PESQUISADORES ENCONTRAM VESPA ASSASSINA NO NOROESTE DOS EUA E CONCLUEM QUE SOBREVIVERAM AO INVERNO

Vespas assassinas” sobreviveram ao inverno nos EUA

Pietra Carvalho Da CNN, em São Paulo

01 de junho de 2020 às 18:14

Uma terceira “vespa assassina” foi encontrada no noroeste dos Estados Unidos na última sexta-feira (29). O inseto, também conhecido como vespa asiática, pode atingir até 5 cm e possui um veneno poderoso, letal principalmente para abelhas.

Graças à mandíbula afiada e ao seu tamanho, a vespa é capaz de destruir uma colmeia rapidamente, preocupando os entomologistas, profissionais especializados na relação entre os insetos e o meio ambiente, em Washington, estado em que a espécie foi identificada de maneira inédita no país.

As primeiras vespas apareceram nos Estados Unidos no final do ano passado, mas não foram encontradas provas da presença de um ninho na região e alguns pesquisadores esperavam que o animal não fosse sobreviver ao rigoroso inverno norte-americano.

As análises preliminares do inseto, encontrado já sem vida, levou em conta suas características morfológicas para indicar que ela era a rainha do ninho. Apesar de ser uma ameaça principalmente para as abelhas, cerca de 50 pessoas morrem por ano vítimas da vespa no Japão, seu principal reduto.

“Resultados preliminares indicam que esta é uma rainha, mas isso não é oficial e depende de mais pesquisa no laboratório em Washington (capital dos EUA). Isso significa que é bem provável que um ninho tenha conseguido produzir rainhas reprodutoras e passar pelo inverno”, disse Sven-Erik Spichiger, entomologista do Departamento de Agricultura de Washington.

“Na verdade, eu discuto como devemos chamar isso (a descoberta do corpo da vespa-rainha), uma detecção ou erradicação de ninho. Quando você remove uma rainha, está basicamente matando o ninho, especialmente neste período do ano. Logo, podemos considerar isso meio que uma vitória”, completou o profissional. (Com informações da Reuters)

Fonte: CNN

Continuar lendo PESQUISADORES ENCONTRAM VESPA ASSASSINA NO NOROESTE DOS EUA E CONCLUEM QUE SOBREVIVERAM AO INVERNO

BOAS NOTÍCIAS: VEJA AS 10 MELHORES NOTÍCIAS DA SEMANA

Terça-feira é dia de BOAS NOTÍCIAS em décima dose pra você com o Jornal SóNoticiaBoa em sua 4ª edição que reproduzimos aqui, com as melhores notícias da semana que passou. Porque notícia boa é necessário para colorir a nossa vida. Então veja quais são as dez melhores notícias da semana e assista ao vídeo.

No ar Jornal SóNoticiaBoa #4, com melhores da semana: vídeo

Telejornal de Notícia Boa #4 – Foto: SNB/Youtube

Está no ar a edição #4, da terceira temporada do seu telejornal de notícia boa, com as melhores notícias boas da semana.

Entre os destaques estão:

  • As novidades da ciência em busca da cura do novo coronavírus,
  • A solidariedade e criatividade do brasileiro para contribuir com a população,
  • Uma mulher que conseguiu fazer carinho em um filhote de baleia em alto mar,
  • E uma idosa que, apesar de ter Alzheimer há 10 anos, conseguiu lembrar a letra de uma música antiga, cantou para filha dela e emocionou as redes sociais.
  • Tem ainda a mulher fez carinho em um filhote de baleia em alto mar
  • E o golfinho solitário em tempos de covid, que arrumou pescador que faz companhia a ele todo dia.

Assista ao programa e ajude a gente a espalhar coisas boas por aí porque… tá precisando.

A produção é da equipe de jornalismo do portal SoNoticiaBoa.com.br

A apresentação do Jornal SóNotíciaBoa é de Lorena Fassina e Rinaldo de Oliveira.

Assista:

Por Andréa Fassina, da redação do SóNotíciaBoa

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: VEJA AS 10 MELHORES NOTÍCIAS DA SEMANA

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEXTA-FEIRA NO G1

Por G1

 


Lockdown em Fortaleza, regras mais rígidas no rodízio em São Paulo e as novas determinações de João Doria para os paulistas. O Assunto debate o teatro de Bolsonaro no STF. Maia na GloboNews. Como traçar planos para os idosos que trabalham? Lojas de carros ameaçadas pela crise. A MP que confronta ambientalistas e ruralistas. As lives de hoje e uma boa ajuda online.

Lockdown em Fortaleza

Fortaleza entra no regime de isolamento social rígido a partir de sexta (8)

Fortaleza entra no regime de isolamento social rígido a partir de sexta (8)

Com as redes pública e particular no limite, Fortaleza entra no regime de isolamento social rígido hojeSó pode circular quem estiver a caminho do trabalho ou trabalhar em um serviço essencial. Quem for parado pela fiscalização vai ter que explicar por que está na rua e se estiver desrespeitando a quarentena vai ser orientado a voltar para casa. Se desobedecer, pode ser responsabilizado criminalmente. O Ceará tem mais de 13.800 casos de Covid-19 e 903 mortes.

Quarentena em SP

Covas no cemitério Vila Nova Caichoeirinha, em São Paulo. Novas valas estão sendo abertas devido ao aumento de mortes por coronavírus. — Foto: Rogério Galasse / Estadão Conteúdo

Covas no cemitério Vila Nova Caichoeirinha, em São Paulo. Novas valas estão sendo abertas devido ao aumento de mortes por coronavírus. — Foto: Rogério Galasse / Estadão Conteúdo

O governador João Doria (PSDB) divulga hoje quais cidades poderão flexibilizar a quarentena no estado. Mas o governo paulista está preocupado, pois classifica o risco de contágio pelo coronavírus como grave e preocupante nas regiões da Grande São Paulo, Campinas e Baixada Santista.

A região metropolitana de São Paulo tem 39 cidades, a Baixada Santista, 9, e a região de Campinas, 24. entenda a preocupação das autoridades.

Já a capital vai endurecer as regras do rodízio na segunda-feira (11) e tirar das ruas metade dos carros até nos fins de semana. A prefeitura quer ampliar o isolamento social e evitar uma sobrecarga ainda maior no sistema de saúde.

Cidade de São Paulo amplia isolamento social e vai tirar metade dos carros de circulação

Cidade de São Paulo amplia isolamento social e vai tirar metade dos carros de circulação

O Assunto: o teatro de Bolsonaro no STF

O presidente atravessou a pé a Praça dos Três Poderes e bateu na porta – de maneira inesperada – do presidente do Supremo, Dias Toffoli. Para entender o que queria o presidente, Renata Lo Prete conversa com Merval Pereira e Valdo Cruz, dois jornalistas com experiências de décadas em Brasília. Valdo relata a reação de empresários que estavam com Bolsonaro, e qual o papel do ministro Paulo Guedes na cena de ontem. Merval explica o simbolismo desta visita surpresa e qual foi a reação do presidente do STF. Ouça:

Rodrigo Maia: ‘ato quase criminoso’

Maia: ‘Queremos sempre manter o diálogo que possa somar esforços’

Maia: ‘Queremos sempre manter o diálogo que possa somar esforços’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem à GloboNews, que entende a preocupação com a retomada das atividades econômicas, mas que a pressão com esse objetivo neste momento é um ato “quase criminoso”. Clique aqui e leia a entrevista.

Idosos, um ponto delicado

Setores com mais idosos — Foto: Economia / G1

Setores com mais idosos — Foto: Economia / G1

No momento em que a quarentena começar a ser flexibilizada, o Brasil terá um ponto delicado a endereçar: o país tem 7,7 milhões de trabalhadores ocupados com mais de 60 anos, ou seja, que estão no grupo de risco para o novo coronavírus.

O cenário é bastante difícil para essa faixa da população porque 4,7 milhões de idosos atuam no setor de serviços, portanto, em atividades como o comércio, de difícil distanciamento social. Os números foram compilados pela consultoria IDados com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) trimestral do IBGE.

“O setor de serviços tem naturalmente uma demanda maior por idosos, e, por outro lado, esse grupo de trabalhadores se adequa muito bem a essas atividades”, afirma o pesquisador do IDados, Bruno Ottoni.

Concessionárias de carros ameaçadas

Imagem de arquivo de uma concessionária em SP — Foto: Fábio Tito / G1

Imagem de arquivo de uma concessionária em SP — Foto: Fábio Tito / G1

Com o tombo histórico nos emplacamentos durante a pandemia, o futuro das concessionárias de veículos no Brasil é incerto. Das 7.300 lojas existente no país, cerca de 2,2 mil – 30% – podem fechar definitivamente em até 15 dias, de acordo com a associação das concessionárias, a Fenabrave. O setor emprega 315 mil pessoas.

Ambientalistas x Ruralistas

Bolsonaro assina MP para simplificar e modernizar a regularização da propriedade de terrasBolsonaro assina MP para simplificar e modernizar a regularização da propriedade de terras

Divergências entre deputados ambientalistas e ruralistas podem barrar a votação na Câmara da medida provisória 910/2019 sobre regularização fundiária, que amplia a área legalizada por autodeclaração em ocupações de terras da União.

A avaliação é de líderes ouvidos pelo G1. Se o texto não for votado até 19 de maio, perderá a validade. A MP foi enviada em dezembro de 2019 pelo presidente Jair Bolsonaro – uma medida provisória entra em vigência desde a publicação no “Diário Oficial da União”, mas perde a validade se não for votada em 120 dias pelo Congresso.

Redução salarial na Alesp

Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou liminarmente parte da resolução aprovada pelos deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo que garantia o corte de 10 a 20% dos salários dos funcionários comissionados da casa.

Falta consciência

Enfermeira Mara Santos — Foto: Arquivo Pessoal

Enfermeira Mara Santos — Foto: Arquivo Pessoal

Faz pouco mais de um mês que a enfermeira Mara Santos passou a atender apenas pacientes com coronavírus na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular em São Paulo. Há vinte dias ela conversou com o G1 e contou como estava sendo a adaptação à nova rotina. Algumas semanas depois, Mara afirma que os casos estão ainda mais graves que no passado, mas que a população ainda não tomou consciência da dimensão da pandemia.

‘Só queria que acreditassem mais, porque ainda acham que é exagero’, diz enfermeira sobre mortes por coronavírus em UTI. ‘Estou dez vezes mais cansada física e psicologicamente. A gente anda saindo dos plantões com uma sensação assim de não dei conta’, acrescenta.

Ajuda online

Universidade oferece sessões de terapia online e gratuitas feitas por estudantes e professores — Foto: Arquivo Pessoal

Universidade oferece sessões de terapia online e gratuitas feitas por estudantes e professores — Foto: Arquivo Pessoal

Cenário cheio de incertezas, dificuldades e medo. Esta é a realidade que muitas pessoas estão enfrentando diante da pandemia do coronavírus. Por isso, alunos e professores do curso de Terapia Ocupacional de uma universidade em Sorocaba (SP) resolveram ajudar com sessões de terapia online e gratuitas, abertas para todos os públicos.

Lives de hoje

Luisa Sonza, Latino, Naiara Azevedo e Banda Eva fazem transmissões nesta sexta-feira (8) — Foto: Divulgação

Luisa Sonza, Latino, Naiara Azevedo e Banda Eva fazem transmissões nesta sexta-feira (8) — Foto: Divulgação

Luísa Sonza, Latino, Naiara Azevedo, Banda Eva, Emicida e Toquinho fazem transmissões nesta sexta-feira. Veja horários.

Inflação

Sai hoje o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) de abril. O indicador, considerado uma prévia da inflação oficial, ficou em 0,02% em março, a menor taxa para o mês desde o início do Plano Real, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Curtas e Rápidas:

Previsão do tempo

Veja como fica o tempo nesta sexta (8) em todo o Brasil

Veja como fica o tempo nesta sexta (8) em todo o Brasil

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEXTA-FEIRA NO G1

BOAS NOTÍCIAS: MAIOR BURACO DA CAMADA DE OZÔNIO, DO TAMAMNHO DA GROENLÂNDIA ACABA DE FECHAR

A regeneração da natureza é o destaque desta terça-feira na nossa coluna BOAS NOTÍCIAS. A Organização Meteorológica Mundial – OMM acaba de anunciar que o maior buraco da camada de ozônio, localizado no Polo Norte, se fechou completamente. O buraco era do tamanho da Groenlândia  e pegava toda a superfície da calota polar. Leia a reportagem completa a seguir e veja todos os detalhes deste fenômeno!

Maior buraco da camada de ozônio se fechou no Polo Norte

Fotos: reprodução Twitter / NMr6feetFotos: reprodução Twitter / NMr6feet

O maior buraco na camada de ozônio sobre o Ártico, no Polo Norte, se fechou completamente, informou a OMM, Organização Meteorológica Mundial.

O buraco sumiu em abril, depois do tamanho recorde registrado em março, com um milhão de quilômetros quadrados. O anúncio foi feito na semana passada pelo Copernicus, programa de observação da Terra da União Europeia.

O motivo não tem ligação com o isolamento social provocado pelo coronavírus. A mudança foi provocada pelo aumento das temperaturas na atmosfera, conforme explicou Clare Nullis, porta-voz da OMM.

“O fechamento foi causado por um vórtice polar forte e duradouro…e foi fechado por causa dos ciclos anuais locais, e não pela cura a longo prazo. Mas há esperança: a camada de ozônio também está se recuperando, mas lentamente” escreveu a OMM no Twitter. (veja abaixo)

O buraco era tamanho da Groenlândia e pegava toda a superfície da calota polar.

Importância

A camada de ozônio é importante porque dá à Terra proteção contra os raios nocivos do sol, a chamada radiação ultravioleta.

O buraco nesse escudo pode aumentar o aquecimento global, a taxa de derretimento do gelo dos polos, mexer com o sistema imunológico de organismos vivos e aumentar o risco de câncer de pele e catarata em seres humanos.

A maior parte do ozônio da Terra fica na estratosfera, entre 10 e 40 km acima da Terra.

Copernicus ECMWF@CopernicusECMWF

The unprecedented 2020 northern hemisphere has come to an end. The split, allowing -rich air into the Arctic, closely matching last week’s forecast from the Monitoring Service.

More on the NH Ozone hole➡️https://bit.ly/39JQRU8 

Vídeo incorporado

Com informações da Exame

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MAIOR BURACO DA CAMADA DE OZÔNIO, DO TAMAMNHO DA GROENLÂNDIA ACABA DE FECHAR

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA NO G1

Por G1

 


A semana começa com tensão entre Jair Bolsonaro, o Congresso e o STF depois que, mais uma vez, o presidente participou de atos antidemocráticos. O presidente deve anunciar hoje o novo diretor-geral da Polícia Federal, depois de ter a nomeação de Alexandre Ramagem, amigo da família, impedida pelo Supremo. O país acaba de ultrapassar a marca de 100 mil infectados pela Covid-19 e 7 mil mortos. Esses números pressionam, cada vez mais, o sistema de saúde das capitais. Por causa do avanço da doença, alguns estados prometem anunciar prorrogação da quarentena e ampliar das restrições. Após mais uma semana de filas nas agências da Caixa por causa do auxílio emergencial, as agências terão agora horário de atendimento estendido. O podcast O Assunto conversou com Bernardinho e o filho Bruno, estrelas do vôlei, sobre as transformações provocadas pelo coronavírus no esporte e na vida.

Contramão da democracia

O presidente jair Bolsonaro durante manifestação ao seu favor no Palácio da Alvorada, na cidade de Brasília, DF, neste domingo. — Foto: Wagner Pires/Futura Press/Estadão Conteúdo

O presidente jair Bolsonaro durante manifestação ao seu favor no Palácio da Alvorada, na cidade de Brasília, DF, neste domingo. — Foto: Wagner Pires/Futura Press/Estadão Conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro voltou a participar de uma manifestação antidemocrática e inconstitucional, em Brasília, na manhã de domingo (3). O ato tinha faixas que pediam o fechamento do STF e intervenção militar.

