AUTOCONHECIMENTO: NÍVEIS EVOLUTIVOS DA CONSCIÊNCIA

Na nossa coluna AUTOCONHECIMENTO deste domingo trago a baila um debate ocorrido em dos grupos de whatsapp que participo, acerca das nossas escolhas de convívio e relacionamentos no que tange a nossa evolução espiritual, emocional e intelectual. O debate começa com os conselhos dados no primeiro texto a seguir, onde  o autor orienta a nos distanciarmos de pessoas, lugares e situações que não nos ajudam a evoluir. Que há pessoas “cujo convívio e a influência são tóxicas à nosso emocional e cuja melhor atitude é o afastamento”. 

No segundo texto, de outro participante do grupo, o tom já é diferente. Aqui o autor não fala em afastamento, mas em enfrentamento, apesar de reconhecer suas fragilidades, mas pedindo a Deus que lhe “dê forças para me manter firme mesmo nos momentos de tempestade !”, que lhe “dê um pouco de Sua infinita sabedoria para que eu possa falar as palavras certas que venham desperta-las para o bem !” e para que “me dê força de vontade e criatividade para que, apesar delas, eu consiga cumprir o plano que Ele traçou para mim !”

Já no último texto, de um terceiro participante, podemos observar um outro tom, bem mais confiante e seguro: 
“Quanto mais forte é sua Luz mas você vai querer ir na direção dos que vivem na escuridão levar um pouco de alívio aos seus sofrimentos. Sua Luz é que vai aos poucos penetrando neles…”

Visualização da imagem

Então o que podemos concluir ao ler tudo isso?

Bem, em meu último livro publicado: Coração, Intuição e Gratidão, um atalho para a vida plena, eu explico essa situação como sendo Níveis Evolutivos da Consciência. E aproveito essa oportunidade para transcrevê-la aqui:

Então, continuando, a Semiconsciência, como já falei, é o nível evolutivo em que a maioria da humanidade se encontra hoje, mas ela se subdivide em três planos conscienciais: o Profano, o Místico e o da Fé Plena. Vou falar um pouco desses três planos para que você leitor analise e perceba em qual deles se encontra.

O primeiro e mais rasteiro dos três planos, o Profano, é aquele em que a maior parte dos indivíduos que se encontram na Semiconsciência estão alinhados. Nesse plano as pessoas ainda estão muito ou quase inteiramente ligados à matéria. Muito preocupadas ainda com a vida profissional, a educação dos filhos, o relacionamento amoroso, a vaidade, os planos do ter, do possuir, a aparência física e outros valores típicos deste denso plano. A maioria apesar de se preocupar também com o aspecto espiritual, fazendo suas orações, frequentando o culto ou a igreja, o fazem pelo simples fato de assim terem sido educadas, que muitas vezes aprenderam a temer a Deus ao invés de respeitá-lo. Geralmente essas orações são uma espécie de reza repetitiva cujo principal objetivo é pedir as coisas como se Deus resolvesse todos os seus problemas. Ai entra um aspecto meio que insano e mais uma vez materialista da natureza humana. O homem que teme a Deus procura cumprir com os 10 mandamentos com medo de ser punido por um castigo. Entretanto ele, quando reza, pede, pede e pede descaradamente como se Deus fosse o seu servo e não o contrário. Chega a ser paradoxal olhando por esse prisma. Mas quando enxergamos pela ótica do ego é a coisa mais normal, pois não existe contradição, já que, por essa ótica ao cumprir com os mandamentos a pessoa merece uma recompensa, ou seja, o toma lá dá cá. A política do dando é que se recebe. É exatamente neste ponto e nesse raciocínio onde essa fatia da humanidade está completamente equivocada. Então, o ser humano quando no estágio profano está muito apegado e regido pelo ego, justamente porque este é periférico, ou seja, se situa a flor da pele.

O segundo plano consciencial da Semi-consciência, o Místico, é aquele em que o homem tenta se desprender, se desapegar das coisas materiais, das coisas mundanas, como: bens de uma forma geral, além do sexo e do convívio familiar. Além disso tenta se desapegar totalmente do ego que lhe regeu toda a vida até àquela altura da caminhada. É uma transição muito difícil e por isso mesmo é necessário se afastar de tudo e de todos. Deixar para trás a vida mundana. É desta forma que os monges agem para, como iniciados, atravessar essa fronteira entre o ego e o eu cósmico. Para alcançar esse plano Místico se faz necessário esse afastamento, o mergulho profundo na espiritualidade para se libertar dessa força inercial do ego. O homem místico, apesar de já estar em um nível espiritual elevado ainda é vulnerável as tentações do mundo. Isso se dá no período inicial, até que se fortaleça espiritualmente e esteja totalmente regido pelo seu eu superior, pois nesse plano o objetivo é servir ao próximo.

O terceiro plano consciencial da Semi-consciência é o da Fé Plena. Neste nível o ser humano conseguiu se desgarrar totalmente do ego e está apto a encarar a vida mundana sem se contaminar. É o último degrau antes de alcançar a Pleni-consciência. A diferença é que, neste estágio o homem ainda está revestido da matéria, do seu corpo físico. É a sua, digamos assim, última experiência enquanto encarnado. Penso que podemos dizer que pessoas como Mahatma Gandhi, Martin Luther king, Madre Teresa de Calcutá e o Buda são seres que alcançaram esse estágio evolutivo, que podemos chamar ainda de Iluminação.

Fonte: Braga, Wagner, 2020

A SEGUIR OS TEXTOS DO DEBATE REFEXIVO

“Se distancie de pessoas, lugares e situações que não te ajudam a evoluir.
Claro que todas as pessoas são importantes para o processo e que o convívio com muitas delas é inevitável. O autoconhecimento não vem apenas do convívio com aqueles que pensam igual a nós. Através das pessoas difíceis ou simplesmente diferentes do nosso modo de ser, aprendemos a desenvolver o respeito, a paciência, a tolerância e diversificamos o nosso ponto de vista. Mas sempre há aquelas cujo convívio e a influência são tóxicas à nosso emocional e cuja melhor atitude é o afastamento. Nossa saúde mental pede o distanciamento de tudo que perturba o seu equilíbrio.
Selecione melhor suas companhias, selecione melhor os lugares que frequenta, selecione melhor seus hábitos.
Não tema cortar da sua vida aquilo que não colabora para a sua evolução. Existem pessoas que passam por sua vida para mostrar exatamente quem você não deve ser e o que nunca deve aceitar!
Corte o que te limita e cerque-se de tudo aquilo que te ajuda a crescer. Cuidar bem das suas emoções é procurar pessoas, lugares e desenvolver hábitos que são nutritivos para elas.
(Alexandro Gruber)
@alexandro_gruber
______________________________
Não peço a Deus que me tire as turbulências da vida… mas que me dê forças para me manter firme mesmo nos momentos de tempestade !
.
Não peço a Deus que tire as pessoas ruins de minha volta… mas sim, que me dê um pouco de Sua infinita sabedoria para que eu possa falar as palavras certas que venham desperta-las para o bem !
.
Não peço a Deus que me tire as minhas limitações internas e externas… mas que me dê força de vontade e criatividade para que, apesar delas, eu consiga cumprir o plano que Ele traçou para mim !
.
Esta é a minha oração de todos os dias !
________________________
Quanto mais forte é sua Luz mas você vai querer ir na direção dos que vivem na escuridão levar um pouco de alívio aos seus sofrimentos.
A diferença é que a escuridão deles não te afeta mais… Sua Luz é que vai aos poucos penetrando neles…
Assim viveu Madre Tereza, Chico Xavier, Jesus, e todos outros iluminados…
Fonte: Grupo de Whatsapp

Deixe uma resposta