AUTOCONHECIMENTO: A ARTE NOS LIBERTA DOPESO DA CONSCIÊNCIA E DAS DORES DA EXISTÊNCIA

Nesta segunda-feira você vai ver, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO um texto de autoria de Luiz Lemos sobre “O poder da Arte”. Nele o autor aborda toda a importância da arte nas nossas vidas contextualizando que todos nós, enquanto seres humanos, somos artistas natos. Então não deixe de ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

O poder da arte

Mulher em escada pinta cenário claro. As manchas de tinta conceituais se espalham pelo cenário.
Sergey Nivens / 123RF

Gosto muito da frase de Ferreira Gullar que afirma: “A arte existe porque a vida não basta.”. E é isso mesmo, pois “A arte existe porque a vida não basta.”.

Existem momentos em nossas vidas que somente a arte nos liberta do peso da consciência e das dores da existência.

Por exemplo, quando estamos tristes, com saudade de alguém e ouvimos uma música romântica, essa canção geralmente tem o poder de curar a nossa alma.

É interessante dizer que não existe arte melhor ou pior, superior ou inferior, pois toda arte é uma forma de elevação do espírito humano.

Ao escrever uma carta de amor, por exemplo, o escritor se aproxima do amor ausente.

O poeta sintetiza todos os seus sentimentos em rima e em prosa, tornando a vida triste ou alegre, mas sempre romântica.

No olhar dos paisagistas, os campos, os rios, as cidades, o meio rural ou o urbano nunca são os mesmos que o olhar do transeunte desatento.

Pedras, mármores, madeiras etc. ganham vida no martelo do escultor, enquanto os engenheiros e pedreiros constroem belas casas com areia, ferro e cimento. A arte é mesmo um meio de transformação humana!

A dança torna o corpo humano mais saudável. O esporte leva o atleta, o esportista à conquista da medalha olímpica, da obtenção da glória eterna…

Três mulheres dançam em superfície próxima de um lago.

Tim Gouw / Pexels

Por meio da arte, somos capazes de expressar sentimentos que nos aprisionam. Somente a arte nos liberta da prisão da mente, dos sentimentos, dos desejos…

Pela arte, tudo é possível, pois os sonhos se realizam, a justiça acontece, os povos se confraternizam, o amor é praticado…

Vale ressaltar que toda forma de arte é uma forma de libertação humana. Seja pela arte da pesca ou pela oração mais simples.

Por fim, não nos esqueçamos o que disse o poeta maranhense: “A arte existe porque a vida não basta.”. Somente os artistas são livres.

E quem são os artistas? Somos todos nós, homens e mulheres que buscam um mundo melhor, mas fraterno, justo e belo para todos.

A arte, seja ela qual for, torna-nos seres humanos melhores. A arte engrandece a pessoa, faz com que sejamos seres livres.

A arte é tão necessária quanto o ar que respiramos. Sem arte, seriamos um animal qualquer e não seríamos o que somos, homo sapiens.

Não existe sabedoria fora das artes. A arte concentra toda forma de saber humano. Aliás, viver é mesmo a arte das artes.

Ser verdadeiro, sincero, ético, justo, belo significa possuir os autênticos valores da arte humana. Viver bem e em paz é a melhor de todas as artes.

Por isso também tem razão o grupo Titãs, que cantou: “A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”.

Toda forma de arte humana deve servir para libertar o espírito humano do egoísmo e do materialismo.

Enfim, a arte é o meio mais palpável de nos conectarmos com o Transcendente, com o Além, com o Divino, com o Mestre, com Deus…

Luis Lemos
Escrito por Luis Lemos

Deixe uma resposta