ARTIGOS: UM DESABAFO À HUMANIDADE, POR WAGNER BRAGA

Comecei o dia hoje, como sempre, muito cedo e muito pensativo. às 04:30 h da madrugada é a hora que, geralmente, estou mais inspirado. Porém, não estava apenas pensativo, mas principalmente com um profundo sentimento de compaixão. Não pelo moribundo morador de rua ou pelo pedinte que cruzou o meu caminho, mas, pasme, por você que está lendo esse artigo agora e ainda não conseguiu compreender a dimensão e o contexto em que estamos inseridos nessa jornada e muito menos entendeu o seu, o nosso propósito.

Quando olho para trás e percebo que toda a sabedoria que hoje contemplamos já tem, pelo menos 6.000 anos e que a humanidade ainda se encontra, graças a uma ínfima, eu disse ínfima minoria, na quase totalidade ignorância espiritual, então eu não tenho como não me sentir muito triste e, de certa forma impotente, já que estou vendo as pessoas caminharem como gado conduzido para o matadouro.

  • Você pode estar ai se perguntando: Cara, do que é que você está falando?
  • Eu te resp0ndo: Eu estou falando, por exemplo, dessa polarização na política, algo que não acontece apenas no Brasil, mas no mundo todo. É uma coisa tão estúpida, mas a verdade é que está avançando, a meu ver, como um tsunami arrasador. Nós estamos vendo todos os dias.

É algo tão primitivo e ignorante que tenho pena e compaixão de toda a humanidade! É pai contra filho, irmão contra irmão, esposo contra esposa e até um pastor contra suas próprias ovelhas. Para mim, isso não faz o menor sentido. É absurdamente louco.

Portanto, eu convido você, que passou por todo o processo de reaproximação a dizer: Cuidado, você é vulnerável, vá com calma e sabendo que esse companheiro é vulnerável, precisa ter toda a compreensão do mundo.

Estou aqui para compreender, sentir, sofrer e principalmente, mostrar o norte espiritual que você PRECISA ENXERGAR.

Perceba que não estamos sós, principalmente em casa, tem sempre alguém que nos observa e até mesmo, quando estamos pensando.

Portanto, convido você a ler tudo, entender, perceber e depois tirar suas conclusões!

Fonte:

Deixe uma resposta