Em discurso aos manifestantes, o presidente – num tom de desafio aos demais poderes – pediu a Deus para não ter problemas esta semana porque, segundo afirmou, ‘chegou ao limite’. Ele não esclareceu o que isso significa. Manifestantes ainda hostilizaram a imprensa e agrediram com chutes e pontapés a equipe de jornalistas do jornal ‘O Estado de S.Paulo

Sem citar diretamente a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria geral da Polícia Federal, o presidente Jair Bolsonaro disse que não vai mais admitir interferências, mas não explicou como.

Bolsonaro volta a apoiar ato antidemocrático contra o STF e o Congresso, em Brasília
Bolsonaro volta a apoiar ato antidemocrático contra o STF e o Congresso, em Brasília

Comando da Polícia Federal

O delegado Alexandre Ramagem, impedido de assumir o comando da PF por decisão do ministro Alexandre de Moraes — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O delegado Alexandre Ramagem, impedido de assumir o comando da PF por decisão do ministro Alexandre de Moraes — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O Presidente Jair Bolsonaro informou que anunciará nesta segunda-feira (4) o novo diretor-geral da Polícia Federal. O escolhido pelo presidente, Alexandre Ramagem, diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), teve a nomeação suspensa pelo ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, antes da posse. Bolsonaro tem que apresentar outro nome.

Ramagem é amigo dos filhos do presidente. Além disso, segundo o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, Bolsonaro vinha manifestando interesse em trocar o comando da Polícia Federal para ter acesso às investigações, o que é considerada interferência política.

Por ter identificado indícios de que o presidente usaria o cargo para coletar informações de processos, Moraes decidiu tornar a nomeação inválida, porque a ação do presidente teria desrespeitado os fins que a lei e a Constituição preveem para atos públicos. No entender do ministro, houve o chamado desvio de finalidade.

Bolsonaro contesta o impedimento, manifestou insatisfação quanto à decisão, e fez ataques ao ministro Alexandre de Moraes na última semana.

Já a acusação de Moro é alvo de um inquérito da Polícia Federal, que contou com depoimento de Moro no fim de semana, em Curitiba. O ex-ministro apresentou, na ocasião, supostas provas da denúncia, entre as quais estão trocas de mensagens com Bolsonaro.

100 mil casos de Covid-19

Morte por coronavírus no Brasil até 3 de maio — Foto: Arte/G1

Morte por coronavírus no Brasil até 3 de maio — Foto: Arte/G1

A última atualização do Ministério da Saúde sobre os casos de coronavírus no Brasil mostrou que, desde o começo da pandemia, mais de 100 mil brasileiros foram infectados.

O balanço mais recente, de domingo (3), apontou 275 mortes em 24 horas. Os mortos passam de 7 mil, sendo a maioria no estado de São Paulo. A taxa de letalidade da doença é de 6,9 %.

O avanço da doença pressiona o sistema de saúde principalmente das capitais. O esgotamento de leitos de UTI para pacientes com coronavírus é uma ameaça no Rio de Janeiro e em estados do Norte do Nordeste do país. Manaus, além do colapso no SUS, parentes de vítimas fatais enfrentam o caos funerário.

Vista aérea do sepultamento em massa de vítimas de Covid-19 no cemitério do Parque Tarumã, em Manaus. — Foto: Michael Dantas/AFP

Vista aérea do sepultamento em massa de vítimas de Covid-19 no cemitério do Parque Tarumã, em Manaus. — Foto: Michael Dantas/AFP

Quarentena e restrições

CET faz bloqueio na Radial Leste, logo após a Avenida Aricanduva, para distribuição de panfletos com orientações sobe o coronavírus — Foto: Reprodução/TV Globo

CET faz bloqueio na Radial Leste, logo após a Avenida Aricanduva, para distribuição de panfletos com orientações sobe o coronavírus — Foto: Reprodução/TV Globo

Para tentar frear o ritmo de contágio da Covid-19 estados adotam estratégias que incluem desde a prorrogação dos decretos de isolamento social até bloqueios em ruas para forçar moradores a ficarem em casa.

O atual decreto da quarentena no Ceará, por exemplo, tem validade até terça-feira (5), mas o governador Camilo Santana disse que vai prorrogá-lo. O decreto em Alagoas vence no mesmo dia e o governo também informou que será estendido até 15 de maio.

No Maranhão será adotado o mecanismo chamado ‘lockdown’ em cidades da região metropolitana de São Luís. A medida prevê, que é o bloqueio total das atividades a partir de terça. O governo do Pará avalia adotar a mesma medida.

Em São Paulo, já nesta segunda-feira, a prefeitura vai fazer bloqueios em ruas da capital para forçar os moradores a ficarem em casa. No fim de semana, a taxa de isolamento ficou pouco acima dos 50% – bem abaixo do recomendável, de 70%.

O Assunto

O podcast traz o depoimento de Bernardinho e Bruno, pai e filho campeões do vôlei, sobre a separação das famílias e as transformações, não só no trabalho, mas também na vida durante o isolamento social. Eles contam o que fazem para tentar manter a rotina e uma relação saudável durante a quarentena.

Auxílio de R$ 600

Filas nas agências da Caixa provocam aglomerações e confusão; trabalhadores dormem nas filas — Foto: Bruno Veiga Arquivo Pessoal

Filas nas agências da Caixa provocam aglomerações e confusão; trabalhadores dormem nas filas — Foto: Bruno Veiga Arquivo Pessoal

Depois de uma semana de muitos relatos de trabalhadores sobre dificuldades para saque do dinheiro do auxílio emergencial oferecido pelo governo durante a crise, a Caixa Econômica Federal vai ampliar a partir de agora o horário de atendimento em toda a sua rede de agências.

Com a medida, as unidades passarão a funcionar das 8h às 14h, duas horas mais cedo. Desde 22 de abril, 1.102 agências já vinham funcionando neste horário.

Leia também…

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA NO G1

CIÊNCIAS: A TEORIA DE GAIA ESTABELECE QUE A TERRA É UM GRANDE ORGANISMO VIVO QUE SE AUTORREGULA E ELIMINA OS SEUS DETRITOS

O destaque da nossa coluna CIÊNCIAS desta quinta-feira é uma análise sob a ótica da Teoria de Gaia, criada pelo cientista inglês James Lovelock, sobre papel do novo coronavírus no grande organismo chamado terra, que é visto como um dos elementos que surgiram para favorecer a regulagem de um sistema em desequilíbrio. Convido você a ler o texto completo a seguir e tirar as suas conclusões!

O novo coronavírus e a hipótese de Gaia

A partir da teoria de Gaia, criada pelo cientista inglês James Lovelock, o novo coronavírus pode ser visto como um dos elementos que surgiram para favorecer a regulagem de um sistema em desequilíbrio

  Terra: organismo capaz de se autorregular, tal qual os seres vivos. Crédito: Nasa/GSFC/NOAA/USGS/Wikimedia

Ciência ampla e complexa, a ecologia é a parte da biologia que tenta explicar o funcionamento de toda a natureza. A teoria de Gaia é uma hipótese da ecologia que estabelece que a Terra é um imenso organismo vivo. Elaborada pelo cientista inglês James Lovelock, em 1979, ela nos ensina que nosso planeta é capaz de obter energia para seu funcionamento, enquanto regula seu clima e temperatura, elimina seus detritos e combate suas próprias doenças – ou seja, assim como os demais seres vivos, um organismo capaz de se autorregular. De acordo com a hipótese, os organismos bióticos controlam os organismos abióticos, de forma que a Terra se mantém em equilíbrio e em condições adequadas para sustentar a vida.

Entender as relações homem-natureza requer uma contextualização espaço-temporal que inclui uma breve reflexão histórica da ocupação espacial do homem na Terra. O nomadismo, que durou milhares de anos, foi a primeira forma de sobrevivência da humanidade. O início da atividade agrícola, há 10 mil anos, fixou o homem, tornando-o sedentário.

Com o passar dos tempos, o sedentarismo aliado ao desenvolvimento tecnológico, sobretudo após a Revolução Industrial, permitiu que a população humana crescesse em ritmo exponencial. Consequentemente, os seres humanos passaram a ocupar, cada vez mais, áreas silvestres, florestas, com o intuito de explorar seus recursos para fins econômicos, especialmente no contexto contemporâneo. Assim, avançaram sobre ecossistemas naturais, transformando-os e destruindo espécies vegetais e animais.

Resiliência dos sistemas

Uma maior exposição humana, as zoonoses, enfermidades naturalmente transmissíveis entre animais e humanos, têm se verificado nesse processo. O vírus SARS-CoV-2, supostamente oriundo de morcegos, é um exemplo do que, hoje, assola o mundo e impressiona por sua velocidade de transmissão, seu potencial de perdas humanas e pelo elevado nível de incertezas que traz consigo. Ainda não há cura ou vacina para a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, tampouco há consenso quanto à possibilidade de reinfecção, entre outras questões. Vale lembrar que muitas florestas também constituem reservatórios de zoonoses e, portanto, os esforços para sua preservação ou uso sustentável devem ser respeitados, sob o risco de favorecer ocorrências futuras de novas pandemias.

Seres humanos e natureza são parte de um mesmo sistema, o sistema ecológico. E um dos conceitos importantes na ecologia é a resiliência dos sistemas, ou seja, a capacidade de uma pessoa ou sistema se recobrar facilmente ou se adaptar a crises ou mudanças. O professor e entusiasta da permacultura Rob Hopkins explica essa noção por intermédio da seguinte metáfora:

“Em uma sociedade resiliente, os principais ingredientes do bolo são produzidos localmente, apenas são importados os produtos para o toque final (cerejas cristalizadas e glacê, por exemplo). Em uma comunidade não resiliente, todos os ingredientes básicos são importados, e apenas cerejas cristalizadas e glacê são produzidos localmente. No caso de um choque energético (como o pico petrolífero), uma sociedade com baixa resiliência é, portanto, extremamente frágil, porque seu modo de vida depende quase inteiramente de um conjunto de sistemas sociotécnicos globais que exigem muito transporte e energia: cerejas e glacê não são suficientes para fazer o bolo.”

Monocultura: pressão sobre recursos naturais. Crédito: Piqsels

Circulação livre

A globalização mundial que faz do planeta uma imensa aldeia global, ao mesmo tempo que nos conecta com facilidade via internet, traz a evidência da dimensão finita de nossos recursos. Em artigo publicado na “Folha de S.Paulo” de 22/3/2020, o filósofo Domenico de Masi lembra que, há alguns anos, Kenneth E. Boulding, um dos pais da teoria geral dos sistemas, comentando a sociedade opulenta, afirmou: “Quem acredita na possibilidade do crescimento infinito num mundo finito ou é louco ou é economista”.

O novo coronavírus circula livremente pelo mundo globalizado. Desprovido de preconceitos quanto a raça, idade ou sexo, amplamente adaptável a todo tipo de clima ou ecossistema, livre até mesmo de barreiras alfandegárias, transita pela economia globalizada, causando estragos inimagináveis à saúde e à economia mundiais.

A teoria de Gaia permitiria supor que o SARS-CoV-2 é um dos elementos que surgiram para favorecer a regulagem de um sistema que estava em desequilíbrio. Para isso, a população humana estaria sendo reduzida, diminuindo a pressão por recursos naturais. Iniciada possivelmente por um morcego, a covid-19 é espalhada nos humanos a partir dos mais ricos, ou seja, a pequena porcentagem da população mundial que viaja de avião traz para a imensa maioria que não sai de seus municípios o vírus letal, que, com a elevada velocidade de contágio, inviabiliza sistemas de saúde, aumentando assustadoramente o número de vítimas.

Fortalecimento dos sistemas locais

No sentido de priorizar a raça humana no planeta, faz-se necessário aumentar nossa resiliência, o que pode ser feito fortalecendo-se os sistemas locais. Nesse sentido, é necessária a consolidação de ações locais, tais como a agricultura familiar, a economia solidária, a agroecologia as moedas locais, isto é, um movimento que vai parcialmente na contramão da globalização predominante. Tratar com respeito e dignidade sistemas locais nos lembra alguns ícones desse tipo de pensamento, como a engenheira agrônoma Ana Primavesi, que nos deixou no ano passado, aos 99 anos. Nascida na Áustria, adotou o Brasil após a Segunda Guerra Mundial. Defensora ferrenha da agroecologia, ela nos ensina:

“Ficamos cientes de que, onde a técnica se choca com as leis naturais, a natureza é que prevalece e domina. Devemos, portanto, reconhecer e aceitar esses limites, fazendo o máximo possível em favor de nossa terra. É bela a agricultura e a amamos mais ainda quanto mais vamos conhecendo a natureza. Acabamos com a ideia de que a terra é apenas fábrica de alimentos. A terra não é fábrica e não produz ilimitadamente.”

Ou seja, os recursos não são ilimitados e podem ser mais bem utilizados se o manejo agrícola for feito com o foco não na maximização de lucros, mas sim no aumento da resiliência.

Fontes citadas

Hopkins R. Manuel de transition: De la dépendance au pétrole à la résilience locale [Livro]. –  [s.l.] :Ecosociete Eds., 2010, p. 216.

Primavesi, A. M. Itaí, capítulo 13. Acesso em 26/3/2020.

* Heloisa Firmo e Renan Finamore são professores do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Drhima) da Escola Politécnica (Poli) e do Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social (Nides) da UFRJ

Continuar lendo CIÊNCIAS: A TEORIA DE GAIA ESTABELECE QUE A TERRA É UM GRANDE ORGANISMO VIVO QUE SE AUTORREGULA E ELIMINA OS SEUS DETRITOS

BOAS NOTÍCIAS: SE VOCÊ ESTÁ PENSANDO EM MUDAR DE CIDADE VEJA O TOP TEN DAS MELHORES CIDADES PARA MORAR NO BRASIL

Nesta terça-feira você vai conhecer o ranking das 10 melhores cidades para se morar no Brasil baseado no Índice de Desenvolvimento Humano, aqui na nossa coluna BOAS NOTÍCIAS, em meio a tanta notícia ruim nessa pandemia mundial. Mas é vida que segue e muitas pessoas em se mudar de cidade. Talvez esse seja um bom momento para planejar e avaliar. Por isso leia a reportagem completa a seguir que pode ajudar na sua decisão!

As 10 melhores cidades para se morar no Brasil: veja ranking

A grande campeã este ano é a cidade de São Caetano do Sul, no ABC Paulista, seguida de Águas de São Pedro – também no estado de São Paulo – e Florianópolis, em Santa Catarina. Brasília, a capital federal, aparece no nono lugar. (veja Top 10 abaixo)

O levantamento, feito desde 1993 pela Organização das Nações Unidas (ONU), analisa a qualidade de vida em todos os países utilizando critérios que compõem o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), uma métrica que se baseia nos indicadores de longevidade (expectativa de vida), renda (PIB per capita) e educação (taxa de matrícula e alfabetização).

A medição vai de 0 até 1. Os locais com índice acima de 0,800 são considerados acima da média. Já os com pontuação de 0,500 a 0,799 são medianos. E os que somam igual ou menos que 0,499 estão com o índice baixo.

O Brasil possui um IDH de 0,699 e está na 73ª posição no ranking mundial. Já a Noruega é o primeiro País da lista, tem IDH de 0,944.

Top 10 – melhores cidades brasileiras

10 – Curitiba – Paraná

Curitiba é uma das 10 cidades mais sustentáveis do mundo, sendo chamada de “capital ecológica brasileira” e “capital modelo”, com uma área verde de 64,5 metros quadrados (m²) por habitante.

Tem o ar brasileiro de melhor qualidade e já ganhou inúmeras premiações neste sentido. Pesquisa da OMS divulgada pela Prefeitura Municipal de Curitiba revela que a capital paranaense se destaca ao lado de Belo Horizonte e da região do Pontal do Paranapanema (São Paulo), com a taxa de poluição atmosférica abaixo da média de 20 microgramas por metro cúbico (m3).

Renda: R$ 1.581,04 (0,850)
Longevidade: 76,3 anos (0,855)
Educação: 0,768
IDHM Final: 0,823

9 – Brasília – Distrito Federal

Além de aparecer no Top 10 da ONU, a capital federal é a primeira colocada do País no ranking de qualidade de vida 2019 da Mercer e se mantém no topo há anos. Brasília repetiu os feitos de 2017, 2016, 2015 e 2012. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro e, em terceiro, está São Paulo. A pesquisa realizada pela Mercer – companhia global voltada aos recursos humanos – leva em consideração a qualidade de vida dos moradores em 450 cidades de várias partes do mundo.

Renda: R$ 1.715,11 (0,863)
Longevidade: 77,35 anos (0,873)
Educação: 0,742
IDHM Final: 0,824

8 – Joaçaba – Santa Catarina

Joaçaba é a terceira cidade de Santa Catarina do ranking e tem um importante centro industrial e comercial que a transforma em polo econômico e político do meio-oeste do Estado.

Ela também é referência na educação, como uma das cidades com índice zero de analfabetismo, além de destaque em itens como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

Renda: R$ 1.338,50 (0,823)
Longevidade: 78,44 anos (0,891)
Educação: 0,771
IDHM Final: 0,827

7 – Niterói – Rio de Janeiro

Além de estar em número 7 no ranking da ONU, o município de Niterói foi eleito o mais inteligente do Estado, segundo Connected Smart Cities. A avaliação de desempenho das cidades leva em consideração mais de 70 pontos definidos em 11 eixos: mobilidade; urbanismo; meio ambiente; energia; tecnologia e inovação; saúde; educação; economia; segurança; empreendedorismo; e governança.

Renda: R$ 2.000,29 (0,887)
Longevidade: 76,23 anos (0,854)
Educação: 0,773
IDHM Final: 0,837

6 – Santos – São Paulo

Santos é o maior município do litoral de São Paulo e conta com o maior porto da América Latina, que movimenta mais da metade do PIB do País. Está no Guinness Book como o jardim frontal de praia com o maior comprimento do planeta, com 5.335 metros de comprimento e largura entre 45 e 50 metros, um total de 218.800 mil metros quadrados (m²). O custo de hospedagem na região é tido como mais em conta, o que faz com que a cidade seja mais procurada para esse fim.

Renda: R$ 1.693,65 (0,861)
Longevidade: 76,13 anos (0,852)
Educação: 0,807
IDHM Final: 0,840

6 – Vitória – Espírito Santo

Vitória, capital do Espírito Santo, conserva boa parte do seu patrimônio arquitetônico e cultural, além da qualidade de suas praias. O que impulsiona a economia da cidade são os sete portos distribuídos pelo litoral, que possui 417 km de extensão. Pelo menos 97,9% das crianças entre 5 e 6 anos estão na escola e 99% das residências têm luz elétrica, coleta de lixo e água encanada.

Renda: R$ 1.866,58 (0,876)
Longevidade: 76,28 anos (0,855)
Educação: 0,805
IDHM Final: 0,845

4 – Balneário Camboriú – Santa Catarina

A cidade tem cerca de 44 km² e 138 mil habitantes. Devido ao turismo e à construção civil foi apelidada como “Dubai brasileira”, em alusão à cidade dos Emirados Árabes que é famosa por seus prédios modernos e altos.

Bastante frequentada por chilenos, uruguaios, paraguaios e argentinos, chega a receber até 4 milhões de pessoas na alta temporada. Também é uma das áreas mais seguras do País. A maioria dos moradores acima de 18 anos tem o ensino fundamental concluído.

Renda: 0,854 (R$ 1.625,59)
Longevidade: 78,62 anos (0,894)
Educação: 0,789
IDHM Final: 0,845

3 – Florianópolis – Santa Catarina

A capital do estado de Santa Catarina, Florianópolis, é conhecida como um dos mais importantes pontos turísticos brasileiro. Tem quase 462 mil habitantes e 440 km². Conta com uma extensa rede de hotelaria, além de beach clubs, lojas e restaurantes.

O setor de serviços e tecnologia da informação também está em alta no município, o que tornou a cidade um dos locais mais propensos para o empreendedorismo no Brasil. Segundo dados da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), a região movimenta atualmente mais de 16 mil empreendedores.

Renda: R$ 1.798,12 (0,870)
Longevidade: 77,35 anos (0,873)
Educação: 0,800
IDHM Final: 0,847

2 – Águas de São Pedro – São Paulo

Localizada no Estado de São Paulo, Águas de São Pedro é uma pequena cidade de apenas 3,2 km² e 3.100 mil habitantes, a 182 km da capital. O município tem o melhor indicador de educação do Brasil e de uma das expectativas de vida mais altas. É uma fundamental estância hidromineral e tem como sua principal fonte de renda o turismo.

Renda: R$ 1.580,72 (0,849)
Longevidade: 78,37 anos (0,890)
Educação: 0,825
IDHM Final: 0,854

1 – São Caetano do Sul – São Paulo

O município de São Caetano do Sul, também situado no Estado de São Paulo, no ABC paulista, e ocupa a primeira posição nesse ranking. Com 157 mil habitantes e apenas 15 km², tem 100 mil veículos circulando. É também o município com o 48º maior Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil.

Renda: R$ 2.043,74 (0,891)
Longevidade: 78,2 anos (0,887)
Educação: 0,811
IDHM Final: 0,862

Com informações do Estadão

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: SE VOCÊ ESTÁ PENSANDO EM MUDAR DE CIDADE VEJA O TOP TEN DAS MELHORES CIDADES PARA MORAR NO BRASIL

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA NO G1

Por G1

 


Começam os saques em dinheiro da poupança digital do auxílio emergencial de R$ 600. Bolsonaro pode nomear Jorge Oliveira para o Ministério da Justiça e Alexandre Ramagem para chefiar a Polícia Federal. Executivos da Embraer falarão sobre o acordo fracassado da venda da sua divisão comercial para a Boeing. O podcast O Assunto traz a vida em quarentena de Selminha Sorriso e Claudinho, porta-bandeira e mestre-sala da Beija-Flor. E hoje tem a final do “BBB20”. Quem ganha: Manu, Rafa ou Thelma?

Saques em dinheiro

Auxílio emergencial de R$ 600 reais para trabalhadores informais — Foto: CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Auxílio emergencial de R$ 600 reais para trabalhadores informais — Foto: CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

A Caixa começa a liberar nesta segunda-feira (27) os saques em dinheiro do auxílio emergencial depositados nas poupanças digitais. Elas foram criadas para quem não recebe o Bolsa Família e não possui conta em nenhum banco.

A liberação dos saques em dinheiro segue um calendário, que começa hoje e vai até 5 de maio e depende da data de nascimento do beneficiário. Veja como sacar o auxílio de R$ 600.

Novo coronavírus

O Brasil registra 4.286 mortes e 63.100 casos confirmados da doença em todo o país, segundo balanço do G1 com as secretarias estaduais de Saúde. Veja as cidades com as maiores incidências de vítimas e infectados e a taxa de ocupação de leitos de UTI nos estados.

No mundo, são mais de 206 mil mortes e mais de 2,9 milhões de casos confirmados, segundo levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins. Os Estados Unidos são o país com mais vítimas (54 mil) e infectados (965 mil). Veja as últimas notícias sobre o impacto da pandemia pelo mundo.

Substituto de Moro

Jorge Oliveira atualmente é ministro da Secretaria-Geral da Presidência do governo de Jair Bolsonaro — Foto: Marcos Corrêa/PR

Jorge Oliveira atualmente é ministro da Secretaria-Geral da Presidência do governo de Jair Bolsonaro — Foto: Marcos Corrêa/PR

O atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, deve ser o substituto de Sergio Moro no Ministério da Justiça. Já a diretoria-geral da Polícia Federal deve ser ocupada por Alexandre Ramagem, atual chefe da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Ambos são próximos dos Bolsonaros e trabalharam para a família.

O Assunto

O casal mestre-sala e porta-bandeiras Selminha Sorriso e Claudinho desfila junto há quase três décadas – há 25 anos só na Beija-Flor. Agora, em tempos de isolamento social, foram obrigados a dançar separados, cada um em sua casa. Em conversa com Renata Lo Prete, a dupla relata como faz para dançar junto, mesmo de longe. Selminha Sorriso e Claudinho contam como está a vida onde moram, o que querem fazer quando o isolamento acabar e o que esperam para o Carnaval de 2021. Ouça o podcast:

Boeing x Embraer

Unidade da Embraer em Eugênio de Melo, em São José dos Campos, foi ampliada e passará a ter 4 mil funcionários — Foto: Embraer/Divulgação

Unidade da Embraer em Eugênio de Melo, em São José dos Campos, foi ampliada e passará a ter 4 mil funcionários — Foto: Embraer/Divulgação

Um negócio frustrado de US$ 5,2 bilhões. Após a Boeing comunicar no sábado (25) que desistiu de comprar 80% da divisão comercial da Embraer, a empresa brasileira fará uma teleconferência nesta segunda (27) para dizer quais medidas tomará após o fracasso da venda.

De um lado, a Boeing afirma que a Embraer não cumpriu com as “condições necessárias” para o acordo. De outro, a brasileira diz que foi pega de surpresa pela decisão e acusa a americana de rescindir “indevidamente” o negócio, “fabricando falsas alegações”. Entenda toda a polêmica do acordo que não deu certo.

Ontem, a fabricante brasileira de aviões anunciou que trabalha para ajustar os seus níveis de produção e de despesas de capital para economizar recursos, a primeira medida após o rompimento do acordo.

Final do “BBB20”

Thelma, Babu, Rafa, Mari e Manu foram os cinco primeiros colocados do 'BBB20' — Foto: Reprodução/TV Globo

Thelma, Babu, Rafa, Mari e Manu foram os cinco primeiros colocados do ‘BBB20’ — Foto: Reprodução/TV Globo

Manu, Rafa ou Thelma: quem vai ganhar o prêmio de R$ 1,5 milhão? Enquanto a grande final do ‘BBB20’ não chega, relembre 10 momentos desta edição. O reality show deste ano ficou marcado por brigas, revelações, famosos (participando e torcendo), lives e recorde de votos no paredão.

Por falar em recorde de votos, a Globo abriu pela primeira vez o local onde votos são computados. O Data Center da Globo é capaz de receber até 1 milhão de votos por minuto; conheça.

BBB 20: Globo abre pela primeira vez local onde votos são computados; conheça o local

BBB 20: Globo abre pela primeira vez local onde votos são computados; conheça o local

Respirador econômico

Respirador econômico criado por engenheiros da USP pode ajudar no tratamento de pacientes com Covid-19 — Foto: Reprodução/Poli USP

Respirador econômico criado por engenheiros da USP pode ajudar no tratamento de pacientes com Covid-19 — Foto: Reprodução/Poli USP

Um respirador criado na USP foi aprovado em testes com humanos. O protótipo foi testado em pacientes do Hospital de Clínicas, e o projeto será enviado para aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O aparelho é feito em 2 horas e é 15 vezes mais barato do que o modelo mais barato do mercado, segundo a USP.

Rotina na quarentena

Jovens do Vidigal falam sobre o que sentem falta durante isolamento social

Jovens do Vidigal falam sobre o que sentem falta durante isolamento social

Moradores da favela do Vidigal, na Zona Sul do Rio, contam ao G1 sobre o que estão sentindo falta durante o isolamento social. Atividades simples — como um abraço nos amigos ou um passeio na praia — foram valorizadas pelos entrevistados.

O cantor e compositor Marcelo Camelo — Foto: Divulgação / Caroline Bittencourt

O cantor e compositor Marcelo Camelo — Foto: Divulgação / Caroline Bittencourt

Marcelo Camelo faz live direto de Portugal nesta segunda. O cantor do Los Hermanos faz transmissão em seu perfil no Instagram às 18h.

#Nem1praTrás

A mobilização #Nem1praTrás ganha mais reforços para o debate sobre a importância da educação amanhã, terça-feira (28), quando é comemorado o Dia da Educação. Várias atividades gratuitas serão transmitidas pela internet ou pela TV, já que o evento será online devido à pandemia do novo coronavírus. No total, 185 instituições e empresas fazem parte da mobilização.

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA NO G1

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEXTA-FEIRA NO G1

Por G1

 


O presidente Jair Bolsonaro exonerou o diretor-geral da PF, Maurício Leite Valeixo, levado ao cargo pelo ministro Sérgio Moro, que ontem ameaçou pedir demissão. Crise do coronavírus: mais 1,9 milhão de brasileiros recebem hoje o auxílio emergencial de R$ 600. O INSS começa a pagar a primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O podcast O Assunto explica o plano pós-pandemia do governo para recuperar a economia e analisa o “sumiço” do ministro Paulo Guedes. “Como fazer pão?” O G1 ouviu padeiros para responder à pergunta que bateu recorde de pesquisas no Google durante a quarentena. E as lives desta sexta.

Bolsonaro exonera diretor-geral da PF

diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Leite Valeixo, levado ao cargo pelo ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, foi exonerado do cargo. O decreto foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro – também contém o nome de Moro – e publicado no Diário Oficial da União.

Não há ainda um substituto para o comando da PF.

Moro afirmou na quinta ao presidente que deixaria o governo se o diretor-geral da PF fosse demitido, segundo informaram as colunistas do G1 e da GloboNews Cristiana Lôbo, Andreia Sadi e Natuza Nery.

Auxílio emergencial

Auxílio emergencial de R$ 600 reais para trabalhadores informais — Foto: Caio Rocha / FRAMEPHOTO / ESTADÃO CONTEÚDO

Auxílio emergencial de R$ 600 reais para trabalhadores informais — Foto: Caio Rocha / FRAMEPHOTO / ESTADÃO CONTEÚDO

A Caixa Econômica Federal paga hoje mais R$ 1,2 bilhão da 1ª parcela do Auxílio Emergencial para 1,9 milhão do total de pessoas elegíveis ao benefício, que se inscreveram pelo site e aplicativo. Até a noite de ontem, 45,9 milhões de cidadãos já se haviam se cadastrado para receber o benefício.

A Caixa informou que, desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento do Auxílio Emergencial de R$ 600, até as 9h de ontem já creditou R$ 23,5 bilhões para 33,2 milhões de brasileiros.

Aposentados e pensionistas

 — Foto: Marcos Santos / USP Imagens

— Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta sexta-feira a primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O pagamento, que em geral costumava ocorrer em julho, foi antecipado neste ano como uma medidas para reduzir o impacto da pandemia do novo coronavírus no país.

Para aqueles que recebem 1 salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre os dias 24 de abril e 8 de maio, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador. Segurados com renda mensal acima do piso nacional terão seus pagamentos creditados entre 4 e 8 de maio, conforme a Tabela de Pagamento 2020.

A economia e o sumiço de Guedes

O governo apresentou novas medidas econômicas nesta semana em meio à pandemia de Covid-19. Na cerimônia, faltou Paulo Guedes, ministro da Economia antes todo-poderoso do governo. Para explicar o conteúdo – ou a ausência de detalhes – do plano, Renata Lo Prete conversa com Carlos Alberto Sardenberg, comentarista de economia da Globo. Participa também o jornalista Thomas Traumann, autor de um livro sobre a trajetória de outros 14 ministros da Fazenda. Traumann responde onde está Guedes e como o ambiente político mudou para o ministro. Ouça:

Um mês de quarentena em SP

Isolamento social em São Paulo volta a ficar abaixo dos 50%

Isolamento social em São Paulo volta a ficar abaixo dos 50%

Epicentro da pandemia de coronavírus no Brasil, o estado de São Paulo completa hoje um mês de quarentena com uma taxa de isolamento social abaixo da ideal. Até ontem, foram registradas 1.345 mortes e 16.740 casos confirmados da doença em terras paulistas.

Em 24 de março, o governador João Doria (PSDB) decretou o isolamento social como medida para evitar a propagação do vírus. O comércio em geral foi obrigado a fechar, mas o funcionamento dos serviços essenciais foi mantido, como saúde, alimentação e segurança.

Apesar disso, a última atualização do índice de isolamento mostra que menos da metade da população aderiu às recomendações dos órgãos de saúde para ficar em casa e evitar sair às ruas sem necessidade. Mesmo assim, o governador anunciou a flexibilização da quarentena a partir de 11 de maio.

Linha de frente no divã

Profissionais de saúde do Hospital Raul Sertã, em Nova Friburgo, no RJ — Foto: Divulgação / Prefeitura

Profissionais de saúde do Hospital Raul Sertã, em Nova Friburgo, no RJ — Foto: Divulgação / Prefeitura

Enfrentar a rotina de UTIs lotadas, lidar com a falta de equipamentos de proteção nos hospitais, o medo de contágio, horas de plantão e o isolamento da família têm deixado muitos profissionais de enfermagem que atuam no front do tratamento contra o coronavírus com a saúde mental debilitada. A cada 11 minutos, um profissional de enfermagem busca atendimento psicológico.

Veja dados exclusivos que o G1 obteve com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e leia o relato dos profissionais que atuam nas unidades de saúde públicas e privadas no Rio de Janeiro.

Falta de equipamento em SP

Profissionais de saúde fazem ato contra falta de equipamentos de proteção em SP — Foto: Foto: Cecília Figueiredo/Sindsep

Profissionais de saúde fazem ato contra falta de equipamentos de proteção em SP — Foto: Foto: Cecília Figueiredo/Sindsep

Conselhos que representam os profissionais de medicina e de enfermagem de São Paulo registraram 1.639 queixas que vão da falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) às condições de trabalho em unidades de saúde públicas, privadas e filantrópicas do estado em tempos de coronavírus. Também foram feitas denúncias sobre “‘fluxo inadequado” de pacientes, falta de funcionários, casos de violência contra eles, entre outras.

  • Após morte do irmão com Covid-19, empresário de SP arrecada R$ 21 mil para fabricar e doar máscaras a profissionais de saúde

Adiou a aposentadoria para ajudar

Cícero Romão era enfermeiro há mais de 20 anos. — Foto: Reprodução / Redes sociais.

Cícero Romão era enfermeiro há mais de 20 anos. — Foto: Reprodução / Redes sociais.

O enfermeiro Cícero Romão de Souza, de 51 anos, morreu na quarta-feira (22) após complicações provocadas pelo novo coronavírus. Ele pretendia se aposentar depois que a pandemia passasse. Souza atuava no Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e há mais de 20 anos na Santa Casa de Mogi das Cruzes. Veja vídeo de homenagem de amigos dos bombeiros e do Samu.

  • Copeiro do hospital Albert Einstein se emociona com festa surpresa ao receber alta depois de 11 dias internado com Covid-19

Pão na pandemia

Zeca Ferreira, chefe padeiro do Zona Zen, ensina a fazer o brioche — Foto: Arquivo pessoal / Zeca Ferreira

Zeca Ferreira, chefe padeiro do Zona Zen, ensina a fazer o brioche — Foto: Arquivo pessoal / Zeca Ferreira

Pão francês, pão de forma, focaccia, brioche, pão árabe, pão australiano, pão de fermentação natural… A lista é extensa. E os brasileiros que estão em casa não querem abrir mão do pão fresquinho, tradicional no café da manhã. Neste mês, durante o isolamento social, a pergunta “Como fazer pão?” bateu recorde de pesquisas no Google. Por isso, o G1 conversou com os padeiros Iara Manin, da “Árvore do Pão”, e Zeca Ferreira, do “Zona Zen”, e pediu dicas e receitas fáceis para aprender a fazer pão em casa – sem necessidade de comprar qualquer máquina.

Fato ou Fake?

Coronavírus: fato ou fake — Foto: Arte / G1

Coronavírus: fato ou fake — Foto: Arte / G1

É #FAKE que chá com mistura de jambu, limão, alho e paracetamol cura a Covid-19. Mensagem circula principalmente em Manaus, onde o número de casos e de mortes desafia a capacidade de atendimento do sistema público. Especialistas dizem que bebida pode aliviar sintomas em pessoas com quadro leve da doença, mas não curá-la. Governo do AM diz que informação de que pacientes têm sido tratados com o chá é falsa.

Lives

Ludmilla, Simone e Simaria e Felipe Araújo fazem lives nesta sexta-feira (24) — Foto: Divulgação

Ludmilla, Simone e Simaria e Felipe Araújo fazem lives nesta sexta-feira (24) — Foto: Divulgação

Hoje tem Ludmilla, Simone e Simaria, Felipe Araújo e mais shows para ver em casa. Funk, sertanejo, música gospel, pagode e rap estão entre transmissões on-line. Veja horários.

  • TV de quarentena: programas de entretenimento voltam à ativa com gravações caseiras e sem luxo

Curtas e Rápidas – Coronavírus:

BBB 20

Manu Gavassi se classificou para a final após vencer prova com quiz — Foto: Reprodução / TV Globo

Manu Gavassi se classificou para a final após vencer prova com quiz — Foto: Reprodução / TV Globo

Manu Gavassi é a primeira finalista do ‘BBB 20’. A cantora venceu ontem a prova de perguntas e respostas sobre momentos marcantes da temporada. Babu, Rafa e Thelma formam o último paredão desta edição do reality show. O mais votado deixa o programa amanhã. Os outros dois disputarão a final com Manu na segunda-feira (27).

Custos da energia

O Ministério de Minas e Energia e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estudam recorrer a um empréstimo bancário para cobrir custos extras bilionários que levariam à alta das contas de luz em 2020. Objetivo da operação seria antecipar recursos para distribuidoras, que sofrem com redução de caixa devido à pandemia. Custos extras de 2020 seriam financiados em cinco anos.

Curtas e Rápidas:

  • “Predator: Hunting Grounds” coloca jogadores nos papéis de caçador alienígena e dos soldados do filme
  • Blog do Altieres Rohr: como baixar programas e jogos legítimos no computador

Previsão do tempo

Veja a previsão do tempo nesta sexta-feira (24) em todo o Brasil

Veja a previsão do tempo nesta sexta-feira (24) em todo o Brasil

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEXTA-FEIRA NO G1

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA QUINTA-FEIRA NO G1

Por G1

 


Estudo da Fiocruz mostra aumento expressivo nas internações por síndromes respiratórias neste ano e indica subnotificação dos casos de Covid-19 no Brasil. O governo recua e não vai mais antecipar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600. Suspensão de contratos e redução de salários e jornada já dominam convenções e acordos coletivos, mostra pesquisa. O podcast O Assunto discute o rastreamento de pessoas pelo celular para combater o novo coronavírus: quais os tipos de monitoramento e até onde a coleta de dados pode ir. E as lives de hoje.

Subnotificações

Estudo da Fiocruz mostra um aumento expressivo, fora dos padrões, de internações por síndromes respiratórias e, ao mesmo tempo, indica subnotificação da Covid-19. O número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é o maior desde 2010.

Até 4 de abril, o Brasil teve 33,5 mil internações por SRAG. O número está muito acima da média de 3,9 mil casos desde 2010. Supera em muito o surto de H1N1 em 2016, quando foram registrados 10,4 mil casos no mesmo período do ano.

Número de internações por síndromes respiratórias é muito maior neste ano, o que indica uma subnotificação de casos de Covid-19 — Foto: Guilherme Gomes / G1

Número de internações por síndromes respiratórias é muito maior neste ano, o que indica uma subnotificação de casos de Covid-19 — Foto: Guilherme Gomes / G1

O Assunto: rastreamento de pessoas

Como a tecnologia pode ser aliada no controle do novo coronavírus e ajudar na saída do isolamento social? Para falar sobre como governos estão discutindo o uso do rastreamento para a reabertura da economia e a volta gradual à normalidade, Renata Lo Prete conversa com Ronaldo Lemos, advogado e diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro. Lemos fala quais são os tipos de monitoramento e coleta de dados e até onde eles podem ir. Participa também o colunista do G1 Altieres Rohr, que explica como a coleta de dados é feita e fala sobre a privacidade dos usuários. Ouça:

Auxílio emergencial: segunda parcela

Governo não vai antecipar segunda parcela do auxílio de R$ 600

Governo não vai antecipar segunda parcela do auxílio de R$ 600

Segundo o ministério, como muitas pessoas nem sequer receberam a primeira parcela, seria necessária a abertura de crédito suplementar para garantir a antecipação.

Ajuda de R$ 600: filas e incertezas no DF

Tatiane das Neves com os três filhos — Foto: Arquivo pessoal

Tatiane das Neves com os três filhos — Foto: Arquivo pessoal

Mães que criam filhos sozinhas esperam pelo auxílio-emergencial durante pandemia no Distrito Federal. Elas relatam problemas com cadastro e no recebimento do benefício, a única chance de pagar as contas e comprar comida. Creches e escolas estão fechadas, e as mulheres dizem não ter onde deixar crianças.

Redução de salário e jornada

 — Foto: Economia G1

— Foto: Economia G1

Redução de jornada e salário e suspensão de contratos já dominam convenções e acordos coletivos. Pesquisa mostra que empresas estão recorrendo aos mecanismos autorizados pelo governo para evitar demissões durante a crise provocada pelo coronavírus.

Dificuldade para obter seguro-desemprego

Aplicativo da Carteira de trabalho digital — Foto: Divulgação

Aplicativo da Carteira de trabalho digital — Foto: Divulgação

Trabalhadores que perderam o emprego em plena pandemia do novo coronavírus estão relatando dificuldades para conseguir o seguro-desemprego. Com o fechamento das Superintendências Regionais do Trabalho, os desempregados estão tendo que fazer o pedido online.

Entre as queixas estão impossibilidade de concluir o pedido no site e aplicativo “Carteira de Trabalho Digital” e de obter informações pela central 158.

Política em tempos de pandemia

O presidente Jair Bolsonaro  — Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

O presidente Jair Bolsonaro — Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Em meio à crise do novo coronavírus, Bolsonaro decidiu mudar o rumo da articulação política do governo e tem se aproximado do “Centrão”, tentando antecipar as negociações sobre a sucessão de Rodrigo Maia (DEM-RJ) no comando da Câmara. Entenda no blog do Gerson Camarotti.

Indígenas em perigo

Um enawenê nawê, em Mato Grosso; índios são mais suscetíveis a morrer em uma epidemia do que população não-índia — Foto: Vincent Carelli/Vídeo nas Aldeias/Divulgação

Um enawenê nawê, em Mato Grosso; índios são mais suscetíveis a morrer em uma epidemia do que população não-índia — Foto: Vincent Carelli/Vídeo nas Aldeias/Divulgação

81 mil indígenas têm vulnerabilidade crítica em caso de exposição a Covid-19, aponta estudo. Povos indígenas não tiveram o mesmo contato com vírus que não-indígenas e, por isso, são mais suscetíveis à doença. Grupos com mais idosos e que estão mais distantes de UTIs têm maior vulnerabilidade.

Máscaras no Rio

Estátua do apresentador Chacrinha, na Zona Sul do Rio, usando máscara — Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

Estátua do apresentador Chacrinha, na Zona Sul do Rio, usando máscara — Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

Começa a valer decreto do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que obriga uso de máscaras no Rio de Janeiro. Para conscientizar a população, as estátuas de Chacrinha, Bellini e Gandhi receberam o adereço nesta quinta-feira (24). O item também passou a ser compulsório em Niterói, Duque de Caxias e Magé.

Erros e acertos ao usar máscaras

Os erros mais comuns no uso de máscaras para se proteger do coronavírus – e como usar corretamente. Uso inadequado da máscara pode aumentar risco de infecção. Cobrir completamente a boca e o nariz é essencial para a proteção.

Erros e acertos no uso da máscara de proteção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1

Erros e acertos no uso da máscara de proteção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1

Relaxamento na quarentena

retomada das atividades econômicas e cotidianas durante a pandemia precisará ser gradual, monitorada e acompanhada de medidas preventivas, como distanciamento social, limpeza das mãos e uso de máscaras em ambientes aglomerados, como o transporte público, segundo infectologistas ouvidos pelo G1. A transmissão do coronavírus ainda não está contida e poderá continuar infectando mais pessoas e pressionando o serviço público de saúde, que ainda não tem leitos e respiradores suficientes para tratar os pacientes. Entenda.

Lives de hoje

Maiara e Maraisa, Thiaguinho e Alexandre Carlo, do Natiruts, fazem lives nesta quinta-feira (23)  — Foto: Reprodução / Redes Socias / Divulgação

Maiara e Maraisa, Thiaguinho e Alexandre Carlo, do Natiruts, fazem lives nesta quinta-feira (23) — Foto: Reprodução / Redes Socias / Divulgação

Maiara e Maraisa, Thiaguinho, Thiago Brava, Fernanda Abreu, Céu e Alexandre Carlo, vocalista do Natiruts, estão entre as principais lives desta quinta-feira (24). Veja os horários e como assistir.

Dennis DJ

Dennis DJ — Foto: Divulgação

Dennis DJ — Foto: Divulgação

Se a live sertaneja é o maior fenômeno pop do Brasil na quarentena, Dennis DJ vem logo depois. O veterano do funk que já fazia o circuito de rodeios do país agora virou do DJ oficial do “after” das transmissões online. O G1 falou com DJs e foi a uma balada no Zoom para saber sobre a música eletrônica na quarentena.

‘Gatonet’ de lives

Lives de Bruno & Marrone, copiadas da transmissão original, listadas no YouTube — Foto: Reprodução

Lives de Bruno & Marrone, copiadas da transmissão original, listadas no YouTube — Foto: Reprodução

“Gatonet” de lives engana fãs de sertanejos e rouba doações de combate ao coronavírus. Donos de canais com transmissões fake divulgaram QR codes e contas falsas para recebimento de doações que deveriam ser destinadas a famílias afetadas pela pandemia.

Dia de São Jorge

Dia de São Jorge com igreja lotada, em Quintino, em 2019 — Foto: Nathália Castro / TV Globo

Dia de São Jorge com igreja lotada, em Quintino, em 2019 — Foto: Nathália Castro / TV Globo

A pandemia de coronavírus provocou uma grande mudança nas homenagens a São Jorge, hoje, nas igrejas do Rio. Neste feriado, ao invés de paróquias lotadas, as portas estarão fechadas e as missas serão virtuais.

A Igreja Matriz de Quintino, na Zona Norte, que recebe todos os anos centenas de fiéis, desta vez ficará vazia. Mas haverá uma bênção virtual especial pela saúde dos devotos.

“Este ano, São Jorge vai abençoar os devotos em suas casas. Façam de suas casas a Igreja de São Jorge. Essa doença é muito perigosa, não saiam de casa, vamos demonstrar toda a devoção sem sair às ruas. O presente mais valioso que Deus nos deu foi a vida. Então, vamos valorizar esse presente. Quem ama cuida e São Jorge vai cuidar de todos, em seus lares”, disse padre.

Curtas e Rápidas:

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA QUINTA-FEIRA NO G1

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar