ARTIGOS: A SOBERBA, POR WAGNER BRAGA

Jornal Impacto Online - Andradina e Região

Infelizmente, em pleno século 21, depois de tanta evolução científica e tecnológica a maioria da humanidade ainda está na pré-história do DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL. É muito comum encontrarmos pessoas no nosso caminho sofrendo de um vício chamado SOBERBA. Na verdade a SOBERBA é um dos 7 pecados capitais, que são quase tão antigos quanto o cristianismo. Eles datam do século 6, quando o papa Gregório Magno, tomando por base as Epístolas de São Paulo, definiu como sendo sete os principais vícios de conduta: gula, luxúria, avareza, ira, soberba, preguiça e inveja.

Apesar de terem sido definidos pela Igreja Católica, esses vícios existem, são reais e fazem parte da vida de todo e qualquer indivíduo, independente de crença ou religião. Em algum momento da vida de qualquer ser humano esses vícios ou pelo menos um deles se torna realidade.

A SOBERBA talvez seja o pior de todos eles e caminha junto com o ORGULHO, pois, assim como o narcisista a pessoa dominada pela SOBERBA “se acha”. Ela acha que o mundo gira em seu entorno. Que todas as outras pessoas podem, devem e estão sempre a sua disposição, para satisfazer todos os seus desejos, sem que ela tenha que agradecer ou mover um dedo sequer para reconhecer o serviço prestado por essas pessoas que lhe cercam. A pessoa movida pela SOBERBA se acha a dona da verdade e não aceita ser contrariada. Ela passa a odiar e repudiar as pessoas que pensam diferente dela, agindo sempre como um verdadeiro antagonista ou inimigo.

Acontece que estamos todos aqui nessa jornada num eterno aprendizado, com o intuito de, a cada dia, sermos melhor do que no dia anterior. Isso se chama performance. Temos a obrigação de performar  sempre, pois viemos aqui para evoluir, expandir a consciência e a SOBERBA é o maior entrave nessa jornada evolutiva. Enquanto não nos livramos dela apenas perdemos tempo e desperdiçamos energia gratuitamente.

Portanto faça um exame de consciência, uma introspecção e verifique se você está se rendendo a SOBERBA. Tenha a coragem de olhar para dentro de si e enxergar esse vício. Se você não o tem parabéns, mas se descobrir que ela faz parte da sua vida livre-se dela o quanto antes e comece a prosperar em busca da liberdade e da vida plena.

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta