ilícito o uso dos meios diretamente contrários à fecundação, mesmo que tal uso seja inspirado em razões que podem aparecer honestas e sérias. Na realidade, entre os dois casos existe uma diferença essencial: no primeiro, os cônjuges usufruem legitimamente de uma disposição natural; enquanto que no segundo, eles impedem o desenvolvimento dos processos naturais.

É verdade que em ambos os casos os cônjuges estão de acordo na vontade positiva de evitar a prole, por razões plausíveis, procurando ter a segurança de que ela não virá; mas, é verdade também que, somente no primeiro caso eles sabem renunciar ao uso do matrimônio nos períodos fecundos, quando, por motivos justos, a procriação não é desejável, dele usando depois nos períodos agenésicos, como manifestação de afeto e como salvaguarda da fidelidade mútua”.

Desse modo, o aspecto central da distinção entre “planejamento familiar” e PFN reside em que no primeiro o casal impede “o desenvolvimento dos processos naturais”, por exemplo, usando contraceptivos, enquanto no PFN o casal usufrui “legitimamente de uma disposição natural”, recorrendo a períodos infecundos. Nesse sentido, o casal não irá causar infertilidade, uma vez que o intercurso será naturalmente infértil.

Há, aqui, uma diferença fundamental quanto à moralidade do ato. Escolher o uso de contraceptivos implica escolher impedir a vida. Nesse caso, se está agindo para causar o impedimento de uma nova vida. Quanto ao PFN, nele não se age contra uma vida, pois ela não precisa ser impedida na medida em que ela não brota nesse contexto agenésico.

Além disso, cabe reiterar o que expliquei no texto cujo link postei acima, a saber, que o intercurso sexual não é apenas voltado à reprodução, mas ele possui um aspecto fundamental: o unitivo. A “manifestação de afeto” da qual nos fala Paulo VI se refere à ‘fides’, a qual pode ser caracterizada como envolvendo não apenas exclusividade e continuidade, mas também a “prontidão e o compromisso de estar unido com seu cônjuge na mente, no corpo e em uma vida doméstica de mútua assistência”.

Essa ideia aparece na tradição cristã na expressão “uma só carne”.

Desse modo, o PFN é uma maneira moralmente legítima de regular a reprodução, especialmente na medida em que não se está agindo tendo como propósito impedir uma nova vida humana individual.

Em verdade, o PFN jamais seria usado por aqueles que pretendem controlar a população. Primeiramente, o PFN demanda algum discernimento. Por exemplo, quanto ao método Billings, no qual a mulher identifica, mediante auto-observação (a partir do muco cervical), seus padrões de infertilidade, identificando também os períodos férteis (caso esteja buscando engravidar).

Em segundo lugar, o PFN exige um comportamento virtuoso, especialmente a castidade e suas virtudes correlatas, pois o casal se abstém do intercurso sexual em períodos férteis (justamente quando há mais fatores biológicos impulsionando o casal ao intercurso).

Enfim, na verdade não se está ‘agindo contra’ a vida no PFN: se está deixando de agir na medida em que se escolhe os períodos inférteis para o intercurso sexual. Em um contexto infértil não há vida para ser impedida.

OBS. Para quem quiser se aprofundar na abordagem teórica, de cunho jusnaturalista, recomendo esse artigo: “Every Marital act ought to be open to new life: Toward a clearer understanding” (Finnis, J. et al).

Nele podem ser encontradas as bases teóricas da posição que assumi no texto acima.

Foto de Carlos Adriano Ferraz

Carlos Adriano Ferraz

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), com estágio doutoral na State University of New York (SUNY). Foi Professor Visitante na Universidade Harvard (2010). É professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), bem como membro do Docentes pela Liberdade (DPL) nacional e diretor do DPL/R

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: EM DEFESA DO PLANEJAMENTO FAMILIAR E CONTRA O ABORTO

OPINIÃO: ESTÁ MUITO CLARO QUE O CONGRESSO NACIONAL NÃO REPRESENTA OS INTERESSES DO POVO BRASILEIRO

Caro(a) leitor(a),

A Consultoria Metapolítica fez um levantamento e concluiu que o ministro da Economia, Paulo Guedes, solicitou ao Congresso Nacional 19 medidas a fim de blindar a economia brasileira contra os efeitos da pandemia do vírus chinês. Entretanto, o Congresso Nacional só aprovou apenas 3 delas. No final dessa postagem você pode verificar a lista completa das medidas, com o status da tramitação e a possibilidade de deliberação no curto prazo. Isso mostra que o governo tomou várias iniciativas para solucionar os mais diversos problemas e que se não conseguiu êxito não foi culpa do próprio governa, mas sim do Congresso Nacional que coloca os seus interesses particulares acima dos interesses da nação. É muito importante explicitar esse tipo de coisa para que o povo brasileiro tenha noção do quão errado votou nas últimas eleições e perceber que tudo começa no voto, nas urnas. Portanto, precisamos ampliar a nossa consciência para mudar essa triste realidade, que se repete eleição após eleição. Isso precisa mudar. O povo brasileiro precisa aprender a votar. E a mídia, com suas redes sociais e a informação cada vez chegando mais rápido aos usuários está facilitando esse processo de cognição e decisão do eleitor. Então, caro(a) leitor(a) se interesse mais por política, pois só assim conseguiremos deixar de ser um país terceiro mundista!

Projetos de Guedes para destravar economia durante pandemia empacam no Congresso

Marcos Rocha

Publicado em 07.01.2021

Por  

 

Cristiano Mariz

Levantamento da consultoria Metapolítica, a pedido do jornal digital Poder360, aponta que o ministro da Economia, Paulo Guedes, solicitou ao Congresso Nacional 19 medidas a fim de blindar a economia brasileira contra os efeitos da pandemia do vírus chinês.

Contudo, até o fim de 2020, somente 3 propostas haviam sido aprovadas pelo Parlamento.

São elas: Marco Legal do Saneamento Básico – conjunto de regras que tratam da regulação do setor, abrindo espaço para a iniciativa privada; Lei de Falências – altera os procedimentos de falência e recuperação judicial; Plano de Equilíbrio Fiscal – repassa R$ 60 bilhões para estados e municípios, além de vetar o reajuste do funcionalismo até dezembro de 2021.

De acordo com o diretor da Metapolítica, Jorge Ramos Mizael, os avanços nos projetos dependerão da definição das novas presidências da Câmara e do Senado.

Na Câmara, por exemplo, há uma forte disputa entre os blocos dos deputados Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP).

Lira se aproximou do governo federal ao longo de 2020 e é tido como o favorito de Bolsonaro para o posto.

Baleia, por sua vez, já foi oficializado como o nome apoiado por Rodrigo Maia (DEM-RJ) e partidos de esquerda.

“Se o Arthur Lira for o eleito, ele tem condições de imprimir um ritmo mais forte para essas matérias do governo e do Paulo Guedes, em especial”, opinou Mizael.

O levantamento completo você confere clicando AQUI.

Continuar lendo OPINIÃO: ESTÁ MUITO CLARO QUE O CONGRESSO NACIONAL NÃO REPRESENTA OS INTERESSES DO POVO BRASILEIRO

OPINIÃO: ATÉ PALHAÇADA PRECISA DE UM LIMITE. MESMO NUM PAÍS SURREAL COMO O BRASIL

Caro(a) leitor(a),

Confesso que ainda me impressiona ver e ouvir notícias como essa a seguir. Eu fico me perguntando como é que alguém, nos dias atuais, pode achar que o que o comportamento de um servidor público, como Dória é normal. Como alguém em sua sã consciência pode achar que as coisas que o governador Doria faz pode ser normal e fazer bem à sociedade? Para mim é surreal. Eu jamais daria o meu voto para alguém que se comportasse dessa maneira. Eu já disse aqui, que iria acompanhar todos os movimentos desse psicopata e estou acompanhando, A cada dia o rastro de sujeira que ele deixa é mais  explicito. Infelizmente vivemos no país de Alice das maravilhas, no país das bizarrices, onde tudo, absolutamente tudo é normal. Ai até perdemos a noção do que é certo ou errado, do que é aceitável ou não e do que é deglutível ou não. Um país onde um palhaço, como João Doria faz, desfaz e fica por isso mesmo. Sem falar no pior, quando chegar 2022 se candidatar a presidente da república e ainda correr o risco de ser eleito. Que país é esse?

O agro se une e amanhã é o dia de grande manifestação contra o “ditador da calça apertada” (veja o vídeo)

Fotomontagem: João DoriaFotomontagem: João Doria

Produtores rurais de São Paulo organizam um grande protesto para a esta quinta-feira (7) contra o fim da isenção de 4,14% sobre o ICMS dos produtos agrícolas, mais uma aberração do governador João Doria.

O movimento convocado pelas redes sociais, denominado “tratoraço”, irá ocorrer preferencialmente perto de supermercados, com o intuito de que a população receba a mensagem de que quem irá “pagar a conta dos impostos é o povo”.

Mais de 150 municípios de diversas regiões paulistas já confirmaram participação no tratoraço.

Os organizadores do movimento divulgaram uma lista de produtos que devem ter o preço aumentado com o fim da isenção do ICMS. Veja quais são:

– Leite longa vida: 8,4%

– Carnes: 8,9%

– Medicamentos para Aids e Câncer na rede privada:14%

– Cadeira de rodas e equipamentos para pessoas com deficiência: 5%

– Têxteis, couros e calçados: 7,3%

– Energia elétrica para estabelecimento rural: 13,6%

Doria caminha a passos largos para a plena desmoralização.

Veja o vídeo:

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: ATÉ PALHAÇADA PRECISA DE UM LIMITE. MESMO NUM PAÍS SURREAL COMO O BRASIL

OPINIÃO: BATE BOCA ENTRE COMENTARISTAS DA GLOBONEWS SÓ MOSTRA FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO NOS ARGUMENTOS

Caro(a) leitor(a),

Estamos de volta com a coluna OPINIÃO, nesta primeira segunda-feira do ano de 2021, aproveitando para opinar sobre o bate boca entre dois comentaristas da Globo News, Demétrio Magnoli e Gerson Camarotti, que já começaram o ano se estranhando e como não poderia deixar de ser, sobre pandemia, aglomeração e ciência. A hipocrisia dos esquerdopatas, como Camarotti, é de dar vergonha a qualquer um que tenha um mínimo de cognição. Quer dizer que só há contaminação ou propagação do coronavírus em aglomerações de laser? Quando o trabalhador se aglomera no vagão do metrô ou do trem para ir ao trabalho o vírus não atua? Que ciência é essa? Me explica ô Camarotti! Deixa de ser hipócrita cara e cai na real que seus argumentos são totalmente infundados. Fazer oposição só por fazer é puro enchimento de bucha. Eu não entendo como a Globo paga um salário altíssimo para um imbecil como esse. Sinceramente, há coisas que são incompreensíveis, mesmo partindo de uma emissora do porte e da audiência de uma GLOBO!

“Funcionários” da Globo brigam ao vivo, em pleno ar (veja o vídeo)

Imagem em destaque

O programa “Em pauta”, atração da Globonews, não teve um bom começo de ano. Pelo menos, não no sentido de harmonia e paz entre os seus colaboradores.

Logo na primeira edição ao vivo de 2021, os comentaristas Demétrio Magnoli e Gerson Camarotti se estranharam na TV; enquanto debatiam sobre as aglomerações nas praias durante o réveillon.

Com posições bem opostas, o clima esquentou entre os colegas de profissão e a apresentadora, Cecília Flesch, precisou intervir para acalmar os ânimos.

Magnoli defendeu os banhistas que decidiram ir às praias no final de ano, depois de passarem 2020 inteiro confinados em casa. E completou que muitos estavam indo a trabalho e que isso não deveria ser julgado.

“Você diria que ele (banhista) é execrável, depois de passar um ano inteiro se aglomerando nos trens para trabalhar em setores essenciais, porque agora ele se aglomerou na Praia Grande?”, questionou Magnoli a Camarotti.

Ao passo que o colega respondeu:

“Demétrio, você que está colocando essa palavra ‘execrável’. Você que tem que responder essa pergunta! Você tem a recomendação da ciência e a ciência tem que ser pra todos”, despistou, sem responder, Camarotti.

Camarotti ainda disse:

“Agora, a ciência tem que ser seguida. Não dá pra ter exceção. É incompreensível a situação social do país. Uma coisa é trabalho e sobrevivência. Outra coisa é festividade. É preciso ter bom senso, Demétrio”, rebateu, sem informar se o vírus da Covid-19 era disseminado apenas em lugares de lazer.

A apresentadora Cecília bem que tentou interromper a fala sem fundamento de Camarotti algumas vezes, mas o jornalista continuou argumentando sobre “ciência”.

E Demetrio fulminou:

“Com certeza, é preciso ter bom senso. Não existe só uma ciência chamada epidemiologia. Existe uma outra ciência chamada Sociologia e outra chamada Antropologia”.

E Cecília interviu:

“Mas, Demétrio, infelizmente, não somos nós que vamos resolver esse dilema aqui, né? Existe muita reclamação”, finalizou Flesch.

Confira o vídeo da briga:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Continuar lendo OPINIÃO: BATE BOCA ENTRE COMENTARISTAS DA GLOBONEWS SÓ MOSTRA FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO NOS ARGUMENTOS

OPINIÃO: PREFEITO DE MIRANDÓPOLIS COMPARA DÓRIA COM HITLER

Prefeito detona Doria e o compara a Hitler: “Na Alemanha, começou assim” (veja o vídeo)

Fotomontagem: Everton Sodario e João DoriaFotomontagem: Everton Sodario e João Doria

Em entrevista ao programa Pingo nos Is, da Jovem Pan, o prefeito reeleito de Mirandópolis, Everton Sodario (PSL), fez duras críticas ao governador de São Paulo, João Doria.

Segundo Sodario, as ameaças feitas pelo “ditador da calça apertada” são comparáveis ao nazista Adolf Hitler.

“Ele [Doria] ameaçou com algumas ligações de secretários de Estado me ligando e dizendo: ‘prefeito se o senhor não revogar o seu decreto [contrário ao lockdown], nós iremos acionar o Ministério Público, e o senhor terá problemas com a Justiça’”, disse.

Everton Sodário ainda disse mais:

“Temos de nos unir contra o autoritarismo. […] Hitler, na Alemanha, começou assim. Ele não com o Exército nas ruas. Ele começou com decretos, com ordens, que supostamente eram para beneficiar a população. E nós estamos vendo esse tipo de atitude por parte do governador João Doria.”

Contrário desde o início da pandemia de covid-19 a regras de isolamento social e fechamento de setores da economia, Sodario afirmou ter se sentido ameaçado ao tentar seguir outras estratégias, além das impostas pelo governo estadual.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: PREFEITO DE MIRANDÓPOLIS COMPARA DÓRIA COM HITLER

OPINIÃO: PRESIDENTE DA OAB E SEU ATIVISMO DESMEDIDO E ABSURDO

O ativismo absurdo e desmedido do presidente da OAB

Felipe Santa CruzFelipe Santa Cruz

Segundo o site Metrópoles “a OAB cogita pedir o impeachment de Bolsonaro por demora em começar a vacinação”.

“Segundo Santa Cruz, a entidade quer que o governo federal inicie uma campanha nacional de vacinação deforma imediata.”

Vamos esclarecer alguns pontos.

Em primeiro lugar não é a OAB quem quer o impeachment de Bolsonaro. É o Felipe Santa Cruz, que transformou a entidade em propriedade sua, com o apoio de um pequeno grupinho de ativistas de esquerda que o seguem.

Em segundo lugar, Santa Cruz não é honesto. Ele sabe que a vacinação não depende do Bolsonaro e sim da aprovação das vacinas pela ANVISA, que é absolutamente independente do Presidente e tem autonomia para decidir quanto a prazos e procedimentos de testagens. Mas mesmo assim está usando uma narrativa absolutamente falsa para colocar em prática seu ativismo, usando uma entidade que não é dele e não é partido político.

Não seria essa a hora de os advogados sérios desse país se unirem e pedirem a remoção de Santa Cruz da presidência? Essa sim justificável por ele ter transformado a OAB num grupo terrorista velado.

Assim fica até difícil de acreditar na competência da classe… Se não conseguem representar a si mesmos para defender a entidade a que pertencem e livrá-la da camarilha que a transformou numa facção política, é a mim e a você que vão representar e defender num tribunal?

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: PRESIDENTE DA OAB E SEU ATIVISMO DESMEDIDO E ABSURDO

OPINIÃO: MAIS UMA FICÇÃO DA LEI PENAL BRASILEIRA “CUMPRIR PENA EM CASA”

OPINIÃO: MAIS UMA FICÇÃO DA LEI PENAL BRASILEIRA  “CUMPRIR PENA EM CASA”
Viviane Vieira do Amaral Arronenzi

A juíza Viviane e o menino João Hélio: “Cumprir pena em casa” é mais uma ficção da lei penal brasileira

Fotomontagem reproduçãoFotomontagem reprodução

Na véspera do Natal deste já tão difícil ano de 2020, um crime hediondo chocou o Brasil: no Rio de Janeiro, a juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi foi brutalmente assassinada a facadas pelo ex-marido, diante das três filhas do casal: gêmeas de 7 anos de idade e a mais velha com 9 anos.

O crime bárbaro, como não poderia deixar de ser, gerou justa indignação. Gerou também alguns comentários absolutamente equivocados sobre nossa legislação penal, e demonstrou pela enésima vez a hipocrisia de parte de nossas “classes falantes”.

Uma profissional da Justiça criminal (de outro estado) disse que a legislação brasileira é muito branda “com os crimes praticados contra as mulheres”.

“Contra as mulheres”? Vejamos.

Em 2007, o menino João Hélio, de apenas 6 anos de idade, morreu após ser arrastado pelo asfalto das ruas da Zona Norte do Rio de Janeiro, preso pelo cinto de segurança ao automóvel de sua mãe, que havia acabado de ser roubado por 5 elementos que acharam que não valia a pena parar o carro para salvar a vida do menino.

Os assaltantes arrastaram João Hélio por 7 quilômetros pelas ruas de Oswaldo Cruz, Madureira, Campinho e Cascadura, em alta velocidade; o menino ia batendo no asfalto, e assim perdeu alguns dedos e parte da cabeça; o crânio ficou esfacelado (pedaços de massa encefálica foram encontrados na rua Cerqueira Dalto, na região) e o corpo, irreconhecível.

Presos dias depois, os latrocidas foram condenados a penas de cerca de 40 anos de prisão – com exceção de um deles que, por ter 17 anos de idade, não podia ser processado criminalmente (muito novo para entender o que fez com João Hélio, diz a ficção estabelecida pela legislação brasileira).

Mas as penas de 40 anos também não passavam de ficção. Em agosto de 2019, um dos homens condenados pela morte de João Hélio, Carlos Roberto da Silva, conhecido como ”Carlinhos Sem Pescoço”, deixou o Instituto Penal Plácido de Sá Carvalho, na Zona Oeste do Rio, pois ganhou o direito de cumprir a pena EM CASA.

“Cumprir pena em casa” é mais uma ficção da lei penal brasileira.

Cerca de 12 anos após o crime, todos os assassinos de João Hélio já estavam de volta às ruas, graças a uma legislação que, como se vê, não é “muito branda com crimes contra mulheres” – é absurdamente frouxa com crimes contra mulheres, com crimes contra meninos de 7 anos de idade, com crimes contra juízes, com crimes contra empregadas domésticas mortas por causa de um celular, etc. etc.

Lembram do caso Suzane Von Richtoffen, a jovem de família rica que em 2002 matou os próprios pais, auxiliada pelo namorado e pelo irmão do namorado? Os três assassinos foram condenados a 39 anos de prisão – pura ficção; nossa benevolente legislação permitiu que os irmãos Cravinhos pudessem voltar a circular pelas ruas de São Paulo já em 2013. Suzane teve que aguardar mais um pouco (até 2014…).

A mesma história se repete no caso Nardoni (a menina morta ao ser arremessada da janela pelo pai e pela madrasta) e em tantos e tantos outros casos: latrocidas, assassinos, assaltantes, traficantes e outros criminosos voltam às ruas após cumprirem menos (na maioria das vezes, muito menos) da metade das penas a que foram condenados.

Há alguns anos, um grupo de juízes, promotores e procuradores criou o Movimento de Combate à Impunidade, propondo leis mais severas e punições mais efetivas para criminosos de todo o tipo. Fizemos um seminário em 2017 – “Segurança Pública como Direito Fundamental” – com foco nos direitos DAS VÍTIMAS e seus familiares, e não nos direitos imaginários dos criminosos. Na época, os promotores de Justiça Diego Pessi e Leonardo Giardin de Souza (que participaram do seminário) haviam lançado o hoje clássico “Bandidolatria e Democídio”, mostrando a relação entre os assombrosos índices de criminalidade brasileiros e o tratamento cada vez mais leniente dos criminosos pela legislação e pela jurisprudência dos tribunais.

A militância “progressista” reagiu com ira. Chegaram a tentar reunir um grupo na frente do prédio onde ocorreu o seminário para protestar e vaiar os palestrantes. O grupo não tinha mais de 10 pessoas, comandadas por duas ou três advogadas ligadas ao PSOL – mas faziam barulho!

“Fascistas! Punitivistas! Reacionários! Prender não resolve!”, gritavam.

Curiosamente, esses mesmos setores que afirmam que punição não é solução e que “prender não resolve”, estão desde a véspera do Natal exigindo leis com punição mais dura para crimes contra as mulheres e uma pena de prisão exemplar para o assassino da juíza Viviane.

São os mesmos setores que se esforçam para barrar qualquer mudança na Lei de Execução Penal que permita que um latrocida condenado a 40 anos de prisão cumpra integralmente sua pena – ou pelo menos mais de dois terços dela.

Eles fingem não entender que criminosos não têm medo de notas de repúdio (como bem lembrou meu amigo Roberto Motta) – o que os criminosos temem é ter que passar o resto da vida na cadeia.

Mas os nossos “progressistas” vão continuar lutando para que isso não aconteça com latrocidas, homicidas e muito menos (valha-nos Deus!) com os traficantes, esses “pequenos comerciantes de drogas” que não representam qualquer risco para a população porque, como sabemos todos (principalmente os cariocas), “tráfico é um crime que não tem relação com violência” – daí porque uma das principais bandeiras dessa turma é a soltura de traficantes.

Muitos desses que aparentam sentir profunda indignação com o hediondo crime de que foi vítima a juíza Viviane são os mesmos que pediram ou aplaudiram a decisão ilegal do STF que, na prática, liberou a atividade do crime organizado em mais de 1.400 comunidades no estado do Rio de Janeiro ao proibir operações policiais nessas localidades usando como esdrúxulo pretexto a pandemia do coronavírus.

Como se vê, a indignação deles com criminosos é altamente seletiva; depende do caso se enquadrar ou não na agenda da militância “progressista-identitária”.

Nossa sincera solidariedade à família da juíza Viviane, bem como à família do menino João Hélio – cuja morte, infelizmente, não mereceu “nota de repúdio” dos “progressistas” – e de tantas e tantas vítimas esquecidas, não importando gênero, cor da pele, orientação sexual ou o que for.

O Brasil, em 2017, teve mais de 60 mil vítimas de homicídio e latrocínio – das quais cerca de 90% eram do sexo masculino. Por mais que a militância “progressista” tente negar a realidade, esse morticínio não tem como causa principal o machismo, ou a “cultura do patriarcado”.

Também não são a desigualdade de gênero, a cor da pele ou a preferência sexual que explicam os inacreditáveis mais de dois milhões de “assaltos” (roubos, em geral à mão armada) sofridos por brasileiros anualmente (um a cada 3 minutos, provavelmente um recorde mundial).

O que explica esses índices de criminalidade surreais é a IMPUNIDADE.

Eu desejaria do fundo do coração que o assassino da juíza Viviane passasse os próximos 40 anos na cadeia (e quando eu digo “cadeia” me refiro a cadeia de verdade, ou seja, prisão em regime FECHADO).

Infelizmente, porém, a militância dos bondosos “progressistas” contra o “punitivismo” não deixa que isso aconteça. Existe o risco de, quando o assassino de Viviane voltar às ruas no regime semiaberto (inclusive na saída temporária do Dia dos Pais), suas filhas mais novas sejam ainda adolescentes.

Desde o último dia 24 a turma do “Prender não resolve, companheiros!” está mordendo a língua, e pedindo punição exemplar para o criminoso.

Mas será por pouco tempo: no próximo confronto entre policiais e traficantes, eles voltam a torcer pelo lado que habitualmente apoiam.

Não se deixem enganar por essa hipocrisia.

Marcelo Rocha Monteiro. Procurador de Justiça no Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: MAIS UMA FICÇÃO DA LEI PENAL BRASILEIRA “CUMPRIR PENA EM CASA”

OPINIÃO: POSICIONAMENTO DO VATICANO ACERCA DO USO DE FETOS ABORTADOS NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

A agenda abortista, uma das mais financiadas do Planeta

Imagem em destaque

Há anos, quando eu disse que o aborto é uma indústria, fui chamado de doido de todas as formas. Agora leio essa manchete, publicada na grande imprensa, sobre o posicionamento do Vaticano acerca do uso de fetos abortados na indústria farmacêutica.

Que coisa, não?

A agenda abortista é uma das mais financiadas do Planeta. Recebe quantidades pornográficas de dinheiro dos principais metacapitalistas do mundo. É escancaradamente defendida até pela própria ONU, sob o belo nome de “saúde sexual e reprodutiva”. POR QUE?

É impressionante que as algumas pessoas ainda acreditem que bilionários, como Soros, Rockfeller e Rothschild, se importem com a “liberdade feminina” a ponto de injetarem MILHÕES de dólares em uma causa para a qual existem DEZENAS de métodos de prevenção. E tudo pelo mais puro “humanismo”, sem qualquer interesse financeiro…

Chega a ser irônico: Grupos “anti-capitalismo” e “anti-patriarcado” sendo financiados pelos “Mestres do capitalismo”; todos homens velhos e brancos, sem sequer perceberem que são usados como massa de manobra para o favorecimento dos interesses mais espúrios do Capital.

No mundinho cor-de-rosa dos “revolucionários”, onde unicórnios peidam arcos-íris em meio a nuvens de algodão doce, eles não conseguem ver a podridão dos bastidores e, então, juram estar defendendo os mais nobres ideais.

Meros produtos da doutrinação ideológica. Idiotas! Úteis, mas idiotas.

“A imaginação humana é imensamente mais pobre do que a realidade.” (PAVESE, Cesare)

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: POSICIONAMENTO DO VATICANO ACERCA DO USO DE FETOS ABORTADOS NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

OPINIÃO: DEPUTADO CULPA DURAMENTE ALEXANDRE DE MORAES PELO ACIDENTE DE EUSTÁQUIO

Em duras palavras, deputado desabafa sobre ‘acidente’ de Eustáquio: “Moraes é integralmente culpado”

Fotomontagem: Daniel Silveira e Alexandre de MoraesFotomontagem: Daniel Silveira e Alexandre de Moraes

O deputado federal, Daniel Silveira (PSL-RJ), publicou, no Twitter, na manhã desta terça-feira (22), que o jornalista investigativo, Oswaldo Eustáquio, preso na sexta-feira (18), por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), tentava consertar o banheiro da cela que havia inundado; quando caiu e bateu o pescoço na pia, lesionando a quinta vértebra.

“Situação real do Oswaldo Eustáquio: o encanamento de sua cela estourou e começou a inundar a sala. Ele subiu no vaso sanitário para tentar consertar, escorregou e bateu o pescoço na pia, lesionando uma vértebra, foi um acidente, mas que alguém causou, pois não era para estar lá”, disse o deputado.

E continuou:

“Ele foi vítima de ações ilegais e arbitrárias de um marginal da lei chamado @alexandre, que é integralmente culpado por este fato que pode deixar o Oswaldo paraplégico. Isso mesmo, o ministrinho é culpado por isso e deve pagar por seus reiterados crimes”, disparou.

O jornalista investigativo, Oswaldo Eustáquio, foi preso, na sexta-feira (18), após sair de casa e ir ao Ministério dos Direitos Humanos para reunir-se com a chefe da pasta, Damares Alves.

Ele estava em prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica, depois que Alexandre de Moraes o acusou de “instigar uma parcela da população a impulsionar o extremismo do discurso de polarização e antagonismo, por meios ilegais, a Poderes da República”, no inquérito que investiga supostos atos antidemocráticos.

Confira:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: DEPUTADO CULPA DURAMENTE ALEXANDRE DE MORAES PELO ACIDENTE DE EUSTÁQUIO

OPINIÃO: PAULO GUEDES ABRE O JOGO E DIZ O QUE TODOS JÁ SABEMOS, MAS NÃO TEMOS COMO PROVAR

Caro(a) leitor(a),

Se o Raul Holderf Nascimento, autor do artigo a seguir estiver certo ou for verdade o que ele relata que o Ministro da Economia, Paulo Guedes falou. Então é verdade que existe um verdadeiro complô, uma conspiração para depor o presidente Bolsonaro, mancomunado pelo legislativo e pelo judiciário. É como eu disse aqui em publicação anterior. Existem coisas que todos nós sabemos que acontecem, mas não temos provas e por causa disso essas coisas escusas, cabeludas passam despercebidas. Então, quando alguém do quilate de um Paulo Guedes ou de um Luis Fux (presidente do STF) abre o bico e torna público essas coisas cabeludas, a situação muda completamente e se faz necessário que essa meia verdade venha a tona e se transforme em uma verdade completa. Por isso é de suma importância que nós, o povo brasileiro, através das redes sociais, a nossa maior arma, divulguemos, viralizemos uma notícia como essa! Bora gente, o que vocês estão esperando?

Paulo Guedes quebrou o silêncio

Publicado em 

Reprodução

Constantemente alvo de críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, Guedes abriu a boca.

Não é de hoje que o economista e o parlamentar vivem em pé de guerra.

A relação deles vive oscilando constantemente. Ora mais, ora menos.

Maia, inclusive, já chegou a dizer: “De fato, o Paulo Guedes não gosta de mim”.

E nesta sexta-feira (18), o conflito entre os dois ganhou mais um capítulo.

Conforme noticiamos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse, em entrevista à revista Veja, que foi o principal articulador para impedir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo ele, o plano seria comandado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), “gente da Justiça” e outros governadores.

Preocupado com os rumos dessa articulação, Guedes afirma que ligou para todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para desarticular o suposto plano para abrir o processo de impeachment contra o chefe do Executivo.

“Houve, sim, um movimento para desestabilizar o governo. Não é mais ou menos, não. inha cronograma. Em sessenta dias iriam fazer o impeachment. Tinha gente da Justiça, tinha o Rodrigo Maia, tinha governadores envolvidos. O Doria ligou para mim e disse assim: ‘Paulo, é a chance de salvar a sua biografia. Esse governo não vai durar mais de sessenta dias. Faz um favor? Se salva’”, disse.

Guedes frisou que muito mais do que qualquer vaidade para salvar o que muitos chamam de biografia, ele precisava salvar o governo, pois milhões de brasileiros acreditaram na transformação do país.

Para acalmar o clima, o governo teria conversado para abrir mão do então ministro da Educação, Abraham Weintraub.

“Liguei para cada um dos ministros do Supremo para tentar entender o que estava acontecendo. Conseguimos desmontar o conflito ouvindo cada um deles. O ministro Gilmar Mendes, por exemplo, sugeriu que o governo deveria dar um sinal, caso estivesse realmente interessado em pacificar as relações. A demissão do Weintraub foi uma sinalização. Liguei também para o ministro Barroso e para o ministro Fux”, revelou Paulo Guedes.

Raul Holderf Nascimento
Raul Holderf Nascimento

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo OPINIÃO: PAULO GUEDES ABRE O JOGO E DIZ O QUE TODOS JÁ SABEMOS, MAS NÃO TEMOS COMO PROVAR

PINIÃO: A ERA MAIA CHEGA AO FIM

O fim de uma era…

Rodrigo MaiaRodrigo Maia

Na semana que passou o Supremo Tribunal Federal (STF) acabou com a possibilidade de reeleição dos presidentes do Senado e da Câmara, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia, que pretendiam continuar no comando das duas Casas.

Confirmando o que já era esperado, os ministros do Supremo, por maioria, resolveram dar fim a uma era que durou quatro anos, cujo início foi a renúncia do ex-deputado federal, Eduardo Cunha, em julho de 2016.

A Corte, por maioria, seguiu o disposto no artigo 57, § 4º, da Constituição Federal, que veda a recondução, na mesma legislatura, para os mesmos cargos. Por outro lado, o Regimento Interno do Senado, norma típica secundária, determina a proibição de reeleição para o período imediatamente subsequente. A recondução para membro da mesa só pode ser para outro cargo, diverso do que o parlamentar ocupava antes.

Para completar, o STF entendeu que a norma do parágrafo quarto do art. 57 da CF/88 não é de reprodução obrigatória pelas constituições estaduais, pois não se constitui num principio constitucional estabelecido (STF, RTJ, 163,52).

Para Alcolumbre, o prejuízo não é tanto, já que ele está na presidência apenas por um mandato. Para Rodrigo Maia, o prejuízo é enorme, pois ele está à frente da Câmara há três mandatos, desde junho de 2016, tendo comandado importantes medidas legislativas nestes últimos tempos, a exemplo da emenda constitucional do teto de gastos e as reformas trabalhista e previdenciária, entre outras.

Sob forte pressão desde quando o STF barrou a tentativa de reeleição, Maia iniciou um movimento para emplacar uma pessoa de sua confiança no comando da Casa. Como demorou muito, o deputado Artur Lira (PP-AL) saiu na frente, inclusive com o apoio do presidente Bolsonaro. Os outros possíveis candidatos são os deputados Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da reforma tributária, e o presidente do MDB, Baleia Rossi (SP).

Maia ainda tentou outros pretendentes, como o vice-presidente da Câmara, deputado Marcos Pereira e o seu amigo de longas datas, deputado Elmar Nascimento (DEM/BA), mas, pelo visto, a demora fez muita gente debandar para o bloco de Lira.

Não restam dúvidas de que as maiores dificuldades enfrentadas por Jair Bolsonaro no Congresso foram sua insistência em desprezar a politica já consagrada entre nós e a atitude independente de Rodrigo Maia, que segurou o quanto pôde inúmeras pautas vindas do Executivo.

Quando Bolsonaro resolveu ouvir os seus conselheiros políticos sobre a necessidade de criar vasos comunicantes com o Congresso, a coisa mudou. Agora ele possui uma base parlamentar suficiente para eleger o presidente da Câmara. E o nome certo pode ser Artur Lira.

Rodrigo Maia saiu fragilizado. Considerando que uma nova correlação de forças está prestes a emergir dessa eleição para a presidência da Câmara e do Senado, vai ser difícil derrotar qualquer nome proposto por Bolsonaro. Força ele tem para ganhar, pois têm cargos, ministérios e influência para atrair votos para o seu candidato.

Com a nomeação do seu indicado para o STF, Nunes Marques, o presidente mandou dizer a Rodrigo Maia que, a partir de agora, quem manda é ele, e que entrará em 2021 com um Congresso a seu favor, pronto para apoiá-lo nas reformas econômicas e nas demais. A Maia, só resta tentar se reeleger deputado, o que não está tão fácil, pelo menos no momento.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PINIÃO: A ERA MAIA CHEGA AO FIM

OPINIÃO: GOVERNADORES E PREFEITOS QUEREM ATROPELAR AS AUTORIDADES SANITÁRIAS

Governadores e prefeitos, para variar, querem atropelar tudo

Imagem em destaque

Através do Projeto de Lei 864/2020 do deputado Luiz Antônio Teixeira Jr. (PP-RJ), a lei 14.006/2020, em 28 de maio de 2020, foi promulgada. Nela, obriga-se, resumidamente, a importação de medicamentos mesmo sem a autorização da ANVISA, reivindicada por governadores e prefeitos, em momento bastante conturbado na política brasileira.

Diversos pontos da lei, merecem análises e atenção, importantes na discussão.

De imediato, o que os políticos, e imprensa, porque não, vem dando destaque a respeito da condição de prevalência das autoridades internacionais para, na interpretação deles, fazer valer a intenção de liberar imediatamente a vacinação no país.

Vale lembrar que nenhuma das autoridades sanitárias citadas na lei liberou sequer uma das vacinas, até a presente data.

A presidência da república vetou o parágrafo 7ºA do Artigo 3º, que trata do prazo de 72 horas para liberação do medicamento, caso a ANVISA não se manifeste, por entender que há inconstitucionalidade neste parágrafo.

Ora, se a lei impõe tal prazo, implica que não respeita os protocolos necessários para que a ANVISA, em seus procedimentos, formalize tal autorização, e assim cabe perguntar; para que serve a ANVISA, então, se critérios técnicos são substituídos por uma lei sem tecnicidade?

Seguindo, sob a ótica dos acontecimentos, o Congresso derrubou o veto presidencial, e com isso, tal parágrafo foi sancionado no dia 27 de agosto de 2020. Isso, a partir de então, cabe responsabilizar a casa parlamentar caso eventuais problemas de saúde venham a acontecer no futuro.

Dentre as três condições (a, b e c) que permitem a importação de medicamentos em caráter emergencial, especificadas na lei 14.006/2020, o parágrafo 7ºb do artigo 3º, clama a atenção, e elimina a discussão, ou deveria eliminar, sobre a OBRIGATORIEDADE da vacinação no país.

Vamos a ela:

§ 7º-B. O médico que prescrever ou ministrar medicamento cuja importação ou distribuição tenha sido autorizada na forma do inciso VIII do caput deste artigo deverá informar ao paciente ou ao seu representante legal que o produto ainda não tem registro na Anvisa e foi liberado por ter sido registrado por autoridade sanitária estrangeira.

Está implícito neste parágrafo que o paciente NÃO É OBRIGADO a aceitar a prescrição, ou a aplicação da vacina, neste caso, ora tratado nesta matéria.

Já sob o aspecto de regulação, a importação pela Lei nº 14.006/2020 depende de autorização prévia da ANVISA, que conforme o § 1º do art. 3º dessa lei, diz:

Art 3º – …

§ 1º As medidas previstas neste artigo somente poderão ser determinadas com base em evidências científicas e em análises sobre as informações estratégicas em saúde e deverão ser limitadas no tempo e no espaço ao mínimo indispensável à promoção e à preservação da saúde pública.

Isso deveria clarear a cabeça dos governadores e prefeitos que vem fazendo pressão no Ministério da Saúde para liberação das vacinas, a toque de caixa, pois há disposições gerais nas RDCs 81/2008 e 203/2017 (Resolução da Diretoria Colegiadas) – com exceção da exigência de REGISTRO de produtos a serem importados.

Destaque-se que a RDC 203/2017 não sofre nenhum impacto com a lei publicada no que tange ao enfrentamento da pandemia, portanto, continua prevalecendo as normas publicadas desta RDC.

Em suma, caso persista essa absurda, e suspeita, “pressa” de governadores e prefeitos em dispor da vacinação em massa no Brasil, como em casos até menos importantes, a polêmica vai parar nos tribunais.

Si necesse est, ut actio legum.

Alô, Procuradoria Geral da República/Ministério Público Federal e Ministério da Justiça e Segurança Pública, a questão está passando aí na porta de vocês.

Fonte; Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: GOVERNADORES E PREFEITOS QUEREM ATROPELAR AS AUTORIDADES SANITÁRIAS

OPINIÃO: KASSIO NUNES MUDOU O JOGO

A “bofetada” de Kassio

Fotomontagem: Rodrigo Maia, Kassio Nunes e Davi AlcolumbreFotomontagem: Rodrigo Maia, Kassio Nunes e Davi Alcolumbre

Resolvido o imbróglio sobre a reeleição de Maia e Alcolumbre, é necessário comentar sobre o destempero emocional de parte da Direita que resmungou sobre o voto de Kassio Nunes, como se tudo estivesse resolvido, mas cujo resultado não se confirmou.

O voto de Kassio Nunes mudou o jogo! Sim, pois apesar de parcialmente favorável, foi uma bofetada nos supremos colegas e na Direita Burra!

O quê, Angelo? Tem certeza?

Aprenda a RACIOCINAR para não cair em discursos vazios e nem ser vítima da própria preguiça. LEIA tudo antes de comentar, por favor! Virou mania ler O TÍTULO e tentar adivinhar o conteúdo!

Veja o destempero emocional de parte da Direita: longas discussões, choramingos, respingos no Presidente e até “atos de desagravo” – note bem: SEM termos o resultado definido! Afinal, não souberam avaliar o que ocorria. Para avaliar é necessário paciência e sangue frio.

Eis que trago verdades. Para compreender todo o quadro, primeiro, vamos ao voto.

Resumidamente, o novo ministro esfregou a verdade diante de todos e discordou da posição do Relator Gilmar Mendes: a afronta à CF já acontecia desde 1997, com a reeleição de Michel Temer, e se repetiu várias e várias vezes.

Foi um tapa na cara dos espertalhões da Direita que ontem gritavam por respeito à Constituição, mas que ficaram calados em pelo menos cinco oportunidades, incluindo a última reeleição de Rodrigo Maia, em 2019!

Sim! Onde estavam os fanfarrões da Direita que arrotam “inteligência”, mas nada falaram em 2019? “Respeitem a Constituição! Kassio é uma vergonha!” Ora, vão plantar batata! Gente que se posa de guia do povo, mas é totalmente incoerente! “Pensa” com o fígado!

“Aiiin, mas Kassio errou…”

Primeiro que ninguém é perfeito, a não ser Nosso Senhor! Tite, o técnico de futebol, por onde passa sempre alerta: o atleta é humano, não vai acertar sempre. Lógico! Mas faço uma ressalva.

Kassio se posicionou, especificamente, contra Maia – o caducador oficial de Propostas do Presidente Bolsonaro (13º do Bolsa Família, entre outros) e que está paralisando ao menos 14 importantes propostas – o que já é motivo para olhar seu voto com atenção.

Ele foi coerente ao propor regularizar algo que JÁ ESTÁ OCORRENDO, na prática do Congresso. No entanto, seu voto expôs seus pares ao ridículo.

Ao DIVERGIR de Gilmar Mendes e outros que já haviam votado acompanhando o relator (Lewandowski, Toffoli e Moraes) tornou pública a absurda hipótese que propuseram:

“Desacolho a possibilidade de reeleição para quem já está na situação de reeleito consecutivamente quebrada a coerência que dá integridade ao Direito e ser aceita, na verdade, REELEIÇÃO ILIMITADA, que não tem paralelo na Constituição Federal.”

Veja o tamanho do absurdo que Kassio votou PARA IMPEDIR, ainda que admita regularizar a prática de reeleições no Congresso. Não deviam existir, mas se existem, que tenham regra. Eis sua coerência.

E continuou:

“Alteração de tal profundidade, como a pretendida pelo Relator [Gilmar Mendes] (…), concessa venia, vai muito além da mutação constitucional, por exigir imperativamente revisão direta pelo legislador constituinte, (…) para autorizar, também, MAIS DE UMA REELEIÇÃO AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA. Isso porque, ao se admitir in totum [isto é, no todo] a mencionada tese, quebrar-se-ia a integridade interpretativa que legitima o Direito (…) penso que o efeito prospectivo não pode ser concedido, uma vez que a mutação constitucional é constatada pelo Supremo, não criada por ele.” (grifos originais, exceto CAIXA ALTA)

Que bofetada, meus amigos!

O novo ministro, tão criticado pela Direita burra (que se autointitula “inteligente”), esfregou no rosto de seus pares que o supremo não deve ficar CRIANDO coisas (o que já vimos acontecer), mas apenas constatar e regularizar o que vem ocorrendo. Ele fez isto em seu voto, sendo coerente.

E, se você acha pouco, ele ainda foi claro ao explicar que, se tal mudança for feita, então Bolsonaro terá direito a mandatos sucessivos e ILIMITADOS! Entendeu, agora?

No fim, os ministros entenderam o RECADO de Kassio e, notando o tamanho do problema que iriam criar, foram negando a tese da reeleição, cujo resultado agora sabemos.

Mas, Angelo, e os caras? Os influencers que ficam dizendo que o Kassio errou?

Eis aí a grande LIÇÃO que chamo a atenção e que devemos aprender, com o episódio: comece a pensar por si próprio! Cresça! Busque se desenvolver e pare de ficar se escorando nos outros!

Não acredite nem mesmo no que eu escrevo! Vá na internet, baixe o voto do ministro e leia você mesmo! É assim que devemos fazer: ir atrás das fontes originais. Basta de sermos enganados por serpentes astutas! Reflita e não apenas reaja!

As pessoas são passíveis de errar? Claro! Mas neste caso não houve erro, houve coerência. Poderá errar futuramente, claro, mas a turminha que nem lê o que ele escreveu e quer sair ditando regra – esta sim! – precisa ser repensada, já que a esquerda conta com os respingos desta Direita Burra no Presidente, para ter alguma chance em 2022.

Como? Observando suas posições, suas palavras, sua coerência e, principalmente, seu testemunho. Por exemplo: sujeito importante, intelectual que se diz “amigo” do Presidente, mas o expõe à humilhação pública não é amigo coisa nenhuma! Vá catar coquinho!

Então, a recomendação é: acompanhe, mas não cegamente. Desenvolva sua própria capacidade de analisar o quadro. E, lembre-se da Palavra de Jesus (Lc 6,43-44):

“Não há árvore boa que dê fruto mau, e nem árvore má que dê fruto bom; com efeito uma árvore é conhecida por seu fruto; não se colhem figos de espinheiros, nem se vindimam uvas de sarças.”

Se não aprendermos isto, se não soubermos diferenciar a Direita verdadeira da falsa, a esquerda vencerá, mais dia menos dia. Acorde para esta dura realidade.

Só depende de você.

Angelo Lorenzo

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: KASSIO NUNES MUDOU O JOGO

OPINIÃO: RODRIGO MAIA ENTRE A CRUZ E A ESPADA

Caro(a) leitor(a),

Essa resposta é muito fácil de responder. O Rodrigo Maia sabendo ser um pobre coitado, ou seja, que está com seus dias de glória contados, já que não vai se eleger a nada nas próximas eleições, que se manter no poder até o fim, pois é a única chance de ele garantir continuar influente e beliscando aqui e acolá, depois que o pleito passar. Ele pode dizer a quem quiser que não vai concorrer, que eu não acredito. Ele não tem outra saída. Se sair agora vai ser apenas mais um do baixo clero e nas próximas eleições volta pra casa com uma mão na frente e outra atrás. Então, a situação dele é muito delicada. É esperar pra ver!

 

A pergunta que não quer calar: Por que Maia não quer largar a Presidência da Câmara dos Deputados? (veja o video)

Rodrigo MaiaRodrigo Maia

Nesta sexta-feira o STF irá julgar a interpretação do Art 57, parágrafo 4° da Constituição Federal, que estabelece que ao Presidente da Câmara dos Deputados É VEDADO concorrer às eleições seguintes para o mesmo cargo.

O STF, guardião da Constituição, já abriu dois precedentes permitindo que o próprio Rodrigo Maia concorresse e fosse eleito em 2017 e 2019.

Em 2017 o argumento foi que o mandato de 2016, sucedendo Eduardo Cunha, havia sido um mandato-tampão.

Já em 2019, a justificativa foi que para legislaturas diferentes não havia vedação para concorrer ao mesmo cargo.

E agora que estamos na mesma legislatura?

Vamos aguardar o que vem por aí e a argumentação do STF diante de uma clara inconstitucionalidade que está iminente.

Rodrigo Maia, por que você não quer largar a Presidência da Câmara dos Deputados de jeito nenhum?

Veja o vídeo:

Foto de Emílio Kerber Filho

Emílio Kerber Filho

Escritor. Autor do livro “O Mito – Os bastidores do Alvorada”

 

Continuar lendo OPINIÃO: RODRIGO MAIA ENTRE A CRUZ E A ESPADA

OPINIÃO: CONTRARIANDO A TUDO E A TODOS PIB CRESCE 7,7% NO 3ºTRIMESTRE E PODE ACELERAR RETOMADA EM 2021

Caro(a) leitor(a),

A luta é diária e nunca para. A luta pelo poder é uma das coisas mais desumanas que existe na face da terra, principalmente quando quando o perdedor não se conforma e fica esperneando para derrubar, todos os dias de sua vida, que ganhou. Ainda bem que o tempo não para e o país que trabalha não dá ouvidos a essa porcalhada nojenta e agora mostra os seus resultados, para tristeza e ira dos destruidores da pátria.  e sim trabalhar, trabalhar e trabalhar. Por isso não vale a pena ficar se trocando com essa raça de sanguessugas. Olha ai o resultado!

URGENTE: PIB cresce 7,7% no 3º trimestre e traz de volta a esperança para a Economia Brasileira

Paulo Guedes e Jair BolsonaroPaulo Guedes e Jair Bolsonaro

O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma dos bens e serviços finais produzidos no país, cresceu 7,7% no terceiro trimestre, em relação ao período anterior.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou, hoje (3), os números das Contas Trimestrais, essa é a maior variação desde o início da série em 1996, mas ainda insuficiente para recuperar as perdas provocadas pela pandemia. O resultado indicou ainda que a economia do país se encontra no mesmo patamar de 2017, com uma perda acumulada de 5% de janeiro a setembro, em relação ao mesmo período de 2019.

Na comparação com o mesmo trimestre de 2019, o PIB, apresentou recuo de 3,9% e, em valores correntes, chegou a R$ 1,891 trilhão. Desse valor, R$ 1,627 trilhão em Valor Adicionado a Preços Básicos e R$ 264,1 bilhões em Impostos sobre Produtos Líquidos de Subsídios.

Para a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis, o crescimento ocorreu sobre uma base muito baixa, quando o país estava no auge da pandemia no segundo trimestre.

“Houve uma recuperação no terceiro, contra o segundo trimestre, mas se olharmos a taxa interanual, a queda é de 3,9% e no acumulado do ano ainda estamos caindo, tanto a Indústria quanto os Serviços. A Agropecuária é a única que está crescendo no ano, muito puxada pela soja, que é a nossa maior lavoura”, disse.

No terceiro trimestre a Indústria cresceu 14,8% e os Serviços subiram 6,3%. Já a Agropecuária registrou queda de 0,5%. De acordo com o IBGE, a expansão do PIB no período foi causada, principalmente, pelo desempenho da Indústria, com destaque para o crescimento de 23,7% no setor de Transformação. Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos também cresceram (8,5%), como a Construção (5,6%) e as Indústrias extrativas (2,5%).

“Olhando pela ótica produtiva, o destaque foi a Indústria de Transformação, até pelo fato de ter caído bastante no segundo trimestre (-19,1%), com as restrições de funcionamento. A Indústria cresceu como um todo 14,8%, e a de Transformação 23,7%, mas voltamos ao patamar do primeiro trimestre”, observou Rebeca.

Fonte: Jorna da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: CONTRARIANDO A TUDO E A TODOS PIB CRESCE 7,7% NO 3ºTRIMESTRE E PODE ACELERAR RETOMADA EM 2021

OPINIÃO: É TRISTE E APARENTEMENTE LAMENTÁVEL A SITUAÇÃO DEPRIMENTE DA PODEROSA GLOBO

Caro(a) leitor(a),

Nasci no mesmo ano de fundação da Rede Globo de Produções. Não posso esquecer, pois quando ela completou 15 anos coincidiu com os 15 anos de Narizinho do Sítio do Pica Pau Amarelo, que também tem a minha idade. Portanto acompanhei a bela trajetória dessa emissora e sei que o Jornalista Roberto Marinho ideologicamente estava alinhado com os militares e foi sob o manto protetor do Estado Mãe que a emissora se desenvolveu, de vento em popa, num crescimento vertiginoso. Mas o Dr. Roberto Marinho morreu e os seus filhos, preferiram aderir ao PT e como fiéis escudeiros peitar o governo Bolsonaro, achando que ele não emplacaria o primeiro ano. Apostou errado e tem apostas erradas que são imperdoáveis e sem volta. A aposta é muito pesada. Tipo tudo ou nada! E as consequências est]ao ai!

Demissão em massa! Globo  manda embora 7 jornalistas veteranos

Foto IlustrativaFoto Ilustrativa

O mês de dezembro começou negativo para o Grupo Globo…

Não bastasse todas as baixas que o fatídico ano de 2020 causou na emissora, agora a Globo anunciou uma nova série de demissões.

No total, sete jornalistas veteranos irão deixar a emissora!

Entre eles, o experiente Luís Fernando Silva Pinto, que era correspondente em Washington desde 1986.

As principais mudanças, no entanto, foram na direção de Jornalismo de São Paulo (sai Cristina Piasentini, há 12 anos no cargo, e entra Ana Escalada, seu braço direito) e no Globo Repórter, com o desligamento da experiente Silvia Sayão. Ela era diretora do programa de grandes reportagens, que também perdeu a sua chefe de Redação na reformulação, Meg Cunha.

Outras baixas foram as de Maria Thereza Pinheiro, conhecida como Terezoca, e Teresa Cavalleiro, que comandavam a área de Projetos Especiais. Marco Antonio Rodrigues, o Bodão, conhecido por participar de programas como Bem, Amigos e coordenador das afiliadas de rede, sai da Globo após 41 anos.

Todos eles trabalham até o próximo dia 31.

A situação é dramática e a queda do gigante parece ser questão de tempo…

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: É TRISTE E APARENTEMENTE LAMENTÁVEL A SITUAÇÃO DEPRIMENTE DA PODEROSA GLOBO

OPINIÃO: A GENIALIDADE DO CRAQUE DIEGO ARMANDO MARADONA NÃO FOI SUFICIENTE PARA SALVÁ-LO DE UMA MORTE PRECOCE

O Craque do futebol Diego Armando Maradona partiu hoje desta para outra depois de passar toda a sua vida pós atleta lutando pela sobrevivência. Muito cedo ficou com o coração comprometido, mas nunca conseguiu se livrar definitivamente das drogas que foi sua marca registrada durante e depois que se aposentou dos campos de futebol.  Maradona sucumbiu ao ego, a zona de conforto e a um estilo de vida muito louco. Não se pode atribuir a culpa da sua morte a ninguém, a não ser a ele mesmo. E torcer para que numa próxima experiência de vida ele tenha levado lições dessa. Um dos maiores craques, ícones de todos os tempos não zelou pelo que deveria ser prioridade. A sua saúde e o seu EU!

Aos 60 anos, morre Diego Maradona

Diego Armando MaradonaDiego Armando Maradona

Informações surgidas há pouco em um jornal argentino confirmam a morte de Diego Armando Maradona…

Aos 60 anos, Maradona passou por procedimentos cirúrgicos recentemente.

O craque argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa na cidade de Tigre.

Maradona é considerado o maior jogador argentino de todos os tempos.

Fez história com a sua seleção ganhando a Copa do mundo de 1986 e é o maior ídolo do Boca Juniors.

Entre polêmicas, intrigas e conquistas, tornou-se um “Deus” – como dizem os argentinos – em seu país!

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: A GENIALIDADE DO CRAQUE DIEGO ARMANDO MARADONA NÃO FOI SUFICIENTE PARA SALVÁ-LO DE UMA MORTE PRECOCE

OPINIÃO: A VERDADEIRA INTENÇÃO POR TRÁS DO CASO CARREFOUR

A Mentira no Caso Carrefour (veja o vídeo)

Fotomontagem ilustrativa

“O racismo ainda não morreu, mas está por um fio. Ele só é mantido vivo por políticos, agitadores raciais e pessoas que se sentem superiores por chamar os outros de racistas”.

Esta frase, que um esquerdista diria que foi elaborada por um racista, é na verdade do autor, filósofo e economista Thomas Sowell, um dos maiores intelectuais vivos. Sowell compreende o racismo como ninguém. Não pelo fato de ser negro, mas por estudá-lo há seis décadas.

E é exatamente o que estamos vivenciando no Brasil. A exploração do racismo como moeda política por parte de grupos que fingem tentar combatê-lo, enquanto criam um ambiente de tensão racial para que ele se eternize. Não há, repito, não há qualquer interesse de movimentos de esquerda em acabar com o racismo, há sim a intenção de monopolizá-lo, tanto em sua forma ativa quanto em sua forma passiva.

Para a atual narrativa esquizofrênica esquerdista, não existe racismo de negros contra brancos. Não importa o que um negro faça contra um branco, por mais violento, opressivo e humilhante que seja o ato, ele não poderá ser definido como racismo. Sofrer racismo, segundo a atual teoria racial vigente no país, é prerrogativa exclusiva de negros e pardos (estes últimos podendo ser considerados brancos conforme a conveniência).

Segundo esta teoria estapafúrdia, (que já encontra voz no nosso meio jurídico e é abraçada por toda a grande mídia), o branco, mesmo vítima de um crime, continua sendo o opressor. E o negro, mesmo sendo o autor do crime, continua sendo o oprimido. Tudo é justificado por uma suposta e eterna reparação pela escravidão que precisa ser feita cotidianamente, onde brancos que nunca tiveram escravos, devem aceitar calados a violência de negros que nunca foram escravizados.

É claro que a maioria sensata das pessoas, sejam negras, brancas ou pardas, acham esta argumentação completamente ridícula. Discriminar alguém pelo tom da sua pele é errado, não importar a cor da vítima. Mas isso não impedirá os mercadores raciais de promoverem sua agenda. E quando levamos em conta que esses oportunistas controlam a mídia, quase todo o meio cultural e acadêmico, se opor requer não só conhecimento, mas também coragem.

Os próprios brancos, buscando aceitação em seu meio e movidos por uma culpa branca de classe média-alta, abraçam essa estupidez e tentam obrigar outros brancos a não entrar em discussões sobre o racismo, pois “ao opressor privilegiado só cabe ouvir e obedecer ao que diz o oprimido”. Eles não entendem que, limitar quais assuntos uma pessoa pode participar em razão de sua cor, é a definição exata de racismo. Mas preferem abandonar sua dignidade, em troca de pontos imaginários num ranking de consciência social.

Entendendo isso, vemos porque grupos que dizem lutar contra o racismo, jamais deixarão que ele acabe. O racismo vivo e pulsante na sociedade, significa poder e lucro para estes agitadores raciais. Se o racismo acabar, eles não têm razão de existir e perdem toda a sua alavancagem social.

O episódio onde um homem foi morto por seguranças no supermercado Carrefour, é o exemplo claro de como esse mecanismo de perpetuação do racismo está funcionando a todo vapor na sociedade.

Há muito tempo a esquerda brasileira, que vive de imitar a esquerda americana, procura um caso emblemático de racismo para poder explorar. Com a proximidade do dia da consciência negra, se apegaram ao primeiro que apareceu na tentativa de gerar comoção. Mesmo que ali não tivesse o mínimo indício de motivação racial. A verdade e os fatos não importam para esse pessoal, o que importa é se ela pode ser distorcida pela narrativa forjada.

Dezenas de veículos da mídia imunda se apressaram em sincronizar chamadas de matérias ligando a morte ao racismo. Ao mesmo tempo em que celebridades e políticos faziam posts em suas redes “indignados” com o quanto a “sociedade brasileira é racista”. De repente, a ÚNICA explicação para a morte da vítima, era o racismo. E quem questionasse o porquê, só podia ser, obviamente, um racista.

Bem, faltou combinar com a realidade. A própria delegada que investiga o caso de perto, disse que não há motivação racial. A tentativa da mídia e dos agitadores raciais de santificar a vítima, caiu por terra quando seu passado criminal foi divulgado e um vídeo seu iniciando a confusão ao socar um dos seguranças começou a circular. O pai da vítima, que foi na TV criticar o racismo no Brasil, já foi condenado, junto de seu filho, por injúria racial e lesão corporal contra uma mulher. Ficou claro que a vítima era sim uma pessoa violenta e com histórico de agressões. Sua morte foi culpa de seu próprio temperamento agressivo combinado com o despreparo de seguranças, não foi por que “a sociedade brasileira é racista”.

Claro, um simples detalhe como a Realidade, não iria impedir os militantes raciais de iniciarem seu vandalismo, gerando cenas que ilustraram com perfeição a verdadeira face desse engodo vitimista: vândalos, em grande parte brancos, destruindo, saqueando e colocando fogo em um estabelecimento enquanto trabalhadores negros tentavam impedi-los. É o que acontece SEMPRE que o pessoal do “vidas negras importam” atuam: vidas de trabalhadores negros são diretamente prejudicadas.

Cena mais absurda, somente o CEO do Carrefour Brasil abaixando a cabeça para os mercadores raciais e pedindo desculpas por ser um “homem branco privilegiado”. Não percebe que este pessoal não quer desculpas, quer controle. E agora viram que podem obrigá-lo a se comportar como eles quiserem.

Essa é a força da narrativa destes grupos que lucram com o racismo. Eles conseguem subverter o bom senso e os fatos. Acabar com o racismo é a última de suas intenções. Ao forjá-lo em todas as situações na sociedade, eles podem forçar a implementação de políticas e de ações por parte dos parlamentares e das empresas. Ações de combate ao preconceito racial, onde esses grupos são pagos para ensinar à sociedade como esta deve se comportar da maneira que eles querem. Tudo muito bem calculado. Tudo muito bem executado.

Manter negros e brancos em uma eterna tensão racial, é o objetivo final destes grupos “antirracistas”. Principalmente para prejudicar adversários políticos. O que irão fazer é dizer que a sociedade está dividida em razão do Presidente Bolsonaro, e que é necessário um presidente de esquerda para uni-la novamente. Caso não sejam atendidos, eles mesmos quebram o país para comprovar a “desunião”. Tática simples e eficaz.

A verdade é que o racismo é ao mesmo tempo poder político e financeiro para estes grupos que fingem combatê-lo. Acabar com o racismo, significa acabar com eles mesmos. E isso, eles jamais permitirão.

Veja o vídeo:

Foto de Frederico "Fred" Rodrigues

Frederico “Fred” Rodrigues

Escritor, Empresário e Comentarista Político. Membro fundador da Frente Conservadora de Goiânia e Membro da Direita Goiás.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: A VERDADEIRA INTENÇÃO POR TRÁS DO CASO CARREFOUR

OPINIÃO: DEMOROU, MAS PARECE QUE AGORA VAI

Caro(a) leitor(a),

Parece que finalmente Sergio Moro tomou o rumo que deveria ter tomado desde que deixou o governo Bolsonaro. A coisa mais certa e, a meu ver, óbvia que ele deveria fazer era tomar a carreira de palestrante e/ou professor, o que melhor lhe conviesse, para sair dos holofotes da grande mídia do espectro político. Se ele tem algum projeto político ainda não é hora de publicitar isso e percorrer palcos pelo mundo a fora é uma forma de estar sendo lembrado e comentado, mas não criticado. Então, creio que essa seja a melhor estratégia para se sobreviver até 2022 em condições de disputar algum cargo eletivo e principalmente o de presidente da república. Contratar uma empresa com experiência para cuidar da sua imagem é outra atitude bastante inteligente da parte dele. Esse é o Moro que conheço e confio!

Moro fecha contrato com empresário de Roberto Carlos para cuidar de imagem e carreira

Publicado em 22.11.2020

Agência Brasil

Segundo o jornal O Globo, Sergio Moro fechou um contrato com o empresário Dody Sirena.

Ele é conhecido por cuidar da carreira de Roberto Carlos há 27 anos.

O ex-ministro, segundo a matéria, fez um acordo para que a empresa Delos Cultural administre a imagem dele, assim como também cuide da carreira como palestrante corporativo.

Com a parceria, há uma programação que Moro atue em dez palestras e também lance um livro.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo OPINIÃO: DEMOROU, MAS PARECE QUE AGORA VAI

OPINIÃO: PARA ENGANAR A POPULAÇÃO, BOULOS SE DISFARÇA DE BOM MOÇO

O lobo vestiu pele de cordeiro

Fotomontagem ilustrativa

“A primeira vez que me enganares, a culpa será tua; já da segunda vez, a culpa será minha.” (Proverbio árabe).

E o lobo vestiu pele de cordeiro. Boulos agora é o Chapeuzinho Vermelho levando “docinhos” para vovozinha. Só falta cantar.

Imita o mestre Lula, que em 2002, para ganhar a primeira eleição Presidencial, transvestiu-se de democrata, ganhou as eleições e promoveu o maior saque aos cofres públicos já visto na história do Brasil.

A roupa nova de Lula, em 2002, foi costurada para sossegar o mercado, dar uns cafunés na Fiesp e nos banqueiros.

Para acalmar o povo, o maior assaltante dos cofres públicos, segundo denúncias do Ministério Público, propalou uma “Carta aos Brasileiros”, onde divulgava as “coisas maravilhosas” que iria fazer com o Brasil. Tudo lorota.

Boulos repete a farsa. A sua versão é mais trabalhada. Enquanto Lula aparou a barba, tomou banho, trocou cachaça por Whisky, vestiu paletós de costureiros famosos, Boulos faz percurso inverso: sua família é de classe média alta, mas ele mora na periferia e diz que luta pelos pobres, promovendo invasões e denunciando todas as mazelas dos governantes de plantão. Ainda não divulgou uma “Carta aos Brasileiros”, mas divulgou o seu programa de governo para São Paulo.

Enquanto Stédile invadia terras com o MST, Boulos invadia prédios públicos e particulares em São Paulo, com um tal de MTST. Afirmava que estavam abandonados e a ocupação desses espaços seria legítima, somente porque estavam desocupados. E de prédio em prédio invadido tornou-se o queridinho dos esquerdinhas sem noção.

Candidatou-se em algumas eleições sem lograr qualquer êxito. De repente percebeu que deveria usar a mesma estratégia do “mestre dos larápios”, que imitava até no modo de falar usando a “língua plesa”.

E o novo Boulos surgiu: mais instruído, mais astuto, mais limpo, sempre portando roupas decentes, um tom de voz calmo, procurando sempre convencer quando dialoga com os eleitores, sempre minimizando seus atos e dizendo que vai fazer justiça social. Descobriu que o povo adora isso.

Mas o que o “Chapeuzinho Vermelho” das esquerdas traz em sua cesta, cantando sua melodia melíflua, não são “doces para vovozinha”. Não, dentro do cesto de Boulos, quando descoberto o pano que os cobre, não é justiça social, como prega o candidato das “canhotas”. Eis um dos “doces” retirados de seu cesto:

– “A gestão de Guilherme Boulos e Luiza Erundina em São Paulo irá viabilizar uma educação justa, consistente, democrática e emancipadora. Uma educação antirracista, feminista, anti-lgbtfóbica, anticapacitista e ecossocialista. E a referência da gestão será o legado de Paulo Freire à frente da Secretaria Municipal de Educação durante o governo de Luiza Erundina”. (1989-1993). (Programa de Governo Boulos/Erundina-2020, pag. 18).

Continuar lendo OPINIÃO: PARA ENGANAR A POPULAÇÃO, BOULOS SE DISFARÇA DE BOM MOÇO

OPINIÃO: A LAVA JATO É O MAIOR PATRIMÔNIO MORAL DA HUMANIDADE

Caro(a) leitor(a),

Tem coisas escusas e cabeludas que todos sabemos que acontecem, até onde não deveriam acontecer em hipótese nenhuma, mas passam despercebidas, pois forças poderosas e o corporativismo das instituições protegem, bem como a forte disseminação já enraizada nas entranhas da nossa máquina pública. O que quero dizer é instituições como a Receita Federal, órgão que cumpre o nobre e digno papel de fiscalizar, infelizmente faz parte desse jogo sórdido e funesto da corrupção. Felizmente a Lava Jato existe e continua atuante, pois só ela seria capaz de penetrar nas entranhas desse órgão e destruir a sua blindagem e invulnerabilidade. O artigo a seguir é a prova cabal disso. Por isso não podemos, jamais, deixar essa Operação Salvadora da Pátria acabar. Todo o meu apoio, admiração e incentivo a essa que é, sem dúvida alguma, a melhor e maior operação de caça ao crime e aos bandidos do colarinho branco da humanidade em todos os tempos!

PF apreende mais de meio bilhão de reais em bens durante operação contra esquema de extorsão

Foto Ilustrativa - Polícia FederalFoto Ilustrativa – Polícia Federal

Nesta quarta-feira (18), a Polícia Federal e o Ministério Público cumpriram 46 mandados de busca e apreensão sobre um suposto esquema para blindar empresas de fiscalizações da Receita Federal, como parte da Operação Armadeira 2.

A atual operação é um desdobramento da Operação Armadeira, realizada em outubro de 2019, responsável por identificar um esquema de extorsão na Receita Federal e na força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Marcelo Bretas, juiz da 7ª Vara Federal Criminal do RJ, decretou bloqueio de quase R$ 520 milhões em bens de investigados, além do afastamento, de suas funções públicas, de cinco auditores da Receita e a proibição de que mantenham contato com outros investigados. Não houve mandados de prisão.

“Foi identificado um complexo arranjo que buscava reduzir a cobrança de tributos devidos ou blindar empresas de fiscalizações”, declarou a assessoria da Receita Federal.

As redes de supermercado Mundial e Guanabara são suspeitas das supostas práticas.

Os investigados podem responder por concussão, corrupção e lavagem de dinheiro.

Confira:

Prédio na Barra da Tijuca é um dos endereços visados na Operação Armadeira 2 — Foto: Reprodução/TV Globo

Continuar lendo OPINIÃO: A LAVA JATO É O MAIOR PATRIMÔNIO MORAL DA HUMANIDADE

OPINIÃO: BOLSONARO É ELOGIADO POR PUTIN NO ENFRENTAMENTO À PANDEMIA

VÍDEO: Putin elogia Bolsonaro no enfrentamento da pandemia: “exemplo de relacionamento corajoso com o cumprimento de seu dever e a execução de suas obrigações na qualidade de chefe de Estado”

O presidente russo, Vladimir Putin, fez elogios ao presidente Jair Bolsonaro em referência ao enfrentamento da pandemia e ao fato de o brasileiro ter sido infectado e desenvolvido sintomas da covid-19.

A fala de Putin ocorreu logo ao término da Cúpula do BRICS, encontro de chefes de Estado de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul realizado por videoconferência, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Putin presidiu a Cúpula neste ano e, na fala em russo traduzida pela equipe de Bolsonaro no vídeo, fez referência ao enfrentamento da pandemia e ao fato de o brasileiro ter sido infectado e desenvolvido sintomas da covid-19.

“O senhor expressou as melhores qualidades masculinas e de determinação. O senhor foi buscar a solução de todas as questões, antes de tudo na base dos interesses do seu povo, seu País, deixando para depois as soluções ligadas ao problemas de sua saúde pessoal. Isso é para todos nós um exemplo de relacionamento corajoso com o cumprimento de seu dever e a execução de suas obrigações na qualidade de chefe de Estado”, disse o Putin, conforme a tradução divulgada por Bolsonaro.

“Não foi fácil para todos nós trabalharmos este ano, mas você também enfrentou pessoalmente esta infecção e passou pelas provações com muita coragem. Desejo a você tudo de melhor, em primeiro lugar, saúde. Todos nós vimos como não foi fácil para o senhor.”, segue outro trecho.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo OPINIÃO: BOLSONARO É ELOGIADO POR PUTIN NO ENFRENTAMENTO À PANDEMIA

OPINIÃO: QUEREM NOS IMPOR UMA DITADURA LINGUÍSTICA

Palavras não binárias, a ditadura linguística que querem nos impor

Foto Ilustrativa

Palavras não binárias? Isso é mais uma armação da implantação comunista em nossa sociedade, e para variar, quando não é na saúde e na segurança, vem a arma preferida deles, a educação. Ou seria deseducação?

A bola da vez são palavras binárias ou não binárias. Linguagem não binária, não faz sentido, pois no Latim, a língua mãe, idioma que originou o nosso Português, pode-se dizer assim, tínhamos palavras masculinas, femininas e neutras sendo que as palavras “neutras” caíram para dar lugar a palavra masculina.

A palavra masculina surgiu para expressar também a função da palavra neutra; exemplo a palavra “Todos”, quando se fala essa palavra se refere a “todos” e a “todas”. Na verdade, não precisamos falar as palavras “todos” e “todas”; pois a palavra “Todos” refere-se a masculino e feminino. “Todos fomos ao parque”, “Todos vieram de avião”, “Todos votaram?”

Mentiram dizendo que a palavra não binária é uma tentativa de inclusão, e não podemos mudar as regras da Língua Portuguesa só para favorecer algumas pessoas e suas opções sexuais, ideologias ou outros. Temos que pensar na maioria e não na minoria. E principalmente no que é certo para os padrões de uma sociedade.

Essa tentativa de inclusão na verdade exclui; um exemplo são pessoas com dificuldades visuais, uma pessoa com esse problema precisa de um software para ler, e que precisa ser atualizado periodicamente, veja que transtorno seria esse dialeto para atualizar todos os softwares existentes.

Temos também as pessoas com problemas auditivos que muitas vezes precisam de leitura labial para a comunicação. Imagina uma pessoa assim ouvindo palavras nesse dialeto que terminam com “X” ou XS”; “Todx” ou “Todxs”. Como seria essa interpretação? Fora o fato que muitas dessas pessoas em suas comunicações, procuram ouvir bem as palavras, e não teria uma boa referência.

E as pessoas que possuem problemas de dislexia? Dificuldades com as letras, para quem não tem esse conhecimento do significado da palavra. Como uma pessoa com essa dificuldade entenderá uma linguística dessas? Não tem nenhum sentido aceitarem uma barbaridade destas, e pior, escolas até então renomadas estão apoiando um assassinato desses no idioma do Brasil.

Quem quer esse dialeto não binário? Quem é não binário, é claro, e simpatizantes da causa, e são apoiados até por professores universitários que aprenderam com a educação de Paulo Freire, inclusive professores universitários do curso de Letras, colocando o dialeto acima da Língua Portuguesa.

Temos o fato que a maioria das pessoas são contra esse dialeto e olhando em todos esses contextos, podemos afirmar que o dialeto não binário “exclui” e não “inclui” como eles querem que pensemos.

Querem ser “binários”, não “binário”, sem problemas, que sejam, e se sentirem ofendidos com alguma coisa, procurem a justiça, como todo povo civilizado faz. Mas não queiram fazer ditaduras no nosso idioma.

No bom português: “vão trabalhar e não encham o saco!”

Foto de Claiton Appel

Claiton Appel

Jornalista. Diretor da Ordem dos Jornalistas do Brasil.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: QUEREM NOS IMPOR UMA DITADURA LINGUÍSTICA

OPINIÃO: VOU COMEÇAR E CONCLUIR MEU MANDATO PORQUE O POVO CONFIOU EM MIM E ME ELEGEU, DIZ ÁLVARO DIAS

Vou começar e concluir o novo mandato”, diz Álvaro Dias

Caro(a) leitor(a),

Esse filme eu já vi muitas vezes ao longo da minha breve vida. O mais recente foi quando o, na ocasião Bolsodoria, garantiu para o seu elitorado que ao assumir o mandato de prefeito de São Paulo iria até o final do mesmo, mas o que assistimos dois anos depois não foi isso e o final da história você já sabe. Eu não sei se felizmente ou infelizmente a história sempre se repete, principalmente para aqueles que não evoluem, mas que acaba prejudicando a todos, inclusive os que estão em plena evolução. Por isso o feliz ou infelizmente, pois infelizmente os que já evoluíram e não acreditam nessa balela são penalizados da mesma forma dos ainda não despertos. Então essa publicação vai ficar guardada para daqui a dois anos, caso seja necessário, servir de alerta para os desavisados e/ou desmemoriados! E tenho dito!

Natal: tucano é favorito à reeleição; candidato do governo, petista tem 2% | VEJA

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, rechaçou a possibilidade de renunciar ao mandato dois anos depois a posse para um novo período no cargo para disputar o Governo do Estado. “Por hipótese alguma, não entra nos meus planos nem de longe [deixar o cargo de prefeito em 2022]. Vou começar esse mandato e vou concluir. Vou ser prefeito de Natal porque o povo confiou em mim, me elegeu e quero começar e concluir. Não vou interromper meu mandato para disputar o Governo do Estado, nem qualquer outro cargo”, enfatizou.

A negativa se dá porque, segundo disse, seu objetivo é concluir todos os projetos que estão em andamento e os que pretende iniciar.

FONTE: Blog do BG

Continuar lendo OPINIÃO: VOU COMEÇAR E CONCLUIR MEU MANDATO PORQUE O POVO CONFIOU EM MIM E ME ELEGEU, DIZ ÁLVARO DIAS

OPINIÃO: NOSSO FUTURO PODE SER MUDADO NO PRÓXIMO DOMINGO, SÓ DEPENDE DE VOCÊ. VOCÊ É O DONO DO PALCO.

Caro(a) leitor(a),

Hoje é dia de reflexão, antes de qualquer outra coisa que você pense ou possa fazer. Cumprir com o sagrado direito/dever do sufrágio universal é a missão de todo brasileiro são, livre e patriota. Essa é uma oportunidade única que você tem de ser instrumento de mudança para um futuro melhor. Esse é o seu maior poder, o seu maior trunfo, a sua carta na manga. É quando você é dono do palco. Então, valorize isso até a última potência e não desperdice a oportunidade. Faça valer a sua vontade de um mundo mais justo, uma vida mais próspera e mais igual para todos. Essa é a oportunidade que você tem de ser o maestro, o juiz e julgar com sabedoria quem realmente está apto a fazer da sua cidade uma cidade mais limpa, mais ordeira, mais segura, mais moderna, mais saudável para se viver, mais próspera, mais bonita e mais igual para todos os cidadãos. Então reflita bem antes de ir votar e vote certo!

Dia de julgamento: O próximo domingo pode mudar o nosso futuro…

Foto Ilustrativa

Em conversas com os amigos Rey Figueiredo (@ReyFigueiredo) e, Dr. Carlos Leão (@caduleao2) e seu belo texto “Eleições: Hora do Troco”, lembrei que candidatos de esquerda (antes de tomarem o poder) vinham à TV dizer que seus adversários políticos seriam julgados nas eleições.

O tempo passou e de pedra, a esquerda virou vidraça.

Hoje, depois de um ano com político-pandemia, chegou a hora de JULGAR aqueles que exerceram o poder que lhes foi confiado pelo povo, se aproveitaram da manobra canhota no STF e agiram como ditadores.

Como já mostrei em artigo, para relembrar o nonsense da situação, cada eleitor tem o direito de exercer seu julgamento diante da urna eleitoral – semelhante ao impeachment, em que o Senado realiza um julgamento político – cada um de nós, votantes, terá direito a dar uma RESPOSTA aos atuais prefeitos E, note bem, E vereadores – que apoiaram várias sandices.

Domingo será o Dia do Julgamento!

Deveremos julgar nossos representantes nas Casas Municipais de Executivo e Legislativo. Julgar e dar nossa resposta.

Cuidaram de nós ou nos lançaram em um experimento social, sem qualquer comprovação científica? Onde encontraram provas de que colocar dentro de casa, juntas, sem fazer teste algum, pessoas sadias e infectadas iria impedir o avanço da peste vermelha?

Não existe prova! Tanto que Nova York – uma das cidades que mais defendia o lockdown – teve que jogar a toalha. Hoje, cada dia mais médicos e cientistas atestam que houve um grande erro.

E o que fizeram nossos governantes locais, com seus asseclas no legislativo? Destruíram nossos empregos e nossas vidas.

Alguns inclusive proibiram as pessoas de tomarem o único fio de esperança até então: a hidroxicloroquina – alegando que não haviam testes conclusivos sobre a doença.

Pois bem! Hoje, querem fazer o oposto: obrigar, forçar mesmo, as pessoas a tomarem vacinas que TAMBÉM não possuem testes conclusivos. Ora, não é possível diante de realidades idênticas chegarem a conclusões tão opostas. Deve haver algum intere$$e escuso! O próprio contrato ultra-sigiloso com os chineses (vazado pela CNN), deve ser analisado seriamente.

É dia de julgarmos estes comportamentos!

Queremos continuar sendo cobaias de um experimento maligno?

Seu prefeito agiu como um déspota?

Permitiu transporte em ônibus e proibiu os restaurantes de abrir?

Decretou toque de recolher?

Trancou bairros, praias, praças?

Então está na hora de lhe mostrar o caminho de casa.

Continuar lendo OPINIÃO: NOSSO FUTURO PODE SER MUDADO NO PRÓXIMO DOMINGO, SÓ DEPENDE DE VOCÊ. VOCÊ É O DONO DO PALCO.

OPINIÃO: PRUDÊNCIA DIPLOMÁTICA É O REQUISITO PARA ACOMPANHAR AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS AMERICANAS, DIZ SERGIO MORO

Caro(a) leitor(a),

Eu sempre sonhei com um presidente do Brasil que eu pudesse me orgulhar. Com cara, status, comportamento e atitudes de estadista. Alguém que respeitasse a liturgia do cargo. O único que se aproximou disso em 30 anos de redemocratização foi Fernando Henrique Cardoso, única e exclusivamente pelo fato de ser um homem culto, inteligente e polido. Infelizmente, um lobo sob pele de cordeiro. Não tem autenticidade entre o discurso e o exemplo. Infelizmente todos os outros não honraram o meu sonho e creio, o da maioria dos brasileiros que querem ver o Brasil no lugar que merece. Temos uma escassez muito grande de grandes estadistas nesse país, mas, na minha humilde opinião, atualmente existe um que preenche esses requisitos. Ele se chama Sergio Moro. É possível observar isso nos atos mais simples como o comentado no artigo a seguir e já vem acompanhado de uma comparação com o nosso presidente Jair Bolsonaro. A principal característica de um estadista é a prudência, o falar pouco e ouvir mais, a moderação e isso ele tem de sobra. Ao passo que Bolsonaro fala pelos cotovelos e está sempre dizendo o que não deve, tendo que pedir desculpas a torto e a direito. Dar oexemplo é o maior dos atributos de um líder e isso Sergio Moro tem de sobra!

Acompanhar a eleição americana requer prudência diplomática”, diz Moro

Raul Holderf Nascimento

Publicado  

em

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou há pouco que é necessário ter “prudência diplomática” para acompanhar as eleições presidenciais dos Estados Unidos.

De acordo com ele, os laços entre Brasil e EUA “transcendem relações pessoais”.

“Acompanhar a eleição norte-americana requer prudência diplomática. Não somos eleitores naquele país. Os laços entre Brasil e Estados Unidos são fraternos e transcendem relações pessoais”, escreveu.

Mais cedo, conforme registrou o Conexão Política, o presidente Jair Bolsonaro também comentou sobre a disputa nos EUA, apontando uma ‘suspeita de ingerência’ .

Na visão do chefe do Executivo, o Brasil pode sofrer ‘interferência externa’ visando as eleições 2022.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo OPINIÃO: PRUDÊNCIA DIPLOMÁTICA É O REQUISITO PARA ACOMPANHAR AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS AMERICANAS, DIZ SERGIO MORO

OPINIÃO: PARA MANUELA D’ÁVILA O COMUNISMO COMANDADO PELO PARTIDO DELA VAI SER BONZINHO NO BRASIL

Dissonância cognitiva e a morte da liberdade: “O meu [comunismo] é aquele que vamos construir juntos no Brasil.”

ManuelaManuela

“O seu comunismo é o chinês ou é o cubano?”, perguntou o jornalista Paulo Sérgio Pinto. E a candidata deu uma resposta espertinha, sem compromisso com a verdade, mas com astúcia: “Não é nenhum dos dois. O meu é aquele que vamos construir juntos no Brasil.”

Ela é Manuela d’Ávila. E sabe que o comunismo, a pior espécie de ditadura, tem sido um desastre onde quer que se haja praticado.

Em sua cabeça, porém, embora haja sido cruel em toda parte, o comunismo, com o partido dela no comando, vai ser bonzinho no Brasil.

Na China, mais de 76 milhões de seres humanos foram mortos pelo regime comunista entre 1949 e 1987, além dos 3,5 milhões de civis que o Partido de Mao Tsé-Tung já tinha assassinado antes de consumar a revolução

chinesa (totalizando 80 milhões).

Na União Soviética, a revolução comunista matou 62 milhões de pessoas entre 1917 e 1987.

Só nessas duas revoluções, que inspiram energúmenos mundo afora, foram mais de 140 milhões de mortos.

Pior, esses números são incompletos: outros milhões de vidas sucumbiram por efeito indireto dessas revoluções e não entraram na contagem.

Como justificar tamanha crueldade, seres humanos mortos sem compaixão?

Como pode haver quem acredite na falácia revolucionária e ainda pense dar seu voto a uma ideologia que patrocina a matança de pessoas?

Ninguém despreza a própria liberdade, nem mesmo o eremita que se isola no deserto e se submete a rígida disciplina de oração, porque também ele quer ser livre para escolher o isolamento e a disciplina.

Como explicar, então, que alguém não veja que, apoiando um projeto de ditadura com seu voto, está sentenciando de morte a própria liberdade?

É o que fazem aqueles que se deixam enfeitiçar pelo discurso populista do PCdoB (de Manuela d’Ávila), do PSOL, do PT e congêneres.

São partidos que hoje não poupam elogios à ditadura chinesa nem a psicopatas como Vladimir Putin (Rússia) e Kim Jong-un (Coreia do Norte).

E são ativistas ideológicos que querem fazer revolução pensando em ser dirigentes, não povo. Eles se imaginam na elite revolucionária como iluminados que conduzirão o povo, esse rebanho das dóceis ovelhas…

É assim. É indisfarçável. E é patológica a recusa em reconhecê-lo.

Como pode alguém não admitir fatos tão evidentes?

É o fenômeno da “dissonância cognitiva”: as crenças da pessoa não fecham com a realidade que está ao alcance de sua cognição.

Aí, dá “gol contra”: a pessoa ama a liberdade e detesta o autoritarismo, mas avaliza o discurso populista de quem quer extinguir as liberdades.

Quem sofre desse mal só vai libertar-se quando pagar o preço de ser honesto consigo mesmo e questionar as suas próprias crenças.

Fonte:  Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: PARA MANUELA D’ÁVILA O COMUNISMO COMANDADO PELO PARTIDO DELA VAI SER BONZINHO NO BRASIL

OPINIÃO: A GUINADA CONTRA OS TRADICIONAIS PARTIDOS DA ESQUERDA COMEÇOU, E FORTALEZA É MAIS UMA CAPITAL PRESTES A SE LIBERTAR

 Caro(a) leitor(a),

Não é fácil, a mudança é paulatina e lenta, mas, parece que está acontecendo. O cenário político do Nordeste começa a mudar, com a decadência da hegemonia Lulo-petista e a ascensão da direita pós bolsonarista. E essa mudança começa a ficar visível nestas eleições para prefeitos e vereadores em 2020. Em Fortaleza o Capitão Wagner é o exemplo mais nítido dessa virada bolsonarista que lidera as pesquisas com 31% das intenções de voto. Apesar de guiado por um revanchismo e grande sentimento de ressentimento e isso não é um bom sinal, dada a enorme polarização, mas a mudança é essencial para tirar a região do atraso econômico e cultural. Então, primeiro a virada e depois o aparar de arestas que será necessário nos próximos anos. Vamos a luta!

Em disputa acirrada, Fortaleza é mais uma capital que pode sair das mãos da esquerda

Raul Holderf Nascimento

Publicado em

O Conexão Política vem registrando a forte disputa eleitoral no cenário municipal deste ano.

A esquerda, que por décadas dominou muitos estados, capitais e cidades gerais, se vê cada vez mais acuada e sem representantes que consolidem a agenda progressista no país.

A ‘guinada’ contra os tradicionais partidos da esquerda começou com força nas eleições de 2016.

Não há como falar nessa mudança sem citar o cenário da capital do Rio de Janeiro em 2016, que elegeu Marcelo Crivella.

Com uma ampla vantagem sobre Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Crivella cravou 59,36% e saiu vitorioso no segundo turno.

O resultado faz parte da onda conservadora que começa a crescer no Brasil, incluindo o Rio de Janeiro. Neste cenário, em específico, a expressiva vitória de Marcelo Crivella, foi impulsionada pelo eleitorado evangélico, que representa um terço dos quase 4,9 milhões de votantes da capital fluminense.

Além disso, os fortes escândalos de corrupção contra figuras da esquerda brasileira enfraqueceram mais e mais o palanque progressista.

Não só isso, a população passou a ter uma maior consciência do que realmente prega o progressismo. Dessa forma, os pilares do conservadorismo foram ganhando forma, voz e figuras eleitas.

O efeito pode se repetir em Fortaleza

A influência da família Ferreira Gomes no estado do Ceará pode estar com os dias contados.

O cenário das eleições municipais deste ano aponta para uma mudança significativa na capital Fortaleza.

Ciro e Cid, que por muitos anos conseguiram emplacar vários nomes aliados na capital cearense, agora parecem ter diminuído a força.

De acordo com um levantamento do Datafolha, divulgado na última quarta-feira (28), o candidato do PDT tem 22% das intenções de voto, representando um empate técnico com e Luizianne Lins (PT), que aparece com 19%.

A surpresa no cenário é o nome do Capitão Wagner. Apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, o candidato do PROS lidera com 31%.

Se os rumos eleitorais continuarem navegando nesse sentido, a vitória de Wagner representará uma verdadeira derrota da esquerda em Fortaleza. Consequentemente, o mesmo deverá se repetir no páreo de 2022.

Continuar lendo OPINIÃO: A GUINADA CONTRA OS TRADICIONAIS PARTIDOS DA ESQUERDA COMEÇOU, E FORTALEZA É MAIS UMA CAPITAL PRESTES A SE LIBERTAR

OPINIÃO: O RECUO DO DECRETO DE BOLSONARO É MERAMENTE ESTRATÉGICO PARA PRÓXIMA INVESTIDA

 

O decreto de Bolsonaro, o recuo meramente estratégico e a próxima investida

Jair BolsonaroJair Bolsonaro

“Ah, o Bolsonaro revogou o decreto muito rápido. Foi uma vitória da esquerda.”

Não. Não foi. Isso se chama ESTRATÉGIA! O Presidente revogou o decreto, explicando o seu conteúdo e dizendo que pode ser republicado.

Confira:

Assim, a direita, que estava quietinha, ficou “pistola” e começou a se manifestar nas redes, onde só estavam tendo manifestações da esquerda “defendendo o SUS”.

De que adiantaria sustentar o decreto, para que fosse derrubado? Um desgaste político absolutamente evitável.

Agora, com esclarecimento e apoio popular, é muito mais fácil que seja mantido pelo Congresso.

As vezes precisamos recuar para conseguir avançar.

O decreto só facilita algo que JÁ EXISTE. Grande parte das unidades de saúde do país, inclusive, SÃO PRIVADAS E ATENDEM PELO SUS.

Por curiosidade, aliás, o Projeto de Lei que normatizou as PPPs foi criado pelo Fernando Haddad, em 2003, quando era assessor especial do Ministério do Planejamento, durante a gestão do Guido Mantega, e foi sancionado pelo Lula.

Vocês realmente acham que, com essa oposição, o governo consegue simplesmente “traçar uma linha reta” e fazer o que tem que ser feito?

O difícil não é matar um leão por dia, mas ter que desviar das antas.

“A estratégia é uma economia de forças.” (CLAUSEWITZ, Karl von)

 Fonte: Jornal da Cidade Online

 

Continuar lendo OPINIÃO: O RECUO DO DECRETO DE BOLSONARO É MERAMENTE ESTRATÉGICO PARA PRÓXIMA INVESTIDA

OPINIÃO: O STF É O PRÓPRIO PODER XERETA DANDO CAUSA A DESNECESSÁRIAS TENSÕES POLÍTICAS

Caro(a) leitor(a),

É terrível, mas é verdade. Nós não estamos sonhando. O Brasil é o país da real inversão de valores como nunca se viu similar em lugar algum. Um país onde o seu Supremo Tribunal Federal, que deveria proteger os interesses do seu patrão, o povo, está explicitamente e plenamente empenhado em derrubar um governo democraticamente eleito. Que já rasgou a Constituição pelo menos duas dezenas de vezes. E o que é pior, não existe ninguém que pare os desmando e as atrocidades dessa corte. Parece que estamos vivendo um grande pesadelo, mas eu passo as mãos nos olhos, me belisco e vejo que estou acordado e consciente. Então fico desesperado, sem saber o que fazer. Ai me sento aqui e começo a escrever. É tudo que posso fazer. E você, vai fazer o que?

O poder intrometido: O STF é hoje o mais ativo partido político brasileiro

Fotomontagem: JCO

Eu não queria acreditar quando me contaram que sete partidos já recorreram ao STF para que a Corte determine ao presidente da República como deve agir em relação à CoronaVac. Parece uma questão tipicamente judicializável, não?

Os ministros devem saber tudo sobre esse assunto, instruídos em algum curso pós doc…

Em nome do convívio independente e harmônico entre os poderes de Estado, as manifestações do STF em questões do Executivo e do Legislativo deveriam ser raras e muito bem justificadas. É fácil entender que pequenos partidos, ou o bloco minoritário da oposição, sem votos suficientes para impor suas opiniões, recorram ao STF, num claro abuso do direito de peticionar. Mas é difícil entender que os “supremos” se prestem para a instrumentalização do poder que têm.

Malgré tout, nosso STF é o próprio poder xereta, dando causa a desnecessárias tensões políticas. A maioria dos senhores ministros vê o presidente da República com as lentes do partido ao qual devem suas nomeações para o posto que ocupam. Sob essas lentes, Bolsonaro é um tirano que precisa ser contido e, para contê-lo, foi instituída uma informal ditadura do judiciário.

Um caso típico de projeção: projetam em Bolsonaro o que, na prática, eles mesmos se comprazem com ser. Puxe pela memória, leitor, e me diga quando, nas últimas décadas, vivemos período de tanta intromissão do Supremo e de seus ministros na vida nacional?

PT, PCdoB, PSOL PSB e Cidadania querem que o STF impeça o governo de se contrapor a qualquer providência referente a vacinas e vacinações; a Rede quer que o governo apresente um plano de vacinação; o PDT quer que o Supremo reconheça a competência dos estados e municípios para tornar compulsória ou não a vacinação, e o PTB pede que essa possibilidade seja declarada inconstitucional.

A questão de fundo aqui é a seguinte: por que esse surto de judicializações, que não dá sinais de esmorecer, esvaziando o debate político, descaracterizando as funções do parlamento e comprometendo as ações do governo? São três as respostas a essa indagação. Elas interferem cumulativamente para darem causa a esse surto.

• Resposta 1 – o único intuito da oposição é atrapalhar o governo;

• Resposta 2 – o plenário do STF é, hoje, o mais ativo partido político brasileiro;

• Resposta 3 – há notória sintonia entre a oposição e a maioria do STF.

De todos esses pleitos, o único que tem jeito de matéria constitucional é exatamente aquele em que se confrontam os pedidos de PDT e PTB: é legítimo tornar a vacinação obrigatória?

Parece bem nítida, aqui, no pedido do PDT, a afronta a liberdade individual, mormente quando, a cada dia, aumentam as incertezas sobre a segurança dessas vacinas. Sem esquecer, por fim, que a CoronaVac é mercadoria que o Partido Comunista da China põe à venda dizendo que vai imunizar a população contra o vírus que veio de lá.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O STF É O PRÓPRIO PODER XERETA DANDO CAUSA A DESNECESSÁRIAS TENSÕES POLÍTICAS

OPINIÃO: PARA SALVAR HOMEM CUECA ALCOLUMBRE PASSA POR CIMA DA ÉTICA E DE TUDO

Caro(a) leitor(a),

Parece que o Senado virou, definitivamente, casa da mãe Joana e puxadinho da casa do senador Davi Alcolumbre. Nesta sexta-feira ele resolveu passar por cima de tudo e de todos, inclusive da liturgia do cargo para beneficiar e até premiar o “homem cueca”, por suas travessuras. Demonstrando autoridade máxima, tipicamente ditatorial, resolveu de uma canetada só autorizar a licença do super “herói” para tratar de interesse particular, que deveria ter sido submetido à votação pelo plenário, bem como a posse do filho do senador licenciado à vaga do pai, completando assim a lambança desenfreada. São coisas do Brasil! Um país tupiniquim de dimensões continentais que o seu povo insiste em continuar dormindo em berço esplendido, enquanto as outras nações seguem em frente rumo  ao desenvolvimento social, cultural, econômico, intelectual e político. Mantendo no poder escórias como essa da nossa sociedade. É triste, mas é verdade!

Alcolumbre atropela tudo para ‘salvar’ Chico Cueca

Chico Rodrigues e Davi AlcolumbreChico Rodrigues e Davi Alcolumbre

O caso do senador Chico Rodrigues, flagrado com dinheiro entre as nádegas, que pediu licença para tratar de interesse particular à Mesa Diretora do Senado, deveria ter sido submetido à votação pelo plenário.

Essa é a prática já adotada por inúmeras vezes.

Recentemente, na própria gestão de Davi Alcolumbre, o caso de um senador – Cid Gomes – que pediu afastamento por 122 dias, foi lido e votado pelo plenário.

Casos anteriores, em gestões de outros presidentes, também foram submetidos ao plenário.

Porém, com o senador ‘Cueca’ o tratamento foi diferenciado.

Alcolumbre decidiu sozinho, sem ouvir ninguém.

Com isso, o filho do senador licenciado assume a vaga do pai e Alcolumbre vai aguardar para ver se o caso esfria.

Fonte: Jornal da Cidade  Online

Continuar lendo OPINIÃO: PARA SALVAR HOMEM CUECA ALCOLUMBRE PASSA POR CIMA DA ÉTICA E DE TUDO

OPINIÃO: SERIA BERGOGLIO O “TAL PAPA NEGRO”?

A trajetória errática de Bergoglio

LER NA ÁREA DO ASSINANTE

Nicolas Maduro e Papa FranciscoNicolas Maduro e Papa Francisco

Há uma clara dissonância entre o papa Francisco e grande parte de seu rebanho.

Pior, com sua omissão à perseguição de cristãos pelo Islã, na Africa e na China; com seu silêncio diante do terrorismo contra os templos católicos no Chile; e por fim, com seu apoio ao reconhecimento do casamento entre homossexuais, dentre outras atitudes, há risco de que a dissonância se transforme em abismo.

O desconforto com o papa vem sobretudo dos mais conservadores, hoje, esmagadora maioria católica. Já se espalham até boatos pelo próprios católicos de que Bergoglio, além de marxista, seria o tal “Papa Negro”, o “Anticristo do Apocalipse”, até mesmo praticante de ocultismo e de satanismo.

Obviamente, tudo delírio ou campanha difamatória de má fé, mas que ilustram o enorme desconforto de parte da Igreja com seu atual chefe.

Paradoxalmente, Francisco vem sendo defendido com fervor por progressistas não católicos, ou católicos não praticantes.

Cumpre esclarecer que Jorge Bergoglio tem uma trajetória política errática. Durante a ditadura militar argentina, esteve muito próximo dos generais, especialmente de um almirante da linha dura, mais tarde acusado de tortura e assassinatos de militantes da esquerda (era o vice do almirante Massera, ministro da Marinha).

Bergoglio foi acusado por seus próprios pares jesuítas de ter sido um colaborador da ditadura. Mas isso soa injusto. Parece que ele apenas optou por uma estratégia de redução de danos, usando do bom diálogo com o amigo almirante para tentar proteger seus padres, por um lado, e silenciando seus subordinados para não provocar a ditadura. Teria sido, enfim, uma espécie de resistência complacente.

Quando caiu a ditadura, Bergoglio foi extremamente estigmatizado pelo clero progressista, acusado de covarde, fraco, até mesmo de colaborador. Então passa um bom tempo exilado nas bases, faz mea culpa, adere à Teologia da Libertação até ressurgir como bispo progressista na periferia de Buenos Aires. Aliás, com um belo trabalho social.

Daí, é redimido, alça voo até ser ungido papa.

Fernando Meirelles retrata parte dessa trajetória no belíssimo filme Dois Papas. O diretor é extremamente indulgente com Bergoglio. Até aí, tudo bem, pois estamos falando de obra de arte.

O problema é que Bergoglio pode estar cometendo um grave erro de liderança.

Depois do conservador Wojtyla e do reacionário Ratzinger, tudo indica que o rebanho praticante seja hegemonicamente conservador. O atual papa foi eleito pelo cardeais justamente para conduzir uma guinada à esquerda. Mas há indícios de que estaria sendo por demais açodado. Talvez perdido. Seu reinado pode desandar em desastre.

(Texto de Hugo Studart, católico praticante, devoto dos franciscanos)

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: SERIA BERGOGLIO O “TAL PAPA NEGRO”?

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar