Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

MARKETING: CECÍLIA RUSSO E JAIME TROIANO FALAM SOBRE O QUE AS MARCAS PRECISAM FAZER PARA CONQUISTAR AS MÃES

texto

Sua Marca: para conquistar as mães é preciso uma história consistente e legítima

“Mães são exigentes e marcas que ganham o coração das mães são aquelas que de forma legítima, contribuem para que os filhos tenham uma experiência positiva. Ou seja, estão alinhadas ao propósito das mães” — Cecília Russo

 

As mulheres são responsáveis pela maior parte das decisões de compra no mercado e, portanto, um dos grandes esforços dos gestores de marcas é criar estratégias capazes de conquistar o coração delas. Sabe-se, porém, que apenas algumas empresas, produtos e serviços conseguem alcançar esse objetivo. No programa Sua Marca Vai Ser Um Sucesso, Cecília Russo e Jaime Troiano falaram dos aspectos que levam essas marcas a terem a preferência feminina.

No programa, Russo apresentou dados de uma pesquisa desenvolvida pela consultoria Data Miners, em 2017, que identificou quais as marcas que melhor conseguem traduzir o conceito de maternidade:

  • Johnson & Johnson
  • Pampers
  • Natura
  • Nestlé

E o que fazem essas marcas terem sucesso entre as mulheres, especialmente às mães?

De acordo com Troiano, o essencial é que as marcas construam uma história consistente e autêntica, demonstrando que essa relação com a mulher é permanente. Aproveitando a proximidade do Dia das Mães, alertou para o risco de se criar uma campanha oportunidade: “não faça isso porque você vai pagar caro por essa estratégia”.

O Sua Marca Vai Ser Um Sucesso vai ao ar aos sábados, às 7h55, no Jornal da CBN, e tem apresentação de Mílton Jung

Fonte: CBN

Continuar lendo

ENTREVISTA: EDUARDO WOLF – CALÚNIA E ATAQUES NAS REDES SOCIAIS, NO MORNING SHOW

A coluna ENTREVISTA desta sexta-feira é com o Doutor em Filosofia pela USP, Professor e Pesquisador do Laboratório de Politica, Comportamento e Mídia da FUNDASP – PUC SP e Editor do blog Estado da Arte do Estadão, Eduardo Wolf. Na primeira parte da entrevista ao Morning Show, da Jovem Pan, Eduardo faz reflexões a respeito dos discursos de ódio que têm sido cada vez mais comuns nas redes sociais. 

Primeira parte da entrevista de Eduardo Wolf ao Morning Show

Fonte: Morning Show

Continuar lendo

OPINIÃO: QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE O TRATAMENTO DISPENSADO PELA GLOBO AO PREFEITO CRIVELLA?

Caro(a) leitor(a),

O artigo a seguir mostra as imagens que vieram ao ar, pela Rede Globo, nesta semana com o prefeito Crivella, do Rio de Janeiro, e as de bastidores. Também compara o tratamento dado a ele e ao ex-prefeito Eduardo Paes. Assista aos vídeos e compare. Depois tire suas conclusões e deixe aqui a sua opinião!

Crivella não recua, vai ao ataque e em “Nota de Repúdio” destrói a Rede Globo (Veja o Vídeo)

Sem recuo, com ‘sangue nos olhos’, o prefeito do Rio de Janeiro partiu para o enfrentamento, franco e direto contra a Rede Globo.

O desespero definitivamente tomou conta da emissora. As benesses de outrora, as verbas bilionárias de publicidade não existem mais. A fonte secou.

A solução encontrada é atacar. Crivella não se intimidou.

Veja abaixo o forte teor da Nota de Repúdio emitida:

1) De forma desrespeitosa, os jornalistas da TV Globo têm dirigido perguntas ao prefeito Marcelo Crivella, na tentativa de pôr na boca do prefeito declarações que não foram feitas pelo alcaide;

2) A TV Globo tem faltado ao respeito com milhões de cidadãos cariocas, que passam horas do dia assistindo a um simulacro das ações do governo municipal, que sozinho luta para recuperar a infraestrutura de uma cidade que há décadas não recebe investimentos suficientes;

3) É importante destacar que os milhões de reais que a TV Globo recebeu de publicidade para divulgar ações marqueteiras da gestão anterior seriam mais do que suficientes para concluir as obras nas 31 comunidades, paralisadas ainda na gestão passada;

4) A verdade é que as Organizações Globo têm sangue nas mãos. Os mais de R$ 170 milhões recebidos da gestão passada, para divulgar o “Sonho Olímpico”, poderiam ter salvado vidas de pessoas que, lamentavelmente, nos deixaram, por falta de recursos que hoje não temos;

5) Esses mesmos inquisidores (que não podem ser chamados de jornalistas), que hoje se arvoram em condenar uma administração que herdou uma cidade quebrada, não viram os desmandos de anos que levaram o Estado e a Cidade do Rio à bancarrota?

6) O Rio estava com suas contas comprometidas, desde 2016, como mostra o extenso voto do conselheiro do TCM, Ivan Moreira. Em sua exposição, “destacou pontos frágeis como a municipalização dos hospitais Rocha Faria e Alberto Schweitzer, que contribuiu sobremaneira para o déficit orçamentário verificado; a não adoção de ações sanativas para a situação do Funprevi; e os cancelamentos de empenhos, entre outros”, está escrito no site do TCM;

7) E sabe por que os jornalistas das Organizações Globo não viram isso? Porque muitos deles recebiam polpudas remunerações por palestras encomendadas pelo ex-presidiário Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ e que hoje tem que explicar os desvios de milhões de reais;

8) Matéria do site “Intercept”, de 9/11/2017, traz a lista de alguns desses valorosos e independentes jornalistas. Detalhe: alguns são apresentadores de Telejornais da TV Globo e que hoje cobram do prefeito Marcelo Crivella a aplicação de recursos. Caso consciências tivessem, devolveriam esse dinheiro aos cofres do Sistema S, que vive de subsídios que fazem falta aos gestores públicos;

9) Esse linchamento público voltou a acontecer na quinta-feira (11). Em entrevista coletiva, no Palácio da Cidade, o prefeito falava sobre as medidas já tomadas para trazer o município, em especial na área de trânsito, ao seu ritmo normal. De forma imperial, a repórter tratou o prefeito como se este estivesse em um tribunal e não numa entrevista coletiva. Vejam a batalha:

Repórter: Agora prefeito a cidade está parada ainda…

PREFEITO: não, não está parada…

Repórter: esperando para retomar, as pessoas estão demorando para chegar…

PREFEITO: não, não, não…

Repórter: Tem sete pontos de interdição ainda

PREFEITO: começa a sair, como se fosse encerrar a coletiva “Obrigado, obrigado”

Repórter: As pessoas têm realmente pressa de chegar…

PREFEITO volta: É impressionante como a Rede Globo faz campanha contra mim, não é contra mim não. A cidade não está parada, a cidade está se movimentando, a única cidade…

Repórter interrompe: Prefeito, desculpa, as pessoas têm pressa para retomar suas vidas…

PREFEITO tenta continuar: “A única, a única…

Repórter insiste: O senhor me permite

PREFEITO: Eu vou permitir. Mas é impressionante, é impressionante como vocês fazem oposição, não a mim, mas ao Rio de Janeiro…

Repórter: Prefeito, o senhor está enganado (interrompe de novo)…

PREFEITO: Não estou enganado não…

Repórter: Nós estamos reproduzindo o que as pessoas estão encaminhando pra gente. O senhor me permite…

PREFEITO: Você acabou de fazer a pergunta? Eu quero saber, se você acabou de fazer a sua pergunta?

Repórter: Sim, a minha pergunta é essa: o senhor não acha que tem uma demora?

PREFEITO: Quer fazer outra? Eu posso responder? É impressionante como a Rede Globo de televisão é absolutamente contra a cidade do Rio de Janeiro. É a televisão que anuncia o tempo todo os problemas do Rio, que faz drama sobre coisas corriqueiras que acontecem na nossa vida desde que eu nasci aqui (falando sobre a retomada do ritmo da cidade).

Repórter: O senhor acha que o que aconteceu foi um drama corriqueiro? Perdão prefeito, o senhor acha que o que aconteceu, a pior chuva em 22 anos, foi um drama corriqueiro?

PREFEITO: A cidade do Rio de Janeiro, a cidade do Rio de Janeiro…

Repórter insiste: dez pessoas mortas?

PREFEITO: Não, não, não, não vou falar com você, me dá licença, é um direito que eu tenho. A cidade do Rio de Janeiro, desde a minha infância, sofre problemas no trânsito. Esses que eu disse são corriqueiros. São problemas que a gente enfrenta porque temos dificuldades com a nossa topografia. Nós somos uma cidade com muitas montanhas, com muitos túneis, com vias estreitas e temos sim problemas com o trânsito. É claro que os desabamentos, que nós já temos uma Geo-Rio de 50 anos, procuramos evitar, mas nem sempre conseguimos. Lamentamos profundamente nossas tragédias. Agora é preciso aprender com elas e não fazer campanha política, não fazer exploração, o que a Globo quer é dinheiro na sua propaganda, o que ela quer é que a gente faça uma festa no carnaval e ela possa vender R$ 240 milhões com a Prefeitura pagando todo o carnaval. Isso está errado. Então, o que elas fazem é chantagem, é chantagem, isso não tem nada a ver com interesse da cidade. E seguramente não vão colocar isso no ar.

10) Não vamos ceder a pressões financeiras de um grupo de mídia que insiste em editorializar a cobertura sobre as chuvas, deixando de lado a prestação de serviço público, informação e orientação à uma população tão sofrida como a carioca.

Abaixo um outro vídeo onde fica patente a diferença de tratamento da Rede Globo com relação ao prefeito anterior e o atual, em situações semelhantes:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo

BOAS NOTÍCIAS: BRASILEIRA CRIA A "ÚNICA PER ME" UM NOVO CONCEITO DE ESMALTE EM DOSE ÚNICA

Na sessão de BOAS NOTÍCIAS desta quinta-feira mais uma brasileira criativa inventa um novo conceito de esmalte: “UNICA PER ME”. Baseado no conceito de café em cápsulas para dar um status de exclusividade além de economizar. Veja a reportagem completa e assista o vídeo no final.

Brasileira cria esmalte em dose única pra variar cores sem desperdício

Foto: divulgação

Foto: divulgação
Uma empreendedora mineira, de Juiz de Fora, criou o esmalte em dose única, o sonho de mulheres que gostam de variar as cores, com higiene, sem desperdício e sem acumular vários vidrinhos em casa.
Gláucia Mangia, de 38 anos, desenvolveu esmaltes em cápsulas com doses menores:  “A média dos esmaltes é de 8 a 15 ml. O nosso vai ser em torno de 2 ml, quantidade na medida certa para pintar as unhas uma vez”, disse em entrevista ao SóNotíciaBoa.
Ela, que se diz apaixonada por esmaltes e faz as unhas semanalmente em um salão, contou que teve a ideia há dois anos.  “O que me motivou foi o uso compartilhado. Por que tenho que dividir esmalte com outra pessoa? Às vezes a manicure tira bife, passa o pincel no vidro e corre risco de passar doenças para outras clientes”.

Outro motivo foi o desperdício: “O esmalte fica velho, ressecado, enjoa a cor… Com base nisso vi com outras mulheres se incomodava e elas sentiam o mesmo”, afirmou.
A idealizadora do Única Per Me disse que inspiração veio das cápsulas de café.
Os kits
A empreendedora, formada em Turismo, revela que o Única Per Me será vendido em kits, com um recipiente reutilizável. O esmalte virá em refis, que devem ser colocados no vidrinho vazio.
O lançamento terá três kits com quatro “cápsulas de esmalte” em dose única + aplicador individual reutilizável.
Cada kit terá quatro cápsulas com cores diferentes, portanto, dará para fazer as unhas 4 vezes isoladamente.
“Além das quatro opções que vêm no Kit, a consumidora poderá comprar o produto em refil, nas mais diversas cores”, disse Rodrigo Dangelo, CEO da DDID, escritório de design parceiro da O Única Per Me.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

 
Vendas
O produto ainda não está à venda. Gláucia espera que chegue ao mercado no ano que vem.
“Agora o desafio é produzir em grande escala. Estamos na fase pré-operacional para iniciar a pré-produção. Estamos conversando com investidores do ramo para lançar no mercado essa tecnologia nacional”, revela.
Preço
Gláucia criou uma startup para produzir e vender o Única Per Me.
Ela disse que o novo produto vai custar menos que os esmaltes comuns, mesmo porque a quantidade nas cápsulas também será menor.
“O preço vai ser mais baixo. [O valor] ainda está em estudo, mas o kit com quatro capsulas será acessível”, garante.
A intenção, segundo ela, é “levar o Brasil ao ranking internacional de inovações com embalagens sustentáveis”.
“A inovação é sobre a embalagem, não a forma e a textura”, conclui Gláucia.

Gláucia - Foto: arquivo pessoal

Gláucia Mangia  – Foto: arquivo pessoal

Veja como funciona:

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa
Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo

MARKETING: RONALDO O FENÔMENO OU CRISTIANO RONALDO O FENÔMENO?

No Podcast de hoje Marcelo Tas fala do fenômeno CR7 – Cristiano Ronaldo, que vendeu 520 mil camisas em 03 dias e fez as redes sociais da Juventus bombarem. Ouça o audio completo e fique por dentro.

Para onde vamos? – Marcelo Tas

Redes sociais da Juventus sofrem impacto do ‘efeito Cristiano Ronaldo’

Em três dias, a nova casa do craque português ganhou mais 1,4 milhões de seguidores no Instagram, 1,2 milhão, no Twitter, e mais de 500 mil fãs no Facebook. Além disso, 520 mil camisas foram vendidas no período.


Cristiano Ronaldo falou com fãs na chegada à Juventus. Foto: Twitter / Juventus FC (Crédito: )
Cristiano Ronaldo falou com fãs na chegada à Juventus. Foto: Twitter / Juventus FC

Continuar lendo

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho