ARTIGOS: A CIÊNCIA CONFIRMA QUE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, EXERCÍCIOS FÍSICOS E MENTAIS PREVINEM O ALZHEIMER

Ainda bem que a ciência vem, cada vez mais, se aproximando da espiritualidade e dos ensinamentos dos grandes sábios da história da humanidade. A medicina natural, a medicina Ayuvérdica, a filosofia Hermética e outras filosofias orientais, há milênios já pratica o modelo da conexão corpo-mente-espírito para o equilíbrio e a saúde integral. Em meu livro Coração, Intuição e Gratidão, um atalho para a vida plena, desenvolvo um método. O método da saúde Integral, através de 04 passos: Alimentação saudável, reprogramação do subconsciente, exercícios físicos e a prática diária da Gratidão. Ao ler o livro SUPER CÉREBRO, Como expandir o poder transformador da sua mente, me identifico completamente com a leitura e  o pensamento do Best Seller Deepak Chopra e fico muito feliz de saber que estou certo e o seu livro só confirma o meu método. A seguir transcrevo um trecho retirado do epílogo de Rudy, Enxergando o mal de Alzheimer com esperança e clareza, pagina 321.

Aprenda como prevenir o Alzheimer para não sofrer no futuro -

O que você pode fazer para evitar ou fazer face ao mal de Alzeheimer? Siga a tendência de estilo de vida que está funcionando no resto do mundo para tantas doenças. Para começar, exercícios. Um colega próximo, Sam Sisodia, mostrou que em modelos animais (ratos que receberam as mutações genéticas humanas do Alzeheimer), ao se providenciar à noite rodas para que eles se exercitassem, a patologia cerebral se reduzia de forma dramática. O exercício realmente induz a atividade dos genes que baixam os níveis de beta-amiloides no cérebro. Estudos epidemiológicos também confirmam que o exercício moderado (três vezes por semana por uma hora) pode diminuir o risco de Alzeheimer. Um teste clínico indicou que a prática de 60 minutos de exercício forte duas vezes por semana era capaz de diminuir a progressão da moléstia assim que ela começava.

A segunda chave é a dieta. A regra geral é: se o que você come faz bem para o coração, é bom para o cérebro. Uma dieta mediterrânea, rica em azeite de oliva extravirgem, assim como quantidades moderadas de vinho tinto  e mesmo de chocolate amargo, têm sido associadas ao baixo risco para desenvolver Alzeheimer. Uma prevenção até mais simples é comer menos. Em modelos animais, as restrições calóricas aumentam a longevidade e reduzem a patologia do cérebro. (mais recentemente, o óleo de coco extravirgem foi apresentado como útil para o tratamento e a prevenção da doença. Entretanto são necessários mais dados para avaliar essa pretensão.)

Você está alcançando o terceiro dos meios de prevenção ao ler este livro. Trata-se da curiosidade intelectual, que estimula a formação de novas sinapses no cérebro. Cada nova sinapse que você faz fortalece as que você já tem. Como dinheiro no banco, fazer mais sinapses significa que você não será tão facilmente exaurido antes de ter Alzheimer. Embora essa doença afete pessoas com espectro completo de educação, da saída do ensino médio ao doutorado, alguns estudos sugerem que um nível mais elevado de educação pode servir como proteção. Talvez mais importante que a estimulação intelectual seja o engajamento social. Ser mais socialmente interativo tem sido associado com risco mais baixo, enquanto a solidão tem sido documentada como um fator de risco para adquirir a doença.

Fonte: Chopra, Deepak

Supercerébro: como expandir o poder transformador da sua mente/Deepak Chopra, Rudolph E. Tanzi; tradução de Bianca Albert,                   Eliana Rocha, Rosane Albert. – São Paulo: Alaúde Editorial, 2013.

Deixe uma resposta