ARTIGOS: ILLUMINATI, O DESTINO DA HUMANIDADE NAS MÃOS DAS SOCIEDADES SECRETAS,POR WAGNER BRAGA

Na última edição da série O DESTINO DA HUMANIDADE NAS MÃOS DAS SOCIEDADES SECRETAS, aqui na coluna ARTIGOS, apresentamos Os Illumimati, a mais hostil de todas as Sociedades Secretas. Foi fundada em 1776 na Alemanha e continua influenciando e até conduzindo o destino da humanidade até hoje. Por isso não deixe de ler esse artigo, pois o seu destino, de alguma forma, pode estar sendo ditado por essa seita! 

Símbolo dos Illuminati, suposta sociedade secreta que muitos crentes de teoria da conspiração creem dominar o mundo por trás dos governos Foto: Apic / Getty Images

Illuminati: os soldados da Nova Ordem

Sem dúvida alguma esta é, de todas as ordens e sociedades secretas a mais hostil, pois seus dogmas e preceitos estão voltados para o domínio total da humanidade e por vezes cerceada por sentimentos vingativos.  Talvez o livro que virou filme de grande sucesso mundial, Anjos e Demônios, de Dan Brown, seja a mais fiel reprodução do que seja e como funciona esta sociedade secreta.  Talvez seja a mais poderosa organização subterrânea que já existiu. Segundo Sylvia Browne, “De todas as sociedades secretas que pesquisei, os Illuminati são de longe a mais vil”.

O termo illuminati (“iluminados”, em latim) foi usado para designar diversas organizações, reais e fictícias, através dos séculos. Atualmente, a uma sociedade secreta criada na Alemanha pelo filósofo Adam Weinshaupt, no ano de 1776, denominada Illuminati da Baviera. Apesar de ter sido educado por padres jesuítas Weinshaupt admirava os rituais pagãos e o ‘Maniqueismo[1]’.

De acordo com Sylvia Browne, “Weinshaupt decidiu formar um corpo de conspiradores para libertar o mundo do que chamava de dominação jesuíta da Igreja em Roma, trazendo de volta a pura fé dos mártires cristãos”. “Foi assim que ele fundou a Sociedade dos Mais Perfeitos, nome que mudou para Illuminati (na sua tradução, os ‘intelectualmente inspirados’). Os 5 membros originais foram escolhidos entre os alunos da Universidade de Ingolstadt, onde ele ensinava direito canônico.”(Browne, 2008).

Sabe-se que esses pupilos juravam obediência à organização, que se dividia em 3 categorias. Começando pela mais baixa que se chamava Berçário. Esta incluía os níveis Preparação, Noviço, Minerval e Illuminatus Menor. Em seguida tinha a Maçonaria, com os graus Illuminatus Major e Illuminatus Dirigens. Finalmente a mais alta, Mistérios, que englobava os graus Presbítero, Regente, Magus e Rex – o supremo.

O grupo de 5 iniciados cresceu e invadiu a Alemanha, despertando a desconfiança do governo e se transformando em alvo de extrema perseguição. Com isso, em 1784, Weinshaupt terminou fugindo do país. A partir daí surgiram teorias que vão desde o extermínio dos Illuminati, passando por aqueles que acreditam que o grupo continuou a operar clandestinamente, defendendo ideologias como o anarquismo e o comunismo, até os que acham que estariam por trás da Revolução Francesa, da Revolução Russa e do nascimento dos EUA.

Mas segundo os que acreditam na Teoria da Conspiração, a influência dos Illuminati nos EUA foi tão grande que vários de seus símbolos estão estampados na nota de US$ 1. Robert Goodman, em seu livro, “O livro negro dos Illuminati”, diz: “Eles usam sinais para transmitir informação entre si. O presidente Roosevelt, maçom de grau 33, aproveitou o desenho na nota para incluir toda essa informação como pista para novos projetos dos Illuminati”. “Um deles seria a 2ª Guerra Mundial, uma espécie de ensaio geral da Nova Ordem.”
Alguns pesquisadores acreditam que, atualmente, esses grupos herdeiros dos Illuminati controlam as finanças, a imprensa e a política internacionais. Para eles, as organizações que estariam envolvidas seriam sociedades secretas como a “Crânio e Ossos” (Skull and Bones), uma fraternidade dos estudantes da Universidade Yale, e o clube Bilderberg, que reúne políticos, empresários, banqueiros e barões da comunicação. “Acredita-se que eles querem um único governo global”. Afirma a pesquisadora espanhola Cristina Martin, autora do livro El Club Bilderberg (sem tradução para o português).

Quanto aos supostos símbolos dos Illuminati escondidos na nota de US$ 1, que os especialistas afirmam serem várias pistas de sua influência sobre a sociedade americana, são os seguintes:

  1. Olho que tudo vê
  2. Pirâmide de tijolos iguais
  3. Inscrição Novus Ordo Seclorum
  4. 13 estrelas
  5. 13 frutos e folhas
  6. 13 listras verticais
  7. 13 flechas
  8. Coruja

E ainda há mais uma curiosidade sobre a nota de 20 dólares bastante intrigante. Ao dobrar a nota no sentido longitudinal fazendo duas metades você verá a imagem das torres gêmeas em chamas como mostra a figura a seguir.

Resultado de imagem para Torres Gêmeas (Fonte da imagem: Reprodução/ Fold Money)

Torres Gêmeas (Fonte da imagem: Reprodução/ Fold Money)

Wagner Braga

Deixe uma resposta