EM ARTIGO, MOURÃO DIZ QUE O BRASIL É O PAÍS COM MENOS DESMATAMENTO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

Somos o país que menos desmatou na história da humanidade, diz Mourão em artigo

Sinara Peixoto, da CNN em São Paulo

19 de setembro de 2020 às 19:19 | Atualizado 19 de setembro de 2020 às 20:41

Hamilton Mourão

 

O vice-presidente da República e do Conselho Nacional da Amazônia, Hamilton Mourão, utilizou as redes sociais, na tarde deste sábado (19), para defender a ideia de que há desinformação a respeito dos dados sobre preservação ambiental no Brasil.

Na semana em que o Pantanal atingiu a maior taxa histórica de queimadas, Mourão afirma que “somos o país que menos desmatou na história da humanidade”.

“Interesses econômicos e políticos a parte, também ocorre uma certa desinformação, que termina por ganhar força junto aos que jamais pisaram na Amazônia. Para esclarecer o cenário existente, eu os convido a juntos analisarmos as queimadas, o coelho da vez, tirado da cartola, para como em uma mágica induzir o espectador a acreditar no truque que lhe está sendo encenado”, afirmou.

O vice-presidente admite que as queimadas são um problema nos biomas brasileiros, mas diz que “não na proporção trágica e com o descaso dos governantes como querem crer os donos das cartolas e dos coelhos”.

“SIM, as queimadas acometem a Floresta Amazônica e outros biomas do País – e também do mundo, não somos a única nação a enfrentar esse problema -, especialmente no período da seca, quando os índices historicamente se elevam. Mas não na proporção trágica e com o descaso dos governantes como querem crer os donos das cartolas e dos coelhos. As queimadas que estão ocorrendo na Amazônia não são ‘padrão Califórnia ou Austrália’ e as ações do Governo Federal buscam não só reduzi-las, mas também atenuar seus efeitos nocivos ao meio ambiente e à saúde das pessoas.”

Na publicação da tarde deste sábado, Mourão apresenta uma análise de números que, segundo ele, foram computados até esta semana.

“Gostaria de compartilhar a análise dos números computados até 15 de setembro deste ano, comparando-os com igual período do ano passado. Tivemos um aumento de 11% nesse período, destacando que um terço ocorreu em áreas já desmatadas, outro terço naquelas que foram objeto de desmatamento recente e o último terço em regiões urbanas, de assentamentos e industriais”, pontua.

O presidente do Conselho da Amazônia destaca o foco de ação do poder público. “Nossos alvos de repressão localizam-se naquele importante terço de áreas recentemente desmatadas, notadamente aquelas situadas em terras indígenas e unidades de conservação, onde não podemos aceitar o avanço da criminalidade”.

E finaliza questionando “narrativas” sobre o tema, defendendo a atuação do governo federal no enfrentamento aos crimes ambientais e exaltando o sistema democrático. “Não se deixem levar por narrativas tiradas da cartola, como o coelho daquele mágico”.

“Por fim deixo claro que o governo do Presidente Bolsonaro não compactua com ILEGALIDADES e manterá os esforços constantes no sentido de que criminosos ambientais sejam enfrentados de acordo com a lei, pois respeito ao Estado de Direito é pilar básico do sistema democrático e da civilização ocidental, a qual temos orgulho de pertencer”.

Nações europeias enviam carta

Dinamarca, França, Holanda, Alemanha, Itália, Noruega, Reino Unido e Bélgica assinaram uma carta enviada a Hamilton Mourão expressando preocupações com a degradação da Amazônia.

No documento, os signatários afirmam que “na Europa, há um interesse legítimo no sentido de que os produtos e alimentos sejam produzidos de forma justa, ambientalmente adequada e sustentável” e por isso os números do desmatamento na floresta amazônica estariam preocupando “consumidores, empresas, investidores e a sociedade civil”.

Dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostram um aumento no número de focos de incêndio de 7% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar de parecer um crescimento pequeno, 2019 foi o ano no qual foi registrada a maior quantidade de queimadas na Amazônia desde 2012.

A carta relembra um histórico do Brasil como um dos pioneiros na tomada de medida contra o desmatamento amazônico, e menciona o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desflorestamento na Amazônia Legal, o Código Florestal Brasileiro e a Moratória da Soja como exemplos de projetos nacionais de preservação.

O documento também expressa preocupação com os povos indígenas e as populações locais.

Os representantes dos países, participantes da parceria das Declarações de Amsterdã, um compromisso com a preservação do meio ambiente, afirmam que estão dispostos a colaborar com o Brasil em projetos de preservação.

“Gostaríamos de ter a oportunidade de discutir esse desafio junto com Vossa Excelência, através de nossos representantes diplomáticos, na esperança de que possamos trabalhar com base numa agenda comum, juntamente com outros parceiros europeus, para garantir um futuro próspero e sustentável para o nosso povo, o clima e o meio ambiente”, escreveram ao vice-presidente Hamilton Mourão.

A carta foi publicada nas redes sociais da Embaixada Alemã:

Print do tweet da embaixada alemãPublicação da Embaixada Alemã no Twitter, divulgando a carta.
Foto: Reprodução/Twitter

 

Texto de Mourão na íntegra

Nos últimos tempos, os mais variados atores acusam o Brasil de não ser capaz de cuidar do seu patrimônio ambiental, em particular a Amazônia. Uma ironia, levando em consideração que somos o País que menos desmatou na história da humanidade.

Como exemplo, cito que nos primórdios da vida na terra a Europa possuía 7% das florestas do mundo e o Brasil 9,8%. Hoje os europeus contam com 0,1% e nosso País com 28,9% da cobertura florestal mundial.
Reitero que somos a Nação que tem a matriz energética mais limpa e a maior cobertura vegetal original, chegando ao admirável valor de 84% de área nativa preservada na Amazônia e mais de 60% se considerarmos todo o território nacional.

Interesses econômicos e políticos a parte, também ocorre uma certa desinformação, que termina por ganhar força junto aos que jamais pisaram na Amazônia. Para esclarecer o cenário existente, eu os convido a juntos analisarmos as queimadas, o coelho da vez, tirado da cartola, para como em uma mágica induzir o espectador a acreditar no truque que lhe está sendo encenado.

SIM, as queimadas acometem a Floresta Amazônica e outros biomas do País – e também do mundo, não somos a única nação a enfrentar esse problema -, especialmente no período da seca, quando os índices historicamente se elevam.

Mas não na proporção trágica e com o descaso dos governantes como querem crer os donos das cartolas e dos coelhos. As queimadas que estão ocorrendo na Amazônia não são “padrão Califórnia ou Austrália” e as ações do Governo Federal buscam não só reduzi-las, mas também atenuar seus efeitos nocivos ao meio ambiente e à saúde das pessoas.

Para compreendermos a realidade das queimadas amazônicas e termos capacidade de interpretar os números divulgados, precisamos entender o que significam os focos identificados pelos satélites de referência utilizados pelo INPE. As imagens acusam todos os focos de calor, o que não significa incêndio, pois qualquer área com temperatura acima de 47o – uma fogueira por exemplo – é assim identificada.

Além disso, como consta no site do instituto, é comum uma mesma queimada ser detectada por vários satélites. Os dados brutos também não distinguem as ilegais das legais, que são aquelas ocorridas dentro dos 20% de terra que, de acordo com nossa legislação, pode ser explorada no bioma Amazônia.

Os fatores que levam a uma queimada não são matemáticos, pois questões ambientais e humanas influenciam tanto a ignição como a propagação e contenção do evento. Não é uma ciência exata. Assim, os esforços dos governos federal e estaduais podem ser positivos, com elevados ganhos em um período, como em outros tendem a ser negativos.

Por isso é importante que os dados sejam TRANSPARENTES, contudo submetidos a uma análise qualitativa por meio de processo inteligente, levando a ajustes e correções, necessários para o combate às ilegalidades e para que a informação produzida seja a expressão da verdade.

Gostaria de compartilhar a análise dos números computados até 15 de setembro deste ano, comparando-os com igual período do ano passado. Tivemos um aumento de 11% nesse período, destacando que um terço ocorreu em áreas já desmatadas, outro terço naquelas que foram objeto de desmatamento recente e o último terço em regiões urbanas, de assentamentos e industriais.

Nossos alvos de repressão localizam-se naquele importante terço de áreas recentemente desmatadas, notadamente aquelas situadas em terras indígenas e unidades de conservação, onde não podemos aceitar o avanço da criminalidade.

No Bioma Amazônia existem cerca de 530.000 imóveis rurais, de acordo com dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), em aproximadamente 25.000 ocorrem queimadas ilegais, ou seja, em 5% das propriedades. Essa é a dimensão do problema a ser enfrentado, com paciência, determinação e clareza.
Não podemos e não iremos parar.

Seguiremos sempre adiante, passo a passo, com foco no aperfeiçoamento contínuo dos métodos, técnicas, equipes, políticas públicas e recursos disponíveis para a prevenção e o combate das queimadas ilegais na Floresta Amazônica, atuando nas frentes política, econômica, social e legal.

Não se deixem levar por narrativas tiradas da cartola, como o coelho daquele mágico.
Por fim deixo claro que o governo do Presidente Bolsonaro não compactua com ILEGALIDADES e manterá os esforços constantes no sentido de que criminosos ambientais sejam enfrentados de acordo com a lei, pois respeito ao Estado de Direito é pilar básico do sistema democrático e da civilização ocidental, a qual temos orgulho de pertencer.

Fonte: CNN

Continuar lendo EM ARTIGO, MOURÃO DIZ QUE O BRASIL É O PAÍS COM MENOS DESMATAMENTO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

MORO É INTIMADO PELA PF PARA DEPOR, COMO TESTEMUNHA, SOBRE ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS DIA 2 DE OUTUBRO

PF intima Moro a depor no dia 2 de outubro sobre atos antidemocráticos

Gabriela Coelho Da CNN, em Brasília

 Atualizado 18 de setembro de 2020 às 18:03

Ex-juiz Sérgio Moro vai acumulando derrotas no Poder Judiciário - Além do Fato

A defesa do ex-ministro Sergio Moro informou nesta sexta-feira (18) que recebeu intimação para que ele preste depoimento, na condição de testemunha, no âmbito do inquérito que investiga atos antidemocráticos, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). O depoimento deve ocorrer em 2 de outubro, às 13h, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

“A oitiva é motivada em razão de ele ter ocupado, à época dos fatos, a titularidade do Ministério da Justiça e Segurança Pública”, diz a nota divulgada pela defesa.

Em junho, o relator do inquérito, ministro Alexandre de Moraes, afirmou que as investigações da Procuradoria-Geral da República (PGR) apontam a ‘real possibilidade’ de atuação de associação criminosa voltada para a ‘desestabilização do regime democrático’ com o objetivo de obter ganhos econômicos e políticos. A observação consta em decisão de quebra de sigilo decretada pelo ministro no inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos.

A Polícia Federal também intimou o deputado federal Eduardo Bolsonaro e o vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro a deporem como testemunhas no inquérito. O depoimento de Eduardo está previsto para ocorrer no próximo dia 22. O de Carlos estava previsto para ocorrer no dia 10 de setembro deste mês. A PF não informou se ele foi realizado.

Fonte: CNN
Continuar lendo MORO É INTIMADO PELA PF PARA DEPOR, COMO TESTEMUNHA, SOBRE ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS DIA 2 DE OUTUBRO

POR DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA, FLORDELIS TERÁ QUE USAR TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

Justiça determina que Flordelis use tornozeleira eletrônica

Isabelle Saleme e Leandro Resende, da CNN, no Rio de Janeiro

Atualizado 18 de setembro de 2020 às 18:12

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ), ré por orquestrar a morte do marido,o pastor Anderson do Carmo, terá que usar tornozeleira eletrônica. A decisão, é da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói. A magistrada pediu à Secretaria de Administração Penitenciária urgência na colocação do equipamento e também determinou o recolhimento noturno da parlamentar entre 23h e 6h. No entanto, negou pedido do Ministério Público estadual para afastar Flordelis do cargo na Câmara dos Deputados.

A medida, no entanto, depende de aprovação da Câmara dos Deputados. À CNN, o deputado Paulo Bengston (PTB-PA), corregedor da Casa, classificou a decisão de “controversa demais”. O entendimento dele é que caberá aos parlamentares a decisão sobre a medida, em virtude de decisão do Supremo Tribunal Federal: em 2017, a Corte determinou que em caso de medidas que “dificultem ou impeçam” o exercício regular do mandato, a decisão judicial deve ser remetida para o Legislativo em até 24h. Aí, cabe a Casa decidir sobre as medidas. A CNN apurou, ainda, que a Procuradoria da Câmara será acionada a dar um parecer sobre o tema.

Como base para a decisão, a magistrada lembrou que Flordelis tentou atrapalhar as investigações da morte do marido. Segundo a juíza, com a tornozeleira eletrônica também ficaria mais fácil a fiscalização de que medidas cautelares anteriores sejam cumpridas, como a proibição de contato com testemunhas e acusados do assassinato.

A juíza também determinou que também determinou que Adriano dos Santos Rodrigues seja transferido para a Bangu 1, unidade de segurança máxima dentro do Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio. É que existem suspeitas de que o filho biológico de Flordelis estava mantendo contato com a mãe, mesmo preso. Na semana passada, a justiça já tinha negado o pedido para que Adriano respondesse ao processo em liberdade.

Mesmo sendo apontada como mandante do assassinato, que aconteceu em junho do ano passado, a deputada Flordelis não pode ser presa em função da imunidade parlamentar.

Fonte: CNN

Continuar lendo POR DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA, FLORDELIS TERÁ QUE USAR TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 18 DE SETEMBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

Os processos de impeachment avançaram em Santa Catarina e no Rio de Janeiro. Já o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, se livrou de mais um pedido de abertura de processo de afastamento. O depoimento de Jair Bolsonaro no caso de suposta interferência na PF está “congelado” até o STF decidir a próxima etapa. O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, chega a Boa Vista. Os 70 anos da TV no Brasil e as lives de hoje.

Processos de impeachment em SC e no RJ

Os deputados estaduais de Santa Catarina votaram pelo prosseguimento do processo de impeachment contra Carlos Moisés da Silva (PSL). Foram 33 votos a favor, seis contra e uma abstenção. O governador não foi afastado, pois ainda há outros passos no processo.

No Rio de Janeirocomissão especial aprovou, por unanimidade, pela sequência do processo de impeachment de Wilson Witzel (PSC). O placar final foi de 24 a 0. Witzel disse que recebeu “com tranquilidade” decisão, mas falou em “linchamento político” e acusação sem provas. Ele foi afastado do cargo pelo STJ, é investigado por suspeitas de corrupção em contratos públicos na área da saúde. O governador nega.

Ainda no Rio, a Câmara de Vereadores rejeitou, mais uma vez, um pedido de abertura de processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos)Foram 24 votos a 20. O pedido foi protocolado pelo PSOL com base na Operação Hades, que investiga um suposto “QG da Propina” na administração municipal.

Depoimento de Bolsonaro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello suspendeu a tramitação do inquérito que avalia se Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal e decidiu também que caberá ao plenário definir se o presidente pode enviar depoimento por escrito ou, se preferir, escolher o melhor dia para ser ouvido. A data do julgamento ainda será definida. A investigação aberta em maio tem como base acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

Eleições 2020

As 26 capitais do país têm, ao todo, 311 candidatos às prefeituras aprovados em convenções para a disputa das eleições deste ano. Número total, que ainda pode sofrer alterações com o registro final na Justiça Eleitoral, deve ser o maior em pelo menos 20 anos.

Números na pandemia

O país registrou 857 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e chegou a 135.031 óbitos. A média móvel de novas mortes nos últimos 7 dias foi de 779 óbitos, uma variação de -9% em relação aos dados registrados em 14 dias. São 4.457.443 brasileiros com o novo coronavírus.

Auxílio Emergencial

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga mais uma parcela do Auxílio Emergencial a 5,6 milhões de trabalhadores. Para o público do Bolsa Família, a parcela paga já é a primeira de R$ 300. Para os demais, seguem os pagamentos de R$ 600, e a ajuda será creditada.

Mike Pompeo em Boa Vista

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo — Foto: Yuri Gripas / ReutersO secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo — Foto: Yuri Gripas / Reuters

secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, chega a Boa Vista hoje para discutir a imigração de venezuelanos. Ele se encontrará com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, irá ao Posto de Identificação e Triagem da Operação Acolhida, e, mais tarde, visitará a Paróquia de Nossa Senhora da Consolata. No final da tarde, seguirá para Bogotá, onde se encontra com o presidente colombiano, Ivan Duque.

Animais mortos no Pantanal

Jacaré queimado no Pantanal — Foto: Força Tarefa Pantanal/DivulgaçãoJacaré queimado no Pantanal — Foto: Força Tarefa Pantanal/Divulgação

Diferentes representantes de órgãos públicos do meio ambiente, universidades, organizações não-governamentais e voluntários se uniram em uma força-tarefa para fazer uma estimativa do número de animais mortos pelas queimadas no Pantanal, que já consumiram mais de 2,9 milhões de hectares na região. As ações em campo começaram há 10 dias, primeiro em Mato Grosso, e, nesta semana, em Mato Grosso do Sul.

Preço do algodão em alta

Safra de algodão nas lavouras do Maranhão — Foto: Reprodução / TV MiranteSafra de algodão nas lavouras do Maranhão — Foto: Reprodução / TV Mirante

Acompanhando a alta de diversos produtos do campo, em especial os alimentos, o algodão se valorizou nos últimos meses. A pluma, que é um dos principais itens da indústria de roupas, chegou a valorizar cerca de 20% no fim de agosto. Isso gera preocupações de que, além da alimentação, as roupas fiquem mais caras.

 

Peru: Covid e instabilidade política

O Assunto debate hoje o Peru, que vive a mais grave crise sanitária da história do país e um ambiente de turbulência política. O presidente Martín Vizcarra enfrenta o Congresso em votação pelo seu impeachment. Neste episódio, Renata Lo Prete conversa com o cientista político português Luís Nunes, que vive em Lima há duas décadas, e Fátima Marinho, epidemiologista da Vital Strategies, organização que auxilia 63 países no combate à pandemia.

70 anos da TV no Brasil

 — Foto: TV GloboFoto: TV Globo

A televisão completa 70 anos no Brasil. G1 preparou uma lista com algumas vezes que a TV inovou em estilo, tecnologia e programação: da primeira novela ao primeiro reality show, da primeira vez que a imagem chegou colorida na casa dos brasileiros ao primeiro beijo entre dois homens no horário nobre. O fenômeno lançou manias e paixões nacionais.

Veja 70 FOTOS coloridas e em preto e branco que contam história da TV no país e VÍDEOS de reportagens e especiais sobre a televisão brasileira.

Globo Repórter vai contar a trajetória da telinhaSerão dois programas. As sete décadas começam a ser relembradas esta noite.

Lives de hoje

Frank Aguiar, João Suplicy e Sheryl Crow fazem lives nesta sexta-feira (18) — Foto: Divulgação / Amanda Perobelli-Estadão Conteúdo/Arquivo / Kevin Winter/Getty Images North America/Getty Images via AFP/ArquivoFrank Aguiar, João Suplicy e Sheryl Crow fazem lives nesta sexta-feira (18) — Foto: Divulgação / Amanda Perobelli-Estadão Conteúdo/Arquivo / Kevin Winter/Getty Images North America/Getty Images via AFP/Arquivo

Sheryl Crow faz dois shows online neste final de semana e o desta sexta-feira é em formato elétrico. Frank Aguiar, João Suplicy e a dupla Lucas e Felipe também fazem parte da programação. Veja a lista completa com horários das lives de hoje.

Mega-Sena

A principal faixa de premiação do concurso 2.300 da Mega-Sena não teve ganhador. O prêmio acumulou e deve ir a R$ 36 milhões no sábado. As dezenas sorteadas: 09 – 21 – 37 – 39 – 43 – 54.

Curtas e Rápidas:

Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 18 DE SETEMBRO DE 2020 POR G1

INQUÉRITO SOBRE SUPOSTA INTERFERÊNCIA DE BOLSONARO NA PF É SUSPENSO POR MARCO AURÉLIO

Marco Aurélio suspende inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

Gabriela Coelho Da CNN, em Brasília

 Atualizado 17 de setembro de 2020 às 16:28

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello suspendeu nesta quinta-feira (17) a tramitação do inquérito que avalia se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal. Agora, cabe ao presidente da corte, ministro Luiz Fux, marcar o dia do julgamento no plenário.

A decisão foi tomada em um recurso da Advocacia-Geral da União (AGU), que defende que Bolsonaro tem direito de agendar o próprio depoimento ou, se quiser, apresentar manifestação por escrito. Marco Aurélio decidiu levar esse questionamento a plenário, para análise de todos os ministros.

“Cabe submeter ao Pleno o agravo formalizado, para uniformização do entendimento. Considerada a notícia da intimação para colheita do depoimento entre 21 e 23 de setembro próximos, cumpre, por cautela, suspender a sequência do procedimento, de forma a preservar o objeto do agravo interno e viabilizar manifestação do Ministério Público Federal. Determino a suspensão da tramitação do inquérito até a questão ser submetida ao Pleno”, disse Marco Aurélio em trecho da decisão.

Na semana passada, o relator do caso no Supremo, ministro Celso de Mello, determinou que Bolsonaro preste depoimento presencial. Ele justificou a decisão afirmando que a prerrogativa de prestar o depoimento por escrito somente pode ser concedida nos casos em que o presidente figure como testemunha ou vítima, mas nunca como investigado.

De licença médica, Celso de Mello está impedido de examinar o recurso de Bolsonaro, a análise, então, passou para Marco Aurélio, o segundo ministro mais antigo do STF.

O inquérito em que o presidente é citado tem como base as acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que acusou Bolsonaro de planejar interferir nos trabalhos da Polícia Federal — o episódio que levou ao pedido de demissão do ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

De acordo com Moro, a prova é uma reunião ministerial, cujo sigilo foi retirado pelo ministro Celso de Mello no curso deste inquérito.

De acordo com o ex-ministro Sergio Moro, foi nesta reunião que Bolsonaro teria manifestado a intenção de interferir politicamente na Polícia Federal, cobrando a substituição do superintendente da PF no Rio de Janeiro e do diretor-geral da corporação, além de acesso a relatórios de inteligência e informação da Polícia Federal. Bolsonaro nega as acusações.

Fonte: CNN

Continuar lendo INQUÉRITO SOBRE SUPOSTA INTERFERÊNCIA DE BOLSONARO NA PF É SUSPENSO POR MARCO AURÉLIO

CINCO REPRESENTAÇÕES DA OAB PEDIRAM AO STF A SUSPENSÃO DOS EFEITOS DE DELAÇÃO DO EX-PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO-RJ

Por Fernanda Vivas e Márcio Falcão, TV Globo — Brasília

 

 

Cinco representações da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pediram nesta quinta-feira (17) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que suspenda os efeitos do acordo de delação premiada de Orlando Diniz, ex-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).

As representações também querem a suspensão de todas as medidas tomadas a partir de informações contidas no acordo, entre as quais as buscas e apreensões na Operação E$quema S, deflagrada no último dia 9, e ação penal aberta a partir das apurações.

Os pedidos foram apresentados pelas representações da OAB no Rio de Janeiro, no Distrito Federal, no Ceará, em Alagoas e em São Paulo. O relator é o ministro Gilmar Mendes.

A Operação E$quema S é uma nova fase da Lava Jato e apura supostos desvios no Sistema S.

Foram alvos da operação os advogados Frederick Wassef (ex-advogado da família Bolsonaro), Ana Tereza Basílio (advogada do governador afastado do Rio, Wilson Witzel), Cristiano Zanin e Roberto Teixeira (representantes do ex-presidente Lula) e Eduardo Martins. Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Operação Lava Jato investiga suposto esquema de desvios no Sistema S

Argumentos da OAB

As representações da OAB alegam que, na delação, Orlando Diniz citou autoridades com foro privilegiado e, com isso, as “atribuições institucionais” sobre o caso cabem à Procuradoria Geral da República e ao STF, não à Justiça Federal do Rio.

“A celebração de acordo de colaboração entre o Ministério Público Federal e delator nas circunstâncias do caso concreto sub examine insere-se no âmbito das atribuições institucionais da Procuradoria-Geral da República, competindo a esse Supremo Tribunal Federal decidir sobre a sua homologação”, argumenta a OAB.

As representações afirmaram ainda que, por envolver entidades do Sistema S, a competência poderia ser da Justiça Estadual.

Para a entidade, todo o material produzido a partir da delação de Diniz deve ficar sob a guarda do STF, e os ministros da Corte devem reconhecer que o caso deve tramitar na instância superior, tornando nulos todos os passos da investigação realizadas na primeira instância.

Fonte: G1

Continuar lendo CINCO REPRESENTAÇÕES DA OAB PEDIRAM AO STF A SUSPENSÃO DOS EFEITOS DE DELAÇÃO DO EX-PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO-RJ

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 17 DE SETEMBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

Pedidos de impeachment Rio de Janeiro miram Wilson Witzel na Assembleia Legislativa e Marcelo Crivella na Câmara Municipal. Depoimento de Jair Bolsonaro na investigação sobre interferência ou não na Polícia Federal está marcada para este mês, mas ele recorreu. E seus filhos, Carlos e Eduardo, foram intimados a depor, como testemunhas, no inquérito que apura atos contra a democracia. A mata brasileira segue queimando, apesar de um alerta europeu. E vem aí mais uma chuva preta. A primeira das 4 parcelas de R$ 300 do Auxílio Emergencial. E a Mega-Sena está em R$ 32 milhões.

Pedidos de impeachment no Rio

Wilson Witzel e Marcelo Crivella — Foto: Reprodução / TV GloboWilson Witzel e Marcelo Crivella 

Pedidos de impeachment estão em pauta na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e na Câmara dos Vereadores do Rio. Os processos são diferentes e não têm relação entre si.

O impeachment do governador afastado Wilson Witzel (PSC) já foi aberto e está mais avançado: nesta quinta, comissão decide se aprova o parecer que pede a continuidade do processo. Witzel foi afastado do cargo por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) após a Operação Tris In Idem, que investiga desvios em recursos da saúde do Rio.

 

pedido de impedimento do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), ainda depende de aprovação no Parlamento Municipal para ser aberto e será votado pelos vereadores nesta quinta. As suspeitas partiram de investigação do Ministério Público sobre um suposto “QG da Propina” na prefeitura. No início do mês, um outro pedido foi arquivado sobre o caso conhecido como “Guardiões do Crivella”.

Depoimento de Bolsonaro

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou que o presidente Jair Bolsonaro preste depoimento presencial no inquérito que apura se houve interferência na Polícia Federal (PF). Bolsonaro já foi intimado a depor, e a AGU quer que o depoimento possa ser por escrito. O depoimento vai ocorrer entre os dias 21, 22 ou 23 de setembro.

Depoimentos dos filhos do presidente

PF intimou o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) a depor como testemunhas no inquérito que apura a realização de atos antidemocráticos. O inquérito é sigiloso e não foram divulgados a data dos depoimentos nem detalhes sobre os motivos para que os filhos do presidente Jair Bolsonaro sejam ouvidos no processo.

Fogo no Pantanal

Imagens de satélites mostram o avanço das queimadas em áreas de preservação em Mato Grosso
Imagens de satélites mostram o avanço das queimadas em áreas de preservação em Mato Grosso

Imagens de satélites mostram o avanço das queimadas em áreas de preservação em Mato Grosso. Segundo estimativa do Ibama, o Pantanal já teve 20% da área atingida por queimadas neste ano. Isso equivale a dez vezes as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte juntas. Veja no vídeo acima.

Desmatamento e o alerta europeu

E os países europeus que disseram que o aumento do desmatamento dificulta compras de produtos do Brasil foram responsáveis por cerca de 10% do que o agronegócio brasileiro faturou com exportações neste ano, de janeiro a agostoAlemanhaDinamarcaFrançaItáliaHolandaNoruegaReino Unido e Bélgica, que assinaram carta criticando “altas taxas” de “desflorestamento”, compraram US$ 6,77 bilhões em produtos agropecuários do Brasil no período, o equivalente a 9,71% do que o setor vendeu ao exterior (US$ 69,6 bilhões).

Chuva preta

A cidade de São Paulo pode ser alvo de uma “chuva preta” entre esta sexta-feira e domingo. O fenômeno ocorre quando o vento traz a fumaça das queimadas e incêndios florestais até uma área onde existem nuvens de chuva. Além do estado de São Paulo, é possível que a camada de fumaça encubra também áreas do centro-sul do Rio de Janeiro, incluindo a capital, e do centro-sul de Minas Gerais. No último final de semana, a chuva de coloração escura ocorreu em regiões do Rio Grande do Sul.

INSS: população à espera

INSS promete perícias nesta quinta, mas médicos dizem que chance é zeroENTENDA que o instituto e os peritos travam queda de braço, e quem sofre é a população.

Auxílio Emergencial

Os beneficiários do programa Bolsa Família começam a receber a partir desta quinta-feira a primeira das 4 parcelas de R$ 300 do Auxílio Emergencial. Os primeiros a receber são aqueles cujo número final do NIS é 1. Entenda, porém, que nem todos terão direito a esse benefício. Veja o calendário e tire dúvidas.

Números da Covid

O país registrou 967 mortes pela Covid-19 e passou dos 134 mil óbitos. A média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 789 óbitos. São 4.421.686 de brasileiros contaminados pelo novo coronavírus.

As idas e vindas do Renda Brasil

O Assunto debate sobre o Renda Brasil, que voltou para a prancheta. O presidente quer criar um novo programa, mas ainda estuda como buscar recursos.

Mega-Sena

O concurso 2.300 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 32 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h na cidade de São Paulo.

Curtas e Rápidas:

  • Para 96,7%, home office será diferencial na hora de escolher um emprego, diz pesquisa
  • 10 empresas abrem mais de 1 mil vagas de emprego e estágio; veja lista
  • De onde vem o que eu como: café é a 2ª bebida mais consumida no país e interesse por métodos de preparo cresceu na pandemia
  • Menino estuda em cabana montada no meio da roça no PR
  • Traficante Jhonny Bravo lucra R$ 750 mil com transporte alternativo na Rocinha e no Vidigal

Futebol

  • 19 horas: Botafogo x Vasco

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 17 DE SETEMBRO DE 2020 POR G1

SUPOSTO ESQUEMA DE RACHADINHA NO GABINETE DA DEPUTADA FLORDELIS É ANALISADO PELA PGR

PGR analisa esquema de ‘rachadinhas’ no gabinete da deputada Flordelis

Fernando Molica

Por Fernando Molica, CNN  

16 de setembro de 2020 às 21:35

Deputada FlordelisDeputada Flordelis

O Ministério Público do Rio enviou para a Procuradoria-Geral da República informações que indicam a existência de um esquema de “rachadinhas” no gabinete da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD-RJ).

No último dia 24, Flordenis foi denunciada pelo MP, acusada de ser a mandante do assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo. O crime ocorreu em junho do ano passado.

O material enviado para Brasília indica que a deputada ficaria com parte do salário de assessores parlamentares.

Caberá à PGR, que já recebeu as informações, avaliar os documentos e decidir se pedirá abertura de inquérito no Supremo Tribunal Federal para apurar as suspeitas.

CNN entrou em contato com a defesa da deputada, mas ainda não obteve retorno.

Fonte: CNN

Continuar lendo SUPOSTO ESQUEMA DE RACHADINHA NO GABINETE DA DEPUTADA FLORDELIS É ANALISADO PELA PGR

EM RECORRÊNCIA CONTRA DECISÃO DE CELSO DE MELLO BOLSONARO PEDE AO STF PARA DEPOR POR ESCRITO

Bolsonaro recorre contra decisão de Celso de Mello e pede ao STF para depor por escrito

 POLÍTICA

Bolsonaro assina desfiliação e deixa o PSL | Exame

O presidente Jair Bolsonaro recorreu, por meio da AGU (Advocacia-Geral da União), da decisão do ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), que o obriga a prestar depoimento presencial à Polícia Federal.

No recurso, a AGU afirma que a PF intimou Bolsonaro nesta quarta-feira (16). A corporação deu três opções ao presidente para realização do depoimento: 21, 22 ou 23 de setembro, às 14h.

Bolsonaro irá depor na condição de investigado no inquérito em curso no Supremo que apura as acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que o presidente tentou violar a autonomia da PF.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo EM RECORRÊNCIA CONTRA DECISÃO DE CELSO DE MELLO BOLSONARO PEDE AO STF PARA DEPOR POR ESCRITO

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 16 DE SETEMBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

Aumenta o número de assassinatos de mulheres, enquanto outros crimes reduzem índices. Porém, especialistas alertam para possível subnotificação. O cartão vermelho de Jair Bolsonaro. INSS ainda sem perícia. Queimadas e desmatamentos em São Paulo, no Pantanal e na Amazônia. BC deve interromper o ciclo de cortes e manter juro básico em 2% ao ano. Eleições 2020: o último dia para convenções. Eduardo Pazuello vira ministro da Saúde. A adolescente de 15 anos que matou Isabele Guimarães foi internada. O Assuntoa busca por vida no espaço. E as rodadas do Brasileirão, da Copa do Brasil e da Libertadores.

Monitor da Violência

O Brasil teve um aumento de 2% no número de mulheres assassinadas no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Os casos de feminicídios também subiram. Em contrapartida, os registros de outros crimes relacionados à violência contra a mulher, como agressões e estupros, caíram no país. É o que mostra um levantamento exclusivo feito pelo G1 com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Porém, especialistas apontam subnotificação durante pandemia.

Mulheres negras são as principais vítimas de homicídiosJá as brancas compõem quase metade dos casos de lesão corporal e estupro. Mas mais de um terço dos estados não divulga raça, o que também pode indicar subnotificação.

Cartão vermelho

Integrantes do Palácio do Planalto e do próprio Ministério da Economia reconhecem que o “cartão vermelho” do presidente Jair Bolsonaro tem endereço certo: o secretário Especial de Fazenda, Waldery Rodrigues.

Auxiliares consideram a permanência do secretário insustentável. A percepção é que faltou habilidade ao secretário ao divulgar estudos internos que ainda não tinham aval político.

Em entrevista ao G1, no domingo (13), Waldery Rodrigues disse que a área econômica apoiava congelar os valores de aposentadorias e pensões para economizar dinheiro público e, com isso, viabilizar o programa Renda Brasil.

INSS

Há uma queda de braços entre o órgão e médicos peritos. Isso, em meio à pandemia do novo coronavírus e restrição de atendimentos presenciais por quase seis meses.

Enquanto os profissionais da saúde acusam o INSS de não terem feito as adaptações necessárias nas agências para receber os segurados, em ambiente que gera aglomeração e tem público em grande parte idoso, o órgão aponta que os peritos pedem melhorias que estariam além do escopo de prevenção da Covid-19.

Queimadas

São Paulo

Incêndio na Serra da Paulista, em Águas da Prata — Foto: Prefeitura de Águas da PrataIncêndio na Serra da Paulista, em Águas da Prata — Foto: Prefeitura de Águas da Prata

Incêndios florestais em São Paulo mais do que dobram em 2020. Desde o começo do ano, os satélites registraram 4.214 focos em todo o estado, contra 2.015 no mesmo período de 2019 – de 1º de janeiro a 13 de setembro. O fogo atinge de maneira similar a mata atlântica e o cerrado. Na fuga, os animais invadem áreas urbanas e o nº de resgates também aumentou.

Pantanal

Onça-pintada é vista em área recentemente queimada no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal — Foto: Andre Penner / AP PhotoOnça-pintada é vista em área recentemente queimada no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal — Foto: Andre Penner / AP Photo

No Pantanal, o fogo já queimou 70% de santuário de onças-pintadas. E a seca e os incêndios afetam principais fontes de vida e as queimadas se espalham em áreas de preservação ambiental.

 

Amazônia

Juros

Em meio à alta dos alimentos, BC deve interromper o ciclo de cortes e manter juro básico em 2% ao ano. Essa é a expectativa da maior parte dos economistas do mercado financeiro. Mesmo antes da disparada recente dos preços dos alimentos, BC já indicava que manteria a taxa Selic estável.

Eleições 2020

Toffoli arquiva inquéritos

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, determinou o arquivamento de todos os inquéritos abertos no STF que tiveram como base a delação premiada do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, preso desde 2016. A decisão atinge 12 novas frentes de investigação autorizadas pelo ministro Edson Fachin, que homologou a colaboração premiada assinada pelo político com a Polícia Federal. Desses 12 inquéritos, três já tinham sido arquivados em julho.

Pazuello vira ministro

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, será efetivado no cargo hoje pelo presidente Jair Bolsonaro. A posse está marcada para as 17h, no Palácio do Planalto. O general do Exército foi nomeado ministro interino em 3 de junho, embora já estivesse, na ocasião, ocupando o posto havia 20 dias, depois que o médico Nelson Teich — do qual era secretário-executivo — pediu demissão.

Pandemia no Brasil

O país registrou 1.090 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e chegou ao total de 133.207 óbitos. A média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 813 óbitos, uma variação de -7% em relação aos dados registrados em 14 dias. São 4.384.299 de pessoas contaminadas.

Desacelerando?

Estudo epidemiológico sobre coronavírus no Brasil revelou que a Covid-19 está desacelerando no país. Coordenada pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel), a pesquisa mostrou, em sua etapa mais recente, que o número de brasileiros com anticorpos do Sars-Cov-2 – e que, portanto, tiveram contato com o vírus – diminuiu com relação ao período anterior avaliadoEntenda a pesquisa

Caso Isabele

Isabele Guimarães Rosa, de 14 anos, morreu ao ser atingida por tiro na cabeça no condomínio Alphaville, em Cuiabá. — Foto: Instagram / ReproduçãoIsabele Guimarães Rosa, de 14 anos, morreu ao ser atingida por tiro na cabeça no condomínio Alphaville, em Cuiabá. 

adolescente de 15 anos que atirou em Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, se apresentou ontem na Delegacia Especializada do Adolescente. Isabele morreu com um tiro no rosto, no dia 12 de agosto deste ano. O disparo foi feito pela jovem, que, durante as investigações, alegou ter sido involuntário.

‘Romance desapegado’

“Romance desapegado”, do Conde do Forró, bate 30 milhões no YouTube. Forró romântico contou com vídeo descontraído da vocalista Japinha, potencial de meme e sofrência para emplacar. Após sucesso, música foi regravada por Marcia Fellipe e está na mira de Safadão.

O Assunto: a busca por vida no espaço

Fosfina. A presença deste elemento no nosso vizinho mais próximo é a mais recente revelação astronômica com potencial de mudar nossa compreensão do universo. A partir de um pequeno sinal luminoso, emitido das nuvens de Vênus, cientistas encontraram o que pode ser atividade biológica a mais de 40 milhões de km da Terra. Ouça sobre o tema em O Assunto.

Monsenhor Devellard

Monsenhor José Roberto Devellard celebra a missa dos 94 anos do jornal 'O Globo' no último dia 29 de julho — Foto: Reprodução / TV GloboMonsenhor José Roberto Devellard celebra a missa dos 94 anos do jornal ‘O Globo’ no último dia 29 de julho — Foto: Reprodução / TV Globo

Morreu ontem no Rio o Monsenhor José Roberto Rodrigues Devellard, de 75 anos, informou a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Primeiro-ministro japonês

Yoshihide Suga é aplaudido após ser eleito o novo primeiro-ministro do Japão — Foto: Koji Sasahara / AP PhotoYoshihide Suga é aplaudido após ser eleito o novo primeiro-ministro do Japão — Foto: Koji Sasahara / AP Photo

O Parlamento japonês nomeou Yoshihide Suga, de 71 anos, como o novo primeiro-ministro, substituindo Shinzo Abe, que renunciou por motivos de saúde após quase oito anos como chefe de governo. Suga, que era o chefe de gabinete de Abe e porta-voz do ministro, recebeu 314 dos 462 votos em uma sessão extraordinária da Câmara Baixa.

Futebol

  • 21h30: Corinthians x Bahia
  • 19h15: Internacional x América de Cali
  • 21h30: Universidad Católica x Grêmio
  • 21h30: Bolívar x Palmeiras
  • 21h30: Fluminense x Atlético-GO

Mega-Sena

O sorteio do concurso 2.299 da Mega-Sena acumulou, e a previsão é que o próximo sorteio pague R$ 32 milhões na quinta-feira (17). Veja as dezenas sorteadas: 02 – 03 – 19 – 40 – 44 – 60

  • A quina teve 22 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 55.054,82.
  • A quadra teve 1.903 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 909,24

Curtas e Rápidas:

Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 16 DE SETEMBRO DE 2020 POR G1

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar