AUTOCONHECIMENTO: ESTAR SOZINHO E SE SENTIR SOLITÁRIO, QUAL A DIFERENÇA?

Nesta edição da coluna AUTOCONHECIMENTO temos um texto que retirei do site Trabalhadores da Luz sobre solidão x estar sozinho. Algo muito importantes que precisamos compreender para não confundirmos e que vai nos fazer entender o porquê de muitas vezes, apesar de estarmos cercado por muitas pessoas, no sentimos completamente solitários e em outras estamos completamente sós, mas, no entanto, não nos sentimos solitários.

Solidão versus estar sozinho

Olá amigos,

Queria compartilhar algumas das minhas ideias esta semana, sobre um tópico que acredito ser oportuno e relevante nestes momentos intensos que estamos vivendo. Muitos de nós temos estado emocionalmente e fisicamente processando estes últimos 18 meses em tantas maneiras. Não importa quem somos ou onde vivemos, os limites necessários estabelecidos para nos manter saudáveis ​​e seguros nos fizeram sentir bastante isolados e, muitas vezes, solitários.

Já escrevi sobre a solidão e como aprendi a ficar sozinha em posts anteriores, no entanto, sei que, para muitos, essa pausa forçada e o isolamento foram estridentes, desconfortáveis ​​e geradores de ansiedade. Os seres humanos estão programados para a conexão, e estamos tão acostumados a estar com as pessoas, abraçar as pessoas e nos envolver com as pessoas de uma forma significativa, que quando essa conexão é quebrada, isso nos deixa com um vazio que devemos trabalhar conscientemente para curar e preencher.

Gostaria de compartilhar esta semana meus pensamentos sobre solidão vs. estar sozinho e como podemos diferenciar os dois sentimentos e tomar medidas alinhadas em resposta a ambos.

SOLITUDE E SOLIDÃO – VOCÊ CONHECE A DIFERENÇA? - Fãs da Psicanálise

Em primeiro lugar, não acredito que estar sozinho seja uma coisa má ou esquisita, na verdade acho que os momentos de solidão são importantes. Há muito tempo sinto que nossas pressões sociais nos levam a acreditar que há algo de errado com você se estiver sozinho e, na verdade, é muito necessário saber como estar em sua própria companhia, com conforto. Reconheço que somos todos únicos em nossa personalidade, os introvertidos podem achar isso muito fácil e as pessoas mais extrovertidas podem ter dificuldades. A base da minha convicção aqui é que há necessidade de criar uma base sólida dentro de nós mesmos para que possamos começar a nos conhecer, como nós mesmos, nos compreender e, quando necessário, estar conosco sem interrupção ou distração.

Eu acredito que isso parece diferente para todos nós, já que todos nós temos caminhos de vida únicos, mas como a vida alterou de forma tão flagrante nossas realidades coletivas, este é o momento perfeito para analisar e refletir sobre nossos próprios fundamentos internos e como podemos fortalecer eles. Em vez de enquadrar o tempo sozinho como algo de que se envergonhar, encorajo você a encará-lo como algo a ser fortalecido. Quando você está sozinho, você não se distrai, você simplesmente está com você. Quando você está sozinho, pode sentar-se com seus pensamentos e sentimentos, por mais desconfortáveis ​​que sejam, mas logo além desse desconforto existe um conhecimento profundo, uma compreensão e um senso de autocompaixão. Quando estamos sozinhos, podemos começar a ver claramente onde podemos curar e onde precisamos ser mais amorosos e gentis conosco.

A solidão, por outro lado, é um desejo por uma conexão autêntica e alinhada, e você não precisa realmente estar sozinho para se sentir solitário. Eu me senti incrivelmente só, mesmo quando rodeado por uma multidão de pessoas, então, eu defino solidão como um sentimento de desconexão dentro de mim mesmo e daqueles ao meu redor. Eu considero minha solidão um sinal de que preciso realmente sentar-me na solidão para trazer à tona a causa desse sentimento. Existem tantos casos, circunstâncias e ambientes sociais que podem nos fazer sentir solitários e deslocados, e acredito que, quando esse sentimento surge, é uma oportunidade para a cura dentro de nós mesmos. Eu costumava ver minha solidão como um sinal de indignidade, como um indicador de que não era o suficiente e de que não merecia não me sentir só. Comecei a trabalhar essa crença quando priorizei e criei dentro de mim aquela base sólida que mencionei acima.

Qual a diferença entre solidão e solitude? - José Roberto Marques - Presidente do IBC Coaching

Se você está se sentindo solitário durante esses tempos difíceis e sem precedentes, espero que se anime ao saber que não está sozinho nesses sentimentos. Espero que você possa reunir uma sensação de fortalecimento usando esses sentimentos para fortalecer o vínculo que você tem consigo mesmo e o conhecimento interior de suas necessidades e desejos. Espero que, quando você estiver sozinho, saiba que isso não significa que há algo errado com você e, com o tempo, você começa a desfrutar da solidão e da amizade que advém do cultivo desse relacionamento consigo mesmo.

Saiba que você é digno de profundo conforto, alívio e amor.

Michelle Maros — Fonte: https://eraoflight.com/
Annalisa Ernica – www.atmalaboratory.com: Tradução — Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Deixe uma resposta