A MÉDIA DAS TEMPERATURAS NA SIBÉRIA FICOU 10ºC ACIMA DA MÉDIA NO VERÃO PASSADO

Cidade da Sibéria registra maior temperatura do Ártico

Recorde aconteceu em Verkhoiansk, onde as temperaturas são medidas desde 1885

A média das temperaturas na região do Ártico da Sibéria ficou em 10ºC acima do normal durante grande parte do verão passado

A média das temperaturas na região do Ártico da Sibéria ficou em 10ºC acima do normal durante grande parte do verão passado | Foto: Reprodução/Flickr

A Organização das Nações Unidas (ONU) reconheceu oficialmente a temperatura de 38ºC registrada na Sibéria, em 2020, como a nova máxima para a região do Ártico. O calor intenso aconteceu em 20 de junho de 2020 na cidade russa de Verkhoiansk, o que significa a maior temperatura da história acima do círculo polar ártico, indicou a Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Esta foi a primeira vez que a organização incluiu um recorde de calor no Ártico em seus relatórios sobre condições meteorológicas extremas. Verkhoiansk fica a 115 quilômetros ao norte do círculo polar ártico e possui registros das temperaturas desde 1885. O recorde foi registrado durante uma onda de calor excepcionalmente prolongada na Sibéria.

A média das temperaturas na região ártica da Sibéria ficou em 10ºC acima do normal durante grande parte do verão passado. “Essa investigação destaca o aumento das temperaturas em uma região muito importante do ponto de vista climático para o mundo”, disse um especialista da OMM. Segundo a ONU, esse recorde provoca um alerta no mundo sobre as mudanças climáticas.

Deixe uma resposta