AUTOCONHECIMENTO: APRENDA COMO RESPIRAR CONSCIENTEMENTE E SE INICIE NA MEDITAÇÃO

Tudo começa com o controle consciente da respiração. Quando digo que tudo começa, quero dizer o caminho a ser percorrido para o AUTOCONHECIMENTO e a expansão da consciência. O encontro com o seu cósmico. É através da respiração consciente que você consegue meditar e desta forma então, abrir a canalização para o seu subconsciente. O artigo a seguir ensina algumas técnicas de respiração consciente interessantes para você conseguir essa canalização do prana (energia) para as diversas partes do corpo.

Respiração Consciente: você já percebeu como você respira?

Mulher sentada na praia respirando profundamente.

Ale Fiori / Colunista do Eu Sem Fronteiras

Um suspiro sem motivo? Preste a atenção: você pode ter deixado de respirar por alguns segundos sem perceber. O ritmo corrido da vida acaba dispersando nosso foco e gerando momentos de estresse ou ansiedade. O resultado? Desconectamo-nos do funcionamento mais básico do nosso corpo. A respiração é um exercício importante para o equilíbrio emocional e energético. Na filosofia do yoga, a palavra em sânscrito “pranayama” significa a “expansão da energia” ou a “respiração consciente” e descreve diferentes exercícios respiratórios, do mais calmante ao mais energético. É a respiração consciente que capta e direciona o prana (energia) para as diferentes partes do corpo do nosso corpo sutil.

Quando respiramos conscientemente, facilitamos a canalização de oxigênio, por isso no pranayama a ideia é a reeducação respiratória, aumentando a capacidade pulmonar, o fluxo sanguíneo, a tonificação do sistema nervoso e do cérebro. Outro fator positivo em respirar conscientemente é que, enquanto você presta a atenção no processo respiratório, você está desenvolvendo o seu foco e melhorando a sua concentração. Esses benefícios tratam o nosso aspecto emocional e mental. É na concentração do fluxo respiratório, por exemplo, que iniciamos o processo de meditação.

Exercícios respiratórios

A respiração é dividida em quatro fases: inspirar (puraka), retenção dos pulmões cheios (kumbhaka), expirar (rechaka) e retenção dos pulmões vazios (shúnyaka). Entre os exercícios respiratórios do yoga está a respiração quadrada, na qual se conta mentalmente até quatro em cada uma das quatro fases. Há ainda a respiração polarizada, em que se inspira por uma narina, mantém por alguns segundos, e expira pela outra, em seguida, inspira pela mesma narina que expirou, mantém, e expira pela outra. Essa é uma forma de equilibrar as energias calmantes e estimulantes do corpo. Procure sempre visualizar seus pulmões trabalhando, o inflar do abdômen e da parte baixa, média e alta dos pulmões.

Escrito por Ale Fiori

Deixe uma resposta