ARTIGO: ÉTICA, MORAL E CARÁTER, VALORES RAROS! POR QUE?

Ética, Moral e Caráter

Por Wagner Braga

Caro leitor, como já havia dito no início deste livro, essa é uma leitura recomendada para as mais diversas pessoas independentemente de seu credo, religião ou até mesmo para quem não acredita em Deus. Um indivíduo bem-educado e culturalmente evoluído tem como valores primordiais o amor, o respeito, a ética e o caráter. Consegue se colocar facilmente no lugar do próximo percebendo que o que não deseja para si não pode ser bom para aquele.

Hipocrisia é a atitude do homem que tem atrasado a evolução da humanidade ao longo dos séculos, por não ter coragem de olhar para dentro de si. Essa atitude, sim, levaria a humanidade a caminhar bem mais rápido na sua evolução se o homem olhasse para si, para suas atitudes, para seu comportamento, para seus direitos e deveres, sinceramente, respeitando a moral e a ética antes de tomar qualquer atitude ou ação contra o próximo ou mesmo contra a coletividade.

Ética é a forma que o homem deve se comportar no seu meio social.

Moral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano.

No contexto filosófico, ética e moral possuem diferentes significados. A ética está associada ao estudo fundamentado dos valores morais que orientam o comportamento humano em sociedade, enquanto a moral são os costumes, regras, tabus e convenções estabelecidas por cada sociedade.

Uma pessoa de boa índole pauta suas atitudes segundo as normas da moral do local e época em que vive. Uma pessoa de caráter tem firmeza e coerência de atitudes, tem firmeza nas suas escolhas. O contrário é o indivíduo mau-caráter.

Esses costumes, regras e tabus, permeiam e povoam o habitat do inconsciente coletivo. Por isso, inconscientemente, muitas vezes nos comportamos não segundo a nossa própria índole, nosso próprio caráter, mas sim segundo os vícios comportamentais impregnados na memória do nosso inconsciente coletivo. Por isso, é importante que tenhamos esse conhecimento e essa consciência, para assim obtermos o controle da nossa vida e para que possamos quebrar paradigmas, conseguindo, desta forma, melhorar e aperfeiçoar os nossos hábitos, costumes e tradições, que ficarão impregnados no inconsciente coletivo das futuras gerações. Desta forma, teremos uma humanidade evoluindo, não com passo de formiga e sem vontade, mas a passos largos, firmes e determinados.

Escrito por: Wagner Braga

Deixe uma resposta