Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

EDITORIAL: BOLSONARO VÊ AMEAÇAS POR TODOS OS LADOS MENOS A DO CORONAVÍRUS

No EDITORIAL desta sexta-feira eu falo sobre o comportamento belicoso do presidente Jair Bolsonaro que só vê ameaça por todos os lados e numa crise onde a prioridade mundial é preservar vidas a única preocupação de Bolsonaro é preservar o seu mandato. A sua rixa com Mandetta é simplesmente para não deixar o ministro assumir o protagonismo neste momento. Assista ao vídeo completo e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo

EDITORIAL: A FORMA ESTABANADA DE BOLSONARO AGIR VAI DESTRUÍ-LO

Caro(a) leitor(a),

Mais uma vez repito, Bolsonaro acerta parcialmente no conteúdo erra feio na forma como tenta implementar uma ideia enfiando de guela abaixo na população. É necessário ter método e planejamento. A “Carta Aberta” a Bolosonaro do jornalista Dirceu Pio contém um plano, que certo ou não é uma proposta escrita e pensada para sairmos dessa barca furada. É isso que Bolsonaro precisa fazer. Assista ao vídeo e tire suas conclusões!

Em “Carta Aberta” a Bolsonaro, jornalista dá o caminho para o isolamento vertical

Imagem ilustrativa

Bem embasada, a carta faz diversas sugestões para que o isolamento vertical seja implantado no país, no combate ao Coronavírus.

Vale a pena ler.

Veja abaixo a íntegra:

Caro presidente,

Quero informá-lo primeiro que não sou médico, sanitarista ou profissional de saúde. Sou apenas um jornalista com mais de 50 anos de vivência no mundo de informações e um observador atento dos fatos que atingem o Brasil e o mundo nestes tempos de Pandemia!

Digo também que, como cidadão, sou a favor da ideia de adotar, para o bom combate ao Covid-19, a sua ideia de intervenção vertical, tal qual o descrito em artigo de Thomas Friedman no New York Times, em lugar da intervenção horizontal, o chamado “lockdown”, de resultado ainda relativo em países como Itália, Espanha e França.

Vejo, contudo, que a substituição da estratégia pode ser arriscada se o novo modelo não for planejado e amparado em certos cuidados, como a distribuição de testes a todos os postos de saúde, distribuição de cloroquina e uma atenção especial a idosos e ao universo de imunodeficientes de quaisquer idades.

Assim, tenho uma sugestão a fazer, dividida em algumas partes:

1ª.)- Realizar um piloto da estratégia num estado da Federação e eu sugiro que este seja Santa Catarina, por duas razões:

É o Estado que lhe deu a maior votação em 2018 (66% do total) e é também o estado que pode ser considerado o berço do empreendedorismo no Brasil e o que, portanto, mais perderá com o “lockdown”, sem contar que ali a população já pressiona o governo pelo fim da quarentena, inclusive com um primeiro “buzinaço” registrado esta semana em Balneário Camboriú…

2ª.)- Fazer um rápido, mas cuidadoso, inventário do número – e localização – de idosos e imunodeficientes, identificando, nas camadas mais pobres, quais as famílias que não têm condições de isolar em casa, fora de ambientes promíscuos, as pessoas do grupo de risco. Liberar recursos e orientação às prefeituras para implantação de “casas de acolhimento” dos grupos de risco, sem condições de isolamento em família. Desnecessário dizer que essas “casas de acolhimento” devem ser dotadas de médicos e enfermeiros, fisioterapeutas, medicamentos.

3ª.)- Prever a transformação de igrejas e outros espaços de uso comunitário em “casas de acolhimento”.

4ª.)- Além da ajuda a aposentados, já em execução, destinar uma verba adicional às famílias de idosos mais carentes, para pagamento de cuidadores.

5ª.)- Prever recursos para investimentos em campanhas educativas massivas (dentro de apenas um Estado, fica mais fácil apurar a eficácia), usando Agências de Publicidade locais, como meio de contribuir com a economia do Estado-piloto.

6ª.)- Definir prazos de execução e, caso o experimento seja bem-sucedido, isto é, alto índice de contágio e baixo índice de letalidade, extrapolar o mesmo modelo para outros estados e de acordo com o interesse de prefeitos e governadores.

É basicamente isso o que tenho a lhe dizer, presidente.

Finalizo com votos de sucesso nessa emergência, causada a meu ver menos pelo vírus biológico e muito mais pelo vírus da desinformação.

Abraço grande…

Dirceu Pio

São Paulo, 29 de março de 2020.

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo

EDITORIAL: A CRISE DO CORONAVÍRUS DEU A HUMANIDADE A OPORTUNIDADE DE AMADURECER ATRAVÉS DA REFLEXÃO

EDITORIAL: A CRISE DO CORONAVÍRUS DEU A HUMANIDADE A OPORTUNIDADE DE AMADURECER ATRAVÉS DA REFLEXÃO
Wagner Braga no Bossa Nova Mall

Caro(a) leitor(a),

O nosso EDITORIAL desta sexta-feira não trata de política, mas de relacionamentos. No afã da pandemia do coronavírus a humanidade encontrou uma oportunidade única para dar um salto quântico evolutivo, aproveitando para refletir sem pressa  revendo os seus conceitos e valores, aguçando a espiritualidade, a humildade e a compaixão. Assista ao vídeo e deixe o seu comentário!

Fonte:

Continuar lendo

EDITORIAL: INFELIZMENTE O MAIOR INIMIGO DE BOLSONARO É ELE MESMO!

Caro(a) leitor(a),

Não há de se falar em Impeachment para Bolsonaro neste momento por vários motivos, cujo principal é a pandemia do coronavírus. Mas há de se falar em renúncia sim ou afastamento por insanidade mental. Porque o comportamento do nosso presidente é de alguém que não está gozando das faculdades mentais. O discurso ensandecido da deputada estadual Janaína Paschoal traduz exatamente o que o brasileiro médio que acompanha a política nacional e tem um mínimo de bom senso está sentindo. Infelizmente o Jornal da Cidade On Line vem fazendo um jornalismo tendencioso e fiel ao presidente Bolsonaro e isso não é jornalismo independente. Por causa disso tenho deixado de publicar suas principais matérias. No EDITORIAL desta terça-feira eu explico porque concordo com  Janaína!

Fonte:

Janaína “enlouquece” e pede Mourão na presidência (veja o vídeo)

Deputada Janaína Paschoal

Tratando o presidente da República como “esse senhor”, a deputada Janaína Paschoal pediu, na tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo, a sua renúncia.

Não é a primeira vez que as atitudes de Janaína afrontam o seu eleitorado, a sociedade e às pessoas de bem.

Infelizmente, a deputada está completamente descompensada e comete um ato de traição aos milhões de votos que recebeu no pleito de 2018.

A atitude de enxovalhar o presidente da República por conta de seu gesto de reverência ao povo é desproporcional e injusta.

Pior, entretanto, é dizer que está arrependida de ter votado em Bolsonaro.

Assim, como só tínhamos duas opções no 2º turno, subentende-se que hoje ela votaria no Haddad, no PT.

Enlouqueceu!

Veja o vídeo:

da Redação
Continuar lendo

EDITORIAL: O QUE OS POLÍTICOS FAZEM COM O NOSSO DINHEIRO NÃO É ABUSO É FALTA DE RESPEITO

TEXTO

Com o decreto de Bolsonaro publicado ontem, *restringindo uso dos aviões da FAB*, que agora só podem ser usados em missão oficial, ou seja, acabou o “me leva para casa”, *Rodrigo Maia* vem atacando o governo de forma vergonhosa.

Ele já fez 796 viagens em aviões da FAB desde que se tornou presidente da Câmara, e grande parte é para ir e voltar ao Rio.

*Acabou a mamata* e ele está louco, furioso, soltando veneno pela boca 😂🤣😂🕺🏻🕺🏻

Fonte:

Continuar lendo

EDITORIAL: O AFASTAMENTO DE BOLSONARO DA IMPRENSA GARANTIRÁ O PIB DE 2020 ACIMA DOS 2%

Caro(a) leitor(a),

O PIB do brasil de 2019 poderia ter sido bem melhor se Bolsonaro tivesse tido a atitude de se afastar do portão do Palácio do Planalto desde o início do seu mandato. Agora eu acredito que a previsão do PIB para 2020 possa se materializar, basta ele cumprir com o que disse sobre ficar longe da imprensa.

Fonte:

Continuar lendo

EDITORIAL: O POVO NÃO PODE DEIXAR O CONGRESSO CHANTAGEAR O GOVERNO DESSA FORMA

EDITORIAL: O POVO NÃO PODE DEIXAR O CONGRESSO CHANTAGEAR O GOVERNO DESSA FORMA
Wagner Braga no Bossa Nova Mall

Caro(a) leitor(a),

Já havia dito aqui, em outras oportunidades, que o Congresso Nacional é um câncer no organismo da sociedade brasileira. Não apenas pelo grande peso morto que produz R$ 11 bilhões de despesa por ano à União, mas também pelo sistema da velha política do “toma lá-da-cá, onde tudo que se produzia em legislação naquela casa era em troca de muito dinheiro e/ou cargos públicos, que se traduzia tudo numa sangria desatada, pois esses ditos cargos públicos, em sua maioria eram preenchidos por literais “parasitas”, como chamou paulo Guedes. Na tentativa de mudar essa retórica Bolsonaro enfrentou a velha política, mas deu de cara com o tal Orçamento Impositivo que o deixa na mão dessas víboras, que continuam a chantagear metendo a mão numa bolada gorda de R$ 30 bilhões. Isso não pode continuar. O povo precisa tomar providências!

Fonte:

Continuar lendo

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho