ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA SEXTA-FEIRA

Por G1

11/10/2019 20h31  Atualizado há 14 minutos


INTERNACIONAIS

Guerra comercial

Donald Trump afirmou hoje que a guerra comercial entre EUA e China está próxima do fim. Segundo ele, os dois países chegaram à primeira fase de um acordo, mas detalhes não foram divulgados. A disputa comercial se arrasta desde 2018, com barreiras tarifárias e seguidas retaliações.

Caos no Equador

Manifestante indígena protesta contra o governo em meio a fumaça de gás lacrimogênio em Quito, no Equador, nesta sexta-feira (11) — Foto: Dolores Ochoa/AP PhotoManifestante indígena protesta contra o governo em meio a fumaça de gás lacrimogênio em Quito, no Equador, nesta sexta-feira (11) — Foto: Dolores Ochoa/AP Photo

Lideranças indígenas chegaram hoje a Quito e engrossaram os protestos contra o governo de Lenín Moreno. Os manifestantes rejeitaram o pedido de diálogo feito pelo presidente e mantiveram os esforços pela retomada da política de subsídios a combustíveis, estopim da crise no país. Houve confronto e a polícia usou bombas de gás lacrimogêneo.

Nobel da Paz

Abiy Ahmed é premiado por acordo que encerrou 20 anos de guerra civil — Foto: Reuters/Tiksa NegeriAbiy Ahmed é premiado por acordo que encerrou 20 anos de guerra civil — Foto: Reuters/Tiksa Negeri

O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, foi premiado com o 100º Nobel da Paz. Ele ajudou a encerrar uma guerra de 20 anos com a Eritreia.

Irmã Dulce

Foto de Irmã Dulce já está ao lado de outros beatos que serão canonizados no Vaticano — Foto: Maiana Belo/G1Foto de Irmã Dulce já está ao lado de outros beatos que serão canonizados no Vaticano — Foto: Maiana Belo/G1

No próximo domingo, o G1 transmite direto do Vaticano a cerimônia de canonização de Irmã Dulce. A brasileira, que passará a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres, teve dois milagres reconhecidos pela Igreja Católica.

Também teve isso…

Jane Fonda é presa em protesto de ativistas ambientais em Washington, nos EUA, nesta sexta-feira (11) — Foto: Arlo Hemphill via REUTERSJane Fonda é presa em protesto de ativistas ambientais em Washington, nos EUA, nesta sexta-feira (11) — Foto: Arlo Hemphill via REUTERS

O comandante da tripulação soviética da Soyuz, Alexei Leonov (esquerda) e o comandante da tripulação americana da Apollo, Thomas Stafford (esquerda), apertam as mãos após as manobras de atracação da Apollo-Soyuz, em 17 de julho de 1975 — Foto: HO / NASA / AFPO comandante da tripulação soviética da Soyuz, Alexei Leonov (esquerda) e o comandante da tripulação americana da Apollo, Thomas Stafford (esquerda), apertam as mãos após as manobras de atracação da Apollo-Soyuz, em 17 de julho de 1975 — Foto: HO / NASA / AFP

NACIONAIS

Desmatamento na Amazônia

Área sob alerta de desmatamento na Amazônia quase dobra em 2019 — Foto: Arte/G1

Área sob alerta de desmatamento na Amazônia quase dobra em 2019 — Foto: Arte/G1

Novos dados do Inpe mostram que em setembro deste ano os alertas de desmatamento na Amazônia quase dobraram em relação a setembro do ano passado. O balanço de janeiro a setembro já supera o total dos últimos 3 anos.

Óleo mancha o Nordeste

Manchas de óleo afetam pesca e derrubam turismo no Nordeste — Foto: Pei Fon/Raw Image/Estadão ConteúdoManchas de óleo afetam pesca e derrubam turismo no Nordeste — Foto: Pei Fon/Raw Image/Estadão Conteúdo

O petróleo que contamina praias do Nordeste desde o final de agosto afeta reservas, atividades pesqueira e derrubam o turismo na região. Comerciantes relatam queda de até 40% no movimento das praias, pescadores deixaram de entrar na água e o consumo de peixe também caiu.

Já são 12 as unidades de conservação federais atingidas pelo óleo. A última reserva a ser afetada é a Cururupu, no Maranhão, onde há a presença do peixe-boi marinho, que está na lista de espécies ameaçadas.

Laranjas do PSL

O juiz eleitoral Rudi Loewenkron mandou a PF abrir inquérito para investigar suposto uso de laranjas e caixa 2 no PSL do Rio de Janeiro. A suspeita é de que candidatos simularam doações para acultar gastos de campanha.

Inquérito do STF

O inquérito que apura ofensas e ameaças a ministros do Supremo deu origem 60 ações que foram enviadas pela Corte às procuradorias da República nos estados e aos ministérios públicos estaduais. Desses, três já foram arquivados – 2 em SP e 1 em MG – e há pedido de arquivamento em pelo menos outros dois casos.

Violência policial

Policial dá tiro de fuzil contra manifestantes no Rio — Foto: Reprodução/GloboNewsPolicial dá tiro de fuzil contra manifestantes no Rio — Foto: Reprodução/GloboNews

Terminou em protesto o enterro do mototaxista Kelvin Gomes Cavalcante, de 17 anos, morto após levar um tiro em uma barbearia em uma comunidade do Rio. O crime revoltou parentes e amigos, que iniciaram a manifestação em frente ao cemitério. Durante o ato, um policial deu tiros de fuzil para o alto (veja o vídeo). Ele foi preso em flagrante e vai passar por avaliação psicológica.

Incêndio interrompe atividades no Parque Nacional da Serra do Cipó — Foto: Reprodução/Corpo de BombeirosIncêndio interrompe atividades no Parque Nacional da Serra do Cipó — Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros

Fieis que estavam na Dutra foram até estátua com mais de 2 metros de Aparecida para orar — Foto: Fábio França/ G1Fieis que estavam na Dutra foram até estátua com mais de 2 metros de Aparecida para orar — Foto: Fábio França/ G1

Fonte: G1

Semana de trabalho da Ratts Ratis

Veja o que rolou na Ratts essa semana

Para a Megga Solar, criamos um material para a Festa do Boi, mostrando as vantagens de investir em um sistema de energia fotovoltaica, com dados de economia e de retorno do valor investido.

Para o Bom Dia Supermercado colocamos no ar um novo filme de ofertas, numa parceria com a TV Ponta Negra e o Papinha. O filme mostra ofertas imperdíveis em comemoração aos 16 anos da rede de supermercados que mais cresce no RN.

E esta semana tivemos o Dia do Nordestino, que foi lembrado pela equipe da Ratts para todos os nossos clientes, reforçando a mensagem de que o nosso povo nordestino é arretado e feliz!

E aí, gostou destes trabalhos e quer mais criatividade na sua comunicação? Fala com a gente no zap 99981-1112.

Comments

FOGO-AMIGO: Ministério da Economia é contra elevação de limite de free shops, diz agência

Levantamento técnico do Ministério da Economia se posicionou contra o aumento do limite para compras em free shops, medida que será tomada pelo governo em breve conforme anúncio do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (11).

Quem voltar do exterior poderá comprar até US$ 1.000 nas lojas francas de aeroportos, ante cota de US$ 500 hoje, indicou Bolsonaro no Twitter, nesta manhã.

Segundo a Reuters apurou, a subsecretaria de Desenvolvimento de Comércio e Serviços do Ministério da Economia lembrou, em manifestação interna feita antes do anúncio de Bolsonaro, que esse teto na América Latina é muito mais baixo. Na Argentina, Chile, Paraguai e México, ele equivale a US$ 300.

Itens importados vendidos em free shops são isentos do imposto de importação, do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do recolhimento de PIS/Pasep-Importação e Cofins-Importação.

Para a subsecretaria, essa isenção configura uma vantagem competitiva que as lojas varejistas que vendem importados no Brasil não usufruem.

No fim de setembro, inclusive, o IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), que reúne empresas como Magazine Luiza, Sephora, Lojas Americanas e Polishop, enviou documento ao Ministério da Economia questionando a intenção de elevar a cota, em meio ao debate de que a ampliação serviria para repor, pela inflação norte-americana, um limite que é praticado desde 1991.

Para os defensores do aumento, a elevação da cota abrirá espaço para maior oferta de produtos nas lojas francas.

O documento do IDV afirma que essa justificativa “causa estranheza” já que o teto de US$ 500 corresponde a “uma das maiores alíquotas do sistema Duty Free no mundo” e está sendo revisto somente no Brasil.

“Outra questão que nos chama a atenção é aumentar a cota deste consumo enquanto a Receita limita em US$ 500 o valor de bens importados legalmente no país adquiridos no exterior”, completou o IDV.

A análise técnica da subsecretaria também apontou que a comercialização de produtos de mais de US$ 500 nos free shops já é permitida, sendo que o valor excedente fica sujeito à tributação.

Em um tuíte nesta manhã, Bolsonaro afirmou que, a seu pedido, o ministro da Economia, Paulo Guedes, prepara decreto com o incremento do limite de compras em free shops “para os próximos dias”.

De acordo com o presidente, a cota permitida para compras no Paraguai também vai mudar, passando de US$ 300 para US$ 500 para os que cruzam a fronteira.

Questionado pela Reuters se a Receita Federal teria aprovado o aumento da cota e sobre qual teria sido o embasamento econômico final para a medida, o Ministério da Economia afirmou que não irá comentar no momento.

Por solicitação de Bolsonaro, o ministério também se debruçou mais cedo neste ano sobre a diminuição de impostos sobre jogos eletrônicos e videogames. O decreto chancelando a investida foi assinado pelo presidente em meados de agosto.

Folhapress

Comments

Em meio a racha no PSL, Eduardo Bolsonaro vê como normal “depuração” na direita

Em meio à disputa no PSL e ameaça de racha no partido, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse nesta sexta-feira (11) que a direita brasileira está em um momento de depuração, um processo que ele classificou como normal.

A referência foi feita na entrevista coletiva de abertura da Cpac, conferência conservadora que ocorre em São Paulo.

“Obviamente a gente está passando por um momento de depuração. É normal que haja essa discussão. A esquerda também faz essa discussão, mas de forma reservada. A direita faz publicamente”, afirmou.

O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) não se referiu especificamente aos conflitos dentro do PSL, que vive uma divisão entre o grupo mais alinhado ao presidente nacional do partido, deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE), e parlamentares alinhados a Bolsonaro.

O presidente tem dado sinais de que pretende deixar o PSL e chegou a dizer nesta semana que Bivar está “queimado pra caramba”.

Eduardo declarou que no Brasil as coisas se inverteram. Em geral, segundo ele, a sociedade primeiro cria uma raiz conservadora forte e só depois elege um presidente dessa linha.

Em uma crítica velada ao PSL, o deputado afirmou que também falta um partido conservador no país.

“Temos um presidente conservador, mas não temos uma grande imprensa conservadora, nem um partido conservador, com bandeiras conservadoras”, afirmou.

Segundo o deputado admitiu, a situação realmente tem contornos de um racha, mas ele procurou minimizar a gravidade dessa realidade. “Pode parecer um racha, e às vezes até é. Mas nosso objetivo é atender o Brasil.”

A seu lado na mesa de abertura do evento estava Matt Schlapp, presidente da União Conservadora Americana, entidade que organiza a Cpac (Conferência de Ação Política Conservadora) anualmente nos EUA desde 1973.

A presença de Bivar na entrevista havia sido divulgada pela organização do evento, mas ele foi excluído na última quarta-feira (9), em razão do aumento da tensão com o presidente.

É a primeira vez que o evento é trazido ao Brasil. Segundo Schlapp, o movimento conservador tem crescido no mundo, como uma reação a políticas que estão afetando as famílias.

“Não vamos deixar dizerem que há 36 gêneros. Não vamos deixar dizerem que nossos pais fundadores [nos EUA] foram maus ou racistas. Não vamos deixar que haja uma inundação de imigrantes ilegais que quebram nossas leis”, afirmou.

De acordo com o americano, essa é uma revolta que muitos estão sentindo em vários países. “E antes que digam que somos globalistas, nós não somos globalistas. Somos internacionalistas”, afirmou.

Na entrevista, tomada por militantes bolsonaristas, perguntas sobre temas políticos e que não fizessem parte da Cpac foram barradas pela organização. Houve discretas vaias quando algum profissional da imprensa se apresentava.

Em uma das raras vezes que tratou sobre temas da conjuntura, Eduardo Bolsonaro respondeu a comentários do senador Major Olimpio (PSL-SP), de que os filhos do presidente se comportavam como “príncipes”.

“Não faço parte da família real”, ironizou. Em seguida, disse que assuntos internos do PSL deveriam ser tratados de forma discreta. “É opinião dele [Olimpio], tem todo o direito. No momento que eu estiver atrapalhando, o próprio presidente vai puxar a minha orelha. Roupa suja a gente lava em casa”, afirmou.

Eduardo disse ainda que o Cpac não pretende ser uma alternativa ao Foro de São Paulo, colegiado de partidos latino-americanos de esquerda liderado pelo PT e criado em 1990.

“Existe uma distinção muito importante entre o Cpac e o Foro de São Paulo. O Foro visa a chegada ao poder. Nesse evento aqui não, nós vamos trocar ideias e experiências sobre o que é ser conservador. É muito mais sobre identidade do que alguma coisa política para chegar ao poder”, declarou.

Segundo o deputado, o evento não se confunde com o The Movement, criação de Steve Bannon, ex-estrategista do presidente americano, Donald Trump.

A Cpac reúne políticos, intelectuais e ativistas de direita. A presença do presidente Bolsonaro era esperada na abertura da conferência, mas ele acabou não participando por questões de agenda.

Para este sábado (12), quando o evento se encerra, são esperadas as presenças dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e Abraham Weintraub (Educação).

Realizado em um hotel de São Paulo, o evento foi bancado pela União Conservadora Americana e pela fundação ligada ao PSL. O custo não foi divulgado.

Na abertura, o evento ganhou ares de um festival direitista. Youtubers e ativistas digitais conservadores eram tietados por participantes.

Entre os mais paparicados estava Allan dos Santos, do canal Terça Livre, que posava para selfies a todo momento.

Muitos representantes de grupos regionais também faziam lives. Representante do Soberanistas, surgido há cerca de seis meses, o mineiro Dawson Canedo, 35, diz que estava na Cpac porque é preciso preservar as tradições, e não acreditar em ideologias utópicas coletivistas, como nazismo e comunismo.

“Nós não somos avessos a mudanças, mas não a mudança pela mudança. Defendemos as mudanças com critérios”, afirmou.

Numa banca montada no saguão principal do evento, a marca “Camisetas Opressoras” vendia modelos com estampas de Bolsonaro e em homenagem a ícones da direita como o ex-deputado Enéas Carneiro, morto em 2007, e o escritor Olavo de Carvalho.

Um dos modelos mais vendidos tinha a estampa de um cachorrinho que, em vez de fazer cocô, defeca o símbolo do comunismo.

Folhapress

Comments

Trabalhadores da fruticultura estão entre os 20% mais pobres da população brasileira

O Brasil é atualmente o terceiro maior exportador de frutas do mundo, com a região Nordeste tendo destacada participação. No entanto, de acordo com os dados do estudo Frutas Doces, Vidas Amargas, publicado ontem (10) pela Oxfam Brasil, os trabalhadores safristas fazem parte da parcela mais pobre da população brasileira. No Rio Grande do Norte, eles conseguem, no máximo, um salário de 56% do que seria considerado digno pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

O estudo é o carro-chefe de uma campanha da Oxfam para que as grandes redes de supermercado do Brasil assumam sua responsabilidade pela situação dos trabalhadores que fazem parte da cadeia de produção das frutas que são vendidas em suas lojas. O relatório contou com a contribuição de membros do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Para a procuradora regional do MPT-RN Ileana Neiva Mousinho, os casos de contaminação por agrotóxicos, por exemplo, muitas vezes não são registrados, gerando significativa subnotificação. Ela frisa que o MPT busca reverter a situação atuando junto ao Sistema Único de Saúde (SUS) e ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), fomentando pesquisas sobre as causas dos afastamentos dos trabalhadores, registrando quando a razão for ligada ao exercício do trabalho.

O crescente uso de agrotóxicos nas safras está entre os principais riscos que a cadeia de frutas representa aos seus trabalhadores. Entre janeiro e julho de 2019, o governo brasileiro aprovou 290 novos produtos para uso no país. Desses, 41% possuem alta toxicidade.

Baixos salários – A Oxfam Brasil apurou que a média dos salários dos trabalhadores do melão, manga e uva no Rio Grande do Norte, na Bahia e em Pernambuco equivale a apenas 56% do que seria considerado uma quantia digna pela OIT. Os trabalhadores safristas, contratados apenas em partes do ano, estão, portanto, entre a parcela mais pobre da população brasileira.

Enquanto isso, o mercado supermercadista do país é dominado por três grandes grupos, que juntos possuem 46,6% de participação no setor. A procuradora regional do Trabalho Ileana Neiva aponta que “as redes de supermercados, como qualquer grande corporação, exercem um poder muito grande na sociedade, e devem usar esse poder para o bem”.

Para ela, a influência que as gigantes supermercadistas possuem torna “inadmissível que fechem os olhos para as violações de direitos ocorrentes nas suas cadeias produtivas”, destacando que “a responsabilidade na cadeia produtiva é inafastável”. Algumas das redes ainda não possuem exigências claras sobre as condições dos empregados por seus fornecedores.

A Oxfam Brasil lançou uma petição sobre o tema, disponível no site https://oxfam.org.br/supermercados. O documento pede que os supermercados liderem mudanças que possam dar mais dignidade aos trabalhadores da cadeia de frutas.

Comments

Estudo da FGV EMAp aponta Flamengo com 95% de probabilidade de ser campeão do Brasileirão 2019

Estudo da FGV EMAp aponta que o Flamengo tem 95% de possibilidade de ser o campeão brasileiro de futebol em 2019 após os resultados da 24ª rodada. A pesquisa mostra ainda que o Palmeiras aparece como o segundo favorito (3%) e o Santos, o terceiro, com 1% de chances.

O Corinthians tem chances remotas de chegar ao primeiro lugar do campeonato, mas está com um pé na Libertadores, com 92% de possibilidade de disputar o torneio sul-americano. O mesmo acontece com o Grêmio (70%), Bahia (52%) e São Paulo (51%).

“Para chegar a essa conclusão, foram observados os gols marcados e sofridos em cada partida das 20 equipes nas 24 primeiras rodadas do Brasileirão 2019 e simulados no computador 1 milhão de campeonatos com times sintéticos com desempenho similar ao desempenho real observado em campo. O resultado, no entanto, deverá se consolidar apenas se os times mantiverem seu desempenho no decorrer do campeonato”, aponta o professor da FGV EMAp, Moacyr Alvim.

Rebaixamento — O modelo matemático da FGV EMAp revela que as chances de um time carioca ser rebaixado no Brasileirão 2019, após os jogos da última rodada, não são pequenas. Se isso acontecer, o Fluminense é o mais cotado para voltar à série B, com 24% de probabilidade. Na linha de corte para a série B, além do Avaí (que está bem próximo dos 100%) e Chapecoense (97%), últimos colocados, estão ainda o Cruzeiro (72%), CSA (65%) e Ceará (31%).

Site com o estudo completo: http://www.fgv.br/emap/campeonato-brasileiro/chances_bra.html

 

Desmatamento na Amazônia já cresceu 93% neste ano, aponta Inpe

Entre 1 de janeiro e 30 de setembro, o volume acumulado de desmatamento na Amazônia já chega a 7.853 km², um volume 93% maior que o verificado nos primeiros nove meses de 2018, quando a devastação da floresta atingiu 4.075 km².

Só no mês passado, de 1 a 30 de setembro, os índices de desmatamento na região amazônica cresceram 96% sobre setembro de 2018. Foram 1.447 quilômetros quadrados de desmatamento, contra 739,46 km² do mesmo intervalo de 2018. Em setembro de 2017, o volume chegou a 691 km².

O Pará continua a liderar a derrubada das florestas. Dos 1.447 km² devastados em setembro, 497 km² se concentraram no Pará.

Os dados são do Sistema de Detecção do Desmatamento na Amazônia Legal em Tempo Real (Deter), ferramenta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que serve para orientar ações de fiscalização contra o desmatamento.

Para evitar distorções, os números citados consideram apenas as três categorias de corte de vegetação que o próprio governo identifica como desmatamento efetivo: desmatamento com solo exposto, desmatamento com vegetação e mineração. As informações do Deter se baseiam em alertas de desmatamento, dados que são consolidados anualmente pelo governo, por meio do sistema Prodes.

Em setembro, o jornal O Estado de S. Paulo mostrou que no primeiro mês de ação das Forças Armadas na Amazônia a quantidade de incêndios diminuiu, mas houve redução do número de bens apreendidos, como toras de madeira e motosserras, e também de autos de infração. Além disso, os números de desmate continuam a avançar, segundo dados oficiais de monitoramento.

Nos últimos dias, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, chegou a comemorar os índices do Inpe, que mostravam queda de queimada de setembro em relação a agosto. O monitoramento do desmate motivou crise no governo após o presidente Jair Bolsonaro chamar de mentirosos os dados divulgados pelo Inpe. Os questionamentos levaram à exoneração do ex-diretor do instituto Ricardo Galvão, no começo de agosto. A demissão motivou críticas de cientistas do Brasil e do exterior ao governo.

O ministro Salles tem dito que pretende usar um sistema privado desde o começo do ano. Em julho, ele usou imagens da tecnologia privada para contrapor captações feitas pelo Deter – sistema de alertas de desmate do Inpe – e exibir o que seriam imprecisões nas medições. O sistema Planet é o mesmo que começa a rodar no Estado do Mato Grosso e já foi testado no Pará, como mostrou o Estado.

Estadão Conteúdo

Comments

FGV: Consumidor quer gastar mais no Dia das Crianças

Neste dia das crianças, os consumidores brasileiros querem gastar mais dos que nos anos anteriores. O indicador que mede a pretensão de gastos para a data comemorativa atingiu o maior patamar desde 2015, passando de 63,0 para 77,6 pontos, de acordo com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE).

No entanto, ainda está abaixo do registrados em 2014, quando já foi de 85,6 pontos. Entre 2010 e 2013, o indicador alcançou os maiores níveis da pesquisa, com o pico em 2011 (100,6 pontos).

Entre as famílias com renda mensal de até R$ 2.100,00, 69,4% afirmaram que pretendem gastar com presentes neste período, um aumento de 21,9% em relação a 2017 – a pesquisa não foi feita em 2018 – e o melhor resultado desde 2014. O valor médio do presente para esse perfil é de R$ 56,00 contra R$ 136,00 das famílias que ganham acima de R$ 9.600,00. Em média, devem gastar R$ 88,90 com presentes, um aumento de 16,1% com relação a 2017.

Apesar de uma redução de 9,2 pontos percentuais com relação ao último levantamento feito em 2017, os brinquedos seguem na liderança da preferência do consumidor (50,8%), seguido por vestuário (21,1%) e livros (4,9%). A categoria de eletrônicos, por sua vez, ganhou espaço, passando de 1,8% para 3,7%, em dois anos. A pesquisa da FGV consultou 1.733 pessoas.

“Entre 2017 e 2019 houve melhora do ambiente econômico e ligeira redução da taxa de desemprego, apesar de muitos consumidores ainda estarem endividados, a liberação dos recursos do FGTS e do PIS/Pasep a partir de setembro contribuem para aumentar o ânimo para compras. Ainda que parte dos consumidores utilizem os recursos para quitar dívidas, isso abre espaço no orçamento doméstico para compras futuras, assim, o comércio deve sentir os efeitos positivos no curto prazo” afirma Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora da Sondagem do Consumidor.

Estadão Conteúdo

Comments

Justiça bloqueia bens pessoais de proprietário da Avianca

A Justiça paulista bloqueou bens pessoais do empresário José Efromovich, proprietário da Oceanair Linhas Aéreas (Avianca Brasil).

A medida atingiu 11 imóveis, incluindo um apartamento de 526 metros quadrados em Santa Cecília e outro de 244 metros quadrados em Perdizes, na cidade de São Paulo.

A decisão foi tomada pelo desembargador Décio Rodrigues em processo no qual a Azul Linhas Aéreas cobra R$ 61,7 milhões de dois empréstimos feitos em março, incluindo juros e multa.

Os empréstimos foram concedidos em caráter emergencial para que a Avianca Brasil, em recuperação judicial desde dezembro, pudesse pagar salários de funcionários, entre outras despesas.

A intenção inicial era que os valores fossem creditatos como parte do pagamento pela compra de ativos da companhia, incluindo 30 aeronaves e 70 slots (autorização de pousos e decolagens) ocupados pela Avianca em aeroportos.

Uma carta de intenção para a negociação de US$ 105 milhões em ativos chegou a ser assinada pelas empresas. O acordo não prosperou, no entanto, e a Azul passou a cobrar a devolução dos valores.

Os imóveis pessoais de Efromovich foram arrestados, pois o empresário havia assinado o empréstimo na qualidade de fiador da operação. Se a decisão for confirmada após o empresário apresentar defesa, deverão ser leiloados.

Fundada em 1998, a Oceanair adotou doze anos depois o nome de fantasia Avianca por meio de um acordo celebrado a Avianca Holdings, da Colômbia. A empresa chegou a ter 48 aeronaves em operação.

Quarta maior companhia aérea do país, pediu recuperação judicial alegando não conseguir pagar dívidas de R$ 494 milhões. Posteriormente, o valor foi corrigido para cerca de R$ 2,7 bilhões.

Recuperação judicial é uma medida prevista em lei pela qual uma empresa ganha um fôlego para tentar evitar a falência. Ações de execução são suspensas pela justiça por 180 dias, prazo que a empresa tem para apresentar um plano de pagamento aos credores, que precisam aprová-lo.

No final de maio, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) suspendeu todos os voos da Avianca Brasil, alegando temer pela falta de capacidade da empresa para operar com segurança. Também redistribuiu os slots para outras companhias aéreas com base no entendimento de que, por se tratar de concessão, não podem ser vendidos.

Folhapress

 

Papa e igreja não são inimigos do governo brasileiro, diz Mourão

Foto: (Bruno Batista/ VPR/Flickr)

O papa Francisco e a Igreja Católica não são inimigos do governo brasileiro. A afirmação foi do vice-presidente, Hamilton Mourão, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (11) em Roma, na Itália. O representante do Executivo Federal está na cidade para a cerimônia de canonização da beata baiana Irmã Dulce, marcada para o domingo (13).

Na cidade ocorre também o Sínodo da Amazônia, organizado pelo Vaticano, com o tema “Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”. No evento representações diversas, como de indígenas e organizações da sociedade civil, criticaram a atuação do governo brasileiro no tocante à proteção do meio ambiente.

Mourão disse que não há tensão entre o governo federal e a Igreja Católica na questão ambiental. Mourão disse que vai se reunir com secretários do Papa Francisco e levar as medidas adotadas pelo Executivo, defendendo a atuação da gestão sobre a região.

“A mensagem que quero passar é que a Amazônia brasileira é brasileira. É responsabilidade nossa preservá-la e protegê-la. Não queremos ser colocados como governo da motosserra, exterminador de indígena, não respeita os direitos humanos. É responsabilidade do governo, e mais ninguém, preservar e proteger a Amazônia”, afirmou.

O vice-presidente foi questionado por jornalistas acerca de denúncias de lideranças indígenas sobre a posição do governo de não demarcar mais terras para essas populações. Mourão respondeu reiterando argumentos já apresentados pelo governo federal.

“O Brasil tem 14% do seu território de terra indígena, uma quantidade expressiva. O número de indígenas não é tão grande. O que está demarcado tem que ser protegido. Temos tido dificuldade em razão dos incidentes de queimada, garimpo ilegal. Para depois ver se é o caso de novas demarcações”, assinalou.

Outras agendas

Mourão informou que além dos diálogos sobre o Sínodo e da cerimônia de canonização da Irmã Dulce, irá se reunir com empresas italianas e com representantes do governo italiano, tanto com o presidente, Sérgio Mattarella, quanto com o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte.

“Não é pura e simplesmente viagem para o evento religioso, mas ter oportunidade de dialogar com pessoas que podem auxiliar o país, investir no país e fazer parte do papel diplomático. Acredito que no próximo ano, o presidente estará aqui na Itália”, adiantou.

Irmã Dulce

No domingo, Mourão participará da cerimônia de canonização da beata Irmã Dulce. No mesmo dia, a homenageada ganha o primeiro santuário do mundo dedicado a ela: a Paróquia e o Santuário Santa Dulce dos Pobres, em Salvador.

Além de Irmã Dulce, serão canonizados os seguintes beatos: John Henry Newman, cardeal, fundador do Oratório de São Filipe Néri na Inglaterra; Giuseppina Vannini (no século Giuditta Adelaide Agata), fundadora das Filhas de São Camilo; Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família e Margherita Bays, Virgem, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

A expressão “anjo bom da Bahia” não é à toa: Irmã Dulce, que morreu em 1992 aos 78 anos, dedicou a vida aos pobres, doentes e aos socialmente excluídos. Na década de 1940, a irmã não tinha para onde ir com 70 doentes, e conseguiu abrigar as pessoas em um galinheiro, ao lado de um convento de Salvador. Hoje, as Obras Sociais Irmã Dulce realizam, segundo a entidade filantrópica, 3 milhões de procedimentos ambulatoriais, por ano, em todo o estado da Bahia – e só faz atendimentos gratuitos, pelo SUS.

Em Salvador, a missa em homenagem à Santa Dulce dos Pobres vai ser tamanho família: a arena Fonte Nova será o palco da festividade dos baianos e visitantes, católicos ou não, que vão celebrar, em 20 de outubro, a canonização.

Agência Brasil

 

Igreja Universal é condenada a indenizar ex-pastor obrigado a ficar estéril para “provar a fé”

Foto: Divulgação

A Décima Primeira Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas/SP) condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais a um ex-pastor demitido e que não recebeu as verbas rescisórias. O ex-pastor também afirmou nos autos que foi obrigado a se submeter a vasectomia “para professar a fé cristã”.

O ex-pastor atuou na igreja de primeiro de outubro de 2006 a 29 de novembro de 2008, quando foi dispensado sem justa causa. A igreja, que negou o vínculo empregatício, tinha sido condenada pelo juízo da Vara do Trabalho de Itanhaém a pagar ao ex-pastor as verbas rescisórias, depois que se confirmou que ele cumpria jornada de trabalho de segunda a sexta-feira, das 7h às 23h, e, aos domingos e feriados, quando realizava reuniões das 7h às 20h, sempre com uma hora de intervalo.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

LOCAIS

Governo e prefeituras firmam acordo e mantêm Proedi

Os prefeitos potiguares e o Governo do Estado se reuniram na tarde desta sexta-feira (11) e entraram em acordo para manter o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proedi). Os gestores apoiaram o programa, após o Governo aceitar contrapartidas para minimizar o impacto da queda de receita.

Os prefeitos calcularam uma perda de cerca de R$ 30 milhões com a falta dos recursos oriundos do ICMS, somente entre os meses de setembro e dezembro, por conta do Proedi. Durante a reunião, o Governo acatou as propostas apresentadas pela comissão de prefeitos de, como forma de compensar parte d perda, quitar as dívidas de aproximadamente R$ 10 milhões referentes à atenção básica e farmácia básica e ainda destinar R$ 10 milhões em recursos fundo a fundo na área de saúde para os municípios.

O prefeito Túlio Lemos, de Macau, que integrou a comissão de negociação e que contribuiu para a proposta da destinação dos recursos para os municípios, achou a reunião proveitosa.

“As negociações não estavam avançando, mas eu e os demais prefeitos conseguimos dar a contribuição de compensar parte das perdas com a destinação dos recursos da saúde. Isso é importante porque minimiza o impacto e ainda garante investimentos diretos nos municípios. Demos a nossa contribuição para a manutenção da indústria no RN e para a abertura de novos postos de trabalho “, destacou.

O prefeito Leonardo Araújo, o Naldinho, de São Paulo do Potengi, presidente da Federação dos Municípios do RN (Femurn), achou a reunião produtiva. Ele lembrou que os empresários afirmaram que não teriam como permanecer mais 12 meses no Estado sem o programa e que eles ainda firmaram o compromisso de abrir oficinas têxteis como forma de incentivar a indústria no Estado.

“Os representantes da indústria têxtil se comprometeram de, a partir de 2020, interiorizar a indústria têxtil com as oficinas de costura. Serão 10 ou até 15 municípios beneficiados, observando, inicialmente, os tenham uma infraestrutura básica, já pronta, para receber essas oficinas”, contou.

De acordo com o secretário estadual de tributação, Carlos Eduardo Xavier, o antigo Proadi criava uma receita tributária fictícia. O Governo espera, com o Proedi em andamento, incentivar o desenvolvimento industrial, gerando mais emprego e renda nos municípios e arrecadação para os cofres públicos.

Comments

Morre o jornalista João Carlos Brito, chefe de reportagem da TCM de Mossoró

O jornalista João Carlos Brito foi encontrato morto em sua residência. O comunicado oficial do falecimento foi feito pela TCM de Mossoró, emissora em que ele atuava como chefe de reportagem.

Confira a nota…

Nota de falecimento

O Grupo TCM Telecom lamenta informar do falecimento do amigo e chefe de reportagem João Carlos Brito, no final da tarde de hoje. A nossa programação jornalística do Canal 10 TCM HD e da rádio 95 FM está suspensa. A TCM Telecom se solidariza com a família do jornalista e com todos os amigos deste ser humano iluminado. Que Deus possa confortar-nos neste momento e que a alegria de João seja nossa maior lembrança.

Voltaremos a informar sobre local de velório e sepultamento.

À Direção TCM Telecom

 

Servidores do Detran-RN suspendem greve e retomam atendimento na segunda-feira

Foto: Divulgação

A greve dos trabalhadores e trabalhadoras do Detran-RN chegou ao fim nessa sexta-feira (11). A suspensão da greve, iniciada em 09 de setembro, foi deliberada em Assembleia Extraordinária da categoria ocorrida na manhã de hoje, no auditório do Departamento, e se deu após sucessivos diálogos entre a direção do SINAI-RN e o Executivo Estadual. O atendimento na Autarquia será retomado de forma habitual a partir da segunda-feira (14).

O coordenador geral substituto do SINAI, Felipe Assunção, comenta que a suspensão da greve aconteceu um dia depois da audiência entre a direção do Sindicato, a Associação dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do RN (ASTRAN), a Comissão de Base e o governo do Estado. Para Felipe, a categoria entendeu que houve avanços na mesa de negociação com o Executivo; avanços relativos ao acolhimento de propostas dos trabalhadores. Portanto, a greve foi suspensa e o debate com o Governo e com a sociedade segue em prol de um Departamento de Trânsito público e com qualidade.

Sobre a Assembleia, o coordenador de Comunicação do SINAI-RN, Alexandre Guedes, afirma que durante a atividade foi feita uma avaliação da última audiência com o Governo, realizada em 10 de outubro, e também um balanço da greve no Departamento. Sobre a decisão da categoria em suspender temporariamente a greve, Alexandre observa que ocorreram avanços significativos na pauta de reivindicações dos trabalhadores ao longo desse mais de um mês de paralisação, especialmente no que diz respeito ao pagamento das promoções pendentes, das indenizações e a realização de concurso público. Todavia, também chama atenção para a permanência de outras demandas, como os pagamentos atrasados e a questão salarial. Assim, esclarece que a luta por um DETRAN mais forte deve ser uma constante.

Reivindicações dos/as trabalhadores/as do DETRAN que levaram à Greve

A categoria estava em greve desde o dia 09 de setembro. Nesse período, aconteceram diversos piquetes, assembleias e encontros com o Governo. Os profissionais reivindicavam: reposição das perdas salariais; realização de concurso público para a Autarquia; pagamento das folhas dos aposentados e pensionistas, atrasadas há quase um ano; recuperação física do órgão; e revogação do decreto 29007/2019, que retira a autonomia dos órgãos, autarquias, fundações e empresas estatais ao tempo em que centraliza poder e recursos na Secretaria de Planejamento e Finanças.

 

VÍDEO: BG comenta a “consideração” da Prefeitura do Natal pelos artistas da terra

Confira o comentário do BG sobre a “consideração” da Prefeitura do Natal pelos artistas da terra em trecho direto do programa Meio-Dia RN nesta sexta-feira(11).

Fonte: Agora RN

 

Academias do RN são fiscalizadas; 50 se encontram irregulares

Conselho de Educação Física visitou 41 cidades de todas as regiões do estado em setembro; 48 denúncias recebidas foram averiguadas em um mês

11/10/2019 às 17:10

Conselho de Educação Física

Fiscais do Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região, o CREF16/RN, passaram por 41 cidades potiguares no mês de setembro e encontraram 50 academias de musculação em situação irregular, 25 delas sem registro no Conselho, o que as impede de oferecer o serviço de atividade física. 11 dessas academias foram fechadas ainda durante a presença dos fiscais do CREF.

Entre as 41 cidades visitadas em setembro estão Natal, Parnamirim, Caicó, Currais Novos, Extremoz e Macau. 48 denúncias recebidas pelo departamento de fiscalização do Conselho foram averiguadas em um mês. Eventos, condomínios e escolas também foram fiscalizados.

A fiscalização também identificou 24 pessoas trabalhando irregularmente, sem o registro no Conselho de Educação Física. Essas pessoas vão ser denunciadas ao Ministério Público por exercício ilegal da profissão de Educação Física. A lei federal número 9.696 de 1º de setembro de 1998 determina que apenas pessoas habilitadas e registradas no Conselho de Educação Física podem exercer a profissão.

“Os números tem se repetido já que o trabalho de fiscalização se intensificou. Esse trabalho é importante para que os donos dessas academias tenham a consciência de que a regularização é importante para que a comunidade possa ser atendida de uma forma segura. O lado positivo é que, com o aumento das fiscalizações, aumenta também a procura pela regularização”, afirma Luiz Marcos Peixoto, chefe do departamento de fiscalização do Conselho de Educação Física.

Das 25 academias sem registro identificadas em setembro, 18 já procuraram o Conselho para acertar a situação.

Fonte: Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0