DESCREDENCIAMENTO DA PRECISA CAUSA RESCISÃO DE CONTRATO COM O MINISTÉRIO DA SAÚDE

Ministério da Saúde vai rescindir contrato com a Precisa Medicamentos

A decisão foi tomada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e deverá ser oficializada neste domingo

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

 Atualizado 23 de julho de 2021 às 20:51

Ministério da Saúde vai rescindir contrato com a Precisa Medicamentos

O Ministério da Saúde vai rescindir o contrato com a Precisa Medicamentos em razão do descredenciamento da empresa feito pela farmacêutica Bharat Biotech na manhã desta sexta-feira (23).

A decisão foi tomada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e deverá ser oficializada neste domingo, quando está prevista uma reunião do ministro com o secretário-executivo Rodrigo Cruz. Com isso, será também cancelada a nota de empenho de R$ 1,6 bilhão que estavam reservados para o negócio.

O governo, porém, não pretende fazer negócio com a Bharat Biotech e portanto a vacina Covaxin não entrará no Plano Nacional de Imunização, ainda que a farmacêutica indiana encontre outro representante no Brasil.

A ideia é usar os recursos para comprar mais vacinas das que já estão sendo utilizadas no país: Coronavac, Jansen , Astrazeneca e Pfizer.

Fonte: CNN

Continuar lendo DESCREDENCIAMENTO DA PRECISA CAUSA RESCISÃO DE CONTRATO COM O MINISTÉRIO DA SAÚDE

FORÇAS ARMADAS NEGOCIAM EXCEÇÕES NA PEC QUE VISA IMPEDIR QUE MILITARES PARTICIPEM DE CARGOS CIVIS

Militares negociam com Congresso exceções na ‘PEC do Pazuello’

Ideia que vem sendo debatida com o Congresso é aceitar a vedação quando o cargo for eminentemente político, mas liberá-los para cargos civis que sejam técnicos

Caio Junqueira

 Atualizado 24 de julho de 2021 às 00:56

Militares Negociam com Congresso exceções na "PEC do Pazuello"

As Forças Armadas negociam exceções na Proposta de Emenda Constitucional que visa impedir que militares participem de cargos civis. A ideia que vem sendo debatida com o Congresso é aceitar a vedação quando o cargo for eminentemente político, mas liberá-los para cargos civis que sejam técnicos.

São citados como exemplos as áreas cibernética, espacial e nuclear. O mesmo vale para empresas diretamente ligadas aos militares, como a Engeprom, Inbel e a Embraer-Defesa. A ideia é que todos os cargos que tenham relação direta com defesa e segurança nacional e que sejam civis possam ser ocupados por militares.

A reação nas forças em um primeiro momento foi de incômodo com a PEC, apresentada pela deputada federal Perpétua Almeida, do PC do B. Mas depois, de acordo com generais da ativa com que a CNN conversou, a avaliação é a de que o texto pode ter um aperfeiçoamento.

O texto diz que: “o militar da ativa somente poderá exercer cargos de natureza civil na Administração Pública, nos três níveis da Federação, desde que atendidos os seguintes requisitos: a) se contar menos de dez anos de serviço, deverá afastar-se da atividade; b) se contar mais de dez anos de serviço, passará automaticamente, no ato da posse, para a inatividade.”

Fonte: CNN

Continuar lendo FORÇAS ARMADAS NEGOCIAM EXCEÇÕES NA PEC QUE VISA IMPEDIR QUE MILITARES PARTICIPEM DE CARGOS CIVIS

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 23 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Acompanhe ao vivo a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Saiba o que esperar dos jogos e os momentos que foram destaque até agora. Mourão garante eleições em 2022 e diz que Brasil não é “república de bananas”. Bolsonaro fala sobre convite à Ciro Nogueira e diz que é do Centrão. Média móvel segue em queda no Brasil. Joice Hasselmann pede investigação para saber se foi agredida. ‘Gatinha da Cracolândia’ é presa em São Paulo. Morte de Amy Winehouse completa 10 anos.

Jogos Olímpicos de Tóquio

Medalhas das Olimpíadas de Tóquio — Foto: Divulgação/Tokyo 2020Medalhas das Olimpíadas de Tóquio — Foto: Divulgação/Tokyo 2020

Hoje acontece a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O Japão recebe a maior competição esportiva do planeta após o adiamento de um ano por conta da pandemia. A organização promete uma cerimônia mais “sóbria” do que as anteriores.

A transmissão na TV Globo começa ao vivo às 7h45, e pode ser acompanhada aqui no G1, no ge e no Globoplay. A cerimônia acontecerá no Estádio Olímpico de Tóquio e não terá a presença do público, já que a cidade japonesa está em estado de emergência por conta da Covid. Até agora, houve mais de 70 casos de infecções entre os credenciados desde 1º de julho, quando muitos atletas e autoridades começaram a chegar. Confira a agenda completa dos jogos.

O que esperar dos Jogos

Georgia Stanway e Keira Wals, do time de futebol feminino do Reino Unido, protestam antes do início do jogo contra o Chile pelas Olimpíadas de Tóquio 2020, em 21 de julho de 2021 — Foto: Asano Ikko / AFPGeorgia Stanway e Keira Wals, do time de futebol feminino do Reino Unido, protestam antes do início do jogo contra o Chile pelas Olimpíadas de Tóquio 2020, em 21 de julho de 2021 — Foto: Asano Ikko / AFP

Antes mesmo da abertura, a competição teve gestos de protestos por parte dos atletas. O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou novas regras que permitem aos atletas se manifestarem, mas somente antes do início de uma competição. Para especialistas, não está claro se o COI vai realmente punir os competidores.

Em três jogos de futebol, atletas se apoiaram em um dos joelhos antes dos inícios das partidas, fazendo o gesto antirracista que já se notabilizou em outras competições.

A ‘flechada’ de Paulinho

VÍDEO: Paulinho simula atirar flecha em homenagem ao orixá Oxóssi em comemoração de gol
VÍDEO: Paulinho simula atirar flecha em homenagem ao orixá Oxóssi em comemoração de gol

E o Brasil já teve alguns momentos memoráveis na competição. A seleção masculina estreou nas Olimpíadas com uma vitória de 4 a 2 contra a Alemanha. Richarlison brilhou com 3 gols, e Paulinho marcou o gol da vitória, “para Exu aplaudir” (veja acima.) O jogador pertence ao candomblé, religião brasileira de matriz africana. Ao comemorar o gol, Paulinho homenageou Oxóssi, orixá que o rege e que na mitologia iorubá mata a miséria e a fome com sua flecha. Leia na reportagem o que o babalorixá Ivanir dos Santos contou sobre a crença.

Ameaça às eleições

O vice-presidente Hamilton Mourão comentou ontem sobre o relato de ameaça do ministro da Defesa Braga Netto ao presidente da Câmara Arthur Lira pela aprovação do voto impresso. Netto negou ter dito que não haveria eleições no ano que vem caso a proposta não fosse aprovada. Já Mourão disse que “é lógico” que haverá eleições em 2022, mesmo que a proposta não seja aprovada. Nas palavras do vice, o Brasil “não é uma república de bananas”.

O voto impresso é uma das principais causas atualmente defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro e seus aliados. Ministros STF e do TSE contestam o presidente e afirmam que o sistema eleitoral no país é seguro, moderno e auditável.

“Eu sou do centrão”

Essa foi a declaração do presidente Jair Bolsonaro após ser questionado sobre o convite a Ciro Nogueira para assumir a Casa Civil. O presidente já foi filiado ao PP, sigla presidida pelo senador e que integra Centrão. Atualmente, Bolsonaro está sem partido.

Bolsonaro confirma Ciro Nogueira na Casa Civil e Onyx no Trabalho
Bolsonaro confirma Ciro Nogueira na Casa Civil e Onyx no Trabalho

Pandemia no Brasil

A média móvel de mortes por Covid chegou ao seu 26º dia seguido de queda. É o menor registro desde 26 de fevereiro. Mesmo assim, a média móvel de mortes pela doença no Brasil ainda é a maior do mundo. Ainda ontem, o Rio de Janeiro confirmou 4 mortes causadas pela variante Delta.

Enquanto isso, o Mato Grosso do Sul se tornou o primeiro estado com mais de 30% da população totalmente imunizada. A taxa é quase o dobro da nacional: em todo o Brasil, 36.533.170 pessoas já estão completamente imunizadas, o que representa 17,25% da população do país.

Joice Hasselmann

Joice Hasselmann aciona Polícia Legislativa para apurar incidente no fim de semana
Joice Hasselmann aciona Polícia Legislativa para apurar incidente no fim de semana

A deputada Joice Hasselmann acionou a Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados para investigar se foi agredida. Ela disse que acordou com marcas de sangue no chão da casa, dois dentes quebrados e um corte no queixo. Ela teria ligado para o marido, que dormia em outro quarto, e a socorreu. A deputada disse à TV Globo que não se lembra do que aconteceu. Um hospital de Brasília constatou cinco fraturas no rosto e na costela.

O Assunto

Mensagens, fotos, e-mails, localização. Todo e qualquer conteúdo do aparelho que se tornou um prolongamento do corpo humano capturado por um software – capaz, ainda, de gravar e transmitir o material. E sem que o usuário desconfie de nada. OUÇA a análise sobre o caso Pegasus do professor Sergio Amadeu, ex-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, e também de Ismar Madeira, correspondente da Globo em Nova York.

Imposto de Renda

A Receita Federel informou que vai liberar hoje as consultas ao terceiro lote de restituição do IR 2021, relativo ao ano-base de 2020. A restituição será paga em 30 de julho e o pagamento é feito diretamente na conta bancária informada na declaração.

‘Gatinha da cracolândia’

Lorraine Cutier Bauer Romeiro, conhecida como "Gatinha da Cracolândia". — Foto: Reprodução/InstagramLorraine Cutier Bauer Romeiro, conhecida como “Gatinha da Cracolândia”. — Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Civil de São Paulo prendeu a traficante Lorraine Cutier Bauer Romeiro, de 19 anos (veja vídeo abaixo.) Ela era conhecida como “Gatinha da Cracolândia”. Em relatórios da investigação, ela aparece traficando crack dentro de tendas no “fluxo” de usuários de drogas na região Central de São Paulo.

VÍDEO: Suspeita apelidada de 'gatinha da cracolândia' é levada para delegacia em SP
VÍDEO: Suspeita apelidada de ‘gatinha da cracolândia’ é levada para delegacia em SP

10 anos sem Amy Winehouse

Hoje faz dez anos que a cantora britânica Amy Winehouse morreu. Se os brasileiros que viram Amy Winehouse da plateia ficaram tensos ao verem sua fragilidade no palco, imagina quem estava nos bastidores. A operação para a turnê no Brasil foi fora do comum até para o padrão de grandes artistas. O G1 recuperou os bastidores desta viagem e falou com o empresário João Paulo Affonseca, diretor da Holding Joy. Na época, ele era sócio da Mondo Entretenimento, que trouxe Amy ao Brasil. Veja o vídeo abaixo.

Amy Winehouse: bastidores dos shows no Brasil
Amy Winehouse: bastidores dos shows no Brasil

Você viu?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 23 DE JULHO DE 2021 POR G1

SAIBA MAIS SOBRE O SENADOR ESCOLHIDO PARA CHEFIAR A CASA CIVIL

Quem é Ciro Nogueira, senador escolhido para chefiar Casa Civil

Ida de nome forte do Centrão para o Executivo também deixará uma cadeira aberta na CPI da Pandemia, a ser ocupada por Luiz Carlos Heinze

Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo

22 de julho de 2021 às 18:51

Senador Ciro NogueiraSenador Ciro Nogueira
Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

A nomeação do senador Ciro Nogueira (PP-PI) como novo ministro-chefe da Casa Civil é, agora, questão de tempo. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou nesta quinta-feira (22) ter escolhido um dos titulares da CPI da Pandemia para um dos cargos mais relevantes do Executivo federal, em substituição a Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Ciro Nogueira, 52 anos, é piauiense, empresário e formado em Direito pela PUC-RJ. Atualmente, exerce o segundo mandato como senador, já foi deputado federal por quatro termos seguidos e é presidente nacional do Progressistas, partido do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e antiga legenda de Bolsonaro em seus anos de deputado federal.

Herdeiro da Arena — partido de sustentação do regime militar —, o Progressistas de Ciro Nogueira é uma das siglas que integra o Centrão, o grupo de partidos que participa sistematicamente de todos os governos eleitos na Nova República.

Segundo informações da âncora Daniela Lima, da CNNa articulação por Ciro Nogueira na Casa Civil tem sido vista como um prenúncio da futura filiação do presidente ao PP em direção às eleições 2022, já que Bolsonaro ainda está sem legenda para concorrer à reeleição.

Antes de possíveis parcerias, porém, Ciro Nogueira chega ao governo em um momento de grande desgaste do Executivo com o Senado, especialmente devido à CPI da Pandemia, com o objetivo de pavimentar o caminho entre o Planalto e o Congresso em direção a uma relação mais sólida.

Experiente, Nogueira passará a ocupar o que Bolsonaro nomeou de “ministério mais importante” justamente pelo papel de interlocução previsto a quem ocupa essa cadeira — e o trânsito do senador entre legendas é grande.

Reeleito senador em 2018 em coligação com o PT, Nogueira declarou naquela eleição mais de R$ 23 milhões em bens e tem como primeira suplente sua mãe, Eliane — que assumiria como senadora com a ida do filho para o cargo no Planalto.

Apoiador de Dilma Rousseff (PT), Ciro Nogueira votou pelo impeachment da ex-presidente. Ao justificar a mudança de posição na época, o senador disse ter tentado chegar a uma solução que preservasse a estabilidade do governo Dilma, mas que isso foi “inútil” diante da expressiva votação pela abertura do processo na Câmara.

Em entrevista de 2017 resgatada recentemente por parlamentares da oposição, Nogueira afirma que o ex-presidente Lula (PT) foi “o melhor presidente da história desse país” e que não se via “votando contra o Lula” em uma eleição. Já em 2018, Nogueira declarou apoio ao candidato petista Fernando Haddad na disputa contra Bolsonaro.

O nome de Nogueira também aparece nos desdobramentos da Operação Lava Jato, a qual o senador hoje critica como denúncias que visavam a “criminalização da política”.

Em 2020, a Procuradoria-Geral da República denunciou Nogueira e afirmou que ele teria recebido R$ 7,3 milhões em “vantagens indevidas” da construtora Odebrecht.

A defesa de Ciro Nogueira afirmou, em nota, que “as primeiras denúncias apresentadas formalmente contra o Senador Ciro Nogueira perante o Supremo foram completamente rechaçadas pela Corte, que tem se posicionado firmemente contra os excessos nas delações e contra essa criminalização da política”.

“No inquérito 4407, que investigou supostos pagamentos pela Odebrecht, o que existe é apenas a versão dos delatores, que não se sustenta em nenhum outro elemento de corroboração. E que hoje já estão desmoralizados. O mesmo ocorre em relação ao inquérito 4736, que investiga fatos decorrentes tão somente da colaboração da JBS”, disse o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que defende o senador.

De acordo com a Lei Complementar 64/90, ocupantes de cargos de ministro de Estado precisam se desincompatibilizar do posto seis meses antes das eleições.

Assim, se Ciro Nogueira desejar se candidatar a algum cargo no pleito de 2022, precisa deixar o cargo de ministro no início de abril do ano que vem.

Repercussão

O nome de Nogueira para a Casa Civil tem sido aprovado pela base governista em declarações públicas.

No Twitter, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que o piauiense “reúne as credenciais para ampliar o apoio ao governo, avançar com a agenda econômica e contribuir para a construção de políticas públicas”.

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira que “é natural que haja uma reacomodação de forças políticas” para o reforço da base parlamentar do presidente.

O ministro não pareceu incomodado com a recriação da pasta. “Aparentemente, teve um convite ao senador Ciro Nogueira, que tem sido um grande apoiador das nossas reformas, tem nos ajudado muito no Senado, é um profissional de política. Então, ele estaria entrando na Casa Civil, que sempre foi, tradicionalmente, um cargo ocupado por políticos. É um movimento político natural”, afirmou.

Para o ex-presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a futura nomeação de Nogueira é “um ponto positivo para o governo”, já que, com isso, a “chance de impeachment vai a zero”, declarou à analista de política da CNN Basília Rodrigues. “Acho que o governo marcou um gol com Ciro e marcou dez gols contra com a nomeação do Onyx. Coitado dos brasileiros que estão desempregados”, diz ao se referir à recriação do Ministério do Trabalho, a ser ocupado por Onyx Lorenzoni.

Mudanças na CPI

Na CPI da Pandemia, o movimento de Ciro Nogueira fará com que um novo senador assuma uma cadeira titular na comissão: o senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), um defensor ativo do governo federal e de políticas como o uso do “tratamento precoce” no combate ao coronavírus.

A entrada de Heinze, no entanto, não deve mudar muito a dinâmica da ala governista na CPI, avalia o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), um dos membros da bancada independente.

“O Ciro [como] ministro não muda nada, já é um grupo que está na base do governo. Apenas removeu o intermediário. Já Heinze tem uma atuação presente na CPI e deve continuar na mesma linha”, afirmou.

Fonte: CNN

Continuar lendo SAIBA MAIS SOBRE O SENADOR ESCOLHIDO PARA CHEFIAR A CASA CIVIL

CONSULTA AO TERCEIRO LOTE DE RESTITUIÇÃO DA RECEITA É LIBERADO NESTA SEXTA-FEIRA

Por G1 — Brasília

 

Imposto de Renda 2021: Receita libera nesta sexta-feira consulta ao terceiro lote de restituição — Foto: Marcello Casal Jr/Agência BrasilImposto de Renda 2021: Receita libera nesta sexta-feira consulta ao terceiro lote de restituição — Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Receita Federal libera nesta sexta-feira (23), a partir das 10h, as consultas ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda 2021, relativo ao ano-base 2020.

Assim que abertas, as consultas poderão ser feitas:.

na página da Receita na internet;

no aplicativo da Receita para tablets e smartphones.

A restituição será paga em 1º de agosto. O pagamento é feito diretamente na conta bancária informada na declaração do IR.

Segundo a Receita, 5 milhões de contribuintes receberão a restituição no terceiro lote, entre prioritários e não prioritários. O valor total a ser pago é de R$ 5,8 bilhões.

Estão no terceiro lote de restituições:

  • idosos acima de 80 anos (13.985 pessoas);
  • contribuintes entre 60 e 79 anos (95.298);
  • contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave (8.987);
  • contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério (36.616);
  • contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até 18 de maio (4.913.343).

O primeiro lote foi pago em 31 de maio. Ao todo, foram creditados R$ 6 bilhões a 3,4 milhões de contribuintes. Já o segundo foi pago em 30 de junho a 4,2 milhões de pessoas, que receberam R$ 6 bilhões. Haverá, ainda, mais dois lotes de pagamentos.

Malha fina

Caso o contribuinte identifique alguma pendência na declaração, é possível retificar a declaração, corrigindo as informações que estejam equivocadas.

As restituições de declarações que apresentam inconsistência (em situação de malha) são liberadas apenas depois de corrigidas pelo cidadão, ou após o contribuinte apresentar comprovação de que sua declaração está correta.

Calendário

Confira o calendário completo de pagamento das restituições do IR 2021:

  • 1º lote: 31 de maio (já pago);
  • 2º lote: 30 de junho (já pago);
  • 3º lote: 1º de agosto;
  • 4º lote: 31 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro.

Fonte: G1

Continuar lendo CONSULTA AO TERCEIRO LOTE DE RESTITUIÇÃO DA RECEITA É LIBERADO NESTA SEXTA-FEIRA

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 22 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Bolsonaro convida Ciro Nogueira para assumir a Casa Civil, e governo deve ter reforma ministerial nos próximos dias. Média móvel de mortes por Covid segue em queda. Documentos na CPI sugerem que tenda indicaria remédios sem eficácia em Manaus. A busca por desaparecidos nas inundações na China. TCU dá 120 dias para corrigir “irregularidades” em desmatamento na Amazônia. Modelo Nayara Vit é enterrada e polícia faz reconstituição da morte no Chile. Mãe de Tatiana Spintzer fala pela 1ª vez sobre morte da filha, vítima de feminicídio. G1 já viu: Um Lugar Silencioso – Parte 2. E a seleção masculina de futebol estreia nas Olimpíadas.

Mudanças na Esplanada

A colunista Natuza Nery revelou que o governo de Jair Bolsonaro fará mudanças nos ministérios nos próximos dias. O senador Ciro Nogueira, membro do Centrão, foi convidado a comandar a Casa Civil, substituindo o general Luiz Eduardo Ramos, amigo de longa data de Bolsonaro. Ramos deve ser deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência. O Ministério do Trabalho deve ser recriado e, segundo Paulo Guedes, uma “reorganização interna” envolverá a área de “emprego e renda”. Onyx Lorenzoni é cotado para chefiar a nova pasta.

A pequena reforma ministerial ainda não foi oficializada, apenas mencionada pelo presidente. E, tudo isso, para tentar ajudar a conter a vulnerabilidade do governo no Congresso e na CPI da Covid.

O ASSUNTO 500

O Assunto chegou ao episódio #500. Desde a estreia, em 26 de agosto de 2019, o podcast discute diariamente temas do noticiário brasileiro e internacional, fala de política, economia, meio-ambiente, saúde, educação, tecnologia e cultura. Em 2020, ano inicial da pandemia, contou histórias que retrataram os efeitos da Covid-19, no Brasil e no mundo. Já contou com a participação de quase 600 convidados. O Assunto está no topo dos programas mais baixados dos agregadores de áudio – superou a marca de 60 milhões de downloads – e é um dos principais podcasts do Brasil.

Corpos de bombeiros no RS

Foram encontrados os corpos dos dois bombeiros que estavam desaparecidos desde o incêndio que destruiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP-RS) em Porto Alegre. Primeiro, foi localizado o corpo do tenente Deroci Almeida, por volta das 18h30 de ontem. Quase no final da noite foi achado o corpo do sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós.

Inundações na China

Passageiros na China passam momentos de pavor no metrô, por causa de enchente
Passageiros na China passam momentos de pavor no metrô, por causa de enchente

As autoridades chinesas continuam em buscas por desaparecidos nas chuvas torrenciais que causaram inundações em estações de metrô e ruas de Zhengzhou, na China. Ao menos 25 pessoas morreram12 delas no metrô. Essas são as chuvas mais fortes na região em mil anos. Calcula-se que choveu em três dias o equivalente a um ano.

Queda da média móvel

A média móvel de mortes por Covid segue em queda pelo 25º dia seguido e é a menor desde 26 de fevereiro. Foram 1.388 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e mais de 545 mil desde o início da pandemia.

Por falar em pandemia…

Documentos entregues à CPI da Covid e obtidos pela TV Globo sugerem que médicos enviados pelo Ministério da Saúde a Manaus sugeriram a criação de tendas para indicar remédios sem eficácia comprovada para pacientes com Covid, bem no momento em que o estado do Amazonas vivia o auge da crise de saúde pública. O grupo elaborou um relatório que foi enviado no dia 20 de janeiro a Mayra Pinheiro e ao secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, Hélio Angotti.

Olimpíadas

De onde você tira inspiração? O que você costuma fazer quando precisa de algo a mais pra alcançar uma meta? Olha que legal: como os mangás inspiram e dão força a diversos atletas que vão disputar as Olimpíadas. Túlio Mello faz uma viagem por esse universo no Youtube do G1(veja abaixo)

E o Japão pelos séculos: conheça e entenda alguns símbolos da cultura e da arte do país dos Jogos Olímpicos, do Ukiyo-e ao mangá.

Futebol

Martinelli, Matheus Cunha e Matheus Henrique comemoram gol da seleção olímpica, que busca o bicampeonato em Tóquio — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

seleção brasileira masculina de futebol estreia hoje nas Olimpíadas: pega a Alemanha a partir das 8h30, em Yokohama, onde o Brasil foi tetracampeão mundial. A TV Globo, o SporTV e o GE transmitem ao vivo!. Clique aqui e veja a programação de hoje.

Desmatamento na Amazônia

O plenário do TCU deu 120 dias para o governo federal apresentar um plano de ação para “corrigir” a fiscalização do desmatamento na Amazônia. Os problemas nas ações de prevenção e enfrentamento foram apontados por técnicos, e o relatório da auditoria apresenta que falas de Jair Bolsonaro e do ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, prejudicaram o trabalho do Ibama. Na última segunda (19), o instituto Imazon informou que a Amazônia teve o pior primeiro semestre em dez anos nas estatísticas de desmatamento.

Investigações sobre a morte de Nayara Vit

Nayara Vit morreu no dia 8 de junho no Chile — Foto: Redes Sociais/Reprodução

A polícia deve reconstituir hoje a morte da modelo Nayara Vit, que morreu após uma queda do 12º andar do prédio onde morava em Santiago, no Chile. A suspeita é de que a jovem tenha sido vítima de feminicídio. No dia da morte, Nayara estava no apartamento com o namorado, a filha de 4 anos e a babá. O corpo da modelo também deve ser sepultado nesta quinta-feira.

Feminicídio: “Dor que nunca vai embora”

Três anos após a morte de Tatiana Spintzer, vítima de feminícidio, a mãe da advogada fala pela 1ª vez sobre a perda da filha. Ela foi morta e jogada da sacada do prédio onde morava por Luis Felipe Manvalier, condenado há mais de 30 anos de prisão.

Unicamp 2022

Os pedidos de isenção na taxa do vestibular 2022 da Unicamp caíram 30% em comparação com a edição anterior. Quem não for contemplado terá de desembolsar R$ 180 para participar das provas. Para a universidade, o resultado indica que haverá baixa de candidatos das escolas públicas. São 9,6 mil solicitações em análise. A lista de beneficiados será divulgada em 30 de julho no site oficial.

G1 já viu: Um Lugar Silencioso – Parte 2

Assista ao trailer de 'Um lugar silencioso'
Assista ao trailer de ‘Um lugar silencioso’

A sequência do thriller estrelado por Emily Blunt chega aos cinemas nesta quinta. Como era esperado, a continuação do sucesso de 2018 é boa, mas não repete qualidade do antecessor com ampliação da narrativa e mistério perdido. Veja trailer.

E mais: ‘O silêncio da chuva’, novo filme de Daniel Filho com Lázaro Ramos, ganha trailer. ASSISTA

Nostalgia pop

Os últimos lançamentos de Pabllo Vittar, Anitta, Iza e Gloria Groove chegam nas paradas com uma pegada de volta ao passado: são as memórias dos lugares em que as artistas cresceram que têm inspirado os novos trabalhos. A tendência, segundo uma pesquisadora ouvida pelo G1, é um dos aspectos da música pop que nasce nas periferias brasileiras.

Ô abre alas…

Você sabia que Chiquinha Gonzaga foi a 1ª mulher a reger uma orquestra em um ambiente historicamente masculino? O G1 webstories conta a vida da artista pioneira, 1ª compositora a emplacar um sucesso popular, que permanece vivo entre gerações de foliões.

Você viu?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 22 DE JULHO DE 2021 POR G1

MINISTRO DA CASA CIVIL E SEU SUCESSOR CONFIRMARAM A MUDANÇA NO COMANDO DA PASTA

Ramos confirma reforma ministerial e já debate transição com Ciro Nogueira

General afirma que irá assumir a Secretaria-Geral da Presidência e que Bolsonaro vai recriar Ministério do Trabalho, a ser comandado por Onyx Lorenzoni

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

 Atualizado 21 de julho de 2021 às 20:32

Ramos confirma reforma ministerial e já debate transição com Ciro Nogueira

O ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, e o senador que irá lhe suceder no cargo, Ciro Nogueira (PP-PI), confirmaram à CNN a mudança no comando da pasta e disseram que ambos conversaram na tarde desta quarta-feira (21) e já debateram o processo de transição na pasta, que deverá começar na próxima semana.

“O senador Ciro Nogueira me ligou hoje. Foi uma conversa agradável. Disse que a primeira pessoa com quem quer conversar quando chegar ao país será comigo. Me coloquei à disposição para ajudá-lo na transição”, afirmou Ramos à CNN.

Ele também disse que deverá ir para a Secretaria-Geral da Presidência no lugar de Onyx Lorenzoni, que será alocado para o Ministério do Trabalho, a ser recriado.

Na avaliação de Ramos, a alteração foi um movimento político do presidente. “É um movimento político. O senador Ciro Nogueira é presidente do PP, que é também o partido do presidente da Câmara Arthur Lira. E eu não sou político. Seria ingenuidade dizer que não foi um movimento político.”

De acordo com o ministro, a mudança em nada altera sua relação com o governo e com Bolsonaro. “Estou aqui para servir o país, como servi ao longo da vida no Exército, e o presidente Jair Bolsonaro. Continuarei apoiando o presidente e estando ao seu lado, como estou há 48 anos.”

Fonte: CNN:

Continuar lendo MINISTRO DA CASA CIVIL E SEU SUCESSOR CONFIRMARAM A MUDANÇA NO COMANDO DA PASTA

MINISTRA DO STF REJEITOU PEDIDO DE INTEGRANTES DO PT PARA OBRIGAR ARTHUR LIRA ANALISAR PEDIDO DE IMPEACHMENT CONTRA PRESIDENTE BOLSONARO

Cármen Lúcia nega ação para obrigar Lira a analisar pedido de impeachment

Pedido de integrantes do PT visava à análise de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 21 de julho de 2021 às 16:40

Cármen Lúcia nega ação do PT para obrigar Lira a analisar impeachment

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia rejeitou, nesta quarta-feira (21), um pedido de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) para obrigar o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a analisar um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A ação faz referência especificamente a um pedido de impeachment protocolado por entidades da sociedade civil em maio de 2020.

Na decisão, Cármen Lúcia apontou motivos processuais para rejeitar o pedido. Na avaliação da ministra, o pedido não atende aos requisitos de um mandado de segurança – tipo de ação escolhido pelo deputado Rui Falcão (PT-SP) e pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

O processo foi protocolado em 2 de julho e indeferido pela ministra nesta quarta-feira (21).

Continuar lendo MINISTRA DO STF REJEITOU PEDIDO DE INTEGRANTES DO PT PARA OBRIGAR ARTHUR LIRA ANALISAR PEDIDO DE IMPEACHMENT CONTRA PRESIDENTE BOLSONARO

BRASIL NÃO PODE CONTINUAR COM AS ESCOLAS FECHADAS E RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS É UMA NECESSIDADE URGENTE, AFIRMA MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Em pronunciamento, ministro da Educação ‘conclama’ retorno de aulas presenciais

Declaração foi dada durante pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão nesta terça-feira (20)

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

Atualizado 20 de julho de 2021 às 22:37

Em pronunciamento, ministro da Educação 'conclama' retorno de aulas presenciais

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que o Brasil não pode continuar com as escolas fechadas e que o retorno das aulas presenciais é uma “necessidade urgente”. A declaração foi dada durante pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão nesta terça-feira (20).

“O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas, gerando impactos negativos nesta e nas futuras gerações. Não devemos privar nossos filhos do aprendizado necessário para a formação acadêmica e profissional deles”, disse o ministro.

Em pronunciamento, Milton Ribeiro destacou as consequências geradas pela pandemia de Covid-19 na educação, e as classificou como “devastadoras”.

“Estudos da Unesco, da Unicef e da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico apontam que o fechamento de escolas traz consequências devastadoras, como a perda de aprendizagem, do progresso do conhecimento, da qualificação para o trabalho e o aumento do abandono escolar. Sem falarmos das implicações emocionais”.

De acordo com o ministro, se o MEC pudesse determinar o retorno das aulas presenciais, ele já teria feito; mas destacou que a decisão de fechamento das escolas ficou com os estados e municípios.

“Quero deixar claro que, no Brasil, a decisão de fechamento e reabertura das escolas foi delegada a estados e municípios. Não tendo o governo federal o poder de decisão sobre o tema. O MEC não pode determinar o retorno presencial das aulas. Caso contrário eu já teria determinado. Mas não retorno a qualquer preço, que isso fique bem claro. Fornecemos protocolos de biossegurança sanitários a todas as escolas. Tanto da educação básica quanto do ensino superior”, afirmou Ribeiro.

vacinação de toda a comunidade escolar não será uma condicionante para a reabertura das escolas, de acordo com pronunciamento realizado pelo ministro nesta terça-feira.

“A vacinação é importante e eu, pessoalmente, solicitei ao ministro da Saúde a priorização de todos os profissionais da educação, os quais já estão sendo vacinados. Entretanto, a vacinação de toda a comunidade escolar não pode ser condição para a reabertura das escolas”, disse.

“Caros pais, estudantes e profissionais da educação não podemos mais adiar este momento. O retorno às aulas presenciais é uma necessidade urgente”, acrescentou o ministro.

Continuar lendo BRASIL NÃO PODE CONTINUAR COM AS ESCOLAS FECHADAS E RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS É UMA NECESSIDADE URGENTE, AFIRMA MINISTRO DA EDUCAÇÃO

PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DEVERÁ NOMEAR O SENADOR CIRO NOGUEIRA PARA A CASA CIVIL

Ciro Nogueira deve assumir Casa Civil

O atual ocupante da pasta, Luiz Eduardo Ramos, deverá ser remanejado para outro posto

Por Barbara Baião e Caio Junqueira

 Atualizado 21 de julho de 2021 às 00:57

À bancada, em pronunciamento, senador Ciro Nogueira (PP-PI)Se confirmada, a ida de Nogueira para o mais importante ministério do governo terá por objetivo reorganizar politicamente no momento em que ele enfrenta sua maior dificuldade política. Foto: À bancada, em pronunciamento, senador Ciro Nogueira (PP-PI).

O presidente Jair Bolsonaro deverá nomear o senador Ciro Nogueira, presidente do Progressistas, para a Casa Civil. A mudança foi discutida em uma reunião na tarde desta terça-feira no Palácio do Planalto e pode não ser a única a ocorrer. O atual ocupante da pasta,  Luiz Eduardo Ramos, deverá ser remanejado para outro posto.

O debate em curso prevê alocá-lo na Secretaria-Geral da Presidência, hoje comandada por Onyx Lorenzoni. O Planalto não descarta dar a Onyx uma nova função na Esplanada. Um dos destinos seria um novo ministério, que poderia absorver funções hoje concentradas no Ministério da Economia.

Se confirmada, a ida de Nogueira para o mais importante ministério do governo terá por objetivo reorganizar politicamente no momento em que ele enfrenta sua maior dificuldade política com a CPI da Pandemia e ao mesmo tempo as maiores taxas de rejeição e de baixa popularidade. Pesquisas internas do governo apontam o mal momento do presidente.

Segundo relatos feitos à CNN, o próprio Ciro Nogueira já tem dado sinais de insatisfação com o governo, sugerindo, inclusive, que poderia romper a relação de alinhamento político. Com a nomeação, ele finalmente daria um ministério de peso a um senador, um debate antigo dentro do governo tendo em vista não haver nenhum integrante da casa no alto escalão da Esplanada.

Além disso, tentaria amenizar problemas recentes com Ciro, presidente do principal partido aliado de Bolsonaro. O senador se irritou recentemente com uma autorização do Ministério da Economia de R$ 800 milhões para o Piauí que, por meio da operação de crédito, pretende reforçar o orçamento em infraestrutura, saúde e segurança.

O estado governado por Wellington Dias é reduto eleitoral do político do PP, que cogita disputar o Executivo local contra uma eventual reeleição do petista. Recentemente, Ciro Nogueira também saiu da titularidade da CPI que apura ações e omissões do governo federal na pandemia.

Além disso, Bolsonaro já disse que vetará o fundo eleitoral bilionário aprovado pela Camara dos Deputados. O anúncio rápido do veto incomodou Arthur Lira, presidente da Câmara e também integrante do Progressistas.

Continuar lendo PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DEVERÁ NOMEAR O SENADOR CIRO NOGUEIRA PARA A CASA CIVIL

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 20 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Jeff Bezos se prepara para viajar ao espaço. Após 1 mês de impasse, Pedro Castillo é declarado presidente do Peru. As declarações de Bolsonaro após deixar hospital. Média móvel de mortes por Covid segue em queda pelo 23º dia seguido. A quatro dias das Olimpíadas, atletas testam positivo para a Covid. Saiba o que esperar da abertura. Final de ‘No Limite’ tem disputa por R$ 500 mil. Mc Carol lança novo álbum.

Bezos no espaço

Oliver Daemen, Wally Funk, Jeff Bezos e Mark Bezos — Foto: Reprodução/InstagramOliver Daemen, Wally Funk, Jeff Bezos e Mark Bezos — Foto: Reprodução/Instagram

3, 2, 1… O bilionário Jeff Bezos faz o seu primeiro voo espacial hoje às 8h30 a bordo do foguete News Shepherd e você pode acompanhar todos os detalhes ao vivo no G1Spoiler: ele não vai sozinho. A aventura também conta com uma ‘vovó’ pioneira na aviação e um holandês de 18 anos que pagou a passagem.

O fundador da Amazon não é o único bilionário na ‘corrida espacial’. Na semana passada, o britânico Richard Branson viajou a bordo de sua própria espaçonave construída pela Virgin Galatic, sua empresa de astro-turismo. Veja as diferenças entre as viagens dos dois empresários e mais 7 fatos sobre Jeff Bezos.

Castillo presidente

Após mais de um mês de impasse, Pedro Castillo foi declarado presidente do Peru. A justiça peruana oficializou vitória do candidato da esquerda após rejeitar os questionamentos feitos pela rival Keiko Fujimori. Derrotada pela terceira vez consecutiva, ela chamou de ilegítima a vitória do adversário, mas disse que reconheceria o resultado das eleições.

As declarações de Bolsonaro

Depois de quatro dias internado para tratar uma obstrução intestinal, Jair Bolsonaro deixou o hospital, mas não baixou a bola. Ontem, o presidente voltou a atacar as urnas eletrônicas, defender remédios sem comprovação científica e dizer que a vacinação não era obrigatória no país. Segundo o colunista Valdo Cruz, a postura causou frustração nos aliados do presidente.

Fundo eleitoral

O presidente ainda disse ontem que a ‘tendência’ é vetar o fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões para 2022. O valor foi aprovado pelo Congresso na semana passada durante a votação de diretrizes do Orçamento. É quase o triplo do registrado em 2018 e 2020. Saiba como votou cada senador e deputado.

CPI da Covid

Integrantes do grupo majoritário da CPI da Covid decidiram evitar novos confrontos com as Forças Armadas e com a Polícia Federal. Segundo relatos feitos ao blog do Gerson Camarotti, senadores avaliaram que manter a tensão com essas instituições seria cair numa “armadilha”, que só interessa ao presidente Jair Bolsonaro. Leia e entenda.

DJ Ivis preso

DJ Ivis foi transferido a um presídio da Grande Fortaleza após audiência de custódia. — Foto: Reprodução

O pedido de habeas corpus de DJ Ivis – preso na última quarta-feira (14) por agredir a ex-mulher – foi negado pelo STJ. Nesta segunda (19), circulou uma foto do cantor com a cabeça raspada após ser transferido para o presídio na sexta (16).

Violência contra mulher

No Brasil, 1 em cada 4 mulheres foram vítimas de algum tipo de violência durante a pandemia. O Profissão Repórter desta terça-feira (20) vai mostrar histórias de vítimas de agressão, que procuraram as autoridades para denunciar seus companheiros.

Números da pandemia

Pelo 23º dia seguido, a média móvel de mortes por Covid continua em queda, mas ainda é a maior do mundo. O país registrou 615 mortes em 24 horas e os estados seguem na corrida pela vacinação. Ontem São Paulo foi o primeiro estado a vacinar metade de sua população com pelo menos uma dose42,51% da população já está parcialmente imunizada em todo o Brasil. O coordenador de estudos da Pfizer Cristiano Zerbini confirmou a possibilidade de reforço na vacinação.

🎌 Jogos Olímpicos

A quatro dias do início das Olimpíadas de Tóquio, cinco casos de Covid foram confirmados dentro da Vila Olímpica. Ao todo, os organizadores já registraram quase 60 casos entre atletas, membros das delegações, profissionais de imprensa e outros envolvidos no evento.

O que esperar da abertura?

Os segredos da cerimônia de abertura continuam muito bem guardados. Há poucas pistas de como será a festa e quais celebridades foram escaladas para se apresentar. Aqui no G1 o palpite é de que as aberturas anteriores podem dar algumas pistas de como deve ser este ano. Relembre aqui.

Entregador atacado por porco

Veja o momento em que entregador é atacado por porco em Franca, SP
Veja o momento em que entregador é atacado por porco em Franca, SP

Após ser derrubado e mordido por um porco em Franca (SP), o entregador Willian de Souza Rodrigues diz ter somente um objetivo: voltar a trabalhar. Ele teve a moto quebrada e ficou ferido após ser atacado pelo animal (veja vídeo acima.) Em entrevista ao G1, o motoboy afirmou estar apreensivo em relação ao sustento da família, já que a entrega é sua única fonte de renda.

A final de ‘No Limite’

André, Elana, Jéssica, Zulu, Paula e Viegas. Quem deve levar meio milhão? O programa “No Limite” termina hoje e terá a primeira final decidida pelo público: dois participantes disputarão o prêmio e a preferência dos espectadores ao vivo. Saiba como votar.

Mc Carol

“Quem não me conhece pensa que minha vida é uma baderna. Mas de baderna não tem nada”. É assim que MC Carol resume sua trajetória no funk. A cantora dos hits “100% feminista”, “Não foi Cabral” e “Mamãe da putaria” agora lança “Borogodó”, seu 2º álbum. Em entrevista ao G1, Carol conta como teve que tomar as rédeas da carreira após trocar de equipe e separar as letras festeiras d trabalho sério.

Viu isso?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 20 DE JULHO DE 2021 POR G1

DESVIO DE R$ 3,2 BILHÕES EM VERBAS PARA A SAÚDE ESTÁ SENDO INVESTIGADO PELA POLÍCIA FEDERAL

PF investiga desvio de R$ 3,2 bilhões em verbas destinadas à Covid-19

Até o momento, a PF já apreendeu mais de R$ 190 milhões em 103 operações pelo Brasil

Vianey Bentes, da CNN, em Brasília

 Atualizado 19 de julho de 2021 às 22:32

Polícia Federal (PF) afirmou nesta segunda-feira (19) que já realizou mais de 100 operações para reprimir o desvio e a utilização indevida de verba pública federal destinada ao enfrentamento da Covid-19 em todo o país. De acordo com a PF, o volume investigado já alcançou a cifra de R$ 3,2 bilhões.

Os estados com valores mais expressivos sob investigação são Pará (R$ 1,4 bi), Rio de Janeiro (R$ 850 milhões), Pernambuco (R$ 198 milhões), São Paulo (R$ 118 milhões), Minas Gerais (R$ 100 milhões), Rondônia (R$ 92 milhões) e Piauí (R$ 82 milhões).

Desde a deflagração da primeira operação para apurar os desvios, a Alquimia, na Paraíba, em abril do ano passado, outras 102 operações foram realizadas até o dia 13 de julho.

O Amapá é o estado com maior número de operações (11), seguido por Maranhão (10), Pernambuco (8), Sergipe (8), Rio de Janeiro (7), São Paulo (6), Piauí (6), Pará (6) e Rondônia (4).

A PF já cumpriu 158 mandados de prisão temporária, 17 de prisão preventiva e 1.536 mandados de busca e apreensão em 205 municípios de 26 unidades da Federação, já tendo apreendido R$ 190 milhões desde a primeira operação.

Continuar lendo DESVIO DE R$ 3,2 BILHÕES EM VERBAS PARA A SAÚDE ESTÁ SENDO INVESTIGADO PELA POLÍCIA FEDERAL

NA PANDEMIA BRASILEIROS ESTÃO PROCURANDO FORMAS DE DESACELERAR ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO E TÉCNICAS DE RELAXAMENTO

Procura pela meditação e técnicas de relaxamento disparou na pandemia

Pesquisa realizada pela Fiocruz apontou a mudança de comportamento de mais da metade da população brasileira

Camille Couto, da CNN, no Rio de Janeiro

 Atualizado 19 de julho de 2021 às 22:12

Mulher praticando ioga Ioga, reiki, acupuntura e meditação são algumas das práticas adotadas durante a pandemia Foto: Reprodução/Pixabay

Os brasileiros estão procurando formas de desacelerar através da meditação e técnicas de relaxamento. É o que aponta o estudo PICCovid, desenvolvido pela Fiocruz em parceria com a Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP/Unifase).

No primeiro ano das limitações impostas pelo novo coronavírus, mais da metade da população brasileira (61,7%) recorreu à meditação, fitoterapia, reiki, aromaterapia, homeopatia e outras técnicas.

“Os dados mostram as estratégias adotadas para promover o autocuidado no primeiro ano da pandemia, um contexto de muitas incertezas, inseguranças e estresse, marcado pelo isolamento social e o luto”, adianta o coordenador da PICCovid, Cristiano Boccolini, pesquisador do Laboratório de Informação em Saúde do Icict/Fiocruz.

As práticas mais utilizadas em 2020 foram plantas medicinais e fitoterapia (28%), meditação (28%), reiki (21,6%); aromaterapia (16,4%); homeopatia (14,5%); terapia de florais (14%); ioga (13%), apiterapia (11%), imposição de mãos (10%) e medicina tradicional chinesa/acupuntura (7,8%).

Foi registrada maior adesão da população a essas terapias nas regiões Centro-Oeste (71%) e Sul (70,8%), seguidas de Sudeste (63,4%), Norte (52,3%) e Nordeste (45,6%).

“A investigação foi conduzida a partir de um questionário on-line, respondido no ano passado por 12.136 brasileiros com mais de 18 anos. Podemos dizer que é o estudo mais abrangente sobre o tema já realizado no país. Um diferencial metodológico importante é que listamos as 29 Práticas interativas e complementares em saúde (PICs) presentes no Sistema Único de Saúde (SUS), de forma a facilitar o seu reconhecimento pelos participantes”, detalha Boccolini.

Continuar lendo NA PANDEMIA BRASILEIROS ESTÃO PROCURANDO FORMAS DE DESACELERAR ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO E TÉCNICAS DE RELAXAMENTO

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 19 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Semana começa com frente fria no Sul e no Sudeste. Hoje é o último dia para pagar a taxa de inscrição do Enem. Bolsonaro retorna a Brasília depois de passar por internação e exames em hospital de São Paulo. Pamella Holanda, agredida pelo ex-marido, o DJ Ivis, diz que ele chegou a pegar uma faca na cozinha durante uma briga. A violência doméstica é o tema do podcast ‘O Assunto”. Após quase 40 anos, Polícia Civil desarquiva investigação sobre sumiço de adolescente no Pico dos Marins, no interior de SP. Os gols da rodada do Brasileirão.

Vacina, sim 💉

Hoje a cidade de SP vacina quem tem 34 anos. Na capital do Rio de Janeiro, hoje é dia de imunização de mulheres de 36 anos. Em BH é a vez de quem tem 40 anos. No país todo, 122,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas até este domingo (18). A população totalmente imunizada no Brasil — aqueles que tomaram a segunda dose ou a dose única — chegou a 15,98%.

Covid no Brasil

O país registrou 939 mortes nas últimas 24 horas, totalizando 542.262 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.245. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -21% e aponta tendência de queda. É o 22º dia seguido de queda nesse comparativo.

Friiiiiio

massa de ar frio de origem polar (que já deu as caras em algumas regiões do Brasil no fim de semana) deve atingir o Centro-Oeste e o Sudeste hoje. Os efeitos também poderão ser sentidos, de forma atenuada, nas regiões sul e oeste de Rondônia, no sudoeste do Amazonas e no Acre. A madrugada deve ser de geada em praticamente todo o estado de São Paulo, com mínimas de 7°C. Também poderá haver geada (de moderada a forte) em uma ampla área da Região Sul, que pode se estender pelo sul de Mato Grosso do Sul até a divisa entre São Paulo e Paraná. Veja as previsões para todas as capitais do país.

Saúde do presidente

Transferido para um hospital de São Paulo para tratar uma obstrução gástrica, o presidente Jair Bolsonaro teve alta neste domingo (18) e retornou para Brasília. Ele passou quatro dias internado para observação e realização de exames. Segundo a equipe médica, Bolsonaro respondeu bem ao tratamento e, por isso, uma intervenção cirúrgica foi descartada.

Após internação em São Paulo, Bolsonaro tem alta de hospital e volta a Brasília
Após internação em São Paulo, Bolsonaro tem alta de hospital e volta a Brasília

Na saída do hospital, Bolsonaro tirou a máscara para falar com jornalistas — o item é obrigatório em todo o estado de São Paulo. Ele defendeu seu governo das suspeitas de irregularidades em negociações de vacinas e manifestou apoio ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, investigado pela CPI da Covid (assista ao vídeo acima).

Por falar em CPI… Essa semana não tem depoimentos. A comissão foi suspensa durante o recesso de julho no Senado e deve retornar as atividades presenciais em 3 de agosto, com o depoimento do reverendo Amilton Gomes de Paula, apontado como intermediário do contato entre representantes da empresa Davati e o governo.

Violência doméstica

A pandemia de Covid afastou mulheres da família e do convívio social, aproximou muitas de seus agressores e dificultou ainda mais a possibilidade de denúncia. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgados nesta semana, o número de registros em delegacias de mulheres vítimas de violência doméstica caiu ano passado. Ao mesmo tempo, os telefonemas para o 190, o número da polícia, aumentaram 16,3% — como quando uma mulher no interior de São Paulo ligou para corporação fingindo pedir uma pizza (e o recado foi entendido pelo agente que atendeu o telefonema). Como essa, conheça estratégias para pedir socorro e denunciar agressores no vídeo abaixo:

Mulheres vítimas de violência usam estratégias para pedir socorro e denunciar agressoresMulheres vítimas de violência usam estratégias para pedir socorro e denunciar agressores

Uma dessas vítimas de agressões é Pamella Holanda, ex-mulher do DJ Ivis. Em entrevista ao “Fantástico“, ela deu detalhes da violência sofrida: “[Ele] Pegou uma faca na gaveta da cozinha”. Pamella falou sobre o trauma que viveu, o medo que ainda sente, e revelou novas episódios de agressão dentro de casa. Assista:

Pamella Holanda relata agressões de DJ Ivis: 'Pegou uma faca na gaveta da cozinha'
Pamella Holanda relata agressões de DJ Ivis: ‘Pegou uma faca na gaveta da cozinha’

Investigação no Chile

Segundo o advogado Cristian Cáceres, o apartamento onde a modelo Nayara Vit morava com o namorado no Chile passou por limpeza pouco depois da morte dela. O defensor foi contratado pela família da modelo, que não acredita na hipótese de suicídio. Nayara foi encontrada morta no térreo do prédio após uma queda.

Apartamento de onde modelo caiu no Chile passou por limpeza pouco depois da morte, afirma advogado
Apartamento de onde modelo caiu no Chile passou por limpeza pouco depois da morte, afirma advogado

“Nayara não tinha nenhuma psicopatologia. Ela não apresentava ideias suicidas. Também tomamos conhecimento que naquela mesma noite ela, muito feliz e animada, jantou com os amigos em um restaurante aqui em Santiago”, afirmou Cáceres.

O Assunto

A violência contra mulheres é também tema do podcast “O Assunto” que abre a penúltima semana. Em conversa com Renata Lo Prete, a repórter da Globo Bruna Vieira compartilhou as descobertas que fez ao acompanhar as histórias de algumas dessas mulheres: cerceamento travestido de “amor e cuidado”, desrespeito verbal que evolui para ataques físicos, medo das consequências de relatar à polícia. O episódio também contou com participação da socióloga Samira Bueno, diretora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Ouça:

Enem

Hoje é o último dia para pagar a taxa de inscrição do Enem (as inscrições se encerraram na semana passada). Sem o pagamento, a inscrição não é concluída e não é possível fazer o exame. Veja passo a passo aqui.

36 anos de mistério

Era 8 de junho de 1985 quando o escoteiro Marco Aurélio Simon e mais três amigos tentavam alcançar, na companhia de um líder, o cume do Pico dos Marins, a 2.420 metros de altitude. Durante o trajeto, um dos meninos torceu o pé, o que fez o líder autorizar que Marco Aurélio, então com 15 anos, voltasse para buscar ajuda. Mas o garoto nunca retornou — e também nunca mais foi visto. As buscas duraram 28 dias e o inquérito foi encerrado, sem conclusão, em 1990. Até que novas pistas levadas até a Polícia Civil fizeram com que a Justiça autorizasse, na semana passada, a reabertura do caso. Duas novas vertentes vão ser investigadas: a possibilidade de que ele tenha sido enterrado no local e até que possa estar vivo. Assista ao vídeo abaixo:

VÍDEO: Investigação sobre desaparecimento de adolescente em 1985 em SP é retomada
VÍDEO: Investigação sobre desaparecimento de adolescente em 1985 em SP é retomada

Músicas para começar a semana

Com o segundo álbum “no forno”, a cantora Iza falou com o G1 sobre o projeto, que misturará reggae, trap, R&B, dancehall, hiphop. Diferente do fluxo frenético de lançamentos do mercado, Iza costuma ser mais comedida quando o assunto é colocar música na rua por dois motivos, segundo a própria: o jeito que ela consome música e o apego às suas canções. Mesmo com o álbum ainda em produção, Iza lançou um dos singles do projeto, “Gueto” (ouça aqui).

Por falar em novidades da música… Luísa Sonza lançou, neste domingo (18), dia do seu aniversário de 23 anos, “Doce 22”, seu segundo álbum. O lançamento foi adiado após a cantora ter sofrido um ataque hater nas redes sociais quando o filho do seu ex-marido, o humorista Whindersson Nunes, morreu, em junho.

“Esse álbum é sobre meus 22 anos. E ele traz tudo o que eu estava vivendo com os meus 22 anos. É como se eu tivesse, com 22 anos, no melhor e no pior momento da minha vida, porque todos os meus sonhos estavam se realizando. E pessoalmente eu estava vivendo o caos”, conta Luísa.

Luísa Sonza fala sobre novo álbum e dos haters: 'Encontrei muita força na vulnerabilidade'
Luísa Sonza fala sobre novo álbum e dos haters: ‘Encontrei muita força na vulnerabilidade’

Olímpiadas

É nessa semana! A cerimônia de abertura das Olímpiadas de Tóquio acontece nesta sexta (23). O maior evento esportivo do mundo acontecerá sem público e um ano após o previsto (o adiamento aconteceu justamente por causa da pandemia). Mesmo sob intensos protocolos de segurança e higiene para evitar a disseminação e o contágio da Covid, já há registros da doença na Vila Olímpica.

Jogos de Tóquio: atletas brasileiros contam como são os protocolos
Jogos de Tóquio: atletas brasileiros contam como são os protocolos

Pretende maratonar todos os jogos ou acompanhar de forma pontual? Atente para o fuso e veja dicas de como seguir o evento sem prejudicar as horas de descanso.

Gols da rodada

Com Dudu titular, o Palmeiras bateu o Atlético-GO e chegou à sétima vitória seguida na temporada – e, assim, manteve o Verdão na liderança do Brasileirão. Já o Flamengo venceu por cinco a zero o Bahia. Com isso, o time do Rio sobe para sexto com dois jogos a menos. Em São Paulo, o Bragantino ficou em vantagem duas vezes, mas Santos conseguiu o empate nos acréscimos. Veja os gols da rodada:

Gols do Fantástico: Palmeiras bate Atlético-GO e mantém liderança
Gols do Fantástico: Palmeiras bate Atlético-GO e mantém liderança

Desligou no fim de semana? 👀 Teve isso

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 19 DE JULHO DE 2021 POR G1

CIDADE DE FLORIANÓPOLIS COMPLETA DUAS SEMANAS SEM MORTES DECORRENTES DA COVID-19

Florianópolis completa duas semanas sem mortes por Covid-19

Com cerca de 71% da população parcialmente imunizada, capital catarinense investe na aplicação da segunda dose

Gabrielle Ravasco Da CNN, em Florianópolis

18 de julho de 2021 às 18:54

Florianópolis completa duas semanas sem mortes por Covid-19

A cidade de Florianópolis (SC) completou duas semanas sem registrar mortes decorrentes da Covid-19. A vacinação neste segunda-feira (19) será apenas para segunda dose. Quem tomou a primeira dose da AstraZeneca ha há pelo menos dez semanas ou a Coronavac em no mínimo 28 dias será imunizado.

A Prefeitura afirma que não há como abrir novas faixas de idade de vacinação por falta de vacina suficiente, por isso a estratégia pela segunda dose. Mais de 71% da população está vacinada com pelo menos uma dose do imunizante.

A última morte registrada no sistema municipal foi em 4 de julho, informou a prefeitura. Segundo o governo local, o avanço da vacinação contra o novo coronavírus é a causa do recuo no número de óbitos pela doença.

Em Santa Catarina, nove regiões estão em nível grave para a Covid-19 e sete em nível gravíssimo. A ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 no estado está em cerca de 77% – e na Grande Florianópolis o índice é ainda menor, por volta de 46%.

Continuar lendo CIDADE DE FLORIANÓPOLIS COMPLETA DUAS SEMANAS SEM MORTES DECORRENTES DA COVID-19

SALTO NO PREÇO DA CONTA DE LUZ FAZ CONSUMIDOR ADERIR À ENERGIA SOLAR

Em meio a salto de preços na conta de luz, energia solar conquista consumidores

Aumentos, que devem continuar sendo constantes com a crise hídrica, estão ajudando a acelerar a adoção da energia solar por residências

André Jankavski, Estadão Conteúdo
18 de julho de 2021 às 17:26
Painéis de energia solar em Porto Feliz, no interior de SP Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O acupunturista Julyo Ganiko decidiu montar a sua casa do zero na região de Guarulhos, na Grande São Paulo. Comprou um imóvel antigo e percebeu que, para a residência ficar ao seu gosto, era melhor destruir e construir tudo de novo. Uma de suas preocupações era com a questão da eletricidade: ele queria que tudo na sua casa fosse movido por energia elétrica, até mesmo o fogão.

Com receio de ter de pagar uma conta alta lá na frente, começou a pesquisar sobre a energia solar. Decidiu instalar painéis solares na residência de 220 metros quadrados de área construída, que ficou pronta em 2019, onde mora com a mulher e os dois filhos. O investimento foi de R$ 25 mil. “Hoje, pago R$ 70 na minha conta de luz todos os meses. Conversando com pessoas que moram próximas e que têm hábitos de consumo parecidos, elas gastam mais de R$ 300”, afirma Ganiko.

custo de energia, é provável que os vizinhos do acupunturista vejam a conta subir ainda mais. No fim de junho, foi anunciado o reajuste de 52% para a taxa extra embutida nas contas de luz, a chamada bandeira vermelha 2. Por causa disso, os brasileiros deverão pagar, em média, 8,12% mais, segundo os cálculos do economista André Braz, coordenador dos Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

Esses aumentos, que devem continuar sendo constantes com a crise hídrica, estão ajudando a acelerar a adoção da energia solar por residências, baseada principalmente na geração distribuída.

Ela consiste na instalação de placas solares em telhados das casas, indústrias e até mesmo em pequenos e médios estabelecimentos. Para 2021, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) estima que a geração distribuída deve saltar de 4,4 gigawatts para 8,3 gigawatts. Os investimentos nessa área, tanto de consumidores, quanto de fabricantes, devem chegar a R$ 17,2 bilhões.

“Antes, falávamos que era uma energia do futuro, mas já se tornou uma energia do presente, mesmo estando instalada ainda em 0,7% do total de casas”, afirma Bárbara Rubim, vice-presidente da Absolar. Segundo projeções realizadas pela Bloomberg New Energy Finance, cerca de 21,5% de toda a matriz energética brasileira será de responsabilidade da geração distribuída em 2050.

Em alta

De olho nesse potencial, a empresa paulistana Sunenergia foi criada em 2016. Ainda que boa parte do faturamento seja originado de pequenos e médios estabelecimentos comerciais, como concessionárias de veículos, o negócio residencial tem crescido ano a ano.

Foi a Sunergia, por exemplo, que instalou as placas solares na casa de Ganiko. A companhia cresceu 51% em 2020 e pretende triplicar de tamanho neste ano. Segundo Eduardo Sibulka, diretor comercial da empresa, a instalação já faz sentido para quem paga contas a partir de R$ 250 mensais.

Obviamente, quanto mais cara a conta, mais rápido será o retorno do investimento. “É um sistema que se paga rapidamente, e o aumento exacerbado das contas de energia está trazendo um movimento de procura muito grande”, afirma Sibulka.

Segundo o executivo, o processo de instalação também está sendo bem rápido: do primeiro contato até a última fase da instalação, são 70 dias. De acordo com um levantamento realizado pela empresa de soluções em energia Comerc em capitais de todo o País, o tempo médio de retorno do investimento de empresas e de consumidores residenciais na geração distribuída varia entre quase 4 anos, em Cuiabá (MT), e 6 anos e meio, em Curitiba (PR).

Em São Paulo, que possui maior quantidade de consumidores, a conta costuma fechar em 5 anos e 10 meses. A Comerc leva em conta tanto o potencial de geração energética (que é a incidência solar na região), quanto o preço médio cobrado pelas distribuidoras em cada localidade.

De acordo com o marketplace de energia solar 77Sol, a demanda está crescendo de maneira muito acelerada. A empresa conecta 3 mil parceiros (entre empresas e instaladores) a clientes. Vendo o aumento da procura, a startup está preparando um curso para formar mais instaladores – mesmo sem esse curso, a plataforma tem visto o número de profissionais crescer de 300 a 400 por mês.

“Precisamos correr atrás da oferta, pois, se não tivermos capacidade suficiente para atender à demanda, vamos frustrar o mercado”, diz Nicola Giani, presidente da 77Sol.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Continuar lendo SALTO NO PREÇO DA CONTA DE LUZ FAZ CONSUMIDOR ADERIR À ENERGIA SOLAR

PRIMEIRA PESSOA VACINADA NO BRASIL COM CORONAVAC AFIRMA EFICÁCIA DO IMUNIZANTE

Sou prova viva de que Coronavac é eficaz, diz 1ª pessoa vacinada no Brasil

Para Mônica Calazans, “quem fala mal da Coronavac não tem conhecimento” e “vacina boa é vacina no braço”

Tamires Vitorio, com produção de Thiago Felix, da CNN, em São Paulo*

 Atualizado 17 de julho de 2021 às 12:09

1ª vacinada no Brasil: Quem me ataca não tem coragem de estar na linha de frente

Era 17 de janeiro de 2021 quando a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Brasil, se tornando a primeira pessoa a ser vacinada no país inteiro. Calazans recebeu o imunizante Coronavac, desenvolvido no país pelo Instituto Butantan, no Hospital das Clínicas de São Paulo e atualmente já está completamente imunizada.

Para ela, as críticas à Coronavac são “ataques sem fundamento”. “Quem ataca não tem conhecimento. Sou prova viva de que a vacina é eficaz e os cientistas elaboraram muito bem”, diz ela em entrevista à CNN. “No fundo todo mundo vai acabar se vacinando porque todo mundo quer tirar a máscara”, afirma.

Segundo Calazans, ela não teve efeito colateral após tomar as duas doses do imunizante. A enfermeira também afirmou, sobre casos de “sommelier de vacina”, ou seja, pessoas que chegam nos postos de saúde e querem escolher qual imunizante irão tomar, que “vacina boa é vacina no braço”.

“Agora temos mais confiança que temos vacina, a equipe que eu trabalho está imunizada, trabalhamos com mais segurança, mas isso não dá o direito de abrirmos a guarda enquanto todo mundo não estiver vacinado. Não tirem a máscara”, alerta Calazans.

Calazans conta que, depois que o pesadelo da pandemia passar, ela quer “mostrar o seu sorriso tirando a sua máscara”. “Os hábitos de higiene, como lavar as mãos frequentemente, temos de levar para a nossa vida. Mas quero que todo mundo possa mostrar o seu sorriso, que eu possa apertar as mãos e abraçar as pessoas, ir a uma festa com segurança, retomar a vida normal. Hoje não fazemos mais isso”, diz.

Calazans parabenizou “todos os seus colegas da área da saúde”. A enfermeira ainda fez um pedido, ressaltando para que as pessoas tomem cuidado e continuem a obedecer as medidas para evitar o contágio. “Olhe para o futuro. Vamos passar com excelência por esse período”, afirma.

Seis meses depois da primeira pessoa vacinada contra a Covid-19, o Brasil ocupa o 66º lugar no ranking global de aplicação de doses da vacina neste sábado (17), na relação a cada 100 habitantes, com 57,62 doses aplicadas.

Mônica Calazans, de 54 anos, mora em Itaquera, na zona Leste da capital paulista, e trabalha no hospital Emílio Ribas, referência no tratamento de Covid-19 no país. Para chegar ao seu trabalho, de acordo com um relato feito ao governo de São Paulo, ela leva cerca de uma hora e meia.

A enfermeira tem perfil de alto risco para complicações da Covid-19: é obesa, hipertensa e diabética. Mesmo assim, em maio, quando a pandemia atingia alguns de seus maiores picos, escolheu trabalhar no Emílio Ribas, mesmo ciente de que a unidade estaria no epicentro do combate à pandemia. Segundo ela, a vocação falou mais alto.

A profissional atuou como auxiliar de enfermagem durante 26 anos e resolveu fazer faculdade já mais adulta, e conseguiu o diploma de enfermeira aos 47 anos.

Corintiana, Mônica é viúva e mora com o filho Felipe, de 30 anos, conta que é minuciosa nos cuidados de higiene e distanciamento no trabalho e quando chega em casa.

Em 2020, Mônica foi a vencedora do prêmio Notáveis CNN por conta de sua luta contra o novo coronavírus. Ao receber o prêmio, ela se emocionou. “Eu não sei nem se essa palavra, heroína, cabe a mim. Falo por mim, por todos os profissionais de saúde que ainda estão na linha de frente e aqueles que não estão mais com a gente, que tentaram fazer um trabalho perfeito e foram arrebatados pela doença”, disse.

Fonte: CNN

Continuar lendo PRIMEIRA PESSOA VACINADA NO BRASIL COM CORONAVAC AFIRMA EFICÁCIA DO IMUNIZANTE

AÉCIO NEVES ACREDITA EM UMA “TERCEIRA VIA” PARA CORRIDA PARA O PALÁCIO DO PLANALTO EM 2022

Aécio Neves: candidatura de Doria à Presidência pode levar PSDB ao isolamento

Em entrevista à CNN, deputado e ex-presidenciável afirmou que acredita na viabilidade de uma terceira via e que partido precisa ter ‘desprendimento’ no assunto

Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo*

 Atualizado 17 de julho de 2021 às 20:12

PSDB-SP rebate Aécio e defende candidatura própria à Presidência - CartaCapital

Em entrevista à CNN na última quinta-feira (17), o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou que, apesar de acreditar em uma “terceira via” para a corrida para o Palácio do Planalto em 2022, o candidato deve ser o “melhor posicionado para vencer as eleições”, e não necessariamente um nome do PSDB.

Com isso, o ex-presidenciável criticou uma possível candidatura para a presidência em 2022 de João Doria, governador de São Paulo, nome que para ele pode levar o partido “ao isolamento” caso seja, de fato, a escolha da sigla para a corrida eleitoral.

Adversário do Partido dos Trabalhadores em 2014 e agora contra contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), Aécio defendeu que a “terceira via” una todos os partidos que não estão posicionados no atual espectro político da polarização.

Para ele, a insistência em Doria como nome possível do partido fará com que o projeto nacional se submeta a uma lógica regional. “Tenho feito uma oposição a uma candidatura interna que nos levaria ao isolamento absoluto, que é a candidatura do governador de São Paulo”, disse.

“Doria perdeu as condições a reeleição em São Paulo e quer construir um palanque para o vice-governador, um homem correto, de bem, em São Paulo. O preço disso é muito alto. Pode ser o desfacelamento do PSDB inclusive no futuro”.

Aécio apontou à âncora Daniela Lima que os nomes do governador gaúcho Eduardo Leite e do senador Tasso Jereissati (CE) teriam condições de “agregar para fora”, ou seja, chamar aliados para compor uma chapa com um nome forte dos tucanos. A possibilidade de uma construção do gênero com Doria, para ele, é inviável e faria com que o partido perdesse relevância no futuro.

“Eu não quero que o PSDB se transforme em um partido nanico nas próximas eleições. Podemos até não vencer nessas eleições presidenciais, mas eu acredito muito que após a radicalização que está aí colocada, o PSDB reaparecerá como o partido da reinstitucionalização da política, capaz de agregar outras forças ao centro e constuir um processo do planejamento, eficiência, resultados necessários de um governo de centro”, analisou.

Impeachment de Bolsonaro

Questionado sobre a viabilidade de um processo de impeachment de Bolsonaro, Aécio diz esperar o término da CPI da Pandemia para então começar a pensar no assunto, mas ponderou ser preciso comprovação de crime de responsabilidade e mobilização popular para que o processo ganhe tração.

“Nós temos uma comissão que está investigando para que, no final da comissão, possa haver a compreensão do que ocorreu. Há dois ingredientes que precisam se encontrar para o afastamento do presidente da República. O crime de responsabilidade, claramente apontado, e mobilização popular. Acho que após o trabalho da CPI é que essa análise será feita.”

Voto impresso

O deputado também disse não haver indícios de fraude nas eleições presidenciais de 2014, quando ele disputou e perdeu, no segundo turno, para a então presidente Dilma Rousseff (PT). O resultado foi contestado na época e os votos foram auditados pelo PSDB, que não encontrou provas de irregularidades.

O assunto voltou à tona após declarações do presidente Jair Bolsonaro de que as eleições de 2014 e de 2018 teriam sido fraudadas, sem apresentar provas. Bolsonaro também tem insistido na votação da PEC do voto impresso como condição para o pleito,  o que “interditou” os debates sobre o tema, na visão de Aécio.

“Não dá para mexer nisso até 2022. A discussão ficou interditada pela forma que Bolsonaro se coloca, mas não adianta achar que elas são perfeitas enquanto 60% da população têm dúvidas sobre o sistema”, afirmou.

“Não tenho nenhum indício que aponte para fraudes naquela eleição. Os crimes ali cometidos foram de outra ordem. Era sobre a utilização sem limites da máquina pública, as fake news, o disparo ilegal de ‘zaps’ dando conta de que, eu eleito, terminaria com todos os programas sociais do governo, a utilização da Caixa, Correios, Banco do Brasil”, disse o deputado.

Fonte: CNNhttps://www.cnnbrasil.com.br/politica/2021/07/17/aecio-neves-candidatura-de-doria-a-presidencia-pode-levar-psdb-ao-isolamento

Continuar lendo AÉCIO NEVES ACREDITA EM UMA “TERCEIRA VIA” PARA CORRIDA PARA O PALÁCIO DO PLANALTO EM 2022

KETLEYN E BRUNINHO SERÁ O CASAL DE PORTA-BANDEIRAS DO BRASIL NA CERIMÔNIA DE ABERTURA DO EVENTO NO JAPÃO

Por Carlos Gil — Tóquio

 

No dia 23 de julho, a bandeira brasileira entrará pelo Estádio Olímpico de Tóquio em mãos que conhecem bem o peso de uma medalha. Ketleyn Quadros, bronze nas Olimpíadas de Pequim com o judô, e Bruninho, campeão olímpico com o vôlei, serão o casal de porta-bandeiras do Brasil na cerimônia de abertura do evento no Japão.

Os dois foram anunciados pelo Comitê Olímpico do Brasil neste sábado (horário de Tóquio). É a primeira vez que uma dupla terá a missão de carregar a bandeira brasileira em uma cerimônia de abertura das Olimpíadas. Ketleyn e Bruninho vão desfilar pelo estádio olímpico com roupas inspiradas nas cores do Brasil, leves e informais.

Bruninho vai ser porta-bandeira do Brasil em Tóquio junto com Ketleyn Quadros — Foto: Miriam Jeske/COBBruninho vai ser porta-bandeira do Brasil em Tóquio junto com Ketleyn Quadros — Foto: Miriam Jeske/COB

Os dois, porém, só vão devem se encontrar na próxima semana, na Vila Olímpica. A dupla de porta-bandeiras, por enquanto, está em bases do Comitê Olímpico do Brasil no Japão. Ketleyn está com a delegação do judô em Hamamatsu, enquanto Bruninho está em Ota com a seleção masculina de vôlei.

Ketleyn Quadros entrou para a história como a primeira mulher do país a conquistar uma medalha em provas individuais em uma edição dos Jogos, em 2008. Agora, será a terceira atleta a levar a bandeira em uma cerimônia de abertura, depois de Sandra Pires, em Sydney 2000, e Yane Marques, no Rio.

Ketleyn Quadros, do judô, com medalha de bronze olímpica — Foto: Paul Gilham/Getty ImagesKetleyn Quadros, do judô, com medalha de bronze olímpica — Foto: Paul Gilham/Getty Images

– Estou muito orgulhosa de representar não só o judô, que é o esporte da minha vida, mas também as mulheres brasileiras, guerreiras e lutadoras. Fico muito emocionada com o convite – disse a judoca, que vai buscar uma nova medalha olímpica na categoria até 63kg.

Bruninho, por outro lado, se acostumou a subir ao pódio olímpico. Além do ouro conquistado em casa, no Rio, em 2016, também soma duas pratas, em Pequim 2008 e Londres 2012. Em Tóquio, terá a honra de representar o país na festa de abertura dos Jogos.

– A escolha de fazer uma dupla com vôlei e judô foi muito feliz. São dois dos esportes mais importantes da história olímpica brasileira. Acho muito justo. É um orgulho, uma conquista pessoal. Mas é, também, um reconhecimento à modalidade. É a primeira vez que alguém do vôlei de quadra terá essa honra. É um esporte que, depois da Geração de Prata, está sempre trazendo medalhas. É um reconhecimento a quem veio antes, pessoas com quem aprendi, me inspirei e que poderiam ter tido essa honra antes de mim.

Ketleyn e Bruninho mantiveram segredo até mesmo de seus companheiros de esporte. Ao gravar a entrevista, a judoca, por exemplo, despistou o restante da delegação. O capitão da seleção de vôlei, por sua vez, só avisou a um grupo restrito. Entre eles, claro, o pai, Bernardinho.

– Eu falei para ele porque tem muito dele nisso. Não só pela medalha, por ele ser um medalhista olímpico, de uma geração que abriu portas para tanta gente. Mas, também, por ter sido o treinador de gerações maravilhosas e vitoriosas. Meu pai vai estar também ali, cumprindo esse papel.

Ketleyn ficou longe do mundo olímpico por dois ciclos. Bronze em Pequim, não conseguiu se classificar para Londres e Rio. De volta, agora, será a primeira judoca porta-bandeira desde Aurélio Miguel, que representou o esporte nos Jogos de Barcelona, em 1992. Em tempos de pandemia, uma vitória a mais na vida de quem se acostumou a superar barreiras.

– Eu lutei muito na minha vida. Para mim é muito importante para ser escolhida. Muito orgulho de representar meu esporte e de ser mais uma mulher a carregar a bandeira.

Na história

Em 100 anos de história do Brasil em Olimpíadas até Tóquio, foram 20 porta-bandeiras diferentes, em 21 edições. Sylvio de Magalhães Padilha e João Carlos de Oliveira, do atletismo, foram os únicos que carregaram a bandeira em duas edições. Os brasileiros não participaram das Olimpíadas de 1928 por conta da grave crise econômica que o país vivia naquele ano. Em 1940 e 1948, os Jogos não foram realizados por conta da Segunda Guerra Mundial.

Na história, o atletismo é o grande celeiro de porta-bandeiras do Brasil, com oito representantes. O basquete tem quatro. A vela vem logo em seguida, com três. O judô vai, agora, igualar o número com Ketleyn.

Os porta-bandeiras do Brasil em Olimpíadas

OlimpíadasAtletaEsporte
Antuérpia 1920Afrânio Antônio CostaTiro Esportivo
Paris 1924Alfredo GomesAtletismo
Los Angeles 1932Antônio Pereira LiraAtletismo
Berlim 1936Sylvio de Magalhães PadilhaAtletismo
Londres 1948Sylvio de Magalhães PadilhaAtletismo
Helsinque 1952Mário Jorge da Fonseca HermesBasquete
Melbourne 1956Wilson BombardaBasquete
Roma 1960Adhemar Ferreira da SilvaAtletismo
Tóquio 1964Wlamir MarquesBasquete
Cidade do México 1968João Gonçalves FilhoPolo Aquático
Munique 1972Luiz Cláudio MeninBasquete
Montreal 1976João Carlos de OliveiraAtletismo
Moscou 1980João Carlos de OliveiraAtletismo
Los Angeles 1984Eduardo Souza RamosVela
Seul 1988Walter CarmonaJudô
Barcelona 1992Aurélio MiguelJudô
Atlanta 1996Joaquim CruzAtletismo
Sydney 2000Sandra PiresVôlei de Praia
Atenas 2004Torben GraelVela
Pequim 2008Robert ScheidtVela
Londres 2012Rodrigo PessoaHipismo
Rio 2016Yane MarquesPentatlo
Continuar lendo KETLEYN E BRUNINHO SERÁ O CASAL DE PORTA-BANDEIRAS DO BRASIL NA CERIMÔNIA DE ABERTURA DO EVENTO NO JAPÃO

SEGUNDO SENADOR, NÃO VIU INDÍCIOS DE CRIME EM NEGOCIAÇÃO DE VACINAS FEITA POR PAZUELLO

Não vejo indício de crime em vídeo de Pazuello’, diz senador Marcos Rogério

Na gravação, o então ministro da Saúde aparece negociando doses da Coronavac com intermediários

Da CNN, em São Paulo

 Atualizado 16 de julho de 2021 às 18:03

Não vejo indício de crime em vídeo de Pazuello', diz senador Marcos Rogério

Em entrevista à CNN, o senador titular da CPI da Pandemia Marcos Rogério (DEM-RO) afirmou que não viu “indício de crime” no vídeo em que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello aparece negociando doses da vacina Coronavac.

No material obtido pela CNN, o então líder da pasta faz as tratativas com intermediários, a um preço três vezes maior do que o negociado pelo Instituto Butantan.

“Vejo esse vídeo desmentindo a narrativa dos acusadores da comissão, que diziam que o governo não queria comprar imunizantes”, disse Rogério.

O senador ainda declarou que não apoia marcar oitivas no Senado com os intermediários que aparecem nas gravações. “Querer convocar esse grupo é justamente fazer a CPI trabalhar na lógica do caranguejo: andando para trás”, afirmou.

“Não há o que investigar.”

A reunião com o então ministro Pazuello aconteceu fora da agenda oficial, no dia 11 de março de 2021, dias antes de sua exoneração. Nas imagens, ele aparece ao lado de quatro pessoas e fala sobre a possibilidade de negociar 30 milhões de doses da vacina “no mais curto prazo possível”.

Continuar lendo SEGUNDO SENADOR, NÃO VIU INDÍCIOS DE CRIME EM NEGOCIAÇÃO DE VACINAS FEITA POR PAZUELLO

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 16 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. CPI entra em recesso e retoma sessões em 3 de agosto. O estado de saúde de BolsonaroJoão Doria tem Covid pela 2ª vez. Média móvel e vacinados: os números da pandemia. Congresso aprova diretrizes orçamentáriasEnchentes na Europa deixa mortos e desaparecidos. O Assunto: Amazônia emite mais CO² do que consegue absorver. A contagem regressiva para as Olimpíadas de TóquioFérias de julho e vestibular: 6 dicas para equilibrar rotina. Dono do hit ‘Meu Pedaço de Pecado’, João Gomes conquista o Brasil. ‘Pop de ninar’ é a nova aposta do mercado musical. Nanocamaleão é o menor réptil da Terra.

CPI em recesso

As sessões da CPI estão suspensas pelo recesso parlamentar e serão retomadas em 3 de agosto. Os senadores não devem comparecer a Brasília no período de 18 a 31 de julho e dizem que continuarão a analisar documentos a partir de seus estados.

Segundo o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues, o primeiro depoimento, na volta aos trabalhos, deve ser do sócio-presidente da Precisa, Francisco Maximiano. O colegiado apura possíveis irregularidades na compra de doses da vacina indiana Covaxin contra a Covid. A negociação foi intermediada pela Precisa.

Ontem…

Quem depôs foi Cristiano Carvalho, representante da Davati que negociou vacinas com o governo. Ele disse que foi insistentemente procurado pelo Ministério da Saúde e que havia uma disputa interna na pasta entre dois grupos: um do coronel Élcio Franco, braço direito do então ministro Pazuello, e outro do ex-diretor Roberto Dias, exonerado após ser acusado de pedir propina.

Aliás, sobre propina, Carvalho disse que não ouviu esse termo, mas que estava ciente de um pedido de “comissionamento extra” para vender doses da AstraZeneca ao Brasil. Segundo ele, 8 autoridades participaram da negociação, sendo 6 militares. Ainda que a Davati tenha mantido tratativas oficiais com o governo, a AstraZeneca nega ter qualquer intermediária aqui.

Para senadores, a empresa tentou dar um golpe oferecendo vacinas que não tinha. Carvalho se apresentou à CPI como um vendedor eventual de vacinas, sem vínculos formais com a Davati, e disse que viu uma “oportunidade” ao ser procurado. Segundo ele, quem buscou a empresa primeiro foi o reverendo Amilton Gomes de Paula.

Internação de Bolsonaro

Michele posta foto de Bolsonaro de pé e sorrindo — Foto: Reprodução/ Redes sociais Michele posta foto de Bolsonaro de pé e sorrindo — Foto: Reprodução/ Redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro segue internado em São Paulo, sem previsão de alta. Ele trata um quadro de obstrução intestinal e, segundo o boletim médico de ontem à noite, mantém uma evolução clínica satisfatória. Bolsonaro retirou a sonda nasogástrica e deve se alimentar sozinho a partir de hoje. Ainda ontem, Michelle Bolsonaro publicou uma foto do presidente no Hospital Vila nova Star.

Doria com Covid

João Doria cancelou toda a agenda e deve trabalhar de casa nos próximos dias após contrair Covid-19 pela 2ª vez. Ele disse que se sente bem e disposto, e atribuiu quadro leve à imunização. O governador de SP já havia testado positivo para a Covid em agosto do ano passado e teve um quadro assintomático.

Números da pandemia

O Brasil continua em tendência de queda na média móvel de mortes por Covid (1.244). É o 19º dia seguido e o menor registro desde o dia 1º de março. Isso não significa, no entanto, que os números de casos e mortes por coronavírus não sejam preocupantes: mesmo em queda, a média móvel de mortes diárias no país é a maior do mundo. Ainda ontem, o país ultrapassou 539 mil mortes desde o início da pandemia. A população brasileira com a vacinação completa passou de 15%.

Orçamento de 2022

O Congresso Nacional aprovou ontem o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. Deputados e senadores aprovaram a ampliação do fundo eleitoral para 5,7 bilhões, quase o triplo do registrado em 2018 e em 2020. Entre os pontos da LDO, destacam-se a manutenção das emendas parlamentares do relator, o reajuste salarial a servidores e a realização do Censo Demográfico em 2022. O texto segue para sanção. Veja aqui como votou cada senador.

Enchentes na Europa

Chuvas na Alemanha e na Bélgica — Foto: MontagemChuvas na Alemanha e na Bélgica — Foto: Montagem

Oitenta pessoas morreram e dezenas continuam desaparecidas em decorrência dos desastres causados pelas chuvas, inundações e deslizamentos de terra que atingiram a Alemanha e a Bélgica. As enchentes transformaram as ruas em correntezas violentas, ‘varrendo’ carros, arrancando árvores e derrubando casas. Há ainda o risco de represas dos dois países se romperem.

O Assunto: Amazônia

A Amazônia emite mais CO2 do que absorve. O fenômeno, em estágio avançado na região sudeste da floresta, foi detectado em estudo que ganhou destaque na revista científica “Nature”. Resultado de desmatamento e outras formas de degradação, ele compromete a capacidade do bioma para exercer uma de suas funções essenciais no planeta: funcionar como filtro do dióxido de carbono, principal vilão do efeito estufa. Neste episódio, dois convidados enxergam o Brasil “na contramão do mundo”: Paulo Artaxo, professor da USP e integrante do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, e jornalista Jorge Caldeira. Ouça:

Olimpíadas ❄️🏑⛸️

Falta uma semana para as Olímpiadas começarem. A cerimônia de abertura está marcada para o dia 23 de julho, às 8h no horário de Brasília. O Estádio Olímpico de Tóquio, terá alguns minutos de homenagem aos atletas que passaram parte da pandemia do novo coronavírus treinando em seus respectivos lares. Confira a programação e monte a sua torcida!

Mega-Sena

A Mega-Sena pode pagar R$ 75 milhões para quem acertar seis dezenas no sábado (17). O sorteio acontece às 20h e tem aposta mínima de R$ 4,50, que pode ser feita pela internet. Saiba como fazer.

Férias de julho e vestibular

Chegaram as férias de julho e você, vestibulando, está com dúvidas de como equilibrar estudo e descanso? O G1 conversou com professores e coordenadores de cursos de pré-vestibular e reuniram 6 dicas para entender quais as melhores estratégias para se preparar para as provas sem abdicar do descanso mental.

‘Remédio para quem sofre demais’

É assim que João Gomes define o forró de vaquejada com o qual faz sucesso. Com apenas 18 anos, o pernambucano vem conquistando o Brasil com sua simplicidade e voz grave. Ele é dono do hit ‘Meu Pedaço de Pecado’, a música mais tocada do Spotify em julho. Em entrevista ao G1, o cantor falou sobre a trajetória, que começou como um hobbie entre amigos.

😴 Pop de ninar

Essa música dá um sono. Na era da insônia pandêmica, o que era crítica virou oportunidade. Os apps de celular que ajudam a relaxar e dormir viraram um mercado bilionário, e agora contratam astros pop como Ariana Grande, Katy Perry e Post Malone para criar versões alongadas de seus hits e novas faixas sonolentas. Será que a moda pega?

O menor réptil da Terra

Cientistas acreditam ter descoberto o menor réptil da Terra. O nanocamaleão foi encontrado em Madagascar e mede entre 13,5 mm e 29 mm. A má notícia é que, com o habitat desmatado, a espécie já está ameaçada de extinção.

Você viu? 👀

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 16 DE JULHO DE 2021 POR G1

MARCOS ROGÉRIO PEDIU A OMAR AZIZ QUE ENVIE À POLÍCIA FEDERAL TRECHOS DO DEPOIMENTO DO REPRESENTANTE DA DAVATI

Senador pede para CPI enviar depoimento de Cristiano Carvalho à PF

Vice-líder do governo no Senado, Marcos Rogério, pretende colocar Carvalho como golpista

Basília Rodrigues

Por Basília Rodrigues, CNN  

Atualizado 15 de julho de 2021 às 17:20

Cristiano Carvalho.r epresentante da empresa Davati, durante depoimento à CPI daCristiano Carvalho, representante da empresa Davati, durante depoimento à CPI da PandemiaFoto: Pedro França/Agência Senado

O vice-líder do governo no Senado, Marcos Rogério, pediu ao presidente da CPI da PandemiaOmar Aziz, que envie à Polícia Federal trechos do depoimento de Cristiano Carvalho, representante da Davati, em que ele admite que cometeu fraude para receber auxílio emergencial.

O objetivo de Marcos Rogério é colocar Carvalho como golpista, para reduzir o efeito de suas revelações sobre tratativas junto ao Ministério da Saúde. Enquanto negociava contrato de 400 milhões de doses de vacinas com o governo, Carvalho recebeu R$ 4.200 de auxílio emergencial, entre abril e dezembro de 2020.

Durante a comissão, ao ser perguntado sobre o pagamento indevido, Carvalho afirmou inicialmente que uma colega havia o cadastrado no programa. Ele também prometeu que iria devolver os recursos. No entanto, após insistência do líder governista, Carvalho não respondeu quem seria sua amiga e, incomodado, pediu para ir ao banheiro.

Ele seguiu acompanhado do advogado. No retorno à sala da CPI, mudou de versão, admitiu que mentiu e disse que ele mesmo havia solicitado o benefício ilegalmente.

“Ele mentiu descaradamente sobre um crime que cometeu quando acessou o programa de auxílio emergencial tendo negado diversas vezes, dizendo que eram terceiros. Se ele mentiu sobre esse fato da vida dele, sobre o que ele falou a verdade? Esse cara é um golpista, é 171, e só não deu certo porque não deram andamento à compra”, afirmou Marcos Rogério à CNN.

O senador solicitou que a presidência da CPI envie tanto as notas taquigráficas quanto vídeos do depoimento à PF. Omar Aziz ainda não respondeu.

Continuar lendo MARCOS ROGÉRIO PEDIU A OMAR AZIZ QUE ENVIE À POLÍCIA FEDERAL TRECHOS DO DEPOIMENTO DO REPRESENTANTE DA DAVATI

ONYX LORENZONI E LUÍZ MIRANDA ESTIVERAM FRENTE A FRENTE PELA PRIMEIRA VEZ DESDE QUE O CASO COVAXIN COLOCOU OS DOIS POLÍTICOS DO DEM EM LADOS OPOSTOS

Onyx e Luis Miranda batem boca em 1º encontro cara a cara depois do caso Covaxin

‘A pessoa que é paciente de psicopatia vive em um mundo paralelo’, atacou Lorenzoni

Lauriberto Pompeu, da Agência Estado

Atualizado 15 de julho de 2021 às 08:41

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM), durante conferência entre o presiO ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência Onyx Lorenzoni Foto: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, e o deputado Luís Miranda (DEM-DF) estiveram nesta quarta-feira, 14, frente a frente pela primeira vez desde que o caso Covaxin colocou os dois políticos do DEM em lados opostos. O encontro foi em audiência na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, onde Lorenzoni teve de explicar as ofensas dirigidas ao deputado, em pronunciamento no mês passado, e houve bate-boca.

O ministro reproduziu na comissão um áudio no qual Luis Ricardo, servidor do Ministério da Saúde e irmão de Luis Miranda, relata suspeitas na negociação do governo para a compra da Covaxin, a vacina indiana contra o coronavírus.

Miranda disse à CPI da Covid que informações suspeitas contidas na primeira versão da “invoice” (nota fiscal) motivaram uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Palácio da Alvorada, no dia 20 de março. Entre as informações questionadas estavam a exigência de pagamento antecipado de um lote de vacinas em nome de uma offshore com sede no paraíso fiscal de Cingapura e doses em quantidade menor do que estava sendo negociado.

Após a reunião, Luis Ricardo alertou o irmão deputado sobre as suspeitas. “Pensa no preju”, disse ele, numa referência às características da importação. Em outro áudio, o técnico do Ministério da Saúde responsável pelas importações afirma: “nunca recebi ligação de ninguém. Já nesse (negócio), meu amigo, o que tem gente em cima pressionando… Aí você já fica com pé atrás, entendeu?”.

Lorenzoni exibiu os áudios e partiu para o ataque. “Se o procedimento (reunião com Bolsonaro) era no dia 20, para que tinha necessidade de dizer no presente (sic) ‘eu marquei, eu recebi’? É dia 22. É o seu WhatsApp”, disse o ministro, dirigindo-se a Miranda. “O senhor produziu prova contra o seu argumento. Conviva com ela, deputado!”

Na reunião, o chefe da Secretaria-Geral da Presidência também fez novas ofensas a Miranda. “Em tese, a pessoa que é paciente de psicopatia (…) vive em um mundo paralelo. Ela não tem limite ético, nem moral: vive num mundo fantasioso”, afirmou.

Deputado licenciado pelo DEM do Rio Grande do Sul, Lorenzoni tentou desacreditar a denúncia de Miranda. “O servidor (Luis Ricardo) relata muito antes os documentos que teve acesso. E não relata a correção deles, mesmo sabendo que esteve com o presidente da República, com acusações graves”, disse. “E ele não comunica ao irmão parlamentar que estava tudo resolvido. E, 90 dias depois, a história reaparece midiaticamente”.

Em resposta às declarações do ministro, Luis Miranda afirmou que “estão brincando com a cara do povo brasileiro”. “Tem um pen drive que foi entregue com todos os documentos, inclusive a invoice dentro, que todos os servidores sabem disso”, insistiu ele.

“Quando meu irmão manda para mim dia 22 (de março), é porque na reunião com o presidente eu fico também meio perdido, sem entender essa questão. Como tem uma empresa terceira, cara? É impossível ter uma empresa terceira. E agradeço ter colocado aqui o áudio, porque o áudio dele demonstra claramente que aquilo era grave. Continua sendo grave”, disse Miranda.

Luis Ricardo é chefe do Departamento de Logística do Ministério da Saúde. Em depoimento ao Ministério Público Federal, ele disse ter recebido “pressões anormais” para a compra da Covaxin, único imunizante adquirido por meio de uma empresa intermediária, a Precisa Medicamentos.

Segundo afirmou Miranda, um documento previa o pagamento antecipado, no valor de US$ 45 milhões, referente à importação da vacina indiana Covaxin. A transação, porém, dependia de seu irmão, que se recusou a assinar, pois a área técnica da pasta considerou o pagamento antecipado indevido.

O contrato do Ministério da Saúde para a compra do imunizante só previa o pagamento após o recebimento das doses. Onyx disse que o documento foi “corrigido” cinco dias depois, sem previsão de pagamento antecipado.

Continuar lendo ONYX LORENZONI E LUÍZ MIRANDA ESTIVERAM FRENTE A FRENTE PELA PRIMEIRA VEZ DESDE QUE O CASO COVAXIN COLOCOU OS DOIS POLÍTICOS DO DEM EM LADOS OPOSTOS

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 15 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Bolsonaro continuará internado em SP para tratar obstrução intestinal. Citado pelo PM vendedor de vacinas, Christiano Carvalho depõe à CPI. Média móvel de mortes no Brasil cai pelo 18º dia seguido. Amazônia já emite mais gás carbônico do que absorve. O dia seguinte à prisão de DJ Ivis. No topo das paradas, MC Davi fala sobre trajetória no funk e inspiração nos Racionais. Lenine, Martha Gabriel e Vera Ianocelli debatem êxodo urbano e saúde mental na pandemia. ‘Space Jam: um novo legado’ chega hoje aos cinemas.

Bolsonaro internado

O presidente Jair Bolsonaro chegou a SP ontem à noite para cuidar de uma obstrução intestinal. Segundo o primeiro boletim médico, ele passou por exames e continuará internado para ‘tratamento clínico conservador’ no hospital. O presidente foi internado em Brasília ontem de manhã, após sentir dores abdominais, e há dias reclamava de uma crise de soluço persistente.

CPI da Covid

Hoje é a vez de Cristiano Carvalho depor na CPI da Covid. O representante do Brasil na Davati Medical Supply deve ser questionado pelos senadores sobre os seguintes temas:

Ontem, o presidente do Senado Rodrigo Pacheco prorrogou por mais 90 dias as atividades da comissão.

Ainda ontem na CPI…

Emanuela Medrades negou qualquer irregularidade nas negociações da Covaxin com o governo. A diretora da Precisa Medicamentos tentou desacreditar as denúncias dos irmãos Miranda, contestou servidores da Saúde, pediu uma acareação e foi confrontada com documentos e vídeos. Ela se apresentou como responsável pelas negociações, mas se recusou a mostrar o contrato da vacina, investigado pela comissão.

Números da pandemia

O Assunto

Com pouco mais de 15% dos brasileiros totalmente imunizados e a variante delta amedrontando o mundo, vários Estados se movimentam para reduzir o espaçamento entre as duas doses dos imunizantes da AstraZeneca e da Pfizer, até aqui aplicadas com 12 semanas de intervalo. Podcast analisa se adiantar (ou não) a 2ª dose tem efeitoOuça:

Greve em SP

Ao menos 4 linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram afetadas nesta quinta-feira (15), após os ferroviários e a empresa não chegarem a um acordo sobre proposta de reajuste salarial para a categoria, em uma tentativa de conciliação realizada na tarde de quarta (14) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em São Paulo. Parte da categoria está em greve.

Não há circulação de trens nas linhas 9 (Esmeralda) e 10 (Turquesa) – deveriam iniciar operações as 4h -, e as linhas 7 (Rubi) e 8 (Diamante) estão com apenas do corredor em funcionamento. As linhas 11 (Coral), 12 (Safira) e 13 (Jade) operam normalmente.

Incêndio em Porto Alegre

Incêndio atinge prédio da Secretaria de Segurança Pública do RS, em Porto Alegre
Incêndio atinge prédio da Secretaria de Segurança Pública do RS, em Porto Alegre

Um incêndio atingiu pelo menos três andares e destruiu boa parte do prédio da Secretaria de Segurança Pública do RS, em Porto Alegre. Estruturas do edifício desabaram. No imóvel, funcionam os setores administrativos da Segurança Pública, o Detran e o serviço de 190, que ficou inativo.

Amazônia em risco

Fogo consome parte da floresta amazônica em Novo Progresso, no Pará, em 23 de agosto de 2020. — Foto: AP Photo/Andre PennerFogo consome parte da floresta amazônica em Novo Progresso, no Pará, em 23 de agosto de 2020. — Foto: AP Photo/Andre Penner

As queimadas e o desmatamento na Amazônia fizeram com que o bioma se tornasse uma fonte de carbono. Isso significa que a floresta já emite mais gás carbônico do que absorve, é o que aponta um estudo da revista científica Nature liderado pelo Inpe. O fenômeno é piorado pela queda o volume das chuvas, que aumentou a temperatura em pelo menos 2ºC na região. Ainda segundo o estudo, o desequilíbrio acontece bem no chamado “arco do desmatamento”, região mais afetada pelas queimadas.

Prisão de DJ Ivis

Polícia prende DJ Ivis em casa por agressões contra ex-mulher Pamella Holanda
Polícia prende DJ Ivis em casa por agressões contra ex-mulher Pamella Holanda

DJ Ivis foi preso ontem em um condomínio de luxo em Fortaleza (veja vídeo acima.) O artista foi flagrado em vídeo agredindo a ex-mulher, a influencer Pamella Holanda, na frente da própria filha.

Iverson é um dos maiores expoentes da pisadinha, o gênero musical que tem ocupado o topo das paradas esse ano no Brasil. Após a divulgação das imagens, o artista perdeu parcerias como a de Xand Avião, foi demitido da produtora onde trabalhava e viu seus hits saírem das principais playlists de streaming. A ex-mulher de Ivis deve passar por um novo exame de corpo de delito para definir a gravidade das agressões.

Funk no topo

MC Davi tem 23 anos e o funk mais ouvido do país no Spotify. O autor do hit “Bipolar” começou a carreira com 14, após vencer uma tristeza profunda com a ajuda de um sonho e um DVD dos Racionais. Em entrevista ao G1, o artista compartilhou sua trajetória e inspiração para compor para a quebrada.

#ConverseComOutrasIdeias

Êxodos rurais ou urbanos já ocorreram por questões econômicos, desastres naturais e agora a pandemia. Mas será que essa escolha é definitiva ou momentânea? É o que Lenine, Martha Gabriel e Vera Ianocelli debatem hoje no #ConverseComOutrasIdeias no Festival Globonews.

G1 já viu

‘Space Jam: Um novo legado’ chega aos cinemas hoje e o G1 já conferiu a sequência do clássico dos anos 90. Divertido e óbvio, o filme tem LeBron James no lugar de Michael Jordan, que se atualiza bem com citações pop e game nonsense. Mas a volta do Pernalonga e a gangue Looney Tunes fica muito mais próxima da atmosfera dos games do que do esporte. Assista ao trailer.

‘Zap’ japonês

Conheça o Line, o “zap do Japão”, que foi criado por causa do terremoto seguido de tsunami. Com 10 anos de existência, app foi de um simples mensageiro para uma plataforma de pagamentos. Aplicativo também se envolveu em recente polêmica de privacidade.

Você viu? 👀

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 15 DE JULHO DE 2021 POR G1

MINISTRO PAULO GUEDES AFIRMOU QUE A REFORMA TRIBUTÁRIA ESTÁ TODA CERTA A DOSE ENTRE EMPRESAS E DIVIDENDOS QUE ESTAVA ERRADA

A reforma está toda certa. A dose é que estava errada’, afirma Guedes à CNN

As mudanças vieram após um grupo de mais de 120 entidades do setor empresarial ter reclamado, em uma carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira

Basília Rodrigues

Por Basília Rodrigues, CNN  

 Atualizado 14 de julho de 2021 às 15:38

Ministro da Economia, Paulo GuedesMinistro da Economia, Paulo Guedes Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino/File Photo

ministro da Economia, Paulo Gued , afirmou à CNN que a reforma tributária está toda certa, mas, segundo ele, a dose, quanto a tributação de empresas e dividendos, estava errada. Na terça-feira (13), o relator Celso Sabino apresentou ajustes no texto. Guedes enfatizou que, nem por isso, a reforma estava errada.

“Os princípios da reforma estão mantidos, o que houve foi um cálculo super conservador da Receita. Erramos a dose. Queremos tributar dividendos, e não as empresas. O Brasil taxa demais as empresas e de menos os empresários. Os princípios estão mantidos, queremos realmente reduzir impostos”, disse à coluna.

As mudanças vieram após um grupo de mais de 120 entidades do setor empresarial ter reclamado, em uma carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira. Para Guedes, “foi bom” o setor empresarial ter se posicionado.

Continuar lendo MINISTRO PAULO GUEDES AFIRMOU QUE A REFORMA TRIBUTÁRIA ESTÁ TODA CERTA A DOSE ENTRE EMPRESAS E DIVIDENDOS QUE ESTAVA ERRADA

SEGUNDO PRESIDENTE DA COMISSÃO, FICARÁ PARA AGOSTO A VOTAÇÃO DO VOTO IMPRESSO

Votação do voto impresso ficará apenas para agosto, diz presidente da comissão

Para que a nova regra entre em vigor nas eleições de 2022, a matéria precisa ser votada na comissão e duas vezes nos plenários da Câmara e do Senado até outubro

Larissa Rodrigues, da CNN, em Brasília

 Atualizado 14 de julho de 2021 às 23:09

Urna com voto impressoProtótipo de urna eletrônica com impressora acoplada Foto: Nelson Jr./TSE

O presidente da comissão especial que analisa a PEC do Voto Impresso, deputado Paulo Martins (PSC-PR), afirmou nesta quarta-feira (14) que a análise do projeto ficará apenas para agosto, após o recesso parlamentar.

A previsão de Martins, após uma série de adiamentos, era colocar o texto em votação em reunião agendada para esta quinta-feira (15). O encontro teve de ser cancelado após o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) convocar reunião do Congresso Nacional, com participação de senadores e deputados, para a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022.

O deputado ainda reconheceu que não há consenso a respeito da medida, defendida por aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nas últimas semanas, dirigentes de partidos políticos que representam a maior parte do Congresso Nacional foram em sentido contrário, manifestando confiança na urna eletrônica e contrariedade ao voto impresso.

Para que a nova regra entre em vigor nas eleições de 2022, a matéria precisa ser votada na comissão, em dois turnos no plenário da Câmara, e depois do Senado, antes do início de outubro.

Continuar lendo SEGUNDO PRESIDENTE DA COMISSÃO, FICARÁ PARA AGOSTO A VOTAÇÃO DO VOTO IMPRESSO

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 14 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Os depoimentos de Emanuela Medrades e Francisco Maximiano, da Precisa Medicamentos, na CPI da Covid. Cai a média móvel de mortes por Covid e taxa de vacinados aumenta. Os impactos da proposta de reforma eleitoral. A queda de DJ Ivis das paradas de streaming. O último dia para se inscrever no Enem 2021. Mega-Sena sorteia R$ 65 milhões. A contagem regressiva para as Olimpíadas de Tóquio. A convulsão cubana é tema d’O Assunto. G1 entrevista Mari Fernandez, a rainha da pisadinha.

Precisa na mira da CPI

VÍDEO: Emanuela Medrades diz que está disposta a colaborar com a CPI, mas está 'exausta'
VÍDEO: Emanuela Medrades diz que está disposta a colaborar com a CPI, mas está ‘exausta

Após horas de silêncio de Emanuela Medrades, a CPI da Covid deixou para ouvir hoje a diretora da Precisa Medicamentos. Durante a sessão de terça (13), Emanuela se recusou a responder às perguntas dos senadores, que tiveram de recorrer ao Supremo para evitar o abuso do recurso pela depoente. Ela disse que estava disposta a colaborar com a CPI, mas alegou “exaustão” (veja vídeo acima.) O presidente do STF, Luiz Fux, respondeu que Emanuela poderia ficar em silêncio só quando há risco de produzir provas contra si.

Além dela, quem também deve depor hoje é o empresário Francisco Maximiano, dono da Precisa. Ele terá de detalhar aos senadores as negociações com o governo para a compra das doses da vacina indiana Covaxin, que é alvo de denúncias de irregularidades. As suspeitas em torno do contrato teriam sido levadas à Jair Bolsonaro pelo deputado Luis Miranda, que agora é investigado pelo conselho de ética da Câmara, junto com o líder do governo no Congresso Ricardo Barros.

De acordo com o colunista do G1 Octavio Guedes, Maximiano também é acusado de dar calote de R$ 8 milhões em Fundo de Previdência da OAB e, como da Global, criou teia de empresas para se beneficiar de milhões de reais captados pelo mesmo Fundo.

Números da pandemia

A média móvel de mortes por Covid no Brasil é a menor desde 1º de março. É o 17º dia seguido de queda no país. A marca de casos também atingiu o seu menor patamar desde janeiro.

Enquanto a média móvel de mortes e casos entra em queda, a taxa de vacinados com a 1ª dose no país chegou a 40%. Somando a primeira dose, a segunda e a dose única são 116.870.539 doses aplicadas na população brasileira desde o começo da vacinação, em janeiro.

Reforma eleitoral

A relatora da PEC eleitoral, Renata Abreu, propôs a adoção de um novo sistema eleitoral para 2022: o “distritão”. A proposta modifica a Constituição e, por isso, precisa ser aprovada por três quintos dos votos dos deputados (308) e dos senadores (49). Pelo “distritão”, são eleitos os candidatos mais votados individualmente. Especialistas entendem que o modelo enfraquece a representatividade dos partidos e favorece a eleição de “celebridades”.

DJ Ivis sai das paradas de streaming

Das sete músicas que DJ Ivis tinha nas 200 mais tocadas do Spotify, cinco caíram de posição e duas saíram do ranking após a divulgação do vídeo que mostra o artista agredindo a ex-mulher, Pamella Holanda, na frente da filha. O Spotify e o Deezer removeram as músicas de Ivis de todos os seus destaques e playlists editoriais.

Durante a participação do “Encontro com Fátima Bernardes”, Pamella contou que DJ Ivis a agrediu porque ela amamentou a filha enquanto estava com Covid (Veja vídeo abaixo.)

As plataformas de streaming não foram as únicas marcas que boicotaram o nome do artista, que é um dos expoentes da pisadinha no mercado brasileiro. A produtora de Xand Avião, da qual Ivis era contratado, também rompeu com o DJ. No Ceará, as rádios deixaram de tocar suas músicas.

Ex-mulher de DJ Ivis fala sobre agressões
Ex-mulher de DJ Ivis fala sobre agressões

Enem 2021

Os candidatos ao Enem 2021 tem até às 23h59 desta quarta (14) para concluir as inscrições. Quem não conseguiu a isenção da taxa deve pagar R$ 85 para poder realizar a prova, marcadas para 21 e 28 de novembro. Mesmo quem obteve a gratuidade da taxa da prova ainda precisa se inscrever. Veja passo a passo aqui.

Mega-Sena

Mega-Sena pode pagar R$ 65 milhões para quem acertar as seis dezenas hoje. As apostas podem ser feitas até as 19h, com aposta mínima de R$ 4,50, em qualquer lotérica do país ou pelo site da Caixa. Saiba como apostar.

Jogos Olímpicos

Faltam 9 dias para a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio no Japão e o G1 vai trazer algumas curiosidades sobre a competição na capital japonesa. Uma delas é que a organização coletou mais de 78 toneladas de celulares e computadores para reutilizar na produção das 5.000 medalhas dos Jogos.

E um juiz brasileiro que viveu o sonho olímpico há 20 anos compartilhou a emoção de ter participado dos jogos de 1996.

Morte de Kathlen

A polícia faz hoje a reprodução simulada da morte de Kathlen Romeu, de 24 anos, que ocorreu em junho no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio. O procedimento é considerado por investigadores um passo decisivo na tentativa de entender de onde partiu o disparo que matou a jovem.

A família diz que um tiro desferido por policiais matou a jovem. Já a polícia afirma que trocou tiros com traficantes de drogas da região.

Convulsão cubana

Um homem de 36 anos morreu ontem durante protestos contra o regime cubano. É a primeira confirmação de morte desde o início das manifestações, no domingo. O país enfrenta uma tempestade perfeita, na qual se misturam pandemia fora de controle, vacinação lenta e uma economia que encolheu 11% no ano passado – sob o peso da interrupção do turismo e do embargo comercial dos EUA. Os protestos em Cuba são o tema de O Assunto de hoje. Ouça o pocast abaixo:

Rainha da pisadinha

O febre musical que tem roubado o coração dos brasileiros no streaming é ela: a pisadinha. O G1 conversou com Mari Fernandez, que é a primeira cantora do gênero. A “rainha da pisadinha” vem celebrando o sucesso do hit “Não, não vou”, que ultrapassou a barreira dos virais do Tik Tok. Só na rede social onde despontou, Mari tem dois milhões de vídeos ao som da canção – a maioria com as famosas dancinhas.

Você viu?

VÍDEO: Menina de 2 anos viraliza falando palavras difíceis
VÍDEO: Menina de 2 anos viraliza falando palavras difíceis
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 14 DE JULHO DE 2021 POR G1

POLÍCIA FEDERAL RESPONDEU À CPI DA PANDEMIA SOBRE INVESTIGAÇÃO NA COMPRA DA VACINA COVAXIN

Resposta da PF à CPI, convocação de Braga Netto e mais da noite de 13 de julho

5 Fatos Noite, apresentado por Carol Nogueira, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

13 de julho de 2021 às 19:16

Resposta da PF à CPI, convocação de Braga Netto e mais da noite de 13 de julho

A resposta da Polícia Federal à CPI da Pandemia, o pedido de Ricardo Baros ao Supremo Tribunal Federal para falar na comissão e uma nova redução no PIS/Cofins do diesel são alguns dos destaques da noite desta terça-feira, 13 de julho de 2021.

Resposta à CPI

A Polícia Federal respondeu à CPI da Pandemia sobre a investigação que apura possíveis crimes na compra da vacina Covaxin. A PF diz que trabalha de forma “isenta e imparcial, sem perseguições ou proteções de qualquer natureza”. A manifestação é uma resposta à declaração do presidente da CPI, o senador Omar Aziz (PSD-AM), que questionou a Polícia Federal por tomar o depoimento de testemunhas às vésperas das idas dessas pessoas à comissão.

Quer falar

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) pediu ao STF, novamente, para adiantar seu depoimento à CPI da Pandemia. O parlamentar insiste para ser ouvido pela comissão e diz que os senadores não o dão o direito à defesa. A solicitação foi encaminhada ao ministro Ricardo Lewandowski.

Convocado

A Câmara dos Deputados aprovou o requerimento para que o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, preste esclarecimentos sobre a nota escrita pelas Forças Armadas à CPI da Pandemia. A carta foi divulgada após o presidente da comissão, Omar Aziz, criticar militares suspeitos de corrupção durante uma das sessões da CPI.

Preço do diesel

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicou que o governo fará uma nova redução do PIS/Cofins cobrado sobre o diesel. Para possibilitar a mudança no imposto em R$ 0,04, Bolsonaro disse que vai acabar com a isenção de outro setor, mas não detalhou qual será.

Protestos

Ativistas denunciaram prisões e o desaparecimento de mais de 100 pessoas após os protestos contra o governo de Cuba. O país vive uma onda de protestos desde o último domingo (11) devido à crise econômica, que foi agravada pela escassez de alimentos e medicamentos.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Publicado por Daniel Fernandes)

Continuar lendo POLÍCIA FEDERAL RESPONDEU À CPI DA PANDEMIA SOBRE INVESTIGAÇÃO NA COMPRA DA VACINA COVAXIN

MINISTRO DO STF DETERMINOU AO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUE AVALIE A HIPÓTESE DE INCLUIR ADOLESCENTES DE 12 A 17 ANOS NO PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

Gilmar determina que Saúde avalie incluir jovens de 12 a 17 anos em vacinação

Ministro do STF cita autorização da Anvisa para Pfizer e sugere revisão em plano

Guilherme Venaglia e Gabriela Coelho, da CNN, em São Paulo e em Brasília

13 de julho de 2021 às 23:41

Imagem de vacinaçãoFoto: Getty Images (FatCamera)

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou ao Ministério da Saúde que avalie a hipótese de incluir adolescentes de 12 a 17 anos no plano nacional de vacinação contra a Covid-19.

Gilmar cita a decisão da Anvisa que considerou a vacina da Pfizer segura para essa faixa etária e menciona a existência de adolescentes com comorbidades, que poderiam ser enquadrados como grupo de risco para o novo coronavírus.

A decisão foi tomada no bojo da análise de um caso da cidade de Belo Horizonte (MG). A prefeitura da capital mineira foi ao Supremo para contestar uma outra decisão judicial, que a obrigou a administrar o imunizante da Pfizer em uma adolescente de 15 anos, portadora de uma doença crônica que afeta os pulmões.

A administração da cidade argumentou ao Supremo que o plano federal do Ministério da Saúde não recomenda a vacinação de pessoas com menos de 18 anos. No caso específico, o ministro negou a reclamação da prefeitura e manteve a ordem de vacinar a jovem, uma vez que ela não estaria dissonando da jurisprudência do STF, na visão do ministro.

Ato contínuo, Gilmar apontou considerar contraditório o fato de o plano do Ministério da Saúde considerar a condição de saúde da jovem como fator de risco, mas não autorizá-la a ser imunizada em razão da idade. Por este motivo, determinou a notificação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para que estude a revisão.

Continuar lendo MINISTRO DO STF DETERMINOU AO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUE AVALIE A HIPÓTESE DE INCLUIR ADOLESCENTES DE 12 A 17 ANOS NO PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 13 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Peça-chave na negociação da Covaxin depõe na CPI. Bolsonaro confirma indicação de André Mendonça ao STF. Brasileiros gastam mais com energia e telecomunicação que com saneamento básico. Começam as inscrições para o Prouni 2021. E você já ouviu falar de faloplastia?

CPI da Covid

A CPI da Covid ouve Emanuela Medrades, diretora técnica da Precisa Medicamentos, considerada peça-chave nas negociações para aquisição da vacina Covaxin pelo governo federal. Emanuela chegou a pedir ao Supremo Tribunal Federal que não fosse obrigada a comparecer à CPI. O ministro Luiz Fux, presidente do STF, rejeitou o pedido, mas decidiu que a diretora tem o direito de não produzir prova contra si.

Atestado para não ir à CPI

O reverendo Amilton Gomes, negociador das 400 milhões de doses da AstraZeneca em nome do governo, apresentou um atestado médico informando “impossibilidade” de ir à CPI. O depoimento dele estava marcado para quarta (14). O G1 apurou que Osmar Aziz convocou Amilton para ir ao Senado hoje para passar por perícia. O atestado é de 15 dias, valendo a partir de 9 de julho.

E veja no VÍDEO abaixo o que rolou e a programação da CPI da Covid nesta semana.

O que rolou na CPI da Covid? - 12 de julho
O que rolou na CPI da Covid? – 12 de julho

André Mendonça

André Mendonça — Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Na saída de um encontro com o presidente do STF, Luiz Fux, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que pediu para incluir em uma edição extra do Diário Oficial a indicação do advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga aberta no STF com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio. “Terrivelmente evangélico”, como afirmou o próprio Bolsonaro, Mendonça sempre foi mais cotado para a vaga. Saiba mais aqui.

O Assunto

O presidente atenta sem trégua contra o sistema de votação que lhe deu a vitória em 2018. E agora também militares lançam ameaças de ruptura da ordem democrática. É golpe em andamento? Não é tão simples assim, e o podcast analisa o tema com Renata Lo Prete e Celso Rocha Barros, colunista da Folha de S.Paulo. Ouça:

📊 Pesquisa Datafolha

Pesquisa Datafolha publicada pela Folha de S.Paulo aponta que 24% dos entrevistados aprovam a atuação dos ministros do STF, enquanto 33% reprovam. Outros 36% consideram o desempenho da Corte regular. Veja os dados do levantamento.

DJ Ivis

Entenda o caso de agressão envolvendo o DJ Ivis
Entenda o caso de agressão envolvendo o DJ Ivis

A ex-mulher de DJ Ivis, Pamella Hollanda, e outras duas testemunhas foram ouvidas pela Polícia Civil do Ceará para apurar a agressão registrada em vídeo. As imagens, divulgadas pela própria Pamella, mostram o DJ dando chutes e socos na ex-mulher. Conhecido como um dos expoentes da pisadinha, DJ Ivis é responsável por emplacar a música “Esquema preferido” no topo das paradas de streaming no Brasil. Ele também era produtor de Xand Avião, mas foi demitido após a repercussão do caso.

E, no Ceará, as emissoras de rádios decidiram tirar da programação as músicas do DJ Ivis.

Caso Marielle e Anderson

O vazamento de informações sigilosas, segundo o Ministério Público do RJ, coloca em risco a segurança das investigações da morte de Marielle Franco e Anderson Gomes. O inquérito perdeu três peças importantes na última semana: as promotoras Simone Sibilio e Letícia Emile – que integravam a força-tarefa do MPRJ e pediram exoneração após queixas de interferências externas na investigação – e o responsável pela Delegacia de Homicídios, delegado Moysés Santana. Em pouco mais de três anos, foi a quarta troca no comando na delegacia que apura a execução da vereadora e o motorista.

Sobrecarga feminina

O Profissão Repórter desta terça vai mostrar como têm vivido as mulheres, a parte da população mais impactada pela pandemia. O aumento de trabalho dentro e fora de casa, a perda de renda, o risco e o medo de adoecer durante a gravidez estão entre as histórias de mães atarefadas e exaustas com a crise econômica e o aumento das tarefas de cuidado.

Números da pandemia

O Brasil registrou 18.824 casos diários de Covid em 24 h. Esse é o menor número desde janeiro. A média de mortes também caiu 19% em duas semanas e só dois estados apresentam tendência de alta: Acre e Paraná. O país ultrapassou 534 mil mortes desde o início da pandemia.

…. E da vacinação

Pelo menos 8 capitais e o DF decidiram antecipar a aplicação da segunda dose da vacina em até 30 dias. O total de vacinas aplicadas no Brasil, somando a primeira, segunda dose e dose única. Até agora, 14,6% dos brasileiros está com a vacinação completa.

Energia e saneamento

As famílias brasileiras gastam menos com serviços de saneamento básico do que com energia elétrica e serviços de telecomunicação. É o que aponta um estudo do Instituto Trata Brasil, em parceria com a consultoria Ex Antes. Segundo dados do IBGE, a despesa média com água e esgoto dos brasileiros é de R$ 68,20 por mês. Já os custos mensais com energia chegam a R$ 124,75 e, com telecomunicações, a R$ 117,31.

Prouni 2021

As inscrições para o Prouni 2021 abrem hoje e se encerram na sexta-feira (16). O programa seleciona candidatos para bolsas parciais e integrais em universidades particulares. Os alunos devem ter participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de médias das notas. Saiba quais categorias podem concorrer ao programa e como participar.

Protestos em Cuba

Joe Biden declarou apoio aos manifestantes cubanos que saíram às ruas contra o governo no último domingo (11). Com um cenário de fome, falta de medicamentos, aumento de casos de covid-19 e frequentes apagões, esta é a pior crise econômica vivida por Cuba desde a década de 1990, com o colapso da União Soviética.

Apesar de declarar apoio aos protestos do povo cubano, os EUA não deram qualquer indicação de dar fim ao embargo econômico imposto ao país. Algumas das sanções haviam sido retiradas ou flexibilizadas durante o governo Obama, mas foram reimpostas na gestão de Donald Trump. O presidente de Cuba Miguel Diaz-Canel culpou o embargo econômico dos EUA e chamou os manifestantes de mercenários contratados pelo governo norte-americano, que nega as acusações.

Hoje é dia do Rock

O rock ainda está longe da popularidade que já teve, mas comemora seu dia em bom momento de dois artistas que renovam o público: a americana Olivia Rodrigo e a banda italiana Måneskin. Os artistas jovens que vêm provando aos fãs – que viam o estilo virar coisa do passado – que ainda há motivos para comemorar a data.

Faloplastia

O cantor sertanejo Tiago, da dupla com Hugo, se submeteu a uma cirurgia de aumento peniano na semana passada. Ele conversou com o G1 48 horas depois do procedimento e contou como foi. Já o cirurgião plástico Cláudio Pereira de Souza, responsável pela operação do cantor, explicou quais são as etapas da faloplastia e contou quanto o paciente pode ganhar em centímetros e diâmetro.

Novidade no app do G1

aplicativo do G1 agora permite salvar conteúdos para ver e ler depois, gratuitamente. Se você já tem o app, basta seguir estes 3 passos:

Você viu? 👀

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 13 DE JULHO DE 2021 POR G1

SAIBA QUAIS OS PRÓXIMOS MINISTROS DO STF À SE APOSENTAREM APÓS MARCO AURÉLIO

Após Marco Aurélio, veja quem são os próximos ministros do STF a se aposentar

Ministro indicado por Fernando Collor de Mello permaneceu 31 anos na Suprema Corte

Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo*
Atualizado 12 de julho de 2021 às 09:04
Marco Aurélio Mello Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello
Foto: Rosinei Coutinho / SCO / STF / CP

Marco Aurélio Mello encerra nesta segunda-feira (12) uma carreira de 31 anos como ministro do Supremo Tribunal Federal. Indicado em 1990 pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello, o ministro completa 75 anos neste dia e, por regras do regimento da casa, terá aposentadoria compulsória.

A saída do decano deixa em aberto uma das 11 cadeiras da Suprema Corte, que renova-se com novas indicações feitas pelos presidentes. Em outubro de 2020, o então ministro Celso de Mello deixou o posto pouco antes de completar a idade máxima para exercer a função, e teve como substituto Kássio Nunes Marques, o primeiro indicado de Jair Bolsonaro (sem partido) para o Supremo.

Esta é a última troca de ministros até as Eleições 2022, o que significa que Bolsonaro indicará apenas mais um candidato para o Supremo, ao menos em seu primeiro mandato. O nome aventado para substituir Marco Aurélio é o do atual Advogado-Geral da União André Mendonça, citado por Bolsonaro em uma reunião ministerial como seu escolhido. Para passar a integrar a Corte, Mendonça deve ser sabatinado e aprovado pela maioria do Senado Federal.

A idade de 75 anos como limite para aposentadoria compulsória do serviço público está em vigor desde 2015, na época do governo Dilma Rousseff (PT). Naquela ocasião, com a base governista em avançado processo de esfacelamento, a Câmara dos Deputados, sob liderança do então presidente Eduardo Cunha, aprovou a ampliação de 70 para 75 anos a idade de aposentadoria compulsória.

Na prática, a proposta de Emenda à Constituição retirou de Dilma as chances de nomear mais quatro ministros que se aposentariam até 2018. Entretanto, o tema voltou ser discutido entre parlamentares da base de apoio a Bolsonaro. A deputada Bia Kicis (PSL-DF) apresentou uma nova PEC para revogar a regra em vigor e restabelecer a idade de 70 anos como limite, ampliando o número de indicações que poderiam ser feitas por Bolsonaro.

Além da idade, os ministros também podem ser substituídos se pedirem por aposentadoria antecipada – como ocorreu com Celso de Mello em 2020 e Joaquim Barbosa em 2014 – ou se vierem a óbito, caso do ex-ministro Teori Zavascki, morto em um acidente de avião em 2017.

Próximos ministros do Supremo a se aposentar por critérios de idade

– Ricardo Lewandowski: maio de 2023 (indicado por Lula em 2006)

– Rosa Weber: outubro de 2023 (indicada por Dilma em 2011)

– Luiz Fux: abril de 2028 (indicado por Dilma em 2011)

– Cármen Lúcia: abril de 2029 (indicada por Lula em 2006)

– Gilmar Mendes: dezembro de 2030 (indicado por FHC em 2002)

– Edson Fachin: fevereiro de 2033 (indicado por Dilma em 2015)

– Luís Roberto Barroso: março de 2033 (indicado por Dilma em 2013)

– Dias Toffoli: novembro de 2042 (indicado por Lula em 2009)

– Alexandre de Moraes: dezembro de 2043 (indicado por Temer em 2017)

– Nunes Marques: maio de 2047 (indicado por Bolsonaro em 2020)

*Com informações de Leonardo Lellis, da CNN, em São Paulo

Continuar lendo SAIBA QUAIS OS PRÓXIMOS MINISTROS DO STF À SE APOSENTAREM APÓS MARCO AURÉLIO

COMEÇAM NESTA TERÇA-FEIRA (13) AS INSCRIÇÕES PARA O PROUNI

Inscrições para o Prouni começam nesta terça-feira (13)

Inscrição é gratuita e pode ser feita no site do Programa

Nathallia Fonseca*, da CNN, em São Paulo
 Atualizado 13 de julho de 2021 às 04:33
Inscrições para o Prouni estão abertasInscrições para o Prouni estão abertas Foto: Aloisio Mauricio/FotoArena/Estadão Conteúdo

Estudantes sem diploma de nível superior que pretendem concorrer às bolsas do Programa Universidade Para Todos (Prouni) devem realizar a inscrição, a partir de hoje, até o dia 16 de julho. Para participar da seleção, que visa o segundo semestre deste ano, é necessário comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Para se inscrever, o estudante deve preencher o formulário na página do Prouni escolhendo até duas possibilidades de instituição e curso, entre as disponíveis, por ordem de preferência. Caso seja selecionado, a prioridade será da primeira instituição sinalizada. O processo é gratuito.

Os critérios para o Prouni envolvem média mínima de 450 no Enem mais recente, sem a possibilidade de zerar a prova de redação. Não é necessário, porém, fazer vestibular – embora as instituições de ensino estejam autorizadas a realizar um novo processo seletivo e igualmente gratuito entre os pré-selecionados.

As modalidades de participação são para os estudantes que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública, ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola; estudantes com deficiência, neste caso, não é necessário ter cursado todo ensino médio na rede pública ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola e, por fim, professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Fonte: CNN

Continuar lendo COMEÇAM NESTA TERÇA-FEIRA (13) AS INSCRIÇÕES PARA O PROUNI

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 12 DE JULHO DE 2021 POR G1

Segunda-feira, 12 de julho

 

Por G1

 

Datafolha aponta que a maioria dos brasileiros é contrária à participação de militares da ativa em atos políticos e em cargos no governo federal. Novo calendário da vacinação em SP. A média móvel de mortes por Covid no Brasil continua caindo. Cuba sob tensão. Vídeo mostra DJ Ivis agredindo a ex-mulher na frente da filha. Um bilionário no espaço. Veja mais da história de “Bipolar”, o funk mais ouvido do Brasil.

Vacina, sim 💉

Hoje a cidade de SP vacina quem tem 37 anos. Ontem, Doria anunciou um novo calendário e a meta de imunizar toda a população adulta do estado com pelo menos uma dose até 20 de agosto. Depois disso, o plano é vacinar os adolescentes entre 12 e 17 anos. Veja aqui o novo cronograma. Na cidade do Rio de Janeiro, começa a imunização de quem tem menos de 40 anos. Hoje é a vez das mulheres de 39 anos.

Mais sobre a pandemia

A média móvel de mortes por Covid no Brasil continua caindo. Está em 1.296 óbitos por dia, patamar mais baixo desde 2 de março. Mas ainda é muita coisa. A doença matou mais de 533 mil pessoas.

São 30,5 milhões as pessoas com vacinação completa no Brasil, ou 14,4% da população. Saiba como está no seu estado. E um estudo divulgado ontem à noite pelo Fantástico mostra a importância da vacinação. Segundo dados analisados pela Universidade Federal de Pelotas, mais de 60 mil vidas de pessoas com mais de 60 anos foram salvas.

Protestos em Cuba

Manifestantes foram às ruas em Cuba aos gritos de “liberdade” e “abaixo a ditadura”, em cenas raras no país. O agravamento da pandemia da Covid-19 e a situação econômica, a pior em 30 anos, motivaram as marchas em Havana e em outras cidades (veja no vídeo abaixo). O governo cubano diz que a mobilização está ligado aos Estados Unidos, interessados em desestabilizar a ilha.

Manifestantes gritam "liberdade" e "pátria livre" em protestos em Cuba
Manifestantes gritam “liberdade” e “pátria livre” em protestos em Cuba

DJ Ivis

Vídeos gravados por câmera de segurança interna mostram Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, agredindo a ex-mulher na frente da filha e de outras duas pessoas. As imagens são duras: confira no vídeo abaixo. Não é possível identificar os dias em que as agressões aconteceram, mas a vítima, Pamella Holanda, compartilhou as imagens em rede social.

A produtora Vybbe, responsável pelo gerenciamento da carreira do DJ Ivis, informou que desligou o artista da empresa, após a divulgação dos vídeos.

E famosos, entre os quais Solange Almeida, Xand Avião, Zé Vaqueiro e Rodrigo Barão, repudiaram agressões e prestaram solidariedade a Pamella.

Ex-mulher de DJ Ivis publica vídeo sendo agredida pelo artista em apartamento de Fortaleza
Ex-mulher de DJ Ivis publica vídeo sendo agredida pelo artista em apartamento de Fortaleza

Viagem ao espaço

Foi dada a largada. A corrida espacial dos bilionários começou com um voo bem-sucedido de Richard Branson, fundador do grupo Virgin. O empresário e mais 5 tripulantes deixaram a atmosfera terrestre por alguns instantes em um foguete de sua própria empresa de turismo espacial, a Virgin Galactic. O vídeo abaixo mostra o momento em que o foguete se solta do avião que fez a parte inicial da viagem e atinge o espaço. Todo o percurso durou cerca de 20 minutos.

VÍDEO: Veja os melhores momentos do voo de Richard Branson ao espaço
VÍDEO: Veja os melhores momentos do voo de Richard Branson ao espaço

A Virgin Galactic já havia feito outras viagens espaciais, mas essa foi a primeira com tripulação completa. O teste é importante porque a empresa pretende levar turistas ao espaço em 2022. Interessou? Até agora, cerca de 600 pessoas compraram passagens que variam de US$ 200 mil a US$ 250 mil.

Por falar nisso…

No dia 20, quem deve ver a Terra de cima é Jeff Bezos, o fundador da Amazon. Ele deve viajar acompanhado de Wally Funk, uma pioneira do setor aeroespacial de 82 anos que fez o treinamento da Nasa mas nunca foi ao espaço.

Datafolha

  • Sim: 34%
  • Não: 62%
  • Não sabem: 4%

O levantamento também perguntou: militares deveriam ou não ter cargos no governo?

  • Sim: 38% (eram 43% em maio de 2020 e 41% em maio deste ano)
  • Não: 58% (eram 52% em maio de 2020 e 54% em maio deste ano)
  • Não sabem: 4% (eram 5% em maio de 2020 e 5% em maio deste ano)

O Assunto

O vale-tudo das “narrativas”, a palavra que se perdeu numa epidemia de usos equivocados, quase sempre voltados ao diversionismo e à tentativa de ocultar verdades inconvenientes. Ouça a análise no podcast.

G1 ouviu

Nesta semana, o podcast de música do G1 conta a história de “Bipolar”, o funk mais ouvido do Brasil. Sucesso no TikTok, o hit de MC Davi e DJ 900 tem mais de 125 mil visualizações no YouTube.

Concursos

Pelo menos 130 concursos públicos estão com inscrições abertas nesta segunda-feira, reunindo uma oferta de mais de 26,9 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Salários chegam a R$ 28,8 mil nos processos seletivos abertos pelos tribunais de Justiça de Goiás e do Paraná.

Futebol

No sábado, a Argentina conquistou a Copa América após vencer o Brasil por 1 a 0. Foi o primeiro título de Messi pela seleção principal. E a Itália ganhou a Eurocopa nos pênaltis.

Ontem, o Flamengo venceu sob olhares de seu novo treinador, Renato Gaúcho. O Palmeiras lidera o Brasileirão. Clique aqui e veja os resultados do final de semana e a classificação. Abaixo, veja os gols.

Gols do Fantástico: Palmeiras é o líder do Brasileirão com 25 pontos
Gols do Fantástico: Palmeiras é o líder do Brasileirão com 25 pontos

Desligou no fim de semana? Teve isso

 

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 12 DE JULHO DE 2021 POR G1

SEGUNDO OMAR AZIZ, PRESIDENTE DO SENADO GARANTE A EXTENSÃO DA CPI DA PANDEMIA

Aziz diz que Pacheco irá estender prazo da CPI da Pandemia

Presidente da CPI da Pandemia diz à CNN, porém, que presidente do Senado mantém intenção de decretar recesso parlamentar caso LDO seja aprovada na quinta (15)

Gustavo Uribe

Por Gustavo Uribe, CNN  

11 de julho de 2021 às 11:56

Senadores na CPI da PandemiaFoto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), disse à CNN Brasil que o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), informou que irá fazer na próxima terça-feira (13) a leitura de requerimento que garante a extensão da comissão de inquérito até outubro.

Inicialmente, a CPI da Pandemia seria encerrada no dia 7 de agosto, com prazo de funcionamento de 90 dias. O regimento prevê que ela pode ser prorrogada por até 90 dias, se for apresentado requerimento assinado por, pelo menos, um terço dos integrantes do Senado Federal.

Aziz disse, no entanto, que Pacheco mantém a posição de cumprir o recesso parlamentar caso a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) seja votada. A expectativa é de que a proposta seja analisada na quinta-feira (15).

Para garantir o funcionamento da CPI da Pandemia na segunda quinzena de julho, parlamentares oposicionistas pretendem obstruir a sessão parlamentar. Caso a proposta não seja votada, deve ser instituído o chamado “recesso branco”, o que garantiria que a comissão parlamentar não fosse interrompida.

O presidente da CPI da Pandemia disse ainda que mesmo que o representante da Davati Supply, Cristiano Carvalho, consiga decisão judicial para se manter em silêncio em depoimento na próxima sexta-feira (16), não haverá mudança de depoente.

Para evitar que se repita o ocorrido com o empresário Carlos Wizard, que não respondeu a perguntas na CPI da Pandemia, senadores oposicionistas e independentes têm defendido a antecipação do depoimento do líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), marcado inicialmente para o dia 20.

Continuar lendo SEGUNDO OMAR AZIZ, PRESIDENTE DO SENADO GARANTE A EXTENSÃO DA CPI DA PANDEMIA

SEGUNDO MINISTRO MARCO AURÉLIO, SAI DO STF COM SENTIMENTO DE DEVER CUMPRIDO

Marco Aurélio manda recado a futuro substituto no STF: ‘Não agradeça com a capa’

Após 31 anos na Corte, ministro se aposenta nesta segunda-feira (12), dia em que chega aos 75 anos, idade-limite para ocupar cadeira no Supremo

Galton Sé, da CNN, em Brasília

11 de julho de 2021 às 20:41

Ministro Marco Aurélio durante sessão da 1ª turma (08/08/2006)Ministro Marco Aurélio durante sessão da 1ª turma (08/08/2006)Foto: Arquivo/Supremo Tribunal Federal

Após 31 anos como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello se aposenta nesta segunda-feira (12). Sobre as mais de 3 décadas na Corte, o ministro afirmou à reportagem da CNN que sai com sentimento de dever cumprido e que, em todos esses anos, “sempre esteve na linha de frente e sempre pegando no pesado”.

Marco Aurélio desejou sorte ao indicado que irá ocupar a vaga deixada por ele, mas não poupou recados sobre a postura de um integrante da Suprema Corte. “Que o futuro ministro honre a cadeira, seja autêntico e saiba a envergadura que a cadeira do Supremo tem. Não se agradece com a capa”.

O presidente Jair Bolsonaro  (sem partido) já sinalizou que pretende indicar para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) o atual advogado-geral da União, André Mendonça. A nomeação de ministro do Supremo é prerrogativa do presidente da República, após aprovação do Senado Federal.

Marco Aurélio Mello

Nomeado em 1990 pelo então presidente Fernando Collor de Mello, Marco Aurélio completa 75 anos nesta segunda-feira (12), idade limite para permanecer no serviço público.

Continuar lendo SEGUNDO MINISTRO MARCO AURÉLIO, SAI DO STF COM SENTIMENTO DE DEVER CUMPRIDO

PRESIDENTE DA CÂMARA SE POSICIONOU CONTRA DAR PROSSEGUIMENTO AOS PEDIDOS DE IMPEACHMENT CONTRA O PRESIDENTE BOLSONARO

Análise: Lira não vê impeachment como possibilidade e defende mudança no sistema

Analistas destacam pontos da entrevista exclusiva do presidente da câmara, Arthur Lira, concedida à CNN

Iuri Pitta
Renata Agostini
Daniela Lima
Gustavo Uribe

Por Iuri PittaRenata AgostiniDaniela Lima e Gustavo Uribe,

CNN  da CNN em São Paulo

 Atualizado 10 de julho de 2021 às 15:46

Análise: Lira não vê impeachment como possibilidade e defende mudança no sistema

Em entrevista exclusiva à CNN neste sábado (10), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), em que se posicionou contra dar prosseguimento aos pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Nesse momento ele [Lira] se coloca como independente, como alguém que entende que esse momento é delicado, mas que as decisões não podem ser precipitadas em relação ao impeachment”, destaca Renata Agostini.

Agostini analisa que, durante a entrevista, Lira disse que não vê espaço para impeachment neste momento e que têm dúvidas se este movimento é o que a oposição realmente defende. Ela destaca um ponto quando Lira diz que não há como todo presidente do Brasil sofrer processos de impeachment e, por isso, ele se pergunta: será que não é o caso de o Parlamento se debruçar e na discussão sobre o semipresidencialismo, ou seja, uma constituição parlamentarista com o sistema atual presidencialista?

Agostini destaca que embora o debate público sobre a mudança no sistema eleitoral estivesse em curso, a entrevista foi o momento em que Arthur Lira falou publicamente que corrobora e quer trabalhar para que o sistema presidencialista, tal como funciona hoje, seja mudado.

Outro ponto importante na fala do presidente da Câmara foi a respeito das Forças Armadas. Ele reiterou o compromisso não só dele, mas do Parlamento em defender as instituições democráticas e deu um recado às Forças Armadas ao afirmar que comandantes militares não têm que dar opinião política.

Embora Arthur Lira tenha sinalizado que realizar uma mudança no sistema presidencialista seja importante para que 2022 seja um regime transitório, Gustavo Uribe analisa que em “ano pré-eleitoral é muito difícil a aprovação de medidas que tenham um certo impacto na sociedade, que são medidas polêmicas.”

Além disso, Uribe comenta que tal mudança deveria ser acatada pelo presidente que estiver ocupando o cargo a partir das próximas eleições.

“O sistema semipresidencialista enfraquece um pouco o poder do executivo, isso tem que ser bastante discutido com os partidos políticos e até com os próximos candidatos. O candidato que entrar em 2022, ou a reeleição de Bolsonaro, terá de se readaptar a este sistema. Precisa ver se este candidato estará disposto a abrir mão de bastante poder.”

(Publicado por Marina Motomura)

Continuar lendo PRESIDENTE DA CÂMARA SE POSICIONOU CONTRA DAR PROSSEGUIMENTO AOS PEDIDOS DE IMPEACHMENT CONTRA O PRESIDENTE BOLSONARO

PREFEITO DE RECIFE ACREDITA QUE SERÁ POSSÍVEL REALIZAR CARNAVAL EM 2022, MAS DECISÃO CABERÁ AS AUTORIDADES SANITÁRIAS

Se houver autorização sanitária, faremos Carnaval, diz prefeito do Recife

Em entrevista à CNN, João Campos (PSB) disse que, até o fim de setembro, todos com mais de 18 anos terão tomado a primeira dose na cidade

Produzido por Layane Serrano, Da CNN, em São Paulo

10 de julho de 2021 às 16:44

Se houver autorização sanitária, faremos Carnaval, diz prefeito do Recife

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), acredita que será possível realizar o carnaval em 2022 na cidade, mas a decisão caberá às autoridades sanitárias. Em entrevista à CNN na tarde deste sábado (10), ele conta também as medidas adotadas para evitar que a população recuse se vacinar por querer escolher o tipo de imunizante.

“A autorização para a realização ou não [do Carnaval] será das autoridades sanitárias. Vamos deixar tudo feito como se pudesse ter e, as autoridades sanitárias autorizando, faremos o maior Carnaval da história. Não vai depender apenas de um desejo nosso”, diz.

Depois da medida que pune com proibição de reagendamento da vacinação por 60 dias a quem se recusar a tomar a dose por querer escolher o fabricante, o número de imunizados cresceu, afirma Campos.

“Na cidade o sistema é 100% digital, toda pessoa que se vacina escolhe o dia, local e horário, só não pode escolher a vacina que vai tomar. Publiquei um decreto regulamentando, dando direito inclusive à defesa caso a pessoa tenha o cadastro bloqueado. A gente percebe uma elevada redução de pessoas que deixaram de se vacinar”.

Recife também está com um ritmo acelerado de vacinação, conta o prefeito. “Batemos essa semana 1 milhão de pessoas vacinadas, 60% de quem tem mais de 18 anos já tomou a primeira dose, isso é maior que a média nacional, que é em torno de 40%. O esquema vacinal está bastante acelerado e todo mundo que está agendado para o dia tem a vacina à disposição”, afirma.

Há uma previsão de quando todos os maiores de 18 anos terão recebido pelo menos a primeira dose. “Estamos vacinando desde o início dessa semana pessoas com 37 anos ou mais, além dos grupos prioritários. O gargalo é a entrega de vacinas por parte do Ministério da Saúde. Se o calendário original for mantido, até o final de setembro garantimos a primeira dose para todos maiores de 18 anos”.

Continuar lendo PREFEITO DE RECIFE ACREDITA QUE SERÁ POSSÍVEL REALIZAR CARNAVAL EM 2022, MAS DECISÃO CABERÁ AS AUTORIDADES SANITÁRIAS

SEGUNDO SENADOR, BOLSONARO AGE COM AUTENTICIDADE E SOFRE COM FALAS RETIRADAS DE CONTEXTO

Não vejo qualquer ameaça nas falas de Bolsonaro, diz senador governista

 

Para Marcos Rogério (DEM-RO), Bolsonaro age com ‘autenticidade’ e sofre com falas ‘retiradas de contexto’

Elis Franco e Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 09 de julho de 2021 às 22:24

Não vejo qualquer ameaça nas falas de Bolsonaro, diz senador governista | EXPRESSO CNN - YouTube

O senador Marcos Rogério (DEM-RO), integrante da base governista e membro titular da CPI da Pandemia, afirmou à CNN nesta sexta-feira (9) não ver nenhuma ameaça do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à democracia brasileira. Para o parlamentar, o presidente da República se comunica de modo “autêntico”, tem suas falas tiradas de contexto e costuma reafirmar seu compromisso com a democracia e com a Constituição Federal.

“Não vejo nas falas do presidente Bolsonaro qualquer ameaça, seja à democracia ou à ordem democrática, ou ao estado de direito”, disse o senador. “São falas que, se não tiver esse filtro da consideração de quem é Bolsonaro, de como ele se expressa, pode ter uma leitura diferente, mas eu não vejo nele, em nenhum momento, qualquer tipo de ameaça à democracia”.

A defesa de Marcos Rogério tem como plano de fundo declarações de Bolsonaro a apoiadores feitas nesta sexta-feira. O presidente disse que não teria problemas em ser sucedido no cargo por outra pessoa, desde que a eleição ocorra com “voto auditável e confiável”, em referência ao voto impresso, uma bandeira de Bolsonaro. Segundo o presidente, se não houver voto impresso, “corremos o risco de não termos eleições no ano que vem”.

Em sua fala na manhã desta sexta-feira, Bolsonaro também atacou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, crítico da proposta de voto impresso e defende que o sistema eleitoral brasileiro é robusto e confiável. Bolsonaro disse que Barroso é “imbecil” e “idiota”.

Em nota, o TSE respondeu que “a realização de eleições, na data prevista na Constituição, é pressuposto do regime democrático” e que “qualquer atuação no sentido de impedir a sua ocorrência viola princípios constitucionais e configura crime de responsabilidade”.

‘Estilo’ do presidente agrada seus eleitores

“Ele sempre foi assim, desde quando era deputado federal, e talvez tenha sido eleito presidente da República justamente por essa autenticidade, por falar o que pensa, como pensa, e às vezes falar até sem pensar algumas coisas, mas é o jeito do presidente Bolsonaro”, disse Marcos Rogério.

“Muitos são bolsonaristas justamente por gostar desse estilo. Mas se você disser [a mim], ‘você concorda com essas expressões?’ Não.”, continuou.

O senador por Rondônia disse também que nunca o presidente da República, mesmo quando era deputado, se manifestou de maneira que atentasse contra os princípios constitucionais.

Questionado sobre declarações públicas de Bolsonaro, como a defesa da tortura por parte do estado na ditadura militar, ou os elogios feitos a Hugo Chávez e Alberto Fujimori quando esses líderes políticos fecharam os Congressos de seus países, Marcos Rogério disse que respeita “a opinião do eleitor”, que elegeu Bolsonaro mesmo conhecendo o perfil do então deputado, hoje presidente.

“São frases, falas, aqui e acolá, às vezes retiradas de contexto”, disse o político, que na sequência defendeu a solidez das instituições democráticas brasileiras e afirmou que “não é uma condição unilateral que vai determinar o rompimento desse status tão caro para o Brasil”.

Pesquisas

Quando perguntado sobre o mau momento de Bolsonaro nas pesquisas eleitorais para a 2022 e também sobre a crescente desaprovação ao governo federal, o senador Marcos Rogério disse ser “um pouco cético com pesquisas”, mas reconheceu ser necessária a consideração de que “o cenário que nós temos”. “Estamos no meio de uma pandemia, onde você tem reflexos sociais, econômicos, há uma inquietação”.

Para o senador, o cenário do Brasil neste momento será substituído nos próximos meses por condições melhores, conforme avançar a vacinação contra a Covid-19.

Fonte: CNN

 

Continuar lendo SEGUNDO SENADOR, BOLSONARO AGE COM AUTENTICIDADE E SOFRE COM FALAS RETIRADAS DE CONTEXTO

POPULAÇÃO IMUNIZADA DIFICULTA O ENSAIO CLÍNICO DA BUTANVAC

Butanvac: como fazer os testes se parte da população já está imunizada?

Agora não é mais possível – nem ético – manter grupos de voluntários que receberão apenas placebo das vacinas contra a Covid-19

Júlia Marques, do Estadão

 Atualizado 09 de julho de 2021 às 21:02

Butanvac Instituto ButantanO governo do estado de São Paulo anunciou a criação da Butanvac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida integralmente pelo Instituto ButantanFoto: LECO VIANA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

Cientistas brasileiros tentam desenvolver uma vacina contra a Covid-19 capaz de tirar o país da dependência de importações. Nesta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o início dos ensaios clínicos da Butanvac, candidata a imunizante testada pelo Instituto Butantan.

Mas os pesquisadores por trás desses projetos têm outro – e não menos importante – problema a resolver. Como testar novas vacinas se boa parte da população já está imunizada ou na beira da fila para conseguir sua dose?

O avanço da vacinação contra a Covid-19 impõe mudanças no desenho de testes para as vacinas brasileiras. Diferentemente do cenário de um ano atrás, agora não é mais possível – nem ético – manter grupos de voluntários que receberão apenas placebo. E, mesmo que os estudos comecem com jovens não imunizados, cedo ou tarde eles serão chamados pelo plano nacional de vacinação. E acabariam largando as pesquisas.

Por isso, no Brasil, as pesquisas brasileiras de vacinas preveem medir a eficácia em comparação com imunizantes que já existem no mercado, o que dispensa a necessidade de ter pessoas não vacinadas nas pesquisas. Esses ensaios são chamados de estudos de não inferioridade. Basicamente, o que se mede é se a nova vacina tem desempenho semelhante ou não inferior em relação ao imunizante com a qual ela vai ser comparada.

Como as novas vacinas brasileiras serão testadas?

Vacinas brasileiras mais adiantadas, como a Butanvac, produzida pelo Butantan, serão testadas na comparação com outra vacina que já está no mercado. Dessa forma, todos os voluntários que participarão do estudo receberão vacinas – uma parte será vacinado com um imunizante que já existe (como a Coronavac) e a outra parte com a nova vacina que se quer testar. No caso da Butanvac, a primeira fase do ensaio clínico ainda usará placebo nos voluntários, mas nas fases posteriores, todos receberão vacina (ou a Coronavac ou a Butanvac).

Como testar as vacinas sem grupo placebo?

Uma das dificuldades ao se fazer estudos comparativos, neste momento, é conseguir as doses para o grupo controle. Se todos os voluntários vão receber vacinas, será preciso então ter doses disponíveis dos imunizantes que já existem no mercado para fazer os testes. Ocorre que as doses hoje aplicadas no Brasil são exclusivas para o Plano Nacional de Imunização (PNI). Não é possível, simplesmente, deslocar doses do PNI para os ensaios clínicos. Os cientistas já estão esbarrando nessa dificuldade antes mesmo do início dos testes em humanos.

Uma das vacinas mais adiantadas, a Spintec, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), deve ser testada de modo comparativo a outro imunizante que já existe. Os ensaios em humanos vão começar só no ano que vem, mas a Anvisa sugeriu que experimentos com animais já fossem desenvolvidos de modo comparativo – ou seja, que os cientistas usassem doses de vacinas disponíveis no mercado nos animais, para comparar com a Spintec.

“Hoje não temos vacina para fazer isso”, diz o virologista Flávio da Fonseca, responsável pelos estudos com a Spintec. Os pesquisadores acreditam que, no ano que vem, o cenário mude com a vacinação completa da população e que os imunizantes fiquem mais disponíveis para as pesquisas. No caso da Butanvac, esse problema tem solução mais fácil, já que a Coronavac é produzida no próprio Instituto Butantan.

Como verificar se as novas vacina são eficazes?

Os estudos comparativos podem medir o nível de resposta imune que a nova vacina gera, na comparação com a resposta imune provocada pelo imunizante que já existe no mercado. Exames laboratoriais seriam capazes, por exemplo, de medir a quantidade de anticorpos produzidos por uma e outra e fazer a comparação.

Só essa medida, no entanto, pode ser insuficiente para atestar a eficácia. Isso porque ainda não existe um consenso científico sobre qual anticorpo garante, necessariamente, a proteção da pessoa vacinada. A Anvisa explica que ainda é necessário que seja definido, internacionalmente, o que se chama de “correlato de proteção” para a covid-19.

Mas o que é esse correlato de proteção?

“Correlato de proteção envolve a definição de um anticorpo ?padrão-ouro? obtido pelas vacinas que são comprovadamente eficazes contra covid 19”, explica a Anvisa. As novas vacinas seriam, então, observadas quanto a possibilidade de gerar este mesmo anticorpo. Mas esse debate sobre correlato de proteção “é uma discussão internacional e sobre a qual ainda não existe consenso”, afirma a agência.

Segundo a Anvisa, “mesmo fazendo um estudo comparativo e estabelecendo uma proposta de comparação entre vacinas, os estudos de fase 3 seriam necessários para verificar o desempenho na prevenção de casos graves e sintomáticos de uma vacina versus outra”.

E quais são as perspectivas de tempo de testes das vacinas?

Mantida a exigência de fase 3, é provável que os testes com as vacinas brasileiras demorem mais do que os estudos realizados até agora. Em um estudo comparativo, em que ambos os grupos tomam vacinas, aguardar casos de infecções ou hospitalizações pode demorar muito tempo ou exigir número grande de participantes. Os testes com as vacinas contra a covid-19 que conhecemos hoje andaram rapidamente, entre outros motivos, porque havia alta circulação do vírus e boa parte da população estava desprotegida.

O Butantan estima 17 semanas para concluir os testes da Butanvac, a partir do começo dos ensaios clínicos. Já para Spintec, da UFMG, os pesquisadores preveem conclusão dos estudos só na metade de 2022. Sobre a Versasume, desenvolvida pela USP Ribeirão Preto, a expectativa também é de concluir essa fase da pesquisa só em 2022.

Fonte: CNN
Continuar lendo POPULAÇÃO IMUNIZADA DIFICULTA O ENSAIO CLÍNICO DA BUTANVAC

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 09 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. CPI continua debruçada sobre o escândalo Covaxin e ouve hoje mais um servidor do Ministério da Saúde. Bolsonaro diz que não responderá à carta de senadores cobrando que confirme ou negue as denúncias dos irmãos Miranda. A sucessão no STF é tema do podcast O Assunto. Veja o impacto da inflação nos alimentos e entenda a influência da variante delta na decisão de algumas cidades de antecipar a 2ª dose da vacina contra a Covid.

Covaxin sob suspeita

CPI da Covid continua investigando irregularidades no contrato da Covaxin. Quem depõe hoje é o servidor William Santana. Ele atuou no processo de aquisição da vacina indiana e foi apontado pela fiscal do contrato Regina Célia Oliveira como um dos responsáveis pelas “pressões atípicas” exercidas em favor de sua importação.

Ainda ontem, a CPI enviou uma carta ao presidente Jair Bolsonaro, cobrando que ele esclareça se é verdade que atribuiu à Ricardo Barros as suspeitas de irregularidades nas negociações para a compra da Covaxin, como foi dito pelo deputado Luis Miranda em depoimento. O presidente mantém silêncio sobre o assunto há duas semanas.

“Não vou responder nada. Caguei para a CPI”, disse Bolsonaro ontem à noite.

Contrato 1.800% mais caro

Documentos a que a Globo teve acesso mostram que, na gestão de Roberto Dias, o Departamento de Logística do Ministério da Saúde aceitou pagar a uma empresa um valor 1.800% maior que o recomendado num parecer técnico. O ex-diretor é investigado por suposto pedido de propina de US$ 1 por dose de vacina. Assista à reportagem do JN.

Rejeição a Bolsonaro

Selo Datafolha com aprovação de Bolsonaro em 8 de julho de 2021 — Foto: Arte/G1Selo Datafolha com aprovação de Bolsonaro em 8 de julho de 2021 — Foto: Arte/G1

Levantamento do Datafolha divulgado ontem pelo site do jornal “Folha de S.Paulo” mostra que a rejeição ao governo Jair Bolsonaro chegou a 51%. É a pior marca registrada desde o início do mandato do presidente, em janeiro de 2019. Eram 45% no levantamento de maio. O índice de aprovação, que considera o governo ótimo ou bom, se manteve em 24%. Veja os números completos da pesquisa.

Sucessão no STF

O presidente Jair Bolsonaro assinou a aposentadoria de Marco Aurélio Mello, que deixará o Supremo Tribunal Federal (STF) na segunda-feira (12). A aposentadoria do ministro na corte foi publicada na edição desta sexta-feira do “Diário Oficial da União” (DOU).

Para a vaga de Mello, Bolsonaro já antecipou que irá indicar o advogado-geral da União (AGU), André Mendonça, cujo nome terá que ser aprovado pelo Senado.

Vacina e a variante delta

intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina AstraZeneca foi reduzido em cidades de ao menos cinco estados no Brasil. O Ministério da Saúde atualmente recomenda 12 semanas (três meses), mas o prazo foi encurtado por gestores que buscam ampliar a proteção da população contra a variante delta do coronavírus. Entenda a medida e saiba os riscos e os pontos positivos.

Inflação

Carnes, ovos, açúcar e verduras são alguns dos produtos do agro que ficaram mais caros no primeiro semestre deste ano, segundo dados divulgados pelo IBGE ao anunciar inflação de 8,35% em 12 meses.

Dos produtos do campo, alguns dos itens que mais avançaram entre janeiro e junho, na comparação com igual período de 2020, foram:

  • Açúcar refinado: 16,14%
  • Açúcar cristal: 14,25%
  • Verduras: 8,79%
  • Carnes: 7,25%
  • Aves e ovos: 6,87%

Fim da missão

Após quase 20 anos de guerra, os Estados Unidos anunciaram para 31 de agosto o fim da missão militar no Afeganistão. O conflito é considerado pelo país o mais longo, ultrapassando, inclusive, a Guerra do Vietnã.

A retirada vinha acontecendo progressivamente há meses e era uma das promessas de campanha do ex-presidente Donald Trump. Joe Biden deu continuidade após assumir o cargo, em janeiro.

Crise no Mercosul

Brasil recebeu ontem a presidência temporária do Mercosul da Argentina, que estava exercendo o cargo. Brasil e Uruguai têm um plano para mudar algumas regras do Mercosul, mas a Argentina não concorda. Se as discordâncias se intensificarem, o bloco pode retroceder a uma zona de livre comércio. Entenda aqui o que está em jogo.

Caso Evandro

Osvaldo Marcineiro, um dos condenados pelo assassinato do menino Evandro no início dos anos 90, falou sobre a prisão pelo desaparecimento e a morte da criança no litoral do Paraná. A entrevista é um capítulo extra da série “O caso Evandro”, disponível no Globoplay.

O crime aconteceu em 1992. O garoto, na época com seis anos, desapareceu no trajeto entre a casa e a escola. Dias depois, um corpo foi encontrado em um matagal sem alguns órgãos e com mãos e pés cortados. O caso provocou comoção nacional e teve ampla cobertura da imprensa. (veja abaixo)

Dos sete acusados, cinco chegaram a confessar o crime, mas depois alegaram que tinham sido torturados pela polícia.

'Série reflete muito a sociedade brasileira’, diz diretora de ‘O Caso Evandro’
‘Série reflete muito a sociedade brasileira’, diz diretora de ‘O Caso Evandro’

Luciano Szafir na UTI

Luciano com os filhos David, Mikael e Sasha — Foto: Reprodução/Redes sociaisLuciano com os filhos David, Mikael e Sasha — Foto: Reprodução/Redes sociais

Luciano Szafir permanece intubado e a filha do ator, Sasha Meneghel, pediu o apoio de seus seguidores nas redes sociais. Aos 52 anos, ele teve complicações da Covid-19 e passou por uma cirurgia de retirada no intestino. Ele foi transferido na quinta (8) do Hospital Samaritano, onde esteve internado desde 22 de junho, para o Copa Star, Zona Sul do Rio de Janeiro.

A despedida de Kleber

O sonho de um projeto solo e gravações de Marília Mendonça fizeram parte da carreira de Kleber Oliveira, o sertanejo que morreu aos 37 anos vítima da Covid na segunda (5). Ele estava completando dez anos da dupla Kleber e Kaue. Relembre os principais momentos da trajetória do cantor.

Brasileirão

Corinthians derrotou a Chapecoense graças a um gol de Jô (veja no vídeo abaixo). Confira a classificação e os jogos do final de semana.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians derrotou a Chapecoense por 1 a 0 em Santa Catarina
Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians derrotou a Chapecoense por 1 a 0 em Santa Catarina

Você viu?

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 09 DE JULHO DE 2021 POR G1

MINISTRO DA ECONOMIA PAULO GUEDES ADMITE MUDAR DOSAGEM DE REFORMA TRIBUTÁRIA

 

Para acalmar empresários, Guedes admite mudar dosagem de reforma tributária

Renata Agostini

Por Renata Agostini, CNN  

 Atualizado 08 de julho de 2021 às 20:31

Ministro da Economia, Paulo GuedesMinistro da Economia, Paulo GuedesFoto: REUTERS/Ueslei Marcelino/File Photo

Em encontro marcado às pressas com empresários em São Paulo nesta quinta-feira (8), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que está aberto a discutir o que ele chamou de  dosagem das mudanças nos tributos do país, modificando a alíquota sugerida pelo governo e até o prazo de implementação.

Na tentativa de acalmar o setor produtivo, que demonstra insatisfação com os termos da proposta, acenou com um corte de até dez pontos percentuais no imposto de renda das empresas.

O ministro disse, no entanto, não que não está disposto a mexer no formato da reforma tributária que foi apresentado.

Guedes reforçou que não abre mão de manter as principais linhas da reforma: unificação de impostos federais, redução do imposto de renda de pessoas jurídicas, taxação de lucros e dividendos e o fim da dedução dos juros sobre capital próprio, segundo relato feito à CNN por dois participantes do encontro.

Mas ele afirmou que já encomendou à Receita Federal um estudo para que seja possível cortar em dez pontos percentuais o imposto de renda de pessoas jurídicas. A proposta atual é de que a redução seja de cinco pontos – metade em 2022 e a outra metade em 2023.

Um corte mais agressivo nesse tributo ajudaria a diminuir a pressão para que o Congresso não aprove o retorno da cobrança sobre distribuição de lucros e dividendos.

O almoço, que reuniu empresários como Luiz Carlos Trabuco (Bradesco), Alberto Saraiva (Habib’s), Luis Henrique Guimarães (Cosan) e Jean Jereissati (Ambev), Washington Cinel (Gocil), Vander Giordano (Multiplan), Michael Klein (Via Varejo) aconteceu na casa de João Camargo, do grupo Esfera, e foi organizado de um dia para o outro.

Foi uma tentativa do ministro de acalmar os ânimos do empresariado num momento em que crescem as criticas à reforma tributária apresentada ao Congresso.

Em carta enviada na quarta-feira (7), ao presidente da Câmara, Arthur Lira, 120 entidades manifestaram descontentamento com a maneira como o Congresso e o governo estão conduzindo o debate sobre a mudança nos tributos. Eles criticaram o fato de a reforma estar tramitando apressadamente e alertaram para o risco de erros graves e de difícil reparação futura serem cometidos.

Guedes, com a ajuda do empresário João Camargo, fez então um ajuste na agenda para reunir grandes nomes do empresariado e reagir ao movimento para desidratar a reforma.

O ministro ouviu durante o almoço críticas como a de que o setor produtivo sairá prejudicado com a reforma. Representantes das empresas de shoppings, por exemplo, reclamaram que foram penalizados na pandemia e seriam onerados com aumento da carga tributária. Guedes ouviu também cobranças, como a falta de empenho do governo para aprovar a reforma administrativa.

No encontro, ele reforçou que não haverá aumento de carga tributária. Mas deixou claro que vê uma janela de oportunidade neste momento e que pretende usá-la para aprovar a mudança. Segundo ele, a oportunidade está na presidência de Arthur Lira e na solidez atual da base aliada do presidente Jair Bolsonaro no Congresso.

Guedes disse quem, por isso, não quer demorar muito nas discussões e vai trabalhar para aprovar o texto até o fim deste ano.

Ele citou o imposto sobre transações financeiras como um tributo que ele defendeu e ainda entende que é adequado, mas que não vê espaço no momento para propor.

 

Continuar lendo MINISTRO DA ECONOMIA PAULO GUEDES ADMITE MUDAR DOSAGEM DE REFORMA TRIBUTÁRIA

INTEGRANTES DAS FORÇAS ARMADAS ENTRARAM EM CONTATO COM PARLAMENTARES PARA EVITAR DESGASTE INSTITUCIONAL

Continuar lendo INTEGRANTES DAS FORÇAS ARMADAS ENTRARAM EM CONTATO COM PARLAMENTARES PARA EVITAR DESGASTE INSTITUCIONAL

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 08 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. A prisão de Roberto Dias na CPI repercute. Hoje, o depoimento é de Franciele Fantinato, ex-coordenadora do PNI. Ministério da Defesa diz que Aziz foi leviano ao associar militares a ‘falcatrua’. São Paulo terá comércio ampliado, eventos-teste e pode antecipar 2ª dose da vacina. A circulação da variante delta. O início da vacinação em voluntários da Butanvac.

A prisão de Roberto Dias na CPI

Roberto Dias é liberado após prestar depoimento e pagar fiança
Roberto Dias é liberado após prestar depoimento e pagar fiança

Ontem a CPI acabou em prisão. Ao final do depoimento, o presidente da comissão deu voz de prisão ao ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias. Aziz acusou Dias de mentir e ele foi conduzido para a Delegacia da Polícia do Senado.

Dias pagou fiança de R$ 1,1 mil e foi liberado no final da noite. O relatório do depoimento foi encaminhado ao Ministério Público. Veja um resumo no vídeo acima.

Roberto Dias foi convocado para dar explicações sobre as acusações de que teria pedido propina de US$ 1 por dose de vacina em negociações e teria pressionado um servidor do ministério a agilizar a aquisição da Covaxin. Antes de ser preso, ele negou as acusações.

E a declaração de Omar Aziz sobre o envolvimento dos militares nas denúncias de corrupção investigadas pela CPI irritou as Forças Armadas. O Ministério da Defesa chamou o senador de “leviano” e “irresponsável” em uma nota divulgada ontem. Aziz reagiu: ‘Pode fazer 50 notas contra mim, só não me intimida’.

Depoimento do dia

Hoje a CPI vai ouvir Francieli Fantinato, ex-diretora do Programa Nacional de Imunizações. Integrantes da comissão querem fazer uma acareação entre Francieli Fantinato e Luana Araújo, infectologista que chegou a ser anunciada secretária de Enfrentamento à Covid do ministério, mas não exerceu a função.

Segundo o requerimento de convocação de Francieli, apresentado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), a ex-coordenadora do PNI deverá ser questionada sobre a vacinação de grávidas.

O Assunto

Antes de ser preso, o ex-diretor de Logística Roberto Dias voltou suas baterias contra o coronel Elcio Franco, ex-número 2 do Ministério da Saúde e atualmente com cargo no Palácio do Planalto. A manobra é reveladora da disputa interna “entre um grupo estabelecido e um novo” na pasta. Ouça e entenda essa “luta de facções na Saúde”.

Variante delta pelo mundo

A variante delta já é responsável pela maioria dos casos de Covid em pelo menos cinco países. No Brasil, a cepa foi responsável por pelo menos duas mortes e foi identificada pela primeira vez nesta semana em um paciente em São Paulo. Ontem o governo confirmou a circulação da nova cepa no estado entre pessoas que não tiveram contato com viajantes e agora avalia antecipar a 2ª dose das vacinas.

Especialistas ouvidos pelo G1 avaliam como a delta se comportou nos países em que se tornou predominante e quais são os pontos de atenção para o Brasil, onde, por enquanto, predomina a transmissão da variante gama.

Pandemia no Brasil

média móvel de mortes por Covid ficou abaixo de 1,5 mil pela primeira vez em quatro meses. É o 11º dia seguido de queda em comparação à média de 14 dias atrás. O Brasil também registrou 3,3 milhões de doses de vacinas aplicadas nas últimas 24 horas. Até o momento, 13,6 % da população está totalmente imunizada.

Enquanto isso em SP…

Apesar das preocupações com a circulação da variante Delta, o governo de São Paulo ampliou o horário de funcionamento do comércio e capacidade de ocupação dos estabelecimentos. A medida vale a partir de sex-feira (9), feriado no estado. A partir do dia 17 de julho, o governo também pretende realizar 30 eventos-teste, entre festivais, shows, feiras e eventos esportivos.

Também foi anunciado o retorno das aulas presenciais nas universidades para agosto.

ButanVac

A Anvisa autorizou ontem o início da vacinação de voluntários com a ButanVac, primeira vacina brasileira contra a Covid sem necessidade de importar matéria-prima. Os testes clínicos serão desenvolvidos em três etapas. A primeira etapa vai envolver 418 voluntários selecionados e deve avaliar a segurança e quantidade ideal de dose a ser aplicada.

Energia em alta

Veja perguntas e respostas sobre o sistema de bandeiras e o peso na conta de luz. Entenda como funciona a cobrança adicional e como a maior crise hídrica em mais de 90 anos pode impactar o bolso do consumidor.

Presidente do Haiti é assassinado

O clima de incerteza política aumenta no Haiti após o assassinato do presidente Jovenel Moise. Ele foi morto em casa ontem, durante um ataque a tiros registrado em vídeo. Ainda não está claro quem vai assumir o cargo no país, pois:

E suspeitos de participar do assassinato foram presos e mortos ontem à noite. Ainda não se sabe quem são e quantos estão detidos.

A primeira-dama Martine Moise também foi baleada e está hospitalizada.

Brasileirão

Palmeiras assumiu a liderança do Brasileirão após derrotar o Grêmio, que terá Felipão como treinador outra vez. O São Paulo venceu pela primeira vez no campeonato. Clique aqui e confira todos os resultados e a classificação, e abaixo veja os gols de ontem. Hoje, a Chapecoense recebe o Corinthians.

Confira o bate-papo esportivo desta quarta-feira (7)

Confira o bate-papo esportivo desta quarta-feira (7)

Luciano Szafir é operado

Luciano Szafir entrou em cirurgia na tarde de quarta após complicações causadas pela Covid-19. O ator, que tem 52 anos, está internado desde 22 de junho no Hospital Samaritano, zona Oeste do Rio, e passou por uma retirada de hematoma e segmento do cólon. É a segunda vez que ele contrai Covid.

‘Perdi o amor da minha vida’Cantor sertanejo Kleber Oliveira, vítima da Covid-19, ao lado da esposa Vanda Rios — Foto: Reprodução/Redes SociaisCantor sertanejo Kleber Oliveira, vítima da Covid-19, ao lado da esposa Vanda Rios — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foi assim que Vanda Rios, a viúva de Kleber Oliveira, definiu a a perda do sertanejo para a Covid. O cantor, que fazia dupla com Kauan, morreu na última segunda (5) em Araraquara. Em entrevista ao G1, Vanda relatou a luta de Kleber durante os 49 dias em que ficou internado e o momento de falar da morte do marido para a filha de 6 anos.

Batom de cereja

O sertanejo Rodolffo não ganhou o BBB, mas, com ajuda das dancinhas no reality, emplacou ‘Batom de Cereja’ como a música mais tocada do primeiro semestre de 2021 no Brasil no streaming. Entre os ritmos mais tocados, o forró disparou em popularidade. Veja as listas de faixas mais tocadas e rankings de artistas e gêneros.

Viúva Negra

Scarlett Johansson em cena de 'Viúva Negra' — Foto: DivulgaçãoScarlett Johansson em cena de ‘Viúva Negra’ — Foto: Divulgação

‘Viúva Negra’ chega aos cinemas hoje e se despede da heroína, mas apresenta novos personagens do Universo Marvel. A diretora Cate Shortland e o ator David Harbour falaram sobre o filme em entrevista ao G1.

Você viu? 👀

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 08 DE JULHO DE 2021 POR G1

MINISTÉRIO DA DEFESA E AS FORÇAS ARMADAS REPUDIAM DECLARAÇÕES DO PRESIDENTE DA CPI OMAR AZIZ

Forças Armadas reagem a Omar Aziz e dizem que não aceitam “ataque leviano”

Mais cedo, presidente da CPI disse que “fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas” em casos de corrupção

Da CNN, em São Paulo*

 Atualizado 07 de julho de 2021 às 20:57

Forças Armadas reagem a Omar Aziz e dizem que não aceitam "ataque leviano"

O Ministério da Defesa e as Forças Armadas emitiram uma nota oficial repudiando as declarações do presidente da CPI da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM), nesta quarta-feira (7). Segundo o comunicado, ele “desrespeitou” os militares e “generalizou esquemas de corrupção”.

Além de menções à ala militar, a oitiva terminou com o pedido de prisão do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias.

“Essa narrativa, afastada dos fatos, atinge as Forças Armadas de forma vil e leviana, tratando-se de uma acusação grave, infundada e, sobretudo, irresponsável”, diz a nota.

“As Forças Armadas não aceitarão qualquer ataque leviano às instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro.”

Mais cedo, na CPI, Omar Aziz disse “os bons das Forças Armadas devem estar muito envergonhados com algumas pessoas que hoje estão na mídia, porque fazia muito tempo, fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo”.

Segundo o senador, “eu não tenho nem notícia disso [corrupção] na época da exceção que houve no Brasil, porque o Figueiredo morreu pobre, porque o Geisel morreu pobre, porque a gente conhecia… (…) Uma coisa de que a gente não os acusava era de corrupção, mas, agora, Força Aérea Brasileira, Coronel Guerra, Coronel Elcio, General Pazuello e haja envolvimento de militares…”, declarou.

O repúdio das Forças Armadas veio em nota no início da noite.

Leia a íntegra abaixo:

Nota do Ministério da Defesa
Nota do Ministério da Defesa critica Omar Aziz
Foto: Reprodução

Pouco antes de encerrar a sessão da CPI, Omar determinou a prisão de Roberto Dias, decisão que causou alvoroço no Congresso. Em plenário, o presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG) rendeu homenagens e disse nutrir respeito às Forças Armadas.

Em plenário, à noite, Aziz afirmou que sua fala foi “pontual” e não foi “generalizada”, referindo-se, por exemplo, a Roberto Dias, que é ex-sargento da Aeronáutica, e a outros integrantes da pasta possivelmente envolvidos no suposto esquema de irregularidades.

O senador considerou a nota da Defesa “desproporcional” e cobrou de Pacheco que tivesse uma posição mais incisiva para defender um senador.

“Pode fazer 50 notas contra mim, só não me intimidem”, disse Omar. “Não aceito que intimidem um senador da República”, afirmou o senador.

Fonte: CNN

Continuar lendo MINISTÉRIO DA DEFESA E AS FORÇAS ARMADAS REPUDIAM DECLARAÇÕES DO PRESIDENTE DA CPI OMAR AZIZ

MOVIMENTO ARTICULADO POR ENTIDADES DO SETOR EMPRESARIAL CONTRA O PROJETO QUE ALTERA IMPOSTO DE RENDA ENVIA CARTA AO PRESIDENTE DA CÂMARA ARTHUR LIRA

Associações empresariais se posicionam contra reforma do IR em carta a Lira

Os empresários não acreditam nos números do ministro de que não haverá aumento da carga tributária

Adriana Fernandes, do Estadão Conteúdo

07 de julho de 2021 às 22:24

Vista do prédio do Congresso Nacional em Brasília 25/05/2017 Vista do prédio do Congresso Nacional em Brasília 25/05/2017 Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

Movimento articulado por 120 entidades do setor empresarial contra o projeto do governo que altera o Imposto de Renda enviou uma carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), alertando para os impactos negativos da proposta e cobrando alterações no texto.

As associações pedem que o Congresso vote primeiro a reforma administrativa, que mexe nas regras para contratar, promover e demitir os servidores públicos, antes do texto que prevê a taxação na distribuição de lucros e dividendos.

O setor produtivo pede na carta mais prazo e espaço para discussão transparente com a criação de uma comissão especial para discutir um projeto que traga “uma solução equilibrada, com impacto neutro sobre a arrecadação e, capaz de garantir crescimento com emprego e justiça social”.

Entre os signatários estão a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca), Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e inúmeras entidades do setor de serviços, incluindo a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) e Associação Nacional de Jornais (ANJ).

A proposta entregue pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no fim do mês passado, fixa em 20% a taxação de lucros e dividendos e extingue Juros sobre Capital Próprio, uma outra forma de remunerar os acionistas.

O texto também prevê reduzir a alíquota do IRPJ para 12% em 2022 e 10% em 2023. Hoje, é de 15% e há cobrança de 10% sobre o lucro que exceder R$ 20 mil, que não seria alterada. Os empresários não acreditam nos números do ministro de que não haverá aumento da carga tributária. Na carta, eles argumentam que a alíquota total sobre as empresas, de 34% (incluindo o IRPJ mais CSLL) subiria para 43,2%, com a adição da tributação sobre os dividendos.

Segundo as entidades, o Brasil já figura entre “os países do mundo que mais tributam o consumo de bens e serviços, o emprego formal e o lucro dos empreendimentos”. Ao presidente Lira, eles alertam que não é recomendável que uma proposta tão complexa, extensa e impactante tramite apressadamente, sob risco de serem cometidos graves erros, de difícil reparação futura. Lira já sinalizou que quer votar o projeto rapidamente e até admitiu a possibilidade que a votação ocorresse antes do recesso parlamentar das férias de julho. Essa posição do presidente deixou em estado de alerta os empresários que resolveram se unir. Um grande evento de debates está sendo organizado para o próximo dia 18.”O Brasil não pode ter pressa para fazer algo que pode prejudicar o seu futuro”, diz a carta. As entidades alertam que o País sofrerá com menos crescimento econômico, empregos e aumento de preços. A carta foi disparada também por meio eletrônico para as lideranças da Câmara, onde o projeto tramita há cerca de 10 dias com a relatoria do deputado Celso Sabino (PSDB-SP). A articulação do setor empresarial na carta aponta dificuldades adicionais para aprovação da proposta. A grita maior é que haverá forte elevação da carga tributária sobre os investimentos no país. Um dos principais alvos das críticas é o fim da isenção que existe hoje para lucros e dividendos com a fixação de uma alíquota de 20%. Os empresários alegam que há extenso rol de medidas negativas incluídas no projeto que “desestimulam a atração do investimento produtivo e no mercado de capitais e desfavorecem o empreendedorismo e a geração de empregos”. O documento contém uma lista de 68 artigos no projeto com problemas. As entidades apontam também para o risco de aumento da burocracia, da complexidade e da insegurança jurídica. No ofício, são feitas diversas considerações sobre problemas identificados, com o impacto direto em pequenas empresas, profissionais liberais, financiamentos setoriais e organização empresarial. As entidades citam que as dificuldades trazidas pela medida estão em linha com as duras críticas de três ex-secretários da Receita Federal: Everardo Maciel, Marcos Cintra e Jorge Rachid. Everardo é um dos conselheiros técnicos dessa articulação. Foi na sua gestão à frente da Receita que foi dada a isenção aos lucros e dividendos. Colunista do Estadão, Everardo é um dos mais ácidos críticos do texto. Os empresários dizem que é consenso a necessidade de maior justiça fiscal, começando pela correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física, mas não é aceitável o limite do desconto simplificado para a classe média (em R$ 40 mil anuais), onerando substancialmente sua renda. “O valor de R$ 13,5 bilhões para a correção não deveria vir de aumento de impostos e sim, prioritariamente, da redução dos gastos públicos”, diz. O ponto que os empresários querem convencer os parlamentares a não votar o projeto é o de que, se de um lado a proposta, traz algum alívio para os assalariados, de outro ameaça seus empregos, a geração de novas vagas de trabalho e ainda tende a aumentar o custo dos bens e serviços que a população consome. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) divulgou uma carta pública em separado pedindo que o projeto não seja aprovado. Ela cobra que o governo e o Congresso priorizem a reforma administrativa para a redução do tamanho do Estado para afastar a necessidade de aumento da carga tributária dos contribuintes. No manifesto de repúdio ao projeto, a entidade sobe o tom e diz que não é o momento apropriado para a discussão de uma reforma tributária diante da fragilidade da situação econômica vivenciada pelos contribuintes, agravada pelo cenário de pandemia. Para o presidente do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados, Gustavo Brigagão, sócio da Brigagão, Duque Estrada Advogados, o projeto não deveria nem mesmo ser colocado em votação. Ele vem trabalhando nessa mobilização. Na sua avaliação, o projeto de Paulo Guedes gera resultados “diametralmente opostos àqueles que se esperam de um governo que se diz liberal e avesso ao populismo”. Veja a lista completa das associações: ABAP: Associação Brasileira de Agências de Publicidade ABCFAV: Associação Brasileira de Cursos de Formação e Aperfeiçoamento de Vigilantes ABCVP: Associação Brasileira de Controle de Vetores e Pragas ABEO: Associação Brasileira de Empresas de Odontologia ABERC: Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas ABERT: Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão ABES Software: Associação Brasileira das Empresas de Software ABIA: Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Abicalçados: Associação Brasileira das Indústrias de Calçados ABIH-SP: Associação Brasileira Indústria Hotéis São Paulo ABIMAQ: Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos Abinee: Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Abisemi: Associação Brasileira da Indústria de Semicondutores ABIT: Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção ABMES: Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior ABPA: Associação Brasileira de Proteína Animal ABRAFAC: Associação Brasileira de Facilities ABRAFESTA: Associação Brasileira de Eventos Sociais ABRAFI: Associação Brasileira das Mantenedoras das Faculdades ABRALIMP: Associação Brasileira do Mercado Limpeza Profissional ABRASCA: Associação Brasileira das Companhias Abertas ABRASEL: Associação Brasileira de Bares e Restaurantes ABRATEL: Associação Brasileira de Rádio e Televisão ABREVIS: Associação Brasileira de Empresas de Segurança e Vigilância ABRIESP: Associação Brasileira da Indústria do Esporte ABRINQ: Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos ABT: Associação Brasileira de Telesserviços ABTV: Associação Brasileira das Empresas de Transporte de Valores ALSHOP: Associação Brasileira de Logistas de Shoppings AMB: Associação Médica Brasileira ANACEU: Associação Nacional dos Centros Universitários ANCORD: Associação Nacional das Corretoras de Valores ANER: Associação Nacional de Editores de Revistas ANFRAVIST: Associação Nacional dos Franqueadores de Serviços de Vistoria ANJ: Associação Nacional de Jornais Anjos do Brasil ANPTrilhos: Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos APM: Associação Paulista de Medicina APRAG: Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas Assespro: Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação CACB: Confederação das Associações Comerciais do Brasil CEBRASSE: Central Brasileira do Setor de Serviços Central de Outdoor CICB: Centro das Indústrias de Curtume do Brasil CNCOM: Confederação Nacional de Comunicação Social CNS: Confederação Nacional de Serviços Conexis: Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia CONFENEN: Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino Contic: Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação Fabus: Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus FACESP: Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo FEADUANEIROS: Federação Nacional dos Despachantes e Aduaneiros FEBRAC: Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental FEBRATEL: Federação Brasileira de Telecomunicações FENACON: Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas FENAERT: Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão FENAINFO: Federação Nacional das Empresas de Informática FENAJORE: Federação Nacional das Empresas de Jornais e Revistas FENAPRO: Federação Nacional das Agências de Propaganda FENASERHTT: Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado FENATAC: Federação Interestadual das Empresas de Transporte de Cargas FENAVIST: Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores FENEP: Federação Nacional das Escolas Particulares FENINFRA: Federação Nacional de Call Center, Instalação e Manutenção de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e de Informática FEPRAG: Federação Brasileira das Associações de Controle de Vetores e Pragas Sinantrópicas FETCESP: Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo FETRACAN: Federação das empresas de Transporte de Cargas e Logística do Nordeste Fetranscarga: Federação do Transporte de Cargas do Estado do Rio de Janeiro FETRANSCESC: Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina FÓRUM: Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular GETA: Grupo de Estudos da Tributação no Agronegócio IBDA: Instituto Brasileiro de Direito do Agronegócio IBRACON: Instituto dos Auditores Independentes do Brasil Instituto Brasil 200 Instituto Unidos Brasil MPA: Motion Picture Association Brasil NTC: Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística NTU: Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos P&D Brasil: Associação de Empresas de Desenvolvimento Tecnológico Nacional e Inovação SEAC-ABC: Sindicato das Emp. de Asseio, Conservação e Afins do Grande ABCMD, RP e RGS SEAC-BA: Sindicato das Empresas de Servços e Limpeza Ambiental do Estado da Bahia SEAC-DF: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Distrito Federal SEAC-ES: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Espírito Santo SEAC-MG: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de Minas Gerais SEAC-MS: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado de Mato Grosso do Sul SEAC-PA: Sindicato das Empresas de Serviços Terceirizáveis, Trabalho Temporário, Limpeza e Conservação Ambiental do Estado do Pará SEAC-PE: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado de Pernambuco SEAC-PR: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação no Estado do Paraná SEAC-RJ: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Rio de Janeiro SEAC-SC: Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação e Serviços Terceirizados do Estado de Santa Catarina SEAC-SP: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado de São Paulo SEACEC: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Ceará SECOVI: Sindicato da Habitação SEJOPE: Sindicato das Empresas Editoras de Jornais do Estado de Pernambuco SELUR: Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana no Estado de São Paulo SEMEESP: Sindicato das Empresas de Escolta do Estado de SP SEMERJ: Sindicato das Entidades Mantenedoras dos Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado do RJ SEMESP: Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo SESCON-SP: Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo, Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo, Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo SESVESP: Sindicato das Empresas de Seg. Privada Seg. Eletrônica e Cursos de Formação do Est. de SP SINDASSEIO: Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do RGS SINDEJOR-PR: Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado do Paraná SINDEJOR-SC: Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas de Santa Catarina SINDEPARK: Sindicato das Empresas de Garagens e Estacionamento do Estado de São Paulo SINDEPRES: Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços no Estado do Espírito Santo SINDEPRESTEM: Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo SINDESP-CE: Sindicato das Empresas de Seguranças Privadas do Estado do Ceará SINDESP-ES: Sindicato das Empresas de Segurança Privada SINDESP-MG: Sindicato das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado de Minas Gerais SINDESP-RJ: Sind. das Empr. de Segurança Privada do Estado do Rio de Janeiro SINDESP-RS: Sindicato das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado do Rio Grande do Sul SINDESP-SC: Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Santa Catarina SINDHOSP: Sindicato dos Hospitais, Clínicas, casas de saúde laboratório de pesquisa e análises clinicas e demais Estabelecimentos de serviços de saúde do estado de São Paulo SINDICERV: Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja SINDIJORE-RJ: Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Município do Rio de Janeiro SINDIJORES: Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Espírito Santo SINDIMOTOR: Sindicato de Remanufaturamento, Recondicionamente ou Retífica de Motores e seus Agregados e Periféricos no Estado de São Paulo Sinditêxtil SP: Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo SINDJORE: Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas de São Paulo SINDJORE-RS: Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas no Estado do Rio Grande do Sul SINDJORI: Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de São Paulo SINDPRAG: Sindicato das Empresas Especializadas na Prestação de Serviços de Controle de Vetores e Pragas do Estado de São Paulo SINEATA: Sindicato Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo SINFAC-SP: Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil – Factoring do Estado de São Paulo SINHORES OSASCO: Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Município de Osasco e Região Sinicom Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada SINSERHT – MG: Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços à Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra, Recursos Humanos e Trabalho Temporário no Estado de Minas Gerais SINSTAL: Sindicato Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços e Instaladoras de Sistemas e Redes de TV por assinatura- Cabo-MMDS-DTH e telecomunicação StartupAdvocacy

Continuar lendo MOVIMENTO ARTICULADO POR ENTIDADES DO SETOR EMPRESARIAL CONTRA O PROJETO QUE ALTERA IMPOSTO DE RENDA ENVIA CARTA AO PRESIDENTE DA CÂMARA ARTHUR LIRA

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 07 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Ex-diretor do Ministério da Saúde, Roberto Dias, depõe na CPI sobre suposto pedido de propina. Troca de mensagens no celular do PM vendedor de vacinas já apontava superfaturamento. Violência contra LBTQIA+: 80 pessoas trans foram assassinadas no Brasil no 1º semestre, e número pode ser maior. Reforma tributária: Guedes aceita reduzir Imposto de Renda das empresas. A tempestade Elsa a caminho dos EUA. E veja os filmes que estreiam no 2º semestre e o que esperar de Cannes.

CPI da Covid

Ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias. — Foto: Marcello Casal Jr./Agência BrasilEx-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias. — Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Hoje a CPI vai ouvir Roberto Ferreira Dias, o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde. Segundo integrantes da cúpula da CPI, Dias estava fugindo desde semana passada para assinar a convocação. Ontem ele confirmou que irá comparecer à sessão.

Ele é considerado peça-chave para desvendar detalhes de denúncias dos dois supostos esquemas de corrupção na compra de vacinas pela pasta. O nome de Dias foi citado pelo PM Luiz Dominguetti, que se apresentou como vendedor de 400 milhões de doses da AstraZeneca. Segundo o policial, o ex-diretor da Saúde teria pedido propina de US$ 1 a mais por dose de vacina.

Troca de mensagens de Dominguetti

CPI retira sigilo das mensagens de celular de Dominguetti, policial vendedor de vacinas
CPI retira sigilo das mensagens de celular de Dominguetti, policial vendedor de vacinas

Ontem, a CPI retirou o sigilo das mensagens de celular do policial vendedor de vacinas. Horas depois, a comissão descobriu que ele já falava em superfaturamento muito antes do jantar do dia 25 de fevereiro com o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias. Foi nesse dia que Dominguetti teria ouvido o pedido de propina de US$ 1 por dose de vacina.

Na celular, há um contato de Dominguetti com o coronel Romualdo, que chegou a ser citado por ele no depoimento à CPI. Leia a troca de mensagens.

… Ainda ontem

Quem depôs foi Regina Célia Oliveira, a funcionária do Ministério da Saúde responsável por fiscalizar o cumprimento do contrato da vacina indiana Covaxin. Ela disse que só foi designada para a função um mês após a assinatura do contrato e deu andamento ao processo mesmo após alertas de supostas irregularidades. Regina afirmou que a maior parte das suspeitas não eram de competência direta dela. “Em relação à minha função de fiscal, não teve nada atípico”.

VÍDEO: 'Não achei nada atípico dentro do processo', diz Regina Célia Oliveira
VÍDEO: ‘Não achei nada atípico dentro do processo’, diz Regina Célia Oliveira

Chegada de vacinas

Mais 600 mil doses da vacina da Pfizer devem chegar ao Brasil nesta quarta (7). O 21º lote do imunizante chegará ao Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas, completando 16 milhões de doses enviadas ao país.

Até o momento, mais de 13% dos brasileiros tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas contra a Covid e estão imunizados. Saiba como está a vacinação na sua cidade hoje.

Casos e mortes por Covid

Ontem o Brasil ultrapassou 527 mil mortes por Covid e atingiu 18.854.806 de casos desde o início da pandemia. Mas a queda percentual na média móvel de casos da doença voltou a bater recorde (-37%). O número de internações também caiu na maioria dos estados. E, pela 1ª vez desde abril de 2020, Amazonas não registrou mortes pela Covid.

Pessoas trans assassinadas

80 pessoas trans foram mortas entre janeiro e junho de 2021, segundo levantamento da Associação Nacional de Trans e Travestis (Antra) — Foto: Reprodução e Arquivo pessoal80 pessoas trans foram mortas entre janeiro e junho de 2021, segundo levantamento da Associação Nacional de Trans e Travestis (Antra) — Foto: Reprodução e Arquivo pessoal

O Brasil teve 80 assassinatos de pessoas transexuais no 1º semestre deste ano, segundo relatório da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra). Uma delas foi a adolescente Keron Ravach, de 13 anos, morta a pauladas em janeiro, no Ceará. Ela se tornou a vítima mais jovem na história do monitoramento, que é feito pela Antra há 4 anos com base em reportagens e relatos de ONGs. A associação denuncia que não existem dados oficiais e, por isso, entende que o número de assassinatos entre janeiro e junho deste ano pode ter sido ainda maior.

Guedes e a reforma tributária

A colunista Ana Flor adiantou que o ministro da Economia Paulo Guedes aceitou fazer mudanças na proposta de reforma tributária do governo e ampliar a redução de impostos de empresas em até dez pontos percentuais — de um patamar atual em torno de 34% de carga tributária para 24%.

Outra mudança que a equipe econômica já admite é ampliar a faixa de pessoas que poderão seguir fazendo a declaração de renda simplificada, em que há um desconto de 20%. No texto enviado ao Congresso, o limite de renda passava a ser de R$ 40 mil ao ano. Este valor poderá subir para cerca de R$ 60 mil.

Ouça abaixo em O Assunto as análises dos economistas Rodrigo Orair, do Ipea, e Bernard Appy, diretor do Centro e Cidadania Fiscal.

🌪️ Tempestade Elsa

A tempestade Elsa enfraqueceu e deve atingir o solo americano hoje. A tormenta perdeu o status de furacão, mas ainda pode causar danos à Flórida.

Sucessão no STF

O presidente Jair Bolsonaro decidiu indicar André Mendonça, advogado-geral da União e pastor evangélico, para a vaga do ministro Marco Aurélio no STF. A informação está no blog da colunista Ana Flor. Em diversas ocasiões, o presidente disse que escolheria alguém “terrivelmente evangélico” para o tribunal. Se for mesmo indicado, Mendonça terá que passar por uma sabatina no Senado, que pode aprovar ou não o nome.

💰 Mega-Sena

Mega-Sena pode pagar R$ 32 milhões para quem acertar as seis dezenas hoje. As apostas podem ser feitas até as 19h, em qualquer lotérica do país ou pelo site da Caixa. Saiba como apostar.

Estreias de 2021

Um lugar silencioso 2′, ‘Viúva negra’, ‘Duna, ‘007 – Sem tempo para morrer’, ‘Eternos’ e ‘Esquadrão Suicida’ estão na lista de estreias que entram em cartaz até o fim do ano. Veja os trailers dos lançamentos do segundo semestre de 2021.

Festival de CannesJúri de Cannes na cerimônia de abertura do Festival de Cinema — Foto: Reuters/Eric GaillardJúri de Cannes na cerimônia de abertura do Festival de Cinema — Foto: Reuters/Eric Gaillard

Começou ontem o Festival de Cannes, na Riviera Francesa. Logo na cerimônia de abertura, o cineasta Spike Lee, presidente do júri de 2021, chamou Jair Bolsonaro, Vladimir Putin e Donald Trump de “gângsters”. O diretor de “Faça a coisa certa” e “Infiltrado na Klan” disse que nenhum dos três “têm moral ou escrúpulos”.

Você viu? 👀

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 07 DE JULHO DE 2021 POR G1

BOLSONARO INDICARÁ ADVOGADO DA AGU PARA VAGA NO STF

Quem é André Mendonça, nome de Bolsonaro para vaga no STF

Atual Advogado-Geral da União já foi ministro da Justiça e trabalhou com ministros do Supremo no passado

Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 06 de julho de 2021 às 23:59

Quem é André Mendonça, nome de Bolsonaro para vaga no STF

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em reunião ministerial nesta terça-feira (06) que indicará o atual Advogado-Geral da União, André Mendonça, à vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal.

Advogado, pastor e ex-ministro da Justiça por um período no governo Bolsonaro, Mendonça já era aventado como um nome possível para o posto devido a alegações anteriores, por parte do presidente, de que o novo ocupante da Suprema Corte seria um jurista “terrivelmente evangélico”.

Natural de Santos, no litoral paulista, o advogado de 48 anos é formado pela Faculdade de Direito de Bauru, no interior de São Paulo. Tem também o título de doutor em Estado de Direito e Governança Global e mestre em Estratégias Anticorrupção e Políticas de Integridade pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

Mendonça atua na Advocacia-Geral da União (AGU) desde 2000. Na instituição, exerceu os cargos de corregedor-geral e de diretor de Patrimônio e Probidade, dentre outros. Em 2019, ele assumiu o comando da AGU com a chegada de Bolsonaro à presidência, mas não ocupou apenas este cargo desde então.

Após a saída do ex-ministro Sergio Moro, Mendonça assumiu a pasta da Justiça e Segurança Pública em abril de 2020. No entanto, voltou para a AGU em abril de 2021 após a mais recente reforma ministerial do governo Bolsonaro, ocasionada após crise com o alto-escalão das Forças Armadas.

Nos últimos dias, com a proximidade da aposentadoria compulsória de Marco Aurélio Mello pelo seu aniversário de 75 anos, Mendonça limitou-se a comentar que qualquer indicado à vaga “certamente será um grande ministro”.

Relação com ministros do Supremo

Ao longo da carreira, Mendonça trabalhou com o ministro Dias Toffoli quando este chefiou a AGU, entre março de 2007 e outubro de 2009. Ele foi designado o 1º diretor do Departamento de Combate à Corrupção e Defesa do Patrimônio Público na gestão de Toffoli.

Além disso, foi coautor, ao lado do ministro Alexandre de Moraes, do livro “Democracia e Sistema de Justiça”, lançado em outubro de 2019 em homenagem aos 10 anos de Toffoli no Supremo.

No entanto, o atual AGU também sofreu críticas recentes do ministro Gilmar Mendes, que pode ser seu futuro colega de Corte.

Ao criticar o voto de Mendonça pelo fim de medidas restritivas que incluíam a proibição de celebrações religiosas com público, Mendes ironizou que o AGU parecia ter vindo “para a tribuna do Supremo de uma viagem a Marte”.

Apoio de evangélicos

Mendonça também é pastor presbiteriano da Igreja Presbiteriana Esperança, localizada em Brasília. Por isso, foi qualificado como “terrivelmente evangélico” pelo presidente Jair Bolsonaro em uma solenidade na Câmara dos Deputados em 2019, um qualificativo utilizado pelo presidente em relação ao seu futuro indicado à vaga no Supremo.

O nome de Mendonça também é aprovado por organizações evangélicas da área, como a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), que reiterou o apoio ao nome do AGU em ofícios enviados a Bolsonaro.

Continuar lendo BOLSONARO INDICARÁ ADVOGADO DA AGU PARA VAGA NO STF

ALUNOS DE UNIVERSIDADE DE MEDICINA EM SÃO PAULO BURLAM O SISTEMA DA PREFEITURA E TOMAM 3ª DOSE DA VACINA CONTRA COROVIRUS

Estudantes de medicina burlam sistema da prefeitura e tomam 3ª dose de vacina

Segundo a prefeitura, alunos da Universidade Nove de Julho se aproveitaram da rotina médica para burlar o sistema e tomar dose adicional

Marcos Guedes, da CNN, em São Paulo

Atualizado 06 de julho de 2021 às 19:24

Estudantes de medicina burlam sistema da prefeitura e tomam 3ª dose de vacina

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo investiga irregularidades na vacinação de estudantes de medicina que fazem residência médica em unidades de saúde da Capital.

Segundo a prefeitura, alunos da Universidade Nove de Julho se aproveitaram da rotina médica para burlar o sistema e tomar uma terceira dose do imunizante contra a Covid-19. Até agora, nenhuma vacina aprovada pela Anvisa é aplicada em três doses.

A reportagem teve acesso aos documentos da investigação que começou em 17 de junho de 2021. Não há informações sobre quando nem onde foram aplicadas as doses extras. Entretanto, a última movimentação, do dia 29 de junho, pede “apuração para investigação da irregularidade cometida”.

No processo de apuração, a Secretaria Municipal de Saúde aponta ainda que os médicos residentes enganaram os funcionários da unidade de saúde, que só perceberam que tinham aplicado uma terceira dose ao verificar o cadastro dos médicos no sistema que controla a vacinação em São Paulo.

Após o ocorrido, a Universidade Nove de Julho foi comunicada e questionou os estudantes sobre o ato protagonizado por eles. Segundo os professores que coordenam o programa, um dos residentes disse que burlou o sistema porque leu artigos que apontam a eficácia da terceira dose. Foi ele também quem incentivou os colegas a fazerem o mesmo.

A parceria entre a prefeitura de São Paulo e a Universidade Nove de Julho foi firmada em dezembro de 2016 e prevê a oferta de estágios, cursos de graduação e residências em saúde, para que estudantes tenham aprendizado prático e auxiliem no serviço municipal de saúde.

O estágio dos quatro alunos, que já estava prestes a encerrar, foi finalizado no final do mês de maio. A investigação segue em andamento e sob análise do setor jurídico da prefeitura.

A reportagem da CNN consultou o contrato firmado entre a prefeitura e a Universidade. No documento, não há nenhuma cláusula que prevê punição à universidade em caso de prejuízo ao município.

Em nota, a prefeitura de São Paulo informou que “o jurídico da Pasta analisa a denúncia citada pela reportagem. Caso seja constatada alguma infração, serão adotadas as devidas providências.”

A reportagem também consultou a Universidade Nove de Julho, que disse que “A imunização da população é de responsabilidade pública e que não se responsabiliza pela conduta de terceiros”. Os alunos não foram localizados pela reportagem.

Fonte: CNN

Continuar lendo ALUNOS DE UNIVERSIDADE DE MEDICINA EM SÃO PAULO BURLAM O SISTEMA DA PREFEITURA E TOMAM 3ª DOSE DA VACINA CONTRA COROVIRUS

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 06 DE JULHO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Bom dia. Servidora responsável por autorizar embarque da vacina Covaxin depõe na CPI. 1º caso da variante delta do coronavírus é identificado na cidade de SP. Oito milhões de doses de imunizantes contra o coronavírus são distribuídas entre os estados. Petrobras reajusta o preço dos combustíveis.

Escândalo Covaxin

Hoje a CPI da Covid vai escutar Regina Célia Silva e Oliveira. Ela é a servidora do Ministério da Saúde responsável por autorizar o embarque das doses da vacina indiana Covaxin em 22 de março. Além disso, a comissão também vai votar as quebras de sigilo do deputado Luis Miranda, que fez a denúncia, e do representante do governo na Câmara, Ricardo Barros.

No seu blog no G1, Gerson Camarotti destacou que a CPI quer esclarecer ainda esta semana o que motivou o CEO da Davati no Brasil, Christiano Alberto Carvalho, a enviar ao vendedor Luiz Paulo Dominguetti um áudio de Luis Miranda. A gravação foi divulgada por Dominguetti na semana passada e, segundo o depoimento, mostraria o envolvimento de Miranda na negociação de vacinas contra a Covid.

Ontem, o ministro do TCU Benjamin Zymler pediu ao governo esclarecimentos sobre o preço da vacina indiana Covaxin, a mais cara negociada até agora. A vacina foi oferecida ao governo por US$ 10, mas a negociação subiu para US$ 15, sem justificativa nem questionamento. Zymler requisitou cópia de todos documentos e atas de reunião que trataram das negociações para a compra. O ministério suspendeu a compra da vacina após a denúncia de supostas irregularidades feita pelos irmãos Miranda na CPI.

O Assunto 🎧

Na base do inquérito sobre a compra da vacina indiana Covaxin está uma prática consumada quando um funcionário público deixa de cumprir os deveres do cargo, por interesse próprio ou má-fé. No caso, o funcionário sob suspeita é o presidente da República. Neste episódio, Isadora Peron, repórter do jornal Valor Econômico em Brasília, resgata as origens dessa investigação e avalia suas chances de prosperar. Renata Lo Prete entrevista também Pierpaolo Bottini, professor de Direito Penal da Universidade de São Paulo, que explica a diferença entre crimes comuns (como prevaricar) e de responsabilidade. OUÇA:

Vacina negociada por reverendo

Site do Ministério da Saúde registrou negociação de vacina conduzida por reverendo
Site do Ministério da Saúde registrou negociação de vacina conduzida por reverendo

O Jornal Nacional revelou que um reverendo recebeu autorização do governo para negociar a compra de vacinas para o Brasil. Em 9 de março, o diretor de Imunização do Ministério da Saúde, Laurício Cruz, deu aval para que que o reverendo Amilton Gomes de Paula negociasse com a Davati a compra de 400 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, em nome do governo brasileiro, mesmo sabendo que a empresa americana não é representante oficial do laboratório. O site oficial do Ministério da Saúde registrou essa negociação, e a CPI vai investigar a denúncia.

Variante delta

A cidade de São Paulo identificou o primeiro caso de infecção da variante delta do coronavírus. O homem de 45 anos que testou positivo e outros membros da sua família estão sendo monitorados. A mutação é mais transmissível. Veja perguntas e respostas.

8 e 80 da vacinação

Pessoas que resolveram escolher a vacina contra Covid que vão tomar estão criando problemas em muitas cidades brasileiras, a ponto de algumas prefeituras decidirem punir esse comportamento. Segundo levantamento da GloboNews, pelo menos 86 pessoas no estado de SP assinaram um termo onde declaram que estão abrindo mão da imunização. Com isso, elas foram direto para o fim da fila e vão ter que esperar para se vacinar só depois da população com mais de 18 anos da cidade. E vão tomar a vacina que tiver.

Por outro lado, mais de 8 milhões de doses de vacina começaram a ser distribuídas aos estados, segundo o Ministério da Saúde. Foram fornecidas 2,1 milhões de doses da vacina da Pfizer, cerca de 3 milhões da vacina de Oxford/AstraZeneca e 3 milhões da Johnson/Janssen. Outros 5,3 milhões de doses já haviam sido distribuídos na semana passada.

Auxílio emergencial prorrogado

O governo anunciou ontem a prorrogação do auxílio emergencial por mais 3 meses. O benefício será pago até outubro. O Ministério da Cidadania informou que os valores serão mantidos:

Diesel, gasolina e GLP mais caros

A Petrobras informou que irá reajustar o preço dos combustíveis a partir de hoje. Os preços médios de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras passarão a ser de R$ 2,69 e R$ 2,81 por litro, o que significa reajustes médios de R$ 0,16 (6,3%) e R$ 0,10 por litro (3,7%), respectivamente.

A estatal também anunciou que o preço médio de venda de gás liquefeito de petróleo (GLP) para as distribuidoras passará a ser de R$ 3,60 por kg, um aumento médio de R$ 0,20 (6%) por kg.

Fiesp mudará de comando

Paulo Skaf está deixando a presidência da Fiesp depois de 18 anos no cargo. A partir de 2022, o empresário Josué Gomes da Silva assume a instituição. Ele concorreu em chapa única e recebeu 97% dos votos. Os empresários Rafael Cervone, Dan Ioschpe e Marcelo Campos Ometto também participam da nova diretoria.

9 de julho

O feriado de 9 de Julho foi mantido no estado de São Paulo. Na sexta e no sábado, a vacinação na capital paulista só acontecerá para a repescagem do grupo de 40 e 41 anos. Não haverá atendimento nas agências bancárias e os transportes públicos vão operar no esquema de feriado. Já os estabelecimentos comerciais poderão funcionar até às 21h, com capacidade de 40%. Veja o que mais abre e fecha aqui.

Funk e forró

A química entre Safadão e Don Juan não está só no nome artístico sedutor. O cearense e o paulista uniram as forças do forró e o funk – ritmos campeões de audiência no Brasil – e lançam o hit “Tu vai rodar”. A música só será lançada na sexta (9), mas no G1 você pode ouvir um trecho do sucesso da dupla, que embarcou na onda da pisadinha.

Viu isso? 👀

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 06 DE JULHO DE 2021 POR G1

SENADOR APRESENTA PEDIDO DE CPI PARA CUIDAR DO CASO DAS RACHADINHAS

Rachadinhas não têm conexão com pandemia e precisam de outra CPI, diz Vieira

Parlamentar protocolou um pedido de abertura da “CPI da Rachadinha” e agora precisa da assinatura de pelo menos 27 senadores para dar continuidade ao processo

Elis Franco e Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 05 de julho de 2021 às 21:51

Senador Alessandro Vieira é internado com covid-19 em São Paulo

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) avaliou em entrevista à CNN que as suspeitas de “rachadinha” que cercam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não têm conexão com a pandemia de Covid-19 e precisam ser apuradas por outra Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

“Não tem nenhuma conexão [entre as rachadinhas e a pandemia]. Inclusive, apresentei hoje um pedido de CPI específica para cuidar desse caso [rachadinha], porque não cabe querer trazer essa situação para dentro de uma CPI que apura omissões e ações na pandemia. Está muito fora”, disse o parlamentar.

Na noite desta segunda-feira (5), Vieira protocolou um requerimento para a instalação da “CPI da Rachadinha” no Senado Federal. Para o pedido sair do papel, o parlamentar precisa, agora, recolher assinaturas de 27 senadores, número que representa um terço da Casa.

Alessandro Vieira tomou a decisão de pedir a abertura da CPI após uma série de reportagens do portal UOL que traz diversos áudios indicando que Bolsonaro participava diretamente de um suposto esquema de “rachadinha” enquanto exercia o cargo de deputado federal.

De acordo com o senador, os relatos publicados pelo portal são “graves” e precisam ser investigados para que haja comprovação dos atos. Ainda segundo Vieira — que atuou durante 20 anos como delegado de polícia — não se trata de uma investigação complexa.

“É uma investigação que vai ter dados bancários, movimentação financeira, e isso não é demorado, além de alguns depoimentos. Mas, muito rapidamente, você vai poder saber se é verdade que o então deputado federal Jair Bolsonaro, juntamente com seus filhos, também parlamentares, exerciam uma espécie de holding da rachadinha”, afirmou.

No entendimento do senador e da equipe jurídica que elaborou o requerimento de abertura da CPI da Rachadinha, é possível fazer a investigação acerca de Bolsonaro, uma vez que os supostos esquemas tinham funcionamento enquanto o presidente exercia o cargo de deputado federal.

“São fatos graves, de repercussão nacional, que exigem uma atenção por parte do Senado para que a gente possa ter esse esclarecimento. O Brasil precisa saber quem é Jair Bolsonaro, como ele trabalhou esse tempo todo, e se é verdade esse tipo de acusação gravíssima de desvio de recursos públicos”, ressaltou.

Além do pedido do senador, a bancada do PSOL na Câmara dos Deputados também protocolou uma representação contra Bolsonaro na Procuradoria-Geral da República (PGR) requerendo que sejam investigados os possíveis crimes de peculato, prevaricação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Continuar lendo SENADOR APRESENTA PEDIDO DE CPI PARA CUIDAR DO CASO DAS RACHADINHAS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar