ARTIGOS: A PREGUIÇA, POR WAGNER BRAGA

Exercício Texto: A Preguiça | MeiosDigitais'14

Talvez o maior de todos os pecados capitais seja a PREGUIÇA, visto que ela acomete, praticamente, 100% dos seres humanos, pois é a mais genuína representação do EGO humano. O EGO é por natureza preguiçoso, comodista e individualista. Por isso que se fala que a natureza humana é egoísta. Desde os primórdios o homem sabe que precisa trabalhar, ir a luta para garantir o seu sustento, ou seja, como já dizia lá no Gênesis: “ganharás o pão de cada dia com o suor do seu rosto”. Entretanto, mais adiante, a própria Bíblia conta a história de Moisés e dos Hebreus na travessia do deserto durante 40 anos, onde Deus esteve sempre presente, todos os dias, enviando o maná dos céus e a água para alimentar toda aquela gente. Dessa forma as pessoas se acomodaram e passaram a acreditar não ser mais preciso trabalhar, já que a comida e a água estavam garantidas. O mesmo que acontece hoje em dia, não por obra de Deus, mas do Governo, com o tal Bolsa Família, transformando o cidadão, outrora trabalhador em vagabundo, acomodado e satisfeito com a esmola. Então como se pode verificar, a força do EGO é tão poderosa diante da humanidade que depois de milhares de anos de civilização o homem continua preguiçoso da mesma forma do início da história. Ele continua com o mesmo raciocínio dos animais, que aparentemente são preguiçosos. Sim apenas aparentemente os animais são preguiçosos, pois o verdadeiro motivo da preguiça dos animais é a Lei do Menor Esforço, já que eles nunca sabem quando vai ser a próxima refeição, já que vivem no mundo da escassez. No fim é um ato de inteligência, guardar a sua energia para a próxima caçada.

Mas no caso do homem que tem sua vida toda planejada e sabe exatamente o que vai acontecer daqui a algumas horas ou no dia seguinte a preguiça não é justificável. Neste caso é apenas burrice mesmo, pois está desperdiçando o seu precioso tempo, que poderia estar sendo bem melhor aproveitado.

Deixe uma resposta