AUTOCONHECIMENTO: ESTAMOS TODOS COCRIANDO O TEMPO TODO NESSA GRANDE TEIA

O texto desta segunda-feira, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO vem nos fazer refletir sobre a nossa situação de cocriadores nesse universo cósmico, onde tudo está interligado e acontecendo ao mesmo tempo. Somos capazes de influenciar fatos, coisas e pessoas com nossas emoções, crenças e energia, a fim de alcançarmos o resultado esperado. Portanto convido você a ler o artigo completo a seguir para entender como funciona essa imensa teia em que vivemos.

Somos Todos Criadores!

Homem de olhos fechados e orando

Matheus Bertelli / Pexels / Canva

Dizem que somos nós que criamos ou cocriamos nossas vidas. Que somos capazes das mais belas realizações, que somos os responsáveis por tudo de bom e tudo de não tão bom que nos acontece. Que criamos juntamente com alguma “força misteriosa” que rege a vida.

Se pararmos para observar, a maioria — ou talvez grande parte — das nossas mais belas realizações, percebemos que, de fato, criamos. Primeiro em um nível mental, no plano das ideias, e depois partimos para ação. Muitas vezes não entendemos como determinados acontecimentos que dependem de terceiros podem ser criados por nós.

Sim, nosso potencial ainda não conhecemos bem, mas dizem que somos capazes de influenciar fatos, coisas e pessoas com nossas emoções, crenças e energia, a fim de alcançarmos o resultado esperado.

Dizem também que um dos ingredientes primordiais para mover a energia da cocriação é a nossa emoção. Muito mais do que pensamentos positivos é o que realmente sentimos que poderá contribuir para a concretização de nossos sonhos e metas.

São nossas emoções as grandes engrenagens desse sistema tão misterioso.

Silhueta de braços abertos observando o por do sol na montanha

doidam10 / Canva

E não por acaso acabamos por cocriar situações indesejáveis também com nossas emoções de baixa frequência. A irritação, o desânimo, o medo e a raiva, todas essas emoções, quando emanadas por nós, acabam por criar um campo vibracional em que somente situações que produzem essas emoções são capazes de adentrar. Em outras palavras, se nosso campo vibracional for da raiva, apenas situações que geram raiva são atraídas para esse nosso campo.

Por isso, naquele dia em que acordamos com o “pé esquerdo”, um problema puxa o outro e não conseguimos nos desvencilhar dos desafios. É necessário termos consciência do tanto que nossas emoções afetam a nossa realidade. Para isso, no mínimo, precisamos observar o que estamos sentindo, para conseguirmos encontrar as soluções para nossos desafios.

Observar, aceitar, transmutar, agradecer e tirar algo de bom do desafio poderá ajudar a elaborar nossas emoções e, consequentemente, criar, conscientemente, uma realidade com mais plenitude e alegria.

Experimente por alguns dias e depois me conte o resultado!

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Deixe uma resposta