CASOS DE PESSOAS NO RN QUE SE VACINARAM SEM ESTAR NOS GRUPOS PRIORITÁRIOS SERÃO APURADOS PELO MINISTÉRIO PÚBLICO

Por G1 RN

 

MPRN vai apurar casos de "fura fila" na vacinação contra a Covid-19 — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV CabugiMPRN vai apurar casos de “fura fila” na vacinação contra a Covid-19 — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

O Ministério Público do Rio Grande do Norte anunciou nesta quarta-feira (20) que vai apurar todos os casos de pessoas que receberam a vacinação contra a Covid-19 mesmo sem se enquadrarem nos grupos prioritários. Cada situação será analisada individualmente para se investigar se houve o cometimento de crime ou ato de improbidade.

No primeiro dia de vacinação em Natal, houve a denúncia por parte do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Natal (Sinsenat) de que servidores da prefeitura de Natal “furaram a fila” e tomaram a vacina. A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o “equívoco” e destacou que “apesar do respaldo legal e institucional, fica a partir de agora terminantemente suspensa a vacinação desse grupo de servidores, em função da quantidade reduzida de doses recebidas nesta etapa inicial”.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), esta primeira fase da vacinação no RN contempla profissionais de saúde que estejam na linha de frente de combate ao coronavírus e ainda idosos residentes em instituições de longa permanência. Em nota, o MPRN lembra que “alguns planos municipais autorizam a vacinação de outros grupos de pessoas, o que será observado de forma individualizada”.

Para denunciar

O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para o recebimento de denúncias de crimes em geral. A identidade da fonte será preservada. As denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br.

Fonte: G1 RN

Deixe uma resposta