BOULOS SERÁ ENQUADRADO NA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL POR TUÍTE FAZENDO ANALOGIA ENTRE BOLSONARO E O REI LUÍS XIV

PF intima Boulos por tuíte crítico a Bolsonaro

Político do PSOL prestará depoimento em um inquérito aberto a pedido do Ministério da Justiça para enquadrá-lo na Lei de Segurança Nacional

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

 Atualizado 21 de abril de 2021 às 13:37

PF intima Boulos por tuíte crítico a Bolsonaro

A Polícia Federal intimou Guilherme Boulos, integrante do PSOL, a prestar um depoimento em um inquérito aberto a pedido do Ministério da Justiça para enquadrá-lo na Lei de Segurança Nacional.

O motivo foi um tuíte que ele fez em 2020 fazendo uma analogia entre o presidente Jair Bolsonaro e o rei Luís XIV em razão da declaração de Bolsonaro “Eu sou a Constituição”. No tuíte Boulos escreveu:

“”O Estado sou eu” (Luís XIV, rei absolutista no século 17). “Eu sou a Constituição” (Jair Bolsonaro, hoje de manhã). Entendeu onde ele quer levar o Brasil?”

Tuíte de Boulos sobre Jair Bolsonaro

À CNN, Boulos disse nesta quarta que a intimação é “um disparate” e que vai reforçar as críticas ao governo no depoimento.

“Fiz uma analogia história e o Ministério pediu uma investigação contra mim. É um disparate. É uma perseguição. Não vou me intimidar. Só reforça ideia de sermos cada vez mais fortes na oposição ao governo. Não vamos aceitar e vou reforçar minhas críticas ao governo”, disse Boulos à CNN.

Ele terá que se apresentar na superintendência da PF em São Paulo no dia 29, às 16 horas.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta